Posts

Informativo ABIH-SC 23 de junho

Informativo ABIH-SC 23 de junho

No informativo da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Santa Catarina – ABIH-SC você vai ver:

Jornada do hóspede: Para aumentar suas vendas você precisa entender todo o caminho;-LEEVO: Locação de veículos descomplicada!;-DORMAKABA: Liderança em segurança e controle de acesso na hotelaria;-ABIH-SC marca presença no evento de lançamento do Floripa Conecta!;-Com novas parcerias e mais produtos em pronta-entrega, Harus avança no setor de Alimentos;-Setor de Turismo registra crescimento de 47,7% em abril;-Projeto Limpeza dos Mares chega ao sul de SC;-Pousada da Vigia;-Hotel Fazenda Vale das Pedras.

Confira o informativo completo AQUI!     

Primeiro dia do Conotel 2021 reúne ministro do Turismo com o deputado Bacelar,

Primeiro dia do Conotel 2021 reúne ministro do Turismo com o deputado Bacelar, presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados e com a senadora Soraya Thronicke

Crédito/foto: Divulgação

Com início às 15 horas, o painel “Acelerando para o futuro: o turismo e a hotelaria” reuniu Gilson Machado Neto, ministro do Turismo; o deputado Bacelar, presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, a senadora Soraya Thronicke e Ricardo A. Roman Jr., presidente da ABIH/SP, que debateram os rumos do turismo no país com a mediação de Milton Vasconcelos, presidente Conotel Brasil.

O ministro do turismo destacou em sua fala que o país precisa encaminhar melhor as questões trabalhistas no setor de turismo, além de investir para melhorar sua malha aérea. “Temos nos empenhado em atrair empresas de aviação do exterior para atuarem no Brasil para encaminharmos essa questão da conectividade entre os destinos brasileiros. Outra ação em que temos nos empenhado é divulgar nossos destinos no exterior. Nosso país conta com muita diversidade nesse aspecto”.

Ministro do Turismo Gilson Machado

O deputado federal Bacelar, presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, defendeu a legalização dos cassinos, usando o exemplo de Portugal, e destacou a necessidade de se taxar o Airbnb no país. “Estudos mostram que a oferta de casas de jogos aumenta a permanência do turista no destino. E a questão do Airbnb precisa ser encaminhada através da taxação para que essa modalidade de hospedagem atue regularmente e pague impostos condizentes com sua atividade”, defendeu o deputado.

Deputado Bacelar

Para o presidente da ABIH/SP, Roman Jr., tudo indica que a retomada será intensa no turismo corporativo. “Já percebemos um aumento na demanda nas últimas semanas e a tendência segue em alta no segmento”, afirmou.

A senadora Soraya Thronicke finalizou o painel destacando a falta de transparência na questão do Ecad – Escritório Central de Arrecadação e Distribuição, relacionada aos direitos autorais pagos pelas músicas executadas nas áreas comuns dos hotéis. “Precisamos garantir que os valores recolhidos cheguem aos artistas”, disse para depois completar: “Como disse o ex-ministro Lummertz, onde tem turismo, não há desemprego. Por isso, contem comigo para defender as pautas do setor”. Finalizando o painel, o ministro do turismo parabenizou o presidente da ABIH Nacional e agradeceu aos organizadores da feira. “Saúdo todos os envolvidos nesse evento, pois ele mostra o potencial do setor de turismo do Brasil”.

Senadora Soraya Thronicke

Conotel 2021 tem início em São Paulo com a presença de autoridades e líderes da hotelaria nacional

A 63ª edição do Congresso Nacional de Hotéis (Conotel), que acontece esse ano juntamente com a 58ª Equipotel, no São Paulo Expo, na capital paulista, teve ontem (22.11) seu primeiro dia de apresentações e debates. Com o tema “Acelerando para o futuro!”, essa edição destaca a retomada das atividades no setor de turismo, após um período difícil causado pela pandemia.  “O Conotel deste ano será um marco da retomada do turismo no país. E a hotelaria tem um papel fundamental nesse processo, pois é ela que promove as condições adequadas para conectar pessoas, governos, indústrias, organizações não-governamentais e diversos outros setores que movimentam a roda do desenvolvimento do nosso país”, afirmou Manoel Linhares, presidente da ABIH Nacional – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, em seu discurso de abertura.

