Posts

Itajaí – a capital do turismo náutico: Osmar José Vailatti

 

*Osmar José Vailatti
Diretor-presidente da ABIH-SC

Itajaí nos últimos anos tem adquirido uma projeção sem igual no que se refere a área náutica. O município, terceiro em arrecadação do estado, devido a sua força na construção naval, área portuária e pesca industrial, vê suas belezas naturais evidenciarem outra referência recentemente reconhecida por Lei, a de capital do turismo náutico.

Uma cidade muito bonita, agradável, simpática, e que está investindo em melhorias e infraestrutura para receber, cada vez melhor, os turistas que chegam, seja pelas rodovias, aeroporto ou pelas embarcações que atracam nas marinas e no porto.

Itajaí tem conquistado também a simpatia no contexto da realização e presença do esporte náutico nacional e internacional, divulgando desta forma a cidade, a região e o estado. Basta observar os números da última edição da Volvo Ocean Race, onde mais de 430 mil pessoas passaram pela Vila da Regata, única parada da América Latina. Ao todo, o evento impactou a economia em mais de R$ 83 milhões. Foram três edições de sucesso e reflexos positivos em visibilidade, geração de negócios e atração de novos investimentos.

Esta performance, foi e continua sendo muito importante para os hotéis e equipamentos de hospedagem. É visível o otimismo dos empreendedores hoteleiros que investem pesado na construção de novos hotéis ou na reforma dos atuais empreendimentos. As melhorias visam atender e oferecer qualidade de acomodações, mais opções de lazer para turistas e visitantes e consequentemente a melhora de uma diária média, dos seus equipamentos e do índice de ocupação.

Uma contribuição de mão dupla – poder público e iniciativa privada – aliado a uma inteligência na prospecção de eventos para a cidade de Itajaí, são ações que fortalecem, evidentemente, a hotelaria e a economia como um todo. É bom lembrar que a receita gerada pelo turismo aumenta a oferta de empregos, constrói creches, escolas, equipa hospitais e reforça a segurança.

Itajaí que já é reconhecida nacionalmente como uma das maiores economias do país, está de parabéns pela forma como vem mostrando sua preocupação em melhor receber os turistas. Que venham muitos eventos e turistas para a nossa Capital da Construção Naval e do Turismo Náutico.

 

Fonte: Regata News

Presidente Jair Bolsonaro recebe entidades do Turismo

 

O presidente Jair Bolsonaro recebeu nesta quarta-feira (24) no Palácio do Planalto, 27 empresários e representantes das principais entidades do setor do Turismo. Acompanhados do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, eles apresentaram reivindicações para impulsionar essa cadeia produtiva no país. O grupo, liderado pelas entidades do setor, busca apoio político para dar celeridade a projetos do setor em tramitação no Congresso Nacional. “Sabemos muito bem onde estamos em relação ao turismo e onde queremos chegar e como chegar. A gente vive um novo no Brasil, momento de economia liberal, certamente o ambiente de negócios vai melhorar muito daqui para frente e temos propostas que vão realmente trazer esse investimento do capital financeiro para o Brasil”, disse o ministro. Manoel Linhares, presidente da ABIH Nacional, contou que foram apresentados os dez pleitos do setor para acelerar o crescimento do Turismo no Brasil. “Em momento descontraído, lembrei a ele que a avó da primeira dama foi hoteleira na cidade de Crateus no Ceará, proprietária do Hotel Oriente”, disse. “O presidente reconhece a importância do Turismo e assumiu o compromisso de acompanhar o andamento destes projetos de perto”, complementou.

O presidente Jair Bolsonaro com Manoel Linhares, presidente da ABIH Nacional

O presidente Jair Bolsonaro com Manoel Linhares, presidente da ABIH Nacional

Entre os projetos destacados, está a instituição de áreas especiais de interesse turístico, o que, segundo ele, engloba medidas de desburocratização e simplificação de licenças, “sobretudo ambientais”, em áreas com vocação para o turismo. Marcelo Álvaro Antônio cita como exemplo Cancún, no México, que é uma área de interesse turístico que atrai mais de 20 milhões de turistas estrangeiros por ano.

