Posts

Viaje+Seguro SC

Selo de turismo responsável Viaje+Seguro SC tem mais de 300 estabelecimentos certificados

O turismo foi um dos setores mais impactados pelas restrições impostas pela Covid-19, e as adaptações foram cruciais para a continuidade das atividades. Em Santa Catarina, o programa Viaje+Seguro SC, da Agência de Desenvolvimento do Turismo (Santur), é uma das iniciativas que reforçam aos turistas que viajar é possível, desde que regras e cuidados sejam seguidos. Desde o lançamento do selo, no final de setembro, mais de 300 empreendimentos já aderiram à certificação, em uma demonstração da união de esforços entre o setor público e privado.

A maior parte dos estabelecimentos certificados está no setor de hospedagem, com destaque para as regiões da Costa Verde & Mar, Encantos do Sul e Grande Florianópolis. Juntas, essas áreas do litoral de Santa Catarina somam 205 adesões, o que corresponde a aproximadamente 75% dos certificados. Em dezembro, foram 155 novos cadastros, o maior número desde o lançamento – 139 só do setor de hospedagem.“A certificação é uma forma de mostrar aos turistas a cooperação entre Estado e iniciativa privada para tornar possível a continuidade do turismo. A sobrevivência do setor depende do compromisso com a saúde das pessoas, assim como um comportamento responsável dos turistas”, enfatiza o presidente da Santur, Leandro “Mané” Ferrari.

Além do Viaje+Seguro SC, a Santur também emite o Safe Travels, do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (World Travel & Tourism Council – WTTC).

Novos desafios, novos comportamentos

Assim que as primeiras medidas para conter a disseminação do novo coronavírus foram anunciadas no Estado, o Marambaia Hotel e Convenções, em Balneário Camboriú, começou a rever e adaptar as rotinas de trabalho. O empreendimento é um dos certificados pelo selo Viaje+Seguro SC.

Segundo a gerente-geral do Marambaia, Sheila Petri, o período em que o hotel ficou com portas fechadas foi aproveitado para capacitar as equipes para o momento inédito pelo qual passou o turismo.

O treinamento dos colaboradores para os novos padrões de higienização dos ambientes foi o primeiro passo. Em seguida, outras adaptações foram necessárias para reduzir os riscos de contágio do novo coronavírus, conforme recomendações das autoridades sanitárias. O salão de café da manhã, por exemplo, teve a capacidade de ocupação reduzida, as mesas foram montadas com distanciamento de 1,5 metro e o acesso ao buffet só é permitido com o uso de luvas e máscaras.

viajeseguro sc

Colaboradores do Hotel Marambaia passaram por treinamento. Foto: Cristiano Estrela / Secom

>>>Veja a galeria de fotos

>>> Confira aqui o vídeo sobre o programa Viaje+Seguro SC

A nova rotina também alcançou o preparo dos quartos para poder receber os hóspedes com segurança. “Utilizamos produtos de limpeza à base de peróxido de hidrogênio, que têm eficácia de desinfecção hospitalar. Os quartos também passam por uma esterilização após o check out com a máquina de ozônio, seguindo o protocolo de 20 minutos” explica Sheila Petri.

A supervisora comercial do Marambaia, Daniela Argenta, acrescenta que o hotel ainda foi equipado com tapetes sanitizantes nas entradas e foram disponibilizados frascos de álcool gel em todos os setores para uso de hóspedes, fornecedores e colaboradores. “Além da obrigatoriedade do uso de máscara nas áreas internas, todos passam por aferição de temperatura”, destaca.

O mesmo cuidado foi destinado às áreas de lazer. As jacuzzis foram fechadas, as toalhas de praia ficaram de uso exclusivo para piscina e cartazes foram colocados nas áreas comuns, lembrando aos hóspedes de que todos precisam estar atentos aos cuidados.

Segurança para clientes e colaboradores

Na hotelaria, outra referência na adoção de medidas para prevenção da Covid-19 é o Costão do Santinho Resort, em Florianópolis, local também certificado com os selos Viaje+Seguro SC e Safe Travels.

“Na recepção, o hóspede atravessa um túnel de ozônio que elimina cerca de 99,9% dos vírus e bactérias, seguido da aferição de temperatura e utilização do álcool em gel que está espalhado por todo o empreendimento. No atendimento é respeitado o distanciamento recomendado e o transporte interno teve a capacidade reduzida a 50%, para assegurar o espaçamento entre os clientes”, explica o gerente de operações do empreendimento, Junior Teixeira.