Pesidente da ABIH Nacional Manoel Linhares

A cerimônia de abertura do evento contou com a presença de várias personalidades importantes. Além do presidente da ABIH Nacional, Manoel Linhares, estavam a senadora Soraya Thronicke; o deputado federal Bacelar, presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados; Gilson Machado, ministro do Turismo;  Rodrigo Goulart, vereador de São Paulo; Vinícius Lummertz, secretário de Turismo de São Paulo; Orlando de Souza, presidente do FOHB – Fórum dos Operadores Hoteleiros do Brasil; Milton Vasconcelos, presidente do Conotel Brasil; Ricardo A. Roman Jr., presidente da ABIH/SP; Cláudio de La Nina Gustavo, presidente da RX Brasil; Binardi, diretor da Equipotel, Felipe Martinez, presidente da ABMotéis e Roberto Bulbol, presidente da ABIH/AM, representando a CNC.

O presidente da RX Brasil, Cláudio de la Nina, que iniciou sua fala cumprimentando as autoridades e ressaltou a importância dos eventos realizados pela Reed Exhibitions Alcântara Machado. “Hoje aqui está acontecendo uma demonstração clara de como o setor de eventos é importante para o país. Ele pode ser um dos grandes motores da retomada do turismo. Acreditamos no encontro entre as pessoas para a realização de bons negócios. Mais de 250 marcas estão presentes esse ano. É muito bom encontrar profissionais que estão se dedicando para a retomada desse setor tão importante para o país”.

O presidente do Conotel Brasil, Milton Vasconcelos destacou em sua fala a representatividade que o setor de turismo vem conquistando nos últimos anos. “A ABIH Nacional esteve sempre presente nas principais discussões relativas ao setor junto aos poderes públicos em todos os níveis”, afirmou.

Em seguida foi a vez do secretário de Turismo de São Paulo, Vinícius Lummertz, que destacou a importância do Turismo se adequar ao que chamamos de “novo normal”. “A retomada do turismo vai passar sem dúvida pela capacidade das empresas do setor garantirem a saúde dos usuários de seus serviços”, afirmou.

Felipe Martinez, presidente da ABMotéis – Associação Brasileira de Motéis, ressaltou em sua participação que é preciso deixar para trás conceitos antigos relacionados aos motéis. “Pesquisas mostram que o público que frequenta motéis atualmente é na sua grande maioria casais com relações estáveis. O setor gera em torno de 300 mil empregos diretos e o mesmo número de indiretos. São 100 milhões de hóspedes por ano”, afirmou ele.

Fonte: ABIH Nacional

Conotel 2021 recebe ministro do Turismo

Conotel 2021 recebe ministro do Turismo, parlamentares e profissionais do setor para debater os caminhos da hotelaria brasileira.

Ministro do Turismo, Gílson Machado Neto. Foto ABIH Nacional.

O 63º Congresso Nacional de Hotéis (Conotel), que acontece juntamente com a 58ª edição da Equipotel, entre os dias 22 e 24 de novembro, no São Paulo Expo, na capital paulista, terá como tema central “Acelerando para o futuro!”.

Organizado pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH Nacional), o Conotel é voltado para empreendedores, gestores e profissionais de hospitalidade e turismo e tem como foco estimular os debates institucionais e políticos entre as principais lideranças do setor, parlamentares e agentes econômicos, que discutirão maneiras de favorecer o ambiente de negócios no país.

No primeiro dia do congresso, a mesa de abertura reunirá o ministro do Turismo, Gílson Machado Neto, o deputado federal João Carlos Bacelar Batista, presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, a senadora Soraya Thronicke e o presidente da ABIH/SP, Ricardo A. Roman Jr., que falarão sobre as ações, aprovações de leis e atualizações legislativas necessárias para estimular o setor de turismo brasileiro. O primeiro dia do congresso também inclui as apresentações da Confederação Nacional do Comércio (CNC) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

No segundo dia, o destaque é a presença de Vinícius Lummertz, secretário estadual de Turismo de São Paulo, que falará da parceria público-privada e seus benefícios.

Encerrando o Conotel 2021, no dia 24, o painel financeiro, composto por representantes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), do Banco do Nordeste, do Banco do Brasil, da XP Investimentos e do Hotelinvest, discutirá as oportunidades do mercado para o setor.