O presidente Jair Bolsonaro entre Edmar Bull e Geraldo Rocha, da Abav Nacional

O presidente Jair Bolsonaro entre Edmar Bull e Geraldo Rocha, da Abav Nacional

A meta do Ministério do Turismo é dobrar o número de visitantes estrangeiros no Brasil, que hoje é de cerca de 6 milhões ao ano, impulsionar mais os turismos de eventos e corporativo e fazer crescer o turismo de lazer.

 

Fonte: Mercado&eventos

Cresce a participação do Turismo no PIB nacional

 

Mercado de viagens já é responsável por mais de 8% da economia no Brasil e gera emprego para cerca de 7 milhões de trabalhadores.

Um estudo do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC, na sigla em inglês) evidencia benefícios do setor para a economia e a geração de empregos no Brasil. Segundo a pesquisa, elaborada pela consultoria britânica Oxford Economics, a contribuição ao Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 3,1% em 2018, totalizando US$ 152,5 bilhões (8,1%). Na medição anterior, de 2017, o turismo respondia por 7,9% das riquezas nacionais, apesar da injeção superior de divisas (US$ 163 bilhões).

Em relação ao volume de postos de trabalho, o mercado ocupou 6,9 milhões de pessoas, o equivalente a 7,5% do número global de vagas no país. O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, comemora os resultados e defende medidas para reforçar o potencial do setor e impulsionar a retomada do crescimento do país. “Ações como a facilitação de vistos, a melhoria da conectividade aérea, a modernização da Embratur e a criação de áreas especiais de interesse turístico têm forte impacto na atração de visitantes e vão elevar o aproveitamento da nossa oferta”, aposta.

No total, o impacto do turismo gerou uma participação de US$ 8,8 trilhões ao PIB mundial (10,4%), uma alta de 3,9%, superior à expansão da economia global (3,2%). O setor foi responsável por 319 milhões de empregos, tornando-se protagonista da abertura de 1 em cada 10 postos de trabalho. O crescimento do mercado de viagens ficou à frente de ramos como o de cuidados com a saúde (3,1%) e tecnologias da informação (1,7%), perdendo apenas para o de manufaturas (4%).

A presidente do WTTC, Gloria Guevara, avalia que os dados comprovam o papel transformador do turismo. “Pelo oitavo ano consecutivo, nosso setor superou a expansão da economia global, e registramos o segundo maior crescimento de qualquer setor do mundo. As cifras mostram o poder da nossa indústria como ferramenta para que os governos gerem prosperidade”, enfatiza.

O estudo do WTTC, principal consultoria independente de turismo no mundo, analisa 185 países de 25 regiões geográficas ou econômicas. A entidade, que reúne mais de 170 CEOs e presidentes das principais empresas de viagens e turismo do planeta, elabora avaliações sobre o desempenho do segmento. Os relatórios buscam aumentar a conscientização quanto à importância econômica e social do turismo, contribuindo para a tomada de decisões por gestores públicos e privados do ramo.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Informativo ABIH-SC 28 de fevereiro

No Informativo ABIH-SC de 28 de fevereiro você vai ler:

 

Novas diretrizes de acessibilidade em edificações de hospedagem;-REALGEM’S: 30 anos de tradição em amenities em destaque na Exprotel;-Treinamento de Camareira;-Gerenciamento do setor de governança;-Hotelaria catarinense recebe presidente do CONRERP 4 RS/SC;- Concurso de turismo gastronômico recebe inscrições até 5 de março; MTur carimba mais três projetos com Selo do Prodetur+Turismo;-Associados ABIH-SC!

 

MTur carimba mais três projetos com Selo do Prodetur+Turismo

 

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, entregou, na tarde desta quarta-feira (27), dois Selos Oficiais +Turismo para o município paulista de São Sebastião. A chancela de aprovação do MTur credencia projetos que pleiteiam financiamento junto aos bancos operadores do programa de crédito Prodetur+Turismo. Juntas, as duas propostas de estruturação do destino somam R$ 150 milhões.

