Posts

Itajaí Será a Única Parada do Sul do Brasil para Embarque e Desembarque da MSC

 

MSC Preziosa

Itajaí será a única cidade do Sul do Brasil para embarque e desembarque no cruzeiro MSC Sinfonia. O anúncio inédito foi feito nesta segunda-feira (11), em São Paulo, após dois anos de negociações da Secretaria Municipal de Turismo para reinserir o município na rota dos cruzeiros. A novidade inicia na próxima temporada, em dezembro, com destino ao Uruguai e Argentina.

Pela primeira vez Itajaí irá operar com a MSC, a maior empresa privada de cruzeiros do mundo. De acordo com o secretário municipal de Turismo, Evandro Neiva, já foram confirmadas 13 escalas do sofisticado MSC Sinfonia na cidade na temporada 2019/2020. “Nós assumimos esse desafio de resgatar, fortalecer e ampliar essa importante atividade turística em Itajaí. Temos um grande projeto para construção de um novo terminal de cruzeiros e estamos muito felizes que a MSC tenha reconhecido o potencial de Itajaí e nos inseriu em sua rota”, destaca.

Como o atual píer turístico construído em 1999 e não comporta mais o novo padrão de transatlânticos em operação no Brasil e no mundo, os embarques e desembarques do MSC Sinfonia serão realizados no berço 4 do Porto de Itajaí.

Segundo Neiva, o município negociava há dois anos a recolocação de Itajaí na rota dos cruzeiros e contou com o apoio da Cruise Lines Internacional Association (CLIA) no Brasil, principal autoridade da comunidade global de cruzeiros marítimos.

“Itajaí estava excluída da lista de opções das operadoras de cruzeiros e nós provocamos isso novamente. Fomos em busca de oportunidades. É um ganho para cidade, para a economia e para o crescimento das mais diversas frentes turísticas que se beneficiam com atividade”, afirma o secretário municipal.

MSC Sinfonia
A partir de dezembro e até março de cada ano, os itajaienses e turistas avistarão o sofisticado MSC Sinfonia entrando na Boca da Barra. Com capacidade para 2.600 hóspedes, o cruzeiro vem de Santos (SP) e fará um itinerário de sete noites que incluirá escalas em Montevidéu, no Uruguai, e em Buenos Aires, na Argentina.
O sofisticado transatlântico de 274,9 metros de comprimento e 54 metros de altura, oferece luxuosas cabines e o melhor da culinária mediterrânea. O navio possui 11 bares e lounges, instalações desportivas, hidromassagens, piscinas, um teatro – onde são apresentados espetáculos ao estilo Broadway todas as noites -, discoteca, espaço kids e teens, SPA e salão de beleza.

 

Fonte: Santur

Cadastur atinge recorde de 80 mil cadastros

 

Marca histórica é alcançada após 2 anos do início do trabalho de orientação e fiscalização, em parceria com órgãos de Turismo das 27 UFs.

Nesta segunda-feira (11), o Ministério do Turismo atingiu a marca histórica de 80 mil cadastros no Cadastur, cadastro nacional que reúne prestadores de serviços atuando legalmente no mercado de Viagens. O número é resultado do trabalho de sensibilização, orientação e fiscalização iniciado pela equipe de fiscais do MTur em 2017 em parceria com órgãos estaduais de turismo das 27 unidades da Federação.

Para dar continuidade à ampliação da regularização de empreendimentos do setor em todo o Brasil, os agentes do MTur desembarcaram nesta segunda-feira (11) em Ubatuba (SP) para visitar meios de hospedagem que atuam na cidade turística do litoral de São Paulo.

Para o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo do MTur, Aluizer Malab, “a primeira ação de 2019 reforça a conscientização sobre a importância do registro. Ganha o turista, que se sente mais seguro para contratar um serviço; ganha o estabelecimento, que passa a ser considerado legal perante o órgão máximo do setor no Brasil; e ganha o destino, que tem um mercado regularizado e legalmente estruturado”, ressalta.