O Conotel 2021 tem o apoio comercial da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), Serviço Social do Comércio (Sesc), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Souza Cruz, CVC Corp, ABMotéis, RenTV, Saga Systems e Realgem’s, além do apoio institucional da Secretaria de Estado de Turismo de São Paulo.

Confira a programação:

22 de Novembro

13h – Abertura da Equipotel

14h – Solenidade Oficial de Abertura do Conotel 2021

15h – Painel: “Acelerando para o futuro: o turismo e a hotelaria”

– Gílson Machado Neto, ministro do Turismo

– João Carlos Bacelar Batista, deputado federal, presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados

– Senadora Soraya Thronicke

– Ricardo A. Roman Jr., presidente da ABIH/SP

16h10min – “Programa Vai Turismo!”, com Márcia Cristina Alves, do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da Confederação Nacional do Comércio (CNC)

17h – “Jornada do Turista Conectado: Marketing Digital”, com Germana Magalhães, do Sebrae

23 de Novembro

14h – “A parceria público-privada na retomada dos negócios”, com Vinícius Lummertz, secretário estadual de Turismo de São Paulo

15h – Circuito Equipotel & Networking

15h30m – “A hotelaria e sua capacitação: reduzindo o turnover”, com Matheus Toscano

16h – Circuito Equipotel & Networking

17h – “Crescendo em tempos de crise: a hotelaria em foco”, com Eduardo Faraco

24 de Novembro

14h  – “O ESG na prática da hotelaria”, com Carla Moura Pinheiro da BEMGSY (Be My Guest Society)

15h – Circuito Equipotel & Networking

15:30h – “Google Hotel Ads e outras ferramentas: impulsionando vendas, concretizando resultados”, com Tiago Flores Dias, Giovani Affonso Rampon e Júlio Pereira (Agência Kaizen – Google Partner Premier)

16:30 – Circuito Equipotel & Networking

17h – Mesa Redonda: “A hotelaria e as possíveis oportunidades de investimento”

– Pedro Bruno, superintendente de Governo e Relacionamento Institucional do BNDES

– Anderson Aorivan da Cunha Possa, presidente do Banco do Nordeste do Brasil

– Alberto Martinhago Vieira, superintendente de Pessoa Jurídica do Banco do Brasil

– Rodolfo Margato, economista da XP Investimentos

– Pedro Cypriano, sócio-diretor do Hotelinvest

– Mediador: José Odécio Rodrigues Jr., diretor financeiro da ABIH Nacional

18:30h – Encerramento CONOTEL

Curadoria Mestres da Hospitalidade – Andréa Nakane & Shirley Salazar

Fonte: ABIH Nacional

Presidente da ABIH Nacional apresentou em Brasília painel em comemoração ao Dia Internacional do Turismo

Ao lado da deputada Magda Mofatto, e de Ana Biselli Aidar, diretora executiva da Resorts Brasil,  O presidente da ABIH NacionalManoel Linhares, apresentou o painel “Tendências do setor hoteleiro pós pandemia”  no seminário “Turismo na ordem do dia”, promovido pelo pela Embratur, Ministério do Turismo e Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados (CTur) em comemoração ao Dia Internacional do Turismo.

Durante o evento, dez painéis apresentados por parlamentares e representantes das principais entidades do trade turístico no Brasil, avaliaram a atual condição do setor no país e sugeriram as melhores ações para a retomada das atividades.

Fonte: GPHR

Regularize seus débitos com o ECAD

A ABIH-SC oferece uma oportunidade única para seus associados regularizarem seus débitos com o ECAD!  A ABIH Nacional firmou um acordo histórico com o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), que oferece termos e condições especiais exclusivos aos meios de hospedagem associados à entidade nacional e às ABIHs estaduais.

No compromisso firmado, os hotéis associados as ABIH’s Estaduais terão um desconto de até 70% para quitarem seus débitos junto ao órgão arrecadador. 

O valor devido pode ser dividido em até 12 vezes, contanto que o valor mínimo seja de 1.000 reais mensais, e será calculado com base nos dados do Ibope e/ou na taxa de ocupação declarada pelo hoteleiro, cálculo que também será utilizado para as futuras cobranças.