O projeto das três marinas públicas, no valor de R$ 100 milhões, cria capacidade para receber até três mil embarcações com uma infraestrutura de padrão internacional para clientes e usuários. “Se pensarmos que cada embarcação de esporte e recreio gera, no mínimo, sete empregos, temos um grande potencial nesse sentido. Saímos do ministério extremamente animados e com uma perspectiva positiva por estes projetos representarem um salto de qualidade no turismo em toda a região”, comentou o prefeito Felipe Augusto.

O ministro do Turismo destacou a importância das iniciativas para impulsionar o turismo na região e contribuir para a geração de riqueza e postos de trabalho no país. “Desde que assumi o Ministério do Turismo, tenho como objetivo quebrar as burocracias que ainda travam o nosso setor. Vivemos em um país com um enorme potencial turístico mas precisamos proporcionar condições para que este potencial se desenvolva e contribua cada vez mais para a geração de emprego e renda no Brasil”, afirmou o ministro.

O segundo selo foi concedido ao projeto de construção de um aeroporto municipal, no valor de R$ 50 milhões, que tem como objetivo melhorar a conectividade do município para atrair mais turistas.

ECO PARK – Ainda na agenda do dia, o ministro concedeu o Selo + Turismo para o Eco Park Club, em Campo Grande (MS). O projeto, no valor de R$ 20 milhões, prevê a ampliação, qualificação e fortalecimento do empreendimento por meio da ampliação e qualificação da estrutura hoteleira, bem como a construção de um complexo aquático com piscina de ondas e outros atrativos.

“O estado se ressentia de não ter um parque aquático nos moldes de outros existentes que estão em funcionamento no país, mas esse projeto irá resolver essa questão. Além disso, vai contribuir para o avanço da atividade turística na capital sul-mato-grossense ao estimular que os turistas permaneçam mais tempo em nossa cidade”, explicou o diretor presidente do empreendimento, Cícero Ávila.

27.02.2019 selo campogrande

 

Fonte: Ministério do Turismo

Concurso de turismo gastronômico recebe inscrições até 5 de março

 

O 1º Concurso de Startups de Turismo Gastronômico, promovido pela Organização Mundial do Turismo (OMT) em parceria com o Centro Culinário Basco (CCB), da Espanha, está com inscrições abertas até o dia 5 de março.

O prêmio, que fará o anúncio do vencedor durante o 5º Fórum Mundial de Turismo Gastronômico, tem como objetivo reconhecer empreendedores responsáveis por ideias inovadoras e com potencial de integrar as duas áreas, estimulando a realização de viagens.

Os projetos devem focar tecnologias voltadas à superação de desafios no setor e estar ligados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas, como a redução de desigualdades. Os participantes precisam expor modelos de trabalho relacionados à sustentabilidade e ao envolvimento da cadeia produtiva local, além de agregar valor ao patrimônio cultural da região onde atuam.

O primeiro colocado conquistará um selo internacional e receberá acompanhamento do CCB da Espanha. A instituição acadêmica, filiada à OMT, possui um conselho formado por 11 dos principais chefs do mundo.

A seleção, aberta a empresas e pessoas físicas de todos os países por meio do link www.gastronomytourismventures.org. o anúncio dos três finalistas será feito no dia 1º de abril e o vencedor será conhecido no 5º Fórum Mundial de Turismo Gastronômico, de 2 a 3 de maio, na cidade espanhola de San Sebastián.

Fonte: FBHA

Turismo traça estratégia para fomentar cruzeiros no Brasil

 

Representantes das principais companhias de navios do mundo apresentam demandas para reduzir o custo operacional e desenvolver o setor.