O trabalho dos fiscais tem produzido resultados marcantes para o setor. No início de 2018, 64.591 prestadores estavam registrados junto ao MTur. A marca de 80 mil significa um crescimento de 24% em apenas um ano.

“Esse trabalho do ministério é importante para conscientizar as pessoas da necessidade do cadastro de seus estabelecimentos. A secretaria de Turismo de Ubatuba está comprometida com essa ação e vai orientar que os turistas procurem apenas estabelecimentos regularizados para se hospedarem”, afirma o secretário de Turismo do município, Luiz Bischof.

Além da formalização de meios de hospedagem, o cadastro também é obrigatório para outras seis categorias: agência de turismo; parque temático; acampamento turístico; organizadora de eventos; guia de turismo e transportadora turística.

A última ação de fiscalização da Pasta em 2018 ocorreu em Alto Paraíso de Goiás (GO), na Chapada dos Veadeiros. Na ocasião, a equipe visitou 89 estabelecimentos turísticos para incentivar o cadastro no Cadastur, além de orientar e notificar irregulares. A fiscalização contemplou, ainda, empreendimentos de São Jorge e Cavalcante.

BENEFÍCIOS – Pessoas físicas e jurídicas inscritas regularmente no Cadastur têm acesso a financiamento por meios de bancos oficiais, participação em programas de qualificação profissional promovidos pelo MTur, visibilidade nos canais oficiais de divulgação da Pasta, entre outras vantagens.

Quem for flagrado sem o registro ou com o cadastro fora do prazo de validade é considerado ilegal, será advertido e pode ser autuado pelos órgãos de controle. Caso não regularize sua situação, o empreendimento ou profissional podem ser penalizados com multa que pode chegar a R$ 854 mil.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Informativo ABIH-SC 07 de fevereiro

No Informativo ABIH-SC de 07 de fevereiro você vai ler:

 

Fornecedores têm novas formas de participar do Encatho;- Agemed – Convênio ABIH-SC – ;- Melhores Fornecedores da Hoteleria de 2018 Foram Escolhidos;-Ministro do Turismo reassume comando da Pasta nesta quinta-feira (7) ;-Evento em Blumenau – Festival Brasileiro da Cerveja;-O litoral para além das praias;- Hotel com torneira de chope no quarto e frigobar no chuveiro;-Associados ABIH-SC!

 

Leia também: Fornecedores têm novas formas de participar do Encatho

Evento em Blumenau – Festival Brasileiro da Cerveja

 

Título: Festival Brasileiro da Cerveja
Quando: 13/03/2019 à 16/03/2019 das 12:00hs
Onde: Parque Vila Germânica
Rua: Rua Alberto Stein, 199
CEP: 89036-200
Cidade: Blumenau
Categoria: Gastronomia
Região: Vale Europeu
Responsável: ABLUTEC / Parque Vila Germânica / Secretaria de Turismo
Telefone: 47 3381-7878 / 3381-7700
E-mail: contato@festivaldacerveja.com
Site do Evento: http://www.festivaldacerveja.com/

Descrição

Foram diversas conquistas, histórias e resultados que colocaram o Festival no mais alto patamar dos eventos cervejeiros do mundo! O festival da cerveja foi crescendo gradativamente. Hoje são mais de 800 rótulos à disposição dos visitantes, comercializados em 130 estandes. Em 2018 foram oferecidas 10 palestras, além de um dia inteiro de Seminário Técnico com diversos profissionais de renome, recebendo centenas de pessoas. Há um grande empenho em difundir conhecimento e levar às pessoas conteúdo de qualidade sobre o mundo cervejeiro. A programação oficial contou ainda com o Beer Pairing, um evento com propósito de: harmonizar a cerveja e o alimento de forma que juntos resultem em um novo sabor.

Horários:
Quarta a sexta-feira das 19h à 1h.
Sábado das 15h às 2h.

Ingressos:
Quarta e quinta-feira: R$ 12
Sexta: R$ 30
Sábado: R$ 36.