Quem quiser pagar em mais vezes, poderá negociar diretamente com o ECAD, mas os percentuais de desconto serão menores. As ABIHs Estaduais ficam responsáveis por informar ao ECAD caso algum hotel que tenha feito o acordo se desassocie da entidade. O acordo é exclusivo aos associados da ABIH Nacional/ ABIH’s Estaduais.

Outro benefício da negociação é que o hotel que nunca foi fiscalizado pelo órgão poderá pagar apenas os últimos três anos. O prazo anterior era de cinco anos. Também será criada uma comissão nas cinco regiões do país, formada por cinco hoteleiros e cinco membros do ECAD, para que seja estabelecida uma forma de cobrança mais justa, uma vez que hoje uma pousada paga o mesmo que um hotel 5 estrelas.

Entre em contato

Os hoteleiros que queiram aproveitar esta oportunidade de negociação e não estejam ainda filiados a ABIH-SC podem entrar em contato com a entidade através do e-mail abih@abih-sc.com.br ou no whatsapp 48 98843-7711 para maiores informações.

Regularize seus débitos com o ECAD

Associados ABIH-SC têm até 30 de setembro para aderir ao acordo exclusivo do ECAD

Na tarde desta sexta-feira as colaboradoras da ABIH-SC, Juliana Bossi Castro (comercial/financeiro) e Josiane Castilhos (administrativo) tiveram uma reunião de alinhamento com o Supervisor Operacional do ECAD, Elias de Lima Amaro e o Gerente Regional, Augusto Freitas. A pauta da reunião foi para tirar dúvidas dos associados, definir um canal de comunicação direto com o ECAD e as etapas para o atendimento ao meio de hospedagem associado a ABIH-SC.

Reunião ECAD SC 10/09/21

Vale ressaltar que o desconto exclusivo é valido para meios de hospedagem que confirmarem adesão até 30 de setembro!

Benefício para o associado

A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – ABIH Nacional firmou um acordo histórico com o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), que oferece termos e condições especiais exclusivos aos meios de hospedagem associados à entidade nacional e às ABIHs estaduais.

No compromisso firmado, os hotéis associados as ABIH’s Estaduais terão um desconto de até 70% para quitarem seus débitos junto ao órgão arrecadador. O acordo deve ser fechado até 30 de setembro e a vigência do contrato é de 12 meses, a contar de 1º setembro de 2021.

O valor devido pode ser dividido em até 12 vezes, contanto que o valor mínimo seja de 1.000 reais mensais, e será calculado com base nos dados do Ibope e/ou na taxa de ocupação declarada pelo hoteleiro, cálculo que também será utilizado para as futuras cobranças.

Quem quiser pagar em mais vezes, poderá negociar diretamente com o ECAD, mas os percentuais de desconto serão menores. As ABIHs Estaduais ficam responsáveis por informar ao ECAD caso algum hotel que tenha feito o acordo se desassocie da entidade. O acordo é exclusivo aos associados da ABIH Nacional/ ABIH’s Estaduais.

Outro benefício da negociação é que o hotel que nunca foi fiscalizado pelo órgão poderá pagar apenas os últimos três anos. O prazo anterior era de cinco anos. Também será criada uma comissão nas cinco regiões do país, formada por cinco hoteleiros e cinco membros do ECAD, para que seja estabelecida uma forma de cobrança mais justa, uma vez que hoje uma pousada paga o mesmo que um hotel 5 estrelas.

Entre em contato

Os hoteleiros que queiram aproveitar esta oportunidade de negociação e não estejam ainda filiados a ABIH-SC podem entrar em contato com a entidade através do e-mail abih@abih-sc.com.br ou no whatsapp 48 98843-7711 para maiores informações.

Abih nacional 85 anos

ABIH Nacional prestes a completar 85 anos

O Presidente da ABIH Nacional, Manoel Linhares, esteve quarta-feira (08) na CNC acompanhado do Vice-Presidente da Fecomercio-Ce, Maurício Filizola, entregando os convites ao Presidente da CNC, Dr. Roberto Tadros, do aniversário de 85 anos da ABIH Nacional, que acontecerá no dia 09 de novembro e também do CONOTEL, que acontecerá em São Paulo, de 22 a 24 de novembro.”Foram momentos de muita interação, cordialidade e reciprocidade” destacou Linhares.