Além dos cuidados nas áreas comuns, os protocolos de higienização dos apartamentos, que já existiam antes da pandemia, foram ajustados conforme as regras sanitárias em vigor, tanto no uso de produtos, como no treinamento periódico das equipes que realizam esta tarefa. No caso do Costão do Santinho, pessoas diferentes atuam para retirar o enxoval usado e a limpeza e arrumação para a próxima ocupação. Um lacre na fechadura do quarto garante que o local só será aberto pelo novo hóspede.

“Em relação à segurança dos colaboradores, passamos a adotar novos equipamentos de proteção individual e o uso de produtos muito específicos para desinfecção desses locais. O enxoval é embalado em ambiente estéril por uma equipe exclusiva. Também retiramos dos quartos o máximo de itens, buscando reduzir ainda mais a possibilidade de contaminação”, acrescenta Aurelice da Silva Santos, coordenadora de governança no Costão do Santinho.

Embora reconheça que o novo momento representa um grande desafio, Junior Teixeira afirma que colaboradores e hóspedes compreendem que o combate à Covid-19 é uma responsabilidade coletiva e que requer atenção permanente.

“Foi difícil no começo por serem processos completamente inéditos. Mas, nos esforçamos e criamos um manual para conscientizar nossos colaboradores sobre a importância dos cuidados e, mais que isso, sobre a necessidade de olharmos por si e pelo próximo”, conclui.

Fonte: Santur

Mtur cartilha

MTur lança cartilha com os principais programas e benefícios ofertados pela Pasta

Documento digital tem o objetivo de ampliar o acesso às informações e a adesão dos prestadores de serviços turísticos.

Afim de facilitar o acesso e o entendimento dos prestadores de serviços turísticos quanto aos programas do Ministério do Turismo, a Pasta elaborou uma cartilha digital contendo informações sobre os principais programas ofertados e seus benefícios. De forma simples e visual, o documento explica como se cadastrar no Cadastur, como obter o Selo Turismo Responsável, os benefícios do Fungetur e do Programa de Qualificação, entre outras iniciativas que proporcionam incentivos e facilidades aos profissionais do setor.

Acesse AQUI a cartilha.

O documento foi elaborado pela Coordenação-Geral de Formalização e Fiscalização dos Prestadores de Serviços Turísticos (CGST), juntamente com a equipe de Marketing e demais áreas do MTur envolvidas. O secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França, ressalta que as ações e programas do órgão atuam de forma complementar no apoio à cadeia produtiva do turismo e são essenciais neste momento de retomada.

“Com a volta das atividades turísticas, os estabelecimentos e prestadores de turismo devem estar preparados e qualificados. O Ministério do Turismo oferece diversas ações e programas desenvolvidos de forma conjunta e complementar, sempre com o objetivo de trazer melhorias e benefícios aos prestadores de serviço e à sociedade como um todo”, explica França.

O material também será utilizado para promover os programas da Pasta durante as próximas fiscalizações de prestadores de serviços turísticos realizadas pelo MTur. As ações têm o objetivo de conscientizar os estabelecimentos da área quanto à importância da formalização junto ao Cadastur e da adesão a outros programas ofertados.

Fonte: Cadastur

ABIHSC parabeniza governanta e camareira

ABIH-SC Parabeniza

Nesta semana comemoramos o Dia da Governanta e da Camareira!
Os colaboradores são o coração da operação de um meio de hospedagem.Cada um, dentro da sua função, contribui para que os resultados sejam alcançados, se encaixando como peças de um quebra-cabeça. Vocês são peças fundamentais!
A ABIH-SC parabeniza esses dedicados profissionais.

Leia também: Reunião ABIH-SC

Osmar Vailatti Diretor Presidente ABIHSC

Osmar Vailatti fala sobre o controle das atividades que envolvem o setor de turismo e hotelaria

Os hoteleiros de Santa Catarina estão preocupados com o controle das atividades que envolvem o setor de turismo e hotelaria pelas autoridades que integram o Governo do Estado.

Todos sabem do potencial que este setor representa na oferta de empregos, na qualificação das pessoas, e no aporte de recursos que dele advém.

A ABIH – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado de SC está preocupada e ciente que vivemos um momento difícil, extremamente longo, que inquieta e causa incertezas – a pandemia do corona vírus, que ataca todas as nações do mundo em que vivemos.