A Feira:
A Feira Brasileira da Cerveja acontece paralelamente ao Festival e, já na sua primeira edição, foi um sucesso. Criado em 2016, o evento nasceu com o objetivo de otimizar o tempo e maturar os negócios entre indústrias e produtores. Em 2017 foi ampliado para 5.000 m2 para exposição de máquinas, equipamentos e insumos.

O Concurso:
Diversas marcas disputam o fino paladar do júri de especialistas renomados no Brasil e no mundo. O concurso é consagrado mundialmente.

*Programação sujeita a alteração.

Fonte: Santur

Ministro do Turismo reassume comando da Pasta nesta quinta-feira (7)

Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, saudou os parlamentares integrantes do colegiado em solenidade realizada em Brasília nesta quarta-feira (06).

Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, saudou os parlamentares integrantes do colegiado em solenidade realizada em Brasília nesta quarta-feira (06).

 

Ministro Marcelo Álvaro Antônio lidera instalação da maior frente parlamentar da história do Congresso Nacional; FrenTur abriu trabalhos nesta quarta-feira (06) com mais de 300 parlamentares.

 

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, retoma o comando do Ministério do Turismo nesta quinta-feira (7). A nomeação publicada no Diário Oficial da União oficializa o retorno à Pasta um dia depois de tomar posse como deputado federal eleito para a 56ª Legislatura do Congresso Nacional.

Na manhã desta quarta-feira (6), Marcelo participou da reinstalação da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo (FrenTur), hoje o maior colegiado do tipo no Congresso Nacional, com mais de 300 parlamentares, e primeira a ser instalada nesta legislatura. A solenidade deu início aos trabalhos do grupo em prol do desenvolvimento do setor de viagens nos próximos quatro anos. Juntos, os membros acompanham as proposições de interesse do setor na Câmara e no Senado, defendendo medidas que contribuam para a geração de emprego e renda por meio do desenvolvimento do mercado de Viagens no Brasil.

Além do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, participaram da solenidade de reinstalação da Frentur o secretário-executivo do Ministério do Turismo, Daniel Nepomuceno; o secretário nacional de Integração Interinstitucional, Bob Santos; e o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, Aluizer Malab, além de parlamentares e executivos do trade.

Entre os principais projetos que estão sendo discutidos pelo grupo, estão as iniciativas contempladas na agenda estratégica do Ministério do Turismo na gestão Jair Bolsonaro, com foco na melhoria do ambiente de negócios do turismo nacional e na potencialização da atração de investimentos para o Brasil.

O ministro Marcelo ressaltou que importantes pautas do setor dependem da aprovação do Congresso Nacional, como a abertura total das aéreas ao capital estrangeiro, a modernização da Lei Geral do Turismo e a transformação da Embratur em agência. “O turismo reúne as melhores condições para alavancar o desenvolvimento do Brasil. Uma série de outros países, como Espanha e Portugal, servem de exemplo. Vamos seguir esse caminho”, comentou. Durante a solenidade, o ministro recebeu uma homenagem da Frentur pelos trabalhos prestados ao setor enquanto membro da frente parlamentar e, agora, na condução do Ministério do Turismo. Essa é a primeira vez que o colegiado homenageia um de seus integrantes.

Para o presidente da frente parlamentar, Herculano Passos, o ano de 2018 foi encerrado com duas vitórias importantes, o que abre um panorama extremamente positivo para os trabalhos de 2019. “Conseguimos convencer o governo federal a manter o Ministério do Turismo como pasta independente e ainda tivemos um dos membros da Frente do Turismo escolhido para comandar o Ministério, com a nossa chancela. Além de termos atingido esse grau de força e reconhecimento, ainda ganhamos um grande parceiro, que tem excelente trânsito junto ao Executivo Federal e que sabe exatamente como o Legislativo funciona. Nós da FrenTur vamos construir um Brasil melhor, com turismo forte e em conjunto com o Ministério do Turismo”, disse, ao elogiar o comando de Marcelo Álvaro Antônio à frente da Pasta.