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, traçou uma estratégia junto com os representantes das maiores empresas de cruzeiros do mundo para desenvolver o setor no Brasil. A pauta do encontro, realizado nesta quinta-feira (21), em Brasília, incluiu a redução do custo operacional para atrair mais navios e aumentar a oferta no país. O Brasil, que já chegou a ter 20 embarcações no seu litoral e mais de 800 mil cruzeiristas, atualmente tem sete navios e 420 mil passageiros.

“Vamos atacar os gargalos para que esse setor, que apresenta expansão no mundo todo, possa crescer também no Brasil”, comentou Marcelo Álvaro Antônio. De acordo com um estudo realizado pela FGV, a última temporada de cruzeiros (2017/2018) movimentou R$ 1,8 bilhão e gerou 27,7 mil empregos na economia brasileira. Apesar de os números serem impactantes, eles são extremamente baixos se comparados com o contexto internacional.

O Brasil, com uma população de 207 milhões de habitantes, responde por apenas 0,25% do número de cruzeiristas no mundo. A título de comparação, a Austrália, com uma população de 25 milhões de pessoas, recebe 36 navios e 1,3 milhão de cruzeiristas, o equivalente a 5,3% do mercado global.

As demandas apresentadas pelo setor envolvem ainda a redução de impostos e taxas operacionais, bem como a melhoria da infraestrutura na área. O ministro do Turismo firmou o compromisso de levar o pleito à equipe econômica do governo, a fim de buscar soluções para permitir o desenvolvimento do setor no Brasil. “Não faz sentido, com o litoral que temos, receber apenas sete navios numa temporada curta e responder por menos de 0,24% dos cruzeiristas do mundo”, afirmou o ministro.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Itajaí Será a Única Parada do Sul do Brasil para Embarque e Desembarque da MSC

 

MSC Preziosa

Itajaí será a única cidade do Sul do Brasil para embarque e desembarque no cruzeiro MSC Sinfonia. O anúncio inédito foi feito nesta segunda-feira (11), em São Paulo, após dois anos de negociações da Secretaria Municipal de Turismo para reinserir o município na rota dos cruzeiros. A novidade inicia na próxima temporada, em dezembro, com destino ao Uruguai e Argentina.

Pela primeira vez Itajaí irá operar com a MSC, a maior empresa privada de cruzeiros do mundo. De acordo com o secretário municipal de Turismo, Evandro Neiva, já foram confirmadas 13 escalas do sofisticado MSC Sinfonia na cidade na temporada 2019/2020. “Nós assumimos esse desafio de resgatar, fortalecer e ampliar essa importante atividade turística em Itajaí. Temos um grande projeto para construção de um novo terminal de cruzeiros e estamos muito felizes que a MSC tenha reconhecido o potencial de Itajaí e nos inseriu em sua rota”, destaca.

Como o atual píer turístico construído em 1999 e não comporta mais o novo padrão de transatlânticos em operação no Brasil e no mundo, os embarques e desembarques do MSC Sinfonia serão realizados no berço 4 do Porto de Itajaí.

Segundo Neiva, o município negociava há dois anos a recolocação de Itajaí na rota dos cruzeiros e contou com o apoio da Cruise Lines Internacional Association (CLIA) no Brasil, principal autoridade da comunidade global de cruzeiros marítimos.

“Itajaí estava excluída da lista de opções das operadoras de cruzeiros e nós provocamos isso novamente. Fomos em busca de oportunidades. É um ganho para cidade, para a economia e para o crescimento das mais diversas frentes turísticas que se beneficiam com atividade”, afirma o secretário municipal.

MSC Sinfonia
A partir de dezembro e até março de cada ano, os itajaienses e turistas avistarão o sofisticado MSC Sinfonia entrando na Boca da Barra. Com capacidade para 2.600 hóspedes, o cruzeiro vem de Santos (SP) e fará um itinerário de sete noites que incluirá escalas em Montevidéu, no Uruguai, e em Buenos Aires, na Argentina.
O sofisticado transatlântico de 274,9 metros de comprimento e 54 metros de altura, oferece luxuosas cabines e o melhor da culinária mediterrânea. O navio possui 11 bares e lounges, instalações desportivas, hidromassagens, piscinas, um teatro – onde são apresentados espetáculos ao estilo Broadway todas as noites -, discoteca, espaço kids e teens, SPA e salão de beleza.