Porém precisamos e queremos trabalhar, empregar, e produzir resultados. Não podemos parar. O Governo querer limitar, criar medidas para a ocupação dos hotéis, estabelecendo percentuais de 50, 60%, 70% neste momento, é massacrar as empresas deste setor. Não podemos e não vamos aceitar.

Depois de tanto tempo parados, hoje correndo atrás dos prejuízos, e as vésperas da alta temporada de verão, época de receber milhares e milhares de turistas, queremos recuperar o tempo perdido, queremos sobreviver e gerar divisas.

Ninguém melhor que os hotéis, pousadas, bares e restaurantes estão conscientes dos cuidados que devemos ter, a alta gerencia e suas equipes de colaboradores se encontram preparadas para aplicar os protocolos na prevenção ao maldito vírus.

A hotelaria está consciente que para receber os turistas que aqui virão, terão que ter seus estabelecimentos limpos e higienizados e embasados nas melhores práticas de combate a pandemia. Estamos preparados.
Cuidar da saúde e preservar a qualidade de vida das pessoas, são prioridades número um da hotelaria.

Por estes motivos repudiamos as práticas do Governo que limitam a ocupação dos hotéis e pousadas, conscientes de que, com muita responsabilidade, estamos atendendo e prestando relevantes serviços as famílias, hóspedes que nos visitam, para curtirem suas merecidas férias.
A hotelaria não vai parar.
SC não vai parar.

Osmar José Vailatti

Diretor-presidente ABIH-SC

Reunião da Diretoria Executiva ABIH-SC

Reunião da Diretoria Executiva ABIH-SC

A reunião da diretoria executiva da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Santa Catarina – ABIH-SC, na quinta-feira (19/11), foi presidida por Osmar José Vailatti, no formato digital.

Em pauta a apresentação do fluxo de caixa, atualização da 3ª Edição da Revista, atualização do evento Dia do Hoteleiro e Assuntos gerais.

Mtur Rotas Turisticas

MTur e UFSC iniciam o diagnóstico de rotas turísticas em 158 municípios

Já começou o mapeamento e diagnóstico de 30 rotas turísticas estratégicas do Brasil, distribuídas em 158 municípios e contempladas no programa Investe Turismo. A parceria, firmada entre o Ministério do Turismo e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em outubro, vai permitir traçar as condições de transporte nestas rotas, incluindo a estrutura existente, integração dos modais e a disponibilidade de informações aos turistas. No último mês, representantes dos dois órgãos se reuniram, em Florianópolis (SC), para discutir o andamento das ações.

Na avaliação do secretário nacional de Atração de Investimentos, Parcerias e Concessões do Ministério do Turismo, Lucas Fiuza, a oferta de infraestrutura e integração entre os diversos modais de transporte é determinante para o desenvolvimento de destinos turísticos. “Este diagnóstico será fundamental para que consigamos planejar melhorias de infraestrutura nestas rotas e proporcionarmos mais conforto, segurança e viabilidade aos turistas nos deslocamentos”, justificou. “Assim, vamos oportunizar investimentos no setor e importantes parcerias que vão gerar mais empregos e renda no Brasil”, finalizou.

O mapeamento abrangerá os modais rodoviário, ferroviário, aquaviário e aéreo das 30 rotas turísticas do programa Investe Turismo e possibilitará o planejamento de melhores condições ao transporte turístico de passageiros.

A coordenadora de Apoio a Projetos de Mobilidade e Conectividade do Ministério do Turismo, Valesk Rebouças, detalha as ações já em curso. “Estamos levantando legislações e resoluções que podem ser aprimoradas, realizando pesquisas, mapeando infraestruturas e serviços de rotas turísticas, inclusive, com visitas. Com isso, vamos conseguir entregar um plano de ação para todos os modais de transporte”, disse.

Além do diagnóstico das necessidades específicas no que se refere ao deslocamento de pessoas, a parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina também prevê o desenvolvimento de uma estratégia de capacitação aos setores públicos locais e entidades privadas ligadas ao turismo. E, ainda, o desenvolvimento de uma base georreferenciada com os principais elementos de infraestrutura e informações das 30 rotas turísticas.

PARCERIA – O Laboratório de Transporte e Logística (LabTrans) da Universidade Federal de Santa Catarina, é quem está conduzindo os estudos e pesquisas encomendados pelo Ministério do Turismo. Criado em 1998, a instituição já prestou serviços, por exemplo, ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e a Secretaria de Aviação Civil (SAC).