Passos ainda reforçou o apoio ao comandante do ministério: “o ministro Marcelo tem todo o apoio dos parlamentares da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo pela sua liderança e dedicação pelo turismo nacional”, disse. Os préstimos pelo trabalho do ministro foram registrados também por Felipe Carreras, deputado federal e ex-presidente do Fornatur: “Temos tudo para desenvolver o turismo no Brasil e sob o comando do ministro Marcelo vamos conseguir destravar os gargalos do setor aqui no Congresso Nacional”, destacou.

COMPOSIÇÃO – O colegiado é presidido pelo deputado Herculano Passos e tem os seguintes vice-presidentes, por Casa e por região: deputado federal Marx Beltrão (representante da Câmara dos Deputados), senador Veneziano Vital do Rego (representante do Senado), deputado federal Rogério Peninha (vice-presidente representando a região Sul), deputado federal Joaquim Passarinho (vice-presidente representando a região Norte), deputado federal Felipe Carreras (vice-presidente representando a região Nordeste), deputado federal Evair de Melo (vice-presidente representando a região Sudeste) e Magda Mofatto (vice-presidente representando a região Centro Oeste). Os deputados Lídice da Mata e Affonso Hamm são os secretários da Frentur.

CNC – O ministro do Turismo também se reuniu, na tarde desta quarta-feira (06), com lideranças do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Na pauta, os gargalos a serem vencidos para que o setor desenvolva todo o seu potencial e gere mais empregos no Brasil. “Agradeço ao apoio que tenho recebido de vocês, dos colegas parlamentares e do mercado. Vou transformar essa confiança em resultados. Enquanto alguns trabalham contra o desenvolvimento do país, eu prefiro focar minha energia em produzir”, firmou o ministro. O presidente da CNC, José Roberto Tadros, e o presidente do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da entidade, Alexandre Sampaio, foram os anfitriões do encontro.

 

Fonte: Ministério do Turismo

O litoral para além das praias

Conheça destinos litorâneos onde roteiros históricos e culturais são atrativos tão interessantes quanto os atributos de sol e mar.

 

Já pensou em ir a Fortaleza, Salvador, Florianópolis e Vitória sem pensar em praia? Para muitos turistas, os roteiros de história e cultura são o principal motivo de viagem para essas capitais, uma amostra da diversidade de oferta turística no Brasil.

De acordo com o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, a diversificação do mercado aumenta o tempo de permanência do turista no destino, “mas para isso é preciso estruturar roteiros competitivos”. Quanto mais diferenciada e exclusiva for a oferta turística, o turista terá mais opção de escolha, influenciando a tomada de decisão por aumentar o período de visitação na cidade: “além de ficar mais tempo viajando, ele pode optar por voltar ao destino em busca de novidades. Hoje, o turista busca experiências que incluem vivenciar a cultura do local visitado”, diz.

01.02.2019 catedral e mercado central fortaleza jadeQueiroz
Catedral de Fortaleza e Mercado Central, ao fundo, compõem roteiros culturais da capital. 

Com 13 museus, igrejas, praças famosas, além de mercados público e de artesanato, a capital cearense prepara roteiros para atrair os visitantes ao centro de Fortaleza. A cidade que tem recebido cada vez mais turistas brasileiros e estrangeiros em busca de sol e mar, quer levar os visitantes para conhecer também os atrativos históricos e culturais que estão pertinho das principais praias urbanas. Um dos projetos, já em fase de implantação, será executado através de uma linha especial de ônibus hop on hop off.

O modelo permite que o turista compre o bilhete para um determinado período, com várias opções de parada, podendo subir e descer do ônibus de dois andares nos diversos pontos turísticos do centro histórico. A proposta, segundo o secretário de Turismo de Fortaleza, Regis Medeiros, visa ampliar a oferta de atrativos para que o visitante fique mais tempo na cidade. Ele diz que os roteiros já existem, mas ainda são explorados timidamente pelas agências de receptivo. “Vamos divulgar e estruturar os roteiros para ampliar a visitação e explorar outros atrativos da cidade que vão além das praias”, explica Medeiros.