 

Fonte: Santur

Cadastur atinge recorde de 80 mil cadastros

 

Marca histórica é alcançada após 2 anos do início do trabalho de orientação e fiscalização, em parceria com órgãos de Turismo das 27 UFs.

Nesta segunda-feira (11), o Ministério do Turismo atingiu a marca histórica de 80 mil cadastros no Cadastur, cadastro nacional que reúne prestadores de serviços atuando legalmente no mercado de Viagens. O número é resultado do trabalho de sensibilização, orientação e fiscalização iniciado pela equipe de fiscais do MTur em 2017 em parceria com órgãos estaduais de turismo das 27 unidades da Federação.

Para dar continuidade à ampliação da regularização de empreendimentos do setor em todo o Brasil, os agentes do MTur desembarcaram nesta segunda-feira (11) em Ubatuba (SP) para visitar meios de hospedagem que atuam na cidade turística do litoral de São Paulo.

Para o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo do MTur, Aluizer Malab, “a primeira ação de 2019 reforça a conscientização sobre a importância do registro. Ganha o turista, que se sente mais seguro para contratar um serviço; ganha o estabelecimento, que passa a ser considerado legal perante o órgão máximo do setor no Brasil; e ganha o destino, que tem um mercado regularizado e legalmente estruturado”, ressalta.

O trabalho dos fiscais tem produzido resultados marcantes para o setor. No início de 2018, 64.591 prestadores estavam registrados junto ao MTur. A marca de 80 mil significa um crescimento de 24% em apenas um ano.

“Esse trabalho do ministério é importante para conscientizar as pessoas da necessidade do cadastro de seus estabelecimentos. A secretaria de Turismo de Ubatuba está comprometida com essa ação e vai orientar que os turistas procurem apenas estabelecimentos regularizados para se hospedarem”, afirma o secretário de Turismo do município, Luiz Bischof.

Além da formalização de meios de hospedagem, o cadastro também é obrigatório para outras seis categorias: agência de turismo; parque temático; acampamento turístico; organizadora de eventos; guia de turismo e transportadora turística.

A última ação de fiscalização da Pasta em 2018 ocorreu em Alto Paraíso de Goiás (GO), na Chapada dos Veadeiros. Na ocasião, a equipe visitou 89 estabelecimentos turísticos para incentivar o cadastro no Cadastur, além de orientar e notificar irregulares. A fiscalização contemplou, ainda, empreendimentos de São Jorge e Cavalcante.

BENEFÍCIOS – Pessoas físicas e jurídicas inscritas regularmente no Cadastur têm acesso a financiamento por meios de bancos oficiais, participação em programas de qualificação profissional promovidos pelo MTur, visibilidade nos canais oficiais de divulgação da Pasta, entre outras vantagens.

Quem for flagrado sem o registro ou com o cadastro fora do prazo de validade é considerado ilegal, será advertido e pode ser autuado pelos órgãos de controle. Caso não regularize sua situação, o empreendimento ou profissional podem ser penalizados com multa que pode chegar a R$ 854 mil.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Informativo ABIH-SC 07 de fevereiro

No Informativo ABIH-SC de 07 de fevereiro você vai ler:

 

Fornecedores têm novas formas de participar do Encatho;- Agemed – Convênio ABIH-SC – ;- Melhores Fornecedores da Hoteleria de 2018 Foram Escolhidos;-Ministro do Turismo reassume comando da Pasta nesta quinta-feira (7) ;-Evento em Blumenau – Festival Brasileiro da Cerveja;-O litoral para além das praias;- Hotel com torneira de chope no quarto e frigobar no chuveiro;-Associados ABIH-SC!

 

Leia também: Fornecedores têm novas formas de participar do Encatho