171120 - foto matéria conectividade 2.jpg

Representantes dos dois órgãos se reuniram para discutir o andamento das ações. Crédito: divulgação

O coordenador-geral de Mobilidade e Conectividade Turística do Ministério do Turismo, Higor Guerra, acredita que a expertise da instituição na área de transportes é um diferencial. “O Labtrans reúne um vasto conhecimento técnico em infraestrutura e serviços de transporte em todo o país, o que contribuirá para a eficiência deste diagnóstico que busca a melhoria da mobilidade e conectividade turística”, disse.

INVESTE TURISMO – O programa Investe Turismo é um esforço conjunto entre Ministério do Turismo, Sebrae e Embratur para acelerar o desenvolvimento, aumentar a qualidade e a competitividade de 30 rotas turísticas estratégias distribuídas em 158 municípios do país. O programa prevê investimentos e ações de incentivos a novos negócios, acesso ao crédito, melhoria de serviços, inovação e marketing. Para conhecer estas rotas clique AQUI.

Fonte: Mtur

ABIH Nacional - ABIH Santa Catarina

ABIH nacional participa dos 54 anos da Embratur e comemora sede da OMT no Brasil

No final da tarde da última terça-feira (17), em cerimônia concorrida no Palácio Planalto, com a presença do presidente Jair Bolsonaro e sua esposa, Michele Bolsonaro, do chefe da Casa Civil, general Braga Neto, do presidente da Embratur, Gílson Machado e do presidente dos Correios, General Floriano Peixoto, a Embratur – Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo comemorou seus 54 anos, com lançamento de um selo postal personalizado e do carimbo comemorativo da data.

Agradecendo a presença da cúpula do governo federal e dos ministros das Comunicações, Fábio Faria, da Cidadania, Onix Lorenzoni, da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira, da Educação, Milton Ribeiro, e da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, além de seis congressistas, Gilson Machado Neto, abriu sua fala destacando a presença do diretor-geral da OMT, Zurab Pololikashvili e seu encontro no dia anterior com o Presidente da República:

“Na imprensa em geral não se falou nisso, mas a maior autoridade de turismo do mundo está no Brasil e se disse encantado com o que viu em nosso país e anunciou ter escolhido o Brasil para receber um dos quatro escritórios no mundo da Organização Mundial do Turismo (OMT). O escritório da organização no Brasil será o primeiro na América Latina e terá como objetivo principal desenvolver o turismo no continente”, disse Gilson Machado citando o Rio de Janeiro, Brasília e Manaus como possíveis sedes para o escritório da OMT.

Ainda de acordo com o presidente da Embratur, o Brasil tem muitos desafios e entraves, mas tem no turismo um enorme potencial econômico, que pode se tornar do tamanho do agronegócio. “Quero dar boas noticias. O Brasil é o país com o maior potencial no período pós pandemia, e de acordo com ministério do Turismo, já temos a volta de 88% do fluxo de turistas internos recuperados. As Cias aéreas já voltaram com cerca de 80% de suas operações e, na segunda feira, recebi um telefonema do presidente da  Royal Caribbean International dizendo que voltará operar no Brasil”. Gilson Machado também anunciou uma nova coordenação da Embratur para o Turismo de inclusão, uma vez que esse segmento merece ter programas especiais como acontece no mundo todo.

Entre as autoridades presentes, representando o setor de hotelaria brasileiro, Manoel Cardoso Linhares, presidente da ABIH Nacional – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, acompanhado do atual presidente da ABIH-DF, Henrique Severian, e de Adriana Pinto, ex-presidente da entidade na capital federal, também prestigiaram o evento.

Segundo Linhares, o redirecionamento que o governo do presidente Bolsonaro vem dando à Embratur será fundamental nesse momento da retomada das atividades no setor

Segundo Linhares, o redirecionamento que o governo do presidente Bolsonaro vem dando à Embratur será fundamental nesse momento da retomada das atividades no setor: “Conversei pessoalmente com o presidente durante uma hora antes do evento e fiquei muito satisfeito com que ouvi. O presidente Jair Bolsonaro reconhece o potencial do turismo e disse que não medirá esforços para incentivá-lo, principalmente através da Embratur que no seu governo passou a ter sua atuação focada na divulgação de nossos destinos. Parafraseando o presidente da Embratur, acredito que o turismo tem o potencial de contribuir para a economia nacional no mesmo nível do agronegócio”, afirmou o presidente da ABIH Nacional.