Quando desembarcou em Salvador há 15 anos, o francês Nicolas Saint Michel decidiu ficar e montou uma agência de receptivo para estrangeiros na capital baiana. Ele passou a mostrar a cidade da forma como gostou de conhecer: com uma proposta de imersão cultural na culinária, no candomblé, mercados e feiras livres. A agência, hoje, organiza passeios com informações em vários idiomas pelo Pelourinho, Cidade Baixa, Comércio e Ribeira. “É um turismo autêntico. Promovemos encontros sinceros e calorosos. O visitante descobre outros aspectos de Salvador. A Feira de São Joaquim é um dos locais favoritos dos turistas”, disse ele, que também faz excursões pela Colina do Bonfim e Península de Itapagipe, visitando os bairros populares banhados pela Baía de Todos os Santos.

Florianópolis, um dos destinos mais badalados do verão, com mais de 100 praias em torno da Ilha de Santa Catarina e noites agitadas, já encontrou um jeito diferente de atrair turistas ao centro histórico da capital. O passeio a pé percorre pontos turísticos dos mais tradicionais – como a Praça XV de Novembro, onde a cidade foi fundada, em 1662. No centro da praça está a Figueira Centenária e, entre os museus e prédios históricos, está o Palácio Cruz e Sousa, antiga sede do governo do estado.

Já o Largo da Alfândega recebe feiras de artesanato, produtos orgânicos e eventos culturais, além do tradicional Mercado Público, polo gastronômico e ponto de encontro da cidade. Fora do centro, o visitante ainda poderá conhecer distritos históricos como Santo Antônio de Lisboa, no caminho para as praias ao norte. Em direção ao sul, o distrito de Ribeirão da Ilha foi um dos principais portos de chegada dos imigrantes vindos da ilha dos Açores, em Portugal. Ambos preservam o casario colonial e fazem parte do roteiro gastronômico de Florianópolis.

Além do sol e do calor típicos de Vitória, com uma orla repleta de atrativos naturais, a capital capixaba também ferve nas noites de verão. O programa Mar da Música, com mais de 30 shows gratuitos, é uma das atividades culturais mais procuradas durante a alta estação. As apresentações artísticas ocorrem em diferentes pontos da capital capixaba, que também são atrativos turísticos: praça Getúlio Vargas, Curva da Jurema e Ilha das Caieiras, além da praia de Camburi, Prainha de Santo Antônio e Ilha do Boi. “O turista terá a chance de se familiarizar com aquilo que de melhor é produzido na cena musical local”, enfatiza o secretário municipal de Cultura, Francisco Grijó.

Outra opção fora do roteiro praiano é aproveitar a geografia acidentada da cidade para conhecer monumentos naturais, como a Pedra da Cebola, e mirantes com vistas deslumbrantes, além de dezenas de parques com opções de lazer para crianças e adultos. O mais antigo deles é o centenário Parque Moscoso, no Centro, e o mais novo é a Chácara Paraíso, no Barro Vermelho. Já no Mirante da Cidade, que está situado a 310 metros acima do nível do mar, no Parque da Fonte Grande, é possível ver o nascer da lua nas noites de lua cheia.

Fora da região central, a panela de barro de Goiabeiras, usada para fazer a moqueca capixaba, é um ícone da identidade local. A fabricação artesanal das panelas é repassada por gerações há mais de 400 anos. A técnica utilizada é de origem indígena. O ofício das paneleiras foi reconhecido como Patrimônio Cultural Brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

01.02.2019 montagem vitoria paneleiras

 

Fonte: Ministério do Turismo

Informativo ABIH-SC 31 de janeiro

No Informativo ABIH-SC de 31 de janeiro você vai ler:

 

ABIH-SC presente no lançamento do Observatório do Turismo;-10 anos de Encatho & Exprotel;- 32º Encatho & Exprotel;-ABIH-SC Digital – Nossos associados nas redes sociais ;-6ª Vindima de Altitude de Santa Catarina será lançada em Florianópolis;-Em janeiro, Brasil registra alta de 7% em voos internacionais;- Três iniciativas que estão mudando o jeito de viajar e de fazer turismo no Brasil;-Associados ABIH-SC!