Sobre a ABIH

A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – ABIH é uma das entidades de classe mais antigas do turismo nacional.
Desde seu surgimento, em 1936, sempre foi destaque nas atuações do SETOR. Fundada no dia 9 de novembro de 1936, por ocasião da realização do 1º CONOTEL – Congresso Nacional da Hoteis.

A ABIH consolidou-se no decorrer dos anos como uma confiável fonte de dados e informações setoriais, mantendo escritório como ABIH Regional em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal.

Com sede em Brasília – DF, representa o SETOR junto aos principais Órgãos Públicos, dentre outros o Ministério do Turismo, EMBRATUR, Comissões de Turismo da Câmara dos Deputados, SEBRAE Nacional, bem como do Conselho Nacional de Turismo – CNT.

As Diretorias Executivas e Técnicas bem como o Conselho Deliberativo tem a missão de fortalecer as relações institucionais com os poderes públicos, tanto na esfera do Executivo quanto na do Judiciário e do Legislativo, garantindo a defesa dos interesses do setor, como também tem investido na valorização da atividade econômica dos hoteleiros, promovendo a aproximação e a ampliação das oportunidades de negócios para todos seus associados.

Com mais de 3.200 meios de hospedagens associados em todo o Brasil, é uma entidade empresarial associativista sem fins lucrativos. Representa o SETOR que oferecem em todo o país, mais de 1.350.000 empregos diretos e 675.000 empregos indiretos.

Fonte: Top Society

informativo abih-sc 08 de julho

Informativo ABIH-SC 08 de julho

No informativo da ABIH-SC desta semana você vai ver:

Reunião entre ABIH’S;-Encontro de governantas na programação do Dia do Hoteleiro;-b2bhotel, aplicativo de trabalho autônomo para a área da hotelaria;-Dental Uni – Planos Odontológicos;-IL Campanario Villaggio Resort promove o Kids Winter, com 12 horas diárias de muita diversão e entretenimento;-MTur apresenta ao trade nova funcionalidade do Cadastur para evitar fraudes;-Projeto da Santur para nova sinalização turística começa a ser executado na região Caminho dos Canyons;-Vila Olaria Hotel;-Pousada dos Sonhos.

Confira o informativo completo AQUI!

Pandemia afeta venda de chocolates, pescados e a hotelaria na Páscoa

Pandemia afeta venda de chocolates, pescados e a hotelaria na Páscoa

Com a pandemia de covid-19 forçando estados e municípios a adotarem medidas que limitam a circulação de pessoas e o funcionamento de estabelecimentos, comerciantes buscam formas de aproveitar a Semana Santa para incrementar as vendas e faturar.

Na tradição católica, a semana em que se celebra a Sexta-Feira Santa e a Páscoa exalta a morte e a ressurreição de Jesus Cristo. Em tempos normais, a data impulsiona não só as vendas do comércio – principalmente de pescados e de chocolates -, como também o turismo doméstico, já que a sexta-feira é feriado.

No entanto, pelo segundo ano consecutivo, a celebração ocorre em meio às restrições que afetam não só as cerimônias religiosas, como também as atividades comerciais. Para a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), as vendas no varejo em geral devem ser 2,2% inferiores às de 2020, movimentando cerca de R$ 1,62 bilhão – o que, se confirmado, seria o pior resultado desde 2008.

Em nota, o presidente da CNC, José Roberto Tadros, afirmou que a retração nas vendas deste ano se deve não só às restrições de funcionamento do comércio, mas também ao fato de que parte da população viu sua renda cair em um momento em que a desvalorização do real frente ao dólar encareceu a importação de alguns produtos típicos. Segundo a confederação, a quantidade de chocolates importada (2,9 mil toneladas) é a menor desde 2013. A de bacalhau (2,26 mil toneladas), a mais baixa desde 2009.

Segundo o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab), Ubiracy Fonsêca, os fabricantes de chocolate tiveram que levar em conta a perda de poder aquisitivo de parte dos consumidores para pensar suas estratégias de vendas, mas, ainda assim, o setor está otimista.

“A perda de poder aquisitivo é real. Há muita gente sem emprego, sem poder trabalhar. Tendo isso em vista, as fabricantes de chocolate procuraram oferecer produtos acessíveis à população. Quem não puder comprar um ovo de Páscoa, pode adquirir uma barra de chocolate. A estratégia do setor é oferecer o que o mercado quer”, disse Fonsêca à Agência Brasil.