Fonte: Diário do Turismo

Sócio Colaborador – Anfer Design

Há 20 anos no mercado, a ANFER atua em todo Brasil na área de importação e exportação de Espelhos, Gravuras, Pôsteres e diversos outros produtos para área de Decoração e aposta no desenvolvimento e inovação de novas soluções para essa área. Procura levar toda a tradição no que sabe fazer de melhor: oferecer bom gosto, qualidade, responsabilidade e segurança.

Dispõe de uma linha exclusiva de produtos produzidos e elaborados por seus designers. Uma Empresa preocupada com o meio ambiente e utilizamos apenas madeiras de reflorestamento, contribuindo com a sua preservação. O corpo técnico é altamente capacitado para oferecer soluções rápidas e precisas para atender suas necessidades.

Estão sempre buscando novos desafios, com o prazer de ter uma equipe de profissionais quem fazem a diferença.

Anfer Design

Entre em contato para conhecer o catálogo de produtos!

www.anferdesign.com.br

import@anfer.com.br

(48) 3651-1750

Carta aberta

Conselho Estadual de Turismo: Carta aberta à governadora Daniela Reinehr e aos prefeitos de SC

O Conselho Estadual de Turismo, por meio de suas entidades e Instâncias de Governança (IGRs), quer um basta no tratamento dispensado ao turismo catarinense por algumas autoridades que comandam o Governo Estadual e prefeituras municipais. Nossas empresas estão massacradas e sendo dizimadas pelas medidas impostas durante a pandemia da Covid-19, principalmente pela dificuldade no diálogo e pela falta de conhecimento técnico das autoridades da área da saúde, que desconhecem tecnicamente o
segmento.

Todas estão à margem do restante da economia catarinense, mesmo compondo um dos setores que mais contribuiu para o Governo Estadual na
construção dos protocolos de segurança, embasadas tecnicamente nas melhores práticas internacionais de prevenção ao vírus e convivência com a pandemia. Mesmo assim, as mesmas têm aguardado, disciplinadamente, pela promulgação dos decretos estaduais e cumprido todas as exigências do poder público.

Em que pese a disposição e o esforço da Santur, as ações não encontram eco no restante do Governo Estadual. O setor de eventos, feiras, congressos e fins está completamente impedidos de atuar há oito meses, enquanto bares, restaurantes, hotéis e empresas de transporte turístico, entre outros, ainda amargam restrições sem qualquer fundamento técnico. Um exemplo, como comparativo de tais inconsistências: a aviação civil opera com aeronaves lotadas, bem como o transporte coletivo de passageiros, como se o coronavírus escolhesse a quem contaminar.

Os eventos ainda estão proibidos, mas, enquanto isso, uma formatura
da Polícia Rodoviária Federal, realizada na última semana, reuniu mais de 1,6 mil pessoas no momento em que Florianópolis está classificada com risco gravíssimo para a doença (bandeira vermelha). E, no mesmo local, presentes todos os chefes dos poderes fiscalizatórios, descumprindo os próprios decretos estaduais e municipais.

Esta carta, aprovada por unanimidade em reunião plenária, reforça a necessidade imediata das liberações, pois não é mais possível aceitar novas imposições sem sentido. O agravamento da pandemia é decorrente da omissão em função do período eleitoral – os Executivos não fizeram seus ‘deveres de casa’ na área de saúde, preferindo a política às ações práticas. O setor ainda enfrenta a concorrência desleal por aqueles que não cumprem os protocolos, amparados pelo governo, já que as fiscalizações, quando existem, raramente miram aqueles que os ignoram.

Diante do exposto, o Conselho Estadual de Turismo necessita com urgência de uma audiência com a Governadora Daniela Reinehr, bem como e inclusão do setor no Conselho Econômico do Executivo de Santa Catarina, como atividade produtiva e geradora de tributos. O turismo catarinense precisa ser respeitado pela sua importância econômica e pelos milhares de empregos gerados em sua cadeia produtiva.

Às vésperas da temporada de verão, o setor está agonizando e abandonado.