 

Três iniciativas que estão mudando o jeito de viajar e de fazer turismo no Brasil

 

A forma como a operadora Vivejar atua no mercado de viagens e turismo, com atividades de turismo responsável e comunitário, foi reconhecida como a melhor prática de Turismo de Base Comunitária e Produção Associada ao Turismo do Brasil, de acordo com o júri do 1º Prêmio Nacional do Turismo. O vencedor foi escolhido entre 141 projetos inovadores que contribuíram para o desenvolvimento do turismo brasileiro nos últimos dois anos – entre eles, 46 iniciativas que estão mudando a experiência dos turistas e a vida das comunidades que recebem os visitantes com práticas que associam a produção local às atividades turísticas.

A operadora Vivejar é especializada em viagens que promovem experiências em parceria com comunidades tradicionais brasileiras. O foco da iniciativa é também o empoderamento feminino por meio do turismo, com o objetivo de oferecer, tanto aos viajantes quanto às comunidades e destinos que recebem os turistas, experiências transformadoras de impacto positivo. As expedições são realizadas em morros do Rio de Janeiro, na periferia de São Paulo, em áreas de produção de cerâmica do Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais, e em comunidades ribeirinhas do Amazonas e do Pará.

Entre os principais impactos que a Vivejar destaca através do turismo, além da parceria com os moradores para hospedagem e alimentação, está a capacitação e treinamento das pessoas da comunidade para atuar no turismo. O ciclo de geração de renda se inicia a partir de uma alternativa viável de atividade econômica, com o aumento da autoestima feminina e do papel das mulheres no sustento financeiro da família. “Nesses primeiros anos de operação, a Vivejar conseguiu gerar renda através do turismo em várias comunidades brasileiras. A intenção é que esses impactos positivos se multipliquem também entre os turistas”, disse a diretora Marianne de Oliveira Costa.

A Rota do Queijo Terroir Vertentes levou o segundo lugar da categoria. O projeto visa promover o desenvolvimento econômico e da gastronomia mineira dos 23 municípios que integram o Circuito Turístico Trilha dos Inconfidentes e Terroir Vertentes, gerando mais trabalho e renda para a região. O trabalho incentiva a criação de roteiros gastronômicos envolvendo pequenos produtores de queijo minas artesanal, queijos finos e queijo do reino, além de fomentar e valorizar a produção queijeira nos municípios do circuito turístico.

A rota propõe a integração das empresas de receptivo e produtores rurais através da criação de um sistema de gestão e comercialização, fortalecendo toda cadeia produtiva do turismo, em especial a da produção associada ao turismo. O queijo minas artesanal é patrimônio imaterial de Minas Gerais e atrai turistas de diversas partes do país para as fazendas do interior do estado. No roteiro, o turista embarca em uma deliciosa descoberta dos sabores locais, conhecendo as raízes da famosa gastronomia mineira. “Os principais resultados alcançados foram a valorização do produtor rural, aumento da renda familiar e geração de novos negócios e parcerias, além de o queijo passar a ser o principal produto turístico do destino”, destaca o gestor do roteiro, Marcus Januário.

A iniciativa classificada em 3º lugar foi a Rota Encantos Rurais de Quilombo (SC). O objetivo do produto é consolidar o Turismo Rural do município como um destino turístico de referência em Santa Catarina, por meio de um projeto sustentável nos aspectos social, ambiental e cultural. A rota aposta nos potenciais locais como águas termais, espaços de lazer, pequenas agroindústrias e belas paisagens. Todas as propriedades envolvidas no roteiro receberam orientações técnicas sobre os produtos, melhoria nos espaços, cursos de atendimento ao turista, segurança alimentar, manipulação de alimentos, organização da propriedade e embalagens.