A quatro dias do domingo de Páscoa, Fonsêca destacou que a indústria de chocolates previa criar, direta e indiretamente, 11.665 vagas de trabalho temporário e superar as 8,5 toneladas vendidas em 2020. Metas que, segundo ele, vão ser atingidas.

“Apesar das dificuldades, estamos otimistas. Até porque, cerca de 80% das vendas de ovos de Páscoa acontecem nos supermercados, que estão funcionando normalmente em quase todo o país. Além disso, muitos comerciantes se prepararam para atender aos consumidores pela internet”, comentou o presidente da Abicab, garantindo que as vendas online, que já vinham crescendo ano a ano, deram um salto após o início da pandemia.

O gerente de Marketing, Francisco Alves de Faria Neto, confirma a importância do comércio digital. Com duas lojas físicas no Distrito Federal e uma clientela estabelecida ao longo de 20 anos, a Casa do Chocolate expandiu suas vendas para outras unidades da Federação graças à tecnologia.

“Tivemos um aumento das vendas online de cerca de 70% em comparação à Páscoa do ano passado, quando lançamos o site, em meio à pandemia, que nos fez acelerar o processo”, comentou Neto, acrescentando que o comércio eletrônico já representa metade de todas as vendas da empresa.

De acordo com o gerente, também as vendas nas lojas físicas, autorizadas a funcionar por comercializarem alimentos, “vão indo bem”, embora chocolates mais caros, principalmente os importados, tenham vendido menos que o esperado. “Baixou muito o giro de vários dos itens importados que vendemos. Tanto que tivemos que colocar produtos em oferta para não perder mercadoria. Mas, em geral, vendemos muito bem nas últimas semanas.”

PESCADOS

Em Santos (SP), onde o funcionamento de boa parte do comércio e serviços está suspenso até o domingo (4), os comerciantes do tradicional Mercado de Peixes tiveram que se organizar para levar os produtos ainda frescos até a casa dos clientes, que passaram a fazer suas compras por telefone. Ainda assim, de acordo com Alex Vieira, dono de um dos 20 boxes em funcionamento no local, muitos viram as vendas caírem drasticamente.

“No nosso caso, as vendas caíram em torno de 60% a 70%”, afirmou Vieira, cuja família está no ramo há cerca de 40 anos. “Esta é uma situação totalmente nova para todo mundo, incluindo os clientes. Muitos, que comem peixe sempre e são nossos fregueses há tempos, nos telefonaram e anteciparam seus pedidos, mas há também aqueles que gostam de vir ao mercado, de ver o peixe, escolher. Desses, parte não compra sem olhar o produto, não tem uma relação de confiança já estabelecida”, acrescentou o comerciante santista.

O presidente da Associação Brasileira de Piscicultura (Peixe BR), Francisco Medeiros, destacou que o comércio de pescados comporta diferentes realidades. Segundo ele, para os produtores de peixes cultivados (piscicultores), cujos principais clientes são os supermercados (autorizados a funcionar mesmo onde o lockdown foi adotado), as boas expectativas já se concretizaram.

“Os supermercados não estão sofrendo grandes restrições. Pelo contrário. Estão vendendo muito bem. E, ao contrário da indústria pesqueira marítima, afetada pela pandemia, a piscicultura também não parou. Mantivemos a regularidade, entregando aos compradores as quantidades previamente estabelecidas em contratos e sem aumento nos preços”, comentou Medeiros, estimando que o segmento vendeu cerca de 100 mil toneladas ao longo do último mês.

“Mais uma vez, não voltamos a registrar uma explosão das vendas como as de 2018 e 2019, quando, em alguns locais, chegaram a crescer 300%. Isso não aconteceu, mas, neste ano, também não perdemos vendas. Ao contrário de 2020, quando aí sim, fomos afetados negativamente”, afirmou Medeiros.

HOTELARIA

Outro ramo de atividade que costuma aguardar pelo feriado de Páscoa, o setor hoteleiro é o mais afetado dos três. Segundo o presidente nacional da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH Nacional), Manoel Linhares, a taxa de ocupação dos hotéis de todo o país não deve chegar a 10%, agravando a crise decorrente da pandemia.Manoel Linhares, presidente da ABIH Nacional. 