Florianópolis, 11 de novembro, 2020


Nilton Silva Pacheco
Presidente do Conselho Estadual de Turismo Representante dos Agentes de Viagens e dos Transportadores Turísticos – AETTUSC

Ana Lúcia de Liz Vieira
IGR Serra Catarinense

Annye Mayara Bittencourt Bagio
IGR Encantos do Sul

Audrey Soares Rembowski
IGR Grande Florianópolis

Célia Denise Uller
Representante dos Bacharéis em Turismo

Edmilson Ferreira da Silva
IGR Vale Europeu
IGR Grande Oeste

Fábio de Paula Queiroz
Representante do Setor de Restaurantes e outros serviços de alimentação – ABRASEL

Gilberto Gonçalves dos Santos
Representante dos Jornalistas de Turismo – Abrajet IGR Caminho dos Cânions


Jane Balbinotti
Representante das Empresas Organizadoras de Eventos – ABEOC

João Eduardo Amaral Moritz
Representante do Comércio – Fecomércio

Luiza da Silva
IGR Caminho dos Príncipes

Retomada d turismo

Governo federal lança a Retomada do Turismo

Liderada pelo Ministério do Turismo, iniciativa promove o retorno seguro e gradual do turismo em parceria com instituições públicas, privadas e terceiro setor.

O governo federal lançou, nesta terça-feira (10.11), a Retomada do Turismo, aliança nacional que, com segurança e responsabilidade, busca acelerar a recuperação do setor e reduzir o impacto socioeconômico da Covid-19 após a paralisação das atividades. Em cerimônia no Palácio do Planalto, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, lançou ainda a campanha “Viaje com responsabilidade e redescubra o Brasil”.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, ao citar os impactos da pandemia no setor, destacou o empenho do governo federal em socorrer a cadeia produtiva que atua no segmento. “A economia é vital. Quando se destrói um setor todos sofrem. Temos que buscar mudanças. Temos como mudar o destino do Brasil”, declarou o presidente.

Liderada pelo Ministério do Turismo, a Retomada do Turismo é uma aliança do setor que reúne esforços dos setores público e privado, terceiro setor e Sistema S para que o turismo retome plenamente as atividades de maneira gradual e planejada, voltando a gerar emprego e renda no país.

“Nós podemos afirmar que o turismo brasileiro está preparado para recebê-lo. Procure os estabelecimentos que contenham o Selo Turismo Responsável. São mais de 23 mil estabelecimentos em todo o Brasil obedecendo os protocolos de biossegurança e demonstrando que se preocupam verdadeiramente com a saúde do turista e com o desenvolvimento econômico do país”, destacou o ministro do Turismo ao se dirigir aos turistas brasileiros.

O presidente da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (CLIA Brasil), Marco Ferraz, em nome do trade turístico, agradeceu o apoio do governo federal e a liderança para a retomada das atividades. “Agradeço as medidas tomadas que nos ajudaram em um momento tão difícil. Hoje vamos assinar um documento feito a muitas mãos e tentamos retomar o nosso turismo. Já vemos aviões voando e hotéis cheios em finais de semana. Temos um caminho grande a ser percorrido”, destacou.

Durante a cerimônia, o ministro Marcelo Álvaro Antônio assinou portaria ministerial que institui os eixos de atuação e os parâmetros para o desenvolvimento de programas, projetos e ações para a Retomada do Turismo.

REPRESENTATIVIDADE – O setor de turismo responde por cerca de 8,1% do PIB e emprega cerca de 7 milhões de pessoas direta e indiretamente no Brasil. As restrições impostas pela pandemia de Covid-19 fizeram com que milhares de brasileiros cancelassem suas viagens, colocando em risco a sobrevivência do setor e o emprego de quem tira da atividade o seu sustento.

No primeiro semestre de 2020, na comparação com o mesmo período do ano passado, a Receita Cambial Turística acumulou queda de 37,2%; o saldo entre contratações e demissões na economia do turismo foi negativo em 364.044 postos de trabalho formais; e o faturamento das atividades turísticas, medido pela Pesquisa Mensal de Serviços do IBGE, teve retração de 37,9%. Agora, o turismo brasileiro se organiza para viver sua retomada de maneira consistente e segura, contribuindo para a recuperação econômica do país.

RETOMADA DO TURISMO – A iniciativa reúne um conjunto de programas, projetos e ações que buscam resultados efetivos até 31 de julho do próximo ano. As ações são organizadas em quatro eixos: preservação de empresas e empregos no setor de turismo; melhoria da estrutura e da qualificação de destinos; implantação dos protocolos de biossegurança; e promoção e incentivo às viagens.