“A rota proporcionou a formalização de pequenos negócios, como vinícolas e cachaçarias, e ainda motivou o retorno de jovens da cidade para o campo para ajudar os pais no projeto de turismo”, comemora a consultora do projeto, Sílvia Balduino. Outro aspecto positivo foi a geração de recursos para o destino. Em apenas um ano, cerca de 1.500 visitantes passaram pelas oito propriedades que fazem parte do roteiro turístico, entre grupos de estudantes, universitários, idosos, famílias, além de visitantes de outros estados e países.

BOAS PRÁTICAS – O Ministério do Turismo criou um Banco de Boas Práticas para divulgar as dez iniciativas com melhor classificação, por categoria, no 1º Prêmio Nacional do Turismo. O objetivo é dar visibilidade e multiplicar os casos de sucesso do setor, disponibilizando contatos, vídeos e materiais informativos apresentados pelos proponentes inscritos no certame. Das 241 propostas apresentadas, 70 podem ser consultadas NESTE LINK.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Informativo ABIH-SC 24 de janeiro

 

No Informativo ABIH-SC de 24 de janeiro você vai ler:

 

ABIH-SC empossa nova diretoria biênio 2019-2020;-ABIH-SC inicia a comercialização dos espaços na Exprotel;-Água Santa Rita, parceira ABIH-SC confirmada para o 32º Encatho & Exprotel;-Confira a Revista ABIH-SC na versão digital ;-Crescimento do turismo mundial pode chegar a 4% em 2019;-Destinos preparam a criação de distritos turísticos;- Flávia Didomenico comandará os destinos do Turismo Catarinense;-Associados ABIH-SC!

 

Leia também: ABIH-SC empossa nova diretoria biênio 2019-2020

Flávia Didomenico comandará os destinos do Turismo Catarinense!

 

Com 25 anos de experiência de atuação na área de turismo, Flavia Didomenico é a nova presidente da Santur. O anúncio foi feito na tarde de quinta-feira,17, pelo governador Carlos Moisés. A vice-governadora Daniela Reinehr também deu as boas-vindas à gestora.

“O desafio é muito grande, com a Santur não sendo apenas promotora do turismo de Santa Catarina, mas também absorvendo outras ações, como administração e planejamento. Vamos inovar na gestão do turismo em Santa Catarina”, afirmou a nova presidente.

Experiência

Especialista em Planejamento, Gestão e Marketing Turístico(2003) e Bacharel em Turismo e Hotelaria(2001).Foi orientadora de curso e coordenadora de projetos turístico no Departamento Regional do Senac/SC e também consultora de projetos turísticos externos.Foi docente em nível de ensino superior e técnico nos cursos de Turismo e Hotelaria da UNIVALI, UNC, FUCAP e SENAC. Tem experiência na área de planejamento turístico atuado como consultora no turismo público, restaurantes e na hotelaria, marketing turístico, conscientização turística, entre outras áreas.

“O desafio é muito grande, com a Santur não sendo apenas promotora do turismo de Santa Catarina, mas também absorvendo outras ações, como administração e planejamento. Vamos inovar na gestão do turismo em Santa Catarina”, afirmou a nova presidente.

O governador Moisés reiterou a confiança na capacidade de Flavia para atuar a favor do turismo catarinense. “Ela conhece vários municípios, atuou na implantação rotas turísticas.

O turismo é uma atividade importante, tem participação de 13% no PIB catarinense, é uma indústria limpa. Tenho certeza que a Flavia vai contribuir muito”, projetou.

A nova presidente da Santur é natural de Chapecó e reside em Florianópolis há mais de duas décadas.

O setor turístico representa 13% do PIB catarinense e a SANTUR tem um papel importante na divulgação dos destinos do nosso estado, e principalmente no apoio aos eventos turísticos, as secretarias dos municípios ao fortalecimento do trade catarinense, afinal Santa Catarina tem em sua diversidade cultural e turística o grande diferencial que a levou a conquistar por 11 (onze) vezes o “Melhor estado para viajar no Brasil”

 

Fonte: Falando de Turismo