“A hotelaria está preparada para receber os hóspedes, adotando todos os protocolos recomendados pelas autoridades sanitárias, mas com parques, restaurantes e outras atrações fechadas em quase todo o país. A situação está muito difícil. Só em São Paulo, 27 hotéis já fecharam as portas, demitiram funcionários e os responsáveis estão decidindo o que fazer com os imóveis”, disse Linhares. 

Para ele, o setor precisa urgentemente da promulgação de uma iniciativa semelhante à Medida Provisória 936, de abril de 2020, posteriormente transformada na Lei nº 14.020, que permitiu acordos de redução temporária de jornada de trabalho e salários ou a suspensão de contratos trabalhistas até 31 de dezembro do ano passado.

“Se algo assim não for feito, muitos outros hotéis terão que encerrar as atividades. Atualmente, a hotelaria não tem recursos nem para arcar com os salários e encargos dos cerca de 1,1 milhão de profissionais que emprega em todo o país”, disse o presidente da ABIH Nacional.

Ele pediu que o Poder Público promova campanhas para estimular os brasileiros a viajar pelo país depois que a pandemia estiver sob controle, e que governos estaduais e municipais ajudem o setor reduzindo impostos e taxas, mesmo que temporariamente, e renegociando tarifas de serviços essenciais. “Neste momento difícil, um desconto no IPTU [Imposto Predial e Territorial Urbano, cobrado pelas prefeituras] ou no ICMS [Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, estadual] cobrado na conta de luz pode ajudar a manter negócios e preservar empregos”, concluiu.

Fonte: Agência Brasil

Embratur ABIH SC

Gilson Machado Neto assume presidência do Conselho Deliberativo da Embratur

Ministério do Turismo e Embratur possuem sinergia total, e quem ganha com isso é o Brasil”. Foi o que enfatizou o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, ao assumir na quarta-feira (27.01), em Brasília, a presidência do Conselho Deliberativo da Embratur (Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo).

Na primeira reunião ordinária do ano do colegiado, Machado apontou a recuperação do turismo a partir de medidas adotadas pelo governo federal e destacou a atenção do presidente Jair Bolsonaro às necessidades do setor.

“O setor começou a apresentar sinais de recuperação no segundo semestre de 2020, ainda na gestão do ministro Marcelo Álvaro, e esta é uma tendência, como no caso das empresas aéreas. O cenário está melhorando bastante graças ao governo Bolsonaro, com atitudes enérgicas. Temos a principal vocação para o turismo após a pandemia, que é o turismo de natureza, e isso é um grande diferencial, juntamente com a vacinação contra o coronavírus pelo nosso governo, que trará segurança a turistas e trabalhadores”, ressaltou o ministro.

 Gilson Machado citou iniciativas a exemplo da disponibilização do Selo Turismo Responsável pelo MTur, que indica o cumprimento de medidas de prevenção à Covid-19 por atividades da área e que já soma mais de 26 mil adesões, e a oferta de R$ 5 bilhões em crédito a empresas do segmento por meio do Fundo Geral de Turismo (Fungetur). O ministro também destacou o repasse de R$ 8,3 milhões a 16 estados e ao Distrito Federal para a promoção de atrativos locais, a fim de reforçar o posicionamento de destinos no pós-pandemia.

O presidente da Embratur, Carlos Brito, empossado como secretário executivo do Conselho, enalteceu o empenho do governo e do trade pela retomada do turismo. “É uma alegria poder somar a tantos esforços para uma verdadeira transformação do turismo no Brasil. Tivemos vitórias verdadeiramente históricas desde o início do atual governo, e a minha intenção é seguir a linha desenvolvida pelo ministro do Turismo, ressaltando todo o potencial que o nosso país tem para ser o protagonista no setor do turismo”, declarou.

A reunião teve a participação de Manoel Linhares, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH Nacional); de Marco Ferraz, presidente da CLIA Brasil (Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos); de Roberto Nedelciu, presidente da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa); de Paulo Solmucci Júnior, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), e de Marta Feitosa, técnica de turismo da Confederação Nacional de Municípios (CNM), entre outros integrantes do Conselho Deliberativo da Embratur.

Fonte: Mtur

Leia também: ABIH’S unem forças em prol do Amazonas