As ações vão desde o reforço na concessão de linhas de crédito para capitalizar empresas do setor e preservar empregos, até realização de obras de melhoria da infraestrutura dos destinos turísticos. Também estão previstas ações de qualificação dos trabalhadores e prestadores de serviços tanto na oferta de cursos para a adoção aos protocolos sanitários que garantam segurança para turistas e trabalhadores do segmento, quanto para melhoria de atendimento, considerando as tendências do mercado.

Para promover a Retomada do Turismo, a campanha “Viaje com responsabilidade e redescubra o Brasil” começa a ser veiculada em todo o país e conta com uma série de vídeos voltada à promoção dos destinos turísticos brasileiros. Serão veiculados materiais específicos de cada estado do país, além do Distrito Federal.

PARTICIPAÇÃO – A adesão à aliança Retomada do Turismo já conta com 32 entidades nacionais ligadas à cadeia produtiva do turismo (conheça AQUI todas elas). Dentro deste planejamento, cada instituição possui uma atribuição voltada para o retorno das atividades turísticas no país, apoiando, por exemplo, a promoção das campanhas lançadas pelo governo federal.

Entre as atividades desenvolvidas pelos órgãos públicos, entidades do terceiro setor e Sistema S estão incentivar a adoção do “Selo Turismo Responsável” e demais protocolos de biossegurança contra a Covid-19 pelos prestadores de serviços turísticos, turistas e comunidades receptoras, bem como difundir informações sobre linhas de crédito disponíveis, por meio do Fundo Geral do Turismo (Fungetur).

Já as empresas privadas, além de aderirem aos protocolos de biossegurança e aperfeiçoarem os seus produtos e serviços à realidade pós-pandemia, devem fornecer orientações aos turistas quanto ao cumprimento dos protocolos estabelecidos em seus estabelecimentos, incentivando a conduta responsável de cada cidadão.

As instituições públicas e privadas também devem incentivar as viagens pelo Brasil, em especial as viagens a lazer, de forma responsável e segura; definir medidas para a retomada do turismo de negócios e eventos, como feiras e congressos e convenções, que também já se prepara para retornar; e adotar medidas para melhor distribuição de turistas pelo país, priorizando o turismo em áreas naturais – visto que é uma tendência mundial no cenário pós-Covid-19.

Cabe registrar que todos os brasileiros podem participar deste movimento. Quem se prepara para viajar e aqueles moram em destinos turísticos podem, desde já, adotar condutas responsáveis e cumprir os protocolos de biossegurança, detalhados no Guia do Viajante Responsável, desenvolvido pelo Movimento Supera Turismo Brasil – que reúne entidades representativas do setor de viagens e turismo –, em parceria com o Ministério do Turismo. Clique AQUI e saiba mais sobre como você, sua empresa ou instituições pode participar.

AÇÕES JÁ REALIZADAS – Enquanto os turistas tiveram que dar uma pausa nas viagens, o Ministério do Turismo lançou um tripé de ações para proteger o setor. A primeira delas foi focada na manutenção dos postos de trabalho, por meio do pagamento de auxílio emergencial, da flexibilização da jornada de trabalho e suspensão temporária do contrato de trabalho (MP 936/2020). O governo também atuou em defesa dos direitos do consumidor e impedimento de falência em massa das empresas do setor do turismo (MP 948/2020), estabelecendo regras para cancelamento e remarcação de reservas tanto no turismo como na cultura. E, ainda, criou a campanha “Não cancele, remarque”, indicando o site consumidor.gov.br para conciliação.

Por fim, o Ministério do Turismo disponibilizou o crédito histórico para o setor na ordem de R$ 5 bilhões, com condições especiais, com foco no capital de giro das empresas (MP 963/2020). Estes recursos do Fungetur deram fôlego ao setor e garantiram o funcionamento das empresas neste período, preservando mais de 26 mil empregos.

Concluída a etapa de preservação do setor, o Ministério do Turismo iniciou um planejamento para a retomada das atividades turísticas no país. O Brasil foi um dos 10 primeiros países no mundo a estabelecer protocolos de biossegurança específicos para a volta em segurança de 15 atividades do setor, por meio do Selo Turismo Responsável, que já conta com mais de 23 mil adesões. Agora, a Retomada do Turismo é mais uma ação para apoiar o setor e permitir que os brasileiros redescubram o Brasil com segurança e responsabilidade.

Fonte:Mtur