Posts

Conrado Adolpho palestrante do dia do hoteleiro em sc

Atenção hoteleiros! Aumentando as vendas diretas em 3, 2, 1…

O empresário Conrado Adolpho é o palestrante confirmado do Dia do Hoteleiro

A pandemia trouxe uma nova realidade mundial e impactou fortemente todos os segmentos de atuação, e um dos mais atingidos foi sem dúvida o de hospedagem. Com a completa parada de viagens e eventos, o setor recebeu um impacto bastante acentuado.

Dentro deste cenário, o empresário Conrado Adolfo, com mais de 25 anos de experiência, que vem ajudando diversos outros empresários a aumentar substancialmente suas vendas participará do encontro em comemoração ao Dia do Hoteleiro, com a palestra “Como aumentar suas vendas diretas usando estratégias on-line”.

Conrado Adolpho, ao longo dos últimos cinco anos, treinou e capacitou mais de 21 mil empresários, fazendo com que suas empresas se transformassem em negócios mais lucrativos e rentáveis. Toda esta expertisse agora estará sendo compartilhada com os hoteleiros catarinense no próximo dia 18 de novembro, no Majestic Palace Hotel, em Florianópolis.

Conrado Adolpho é o palestrante confirmado do dia do hoteleiro

Os participantes entenderão como estabelecer um funil de vendas eficiente, como e quando ampliar os canais, como explorar adequadamente cada um deles, qual a importância de investir nos variados mecanismos de vendas, entre outros aspectos que ampliam as vendas diretas.

Está claro que um dos segmentos mais fortemente impactados com a pandemia foi o da hotelaria.  Além da queda expressiva nas taxas de ocupação, o elevado valor do comissionamento das OTAs tem atingido duramente o resultado desses estabelecimentos.  Por este motivo, dobrar as vendas diretas tornou-se uma necessidade existencial. Mas como fazer isso com excelência em um mercado tão amplo como o digital?

Diz um sábio anônimo que “vender é o segredo do negócio”. Se para uns a pandemia fechou as portas, muitos viram exatamente aí a oportunidade de ampliar seus negócios, oferecendo as soluções que faltavam ou simplesmente apresentando de melhor forma as que já estavam disponíveis.

Conrado salienta que diversas mudanças acontecem sempre, tais como o comportamento do consumidor, as leis de mercado, a economia, e tantos outros. Todos esses fatores influenciam os resultados dos diversos canais de vendas, por isso mesmo, tendo um canal de venda bem estabelecido, a abertura de outros canais é importante para que o negócio tenha contingenciamento e equilíbrio.

Faça você também parte deste grupo de empresários que vai encerrar 2021 turbinando suas vendas e realizando bons negócios. Os ingressos para o evento estão sendo comercializados pela plataforma Sympla, sendo que, os associados da ABIH-SC têm acesso gratuito. Garanta hoje mesmo sua vaga!

Para as empresas interessadas em participar da rodada de negócios, basta fazer contato através do e-mail comercial@abih-sc.com.br ou pelo WhatsApp (48) 98843-7659.

Entre as empresas já confirmadas estão: Kronus Aquecimento, Dormakaba, Desbravador, Busque Seguros, BemLife4You, Ecoflex,  Harus, Onix, , Pikolin, Quimidrol, Realgen’s, RENTV, Roi Consultoria, SM Grafic, Tab Energia, Tetra Soluções para Gastronomia, Uniprime, Guide 121 e Vinícola Jolimont.

Para saber mais sobre o palestrante Conrado Adolpho acesse o instagram

Santa Catarina entra em lista mundial de destinos sustentáveis

Santa Catarina entra em lista mundial de destinos sustentáveis

Com quatro municípios dos oito destinos brasileiros certificados, Santa Catarina é destaque na lista dos 100 principais destinos turísticos sustentáveis da fundação internacional Green Destinations, com sede na Holanda. Forquilhinha, Bombinhas, Itá e Orleans foram os destinos certificados e ficaram no TOP 100 da lista mundial.

O TOP 100 da Green Destinations chegou na 7ª edição e, ao longo dos anos, busca destacar destinos com histórias inovadoras e eficazes de turismo sustentável e também as boas práticas de gestão desses destinos como exemplos inspiradores.

– Santa Catarina busca em sua totalidade a prática do turismo sustentável em todas as nossas regiões. É com orgulho que recebemos esses certificados, que representam 50% dos destaques do país. Agora é trabalhar para fazer chegar em outros municípios catarinense, pois, certamente, temos como ampliar essas certificações no próximo ano – destacou o presidente da Santur, Renê Menezes.

O que cada destino de SC realizou para obter os certificados

Bombinhas

Com a necessidade de receber melhor turistas e visitantes, o município idealizou e criou um curso de formação sobre a cidade para a comunidade e empresas. Os conteúdos foram divididos em tópicos como hospitalidade, sustentabilidade, história e cultura. O treinamento, gratuito e aberto ao público, ficou conhecido como “Descobrindo Bombinhas” e tem sido ministrado desde 2013, sendo aplicado por Turismólogos que realizam um tour guiado pela cidade, em Santa Catarina.

Bombinhas – Foto: Markito/Aquivo/Santur

Forquilhinha

Os moradores e funcionários públicos do município realizaram de forma voluntária a limpeza da cidade. Esta ação passou a ser divulgada em diversos veículos de comunicação e alcançou grande repercussão. Em parceria com trabalhadores da Secretaria de Infraestrutura, que tiveram como função identificar os locais com mais urgências, a ação começou, durante os dias da semana e na área central da cidade. Conforme a ação foi tomando corpo por outros bairros da cidade, mais pessoas passaram a se envolver, sendo que a cada limpeza chegou-se a contar com até 80 pessoas.

Forquilhinha – Foto: Markito/Aquivo/Santur

Orleans

Diante da preocupação da possibilidade de retorno da mineração de carvão em Orleans, foi criado O Movimento Orleans Viva – Guardiões da Montanha (MOV). Um dos objetivos da MOV é incentivar e apoiar o ecoturismo, o turismo rural e a agricultura familiar sustentável através de ações de educação ambiental, valorizando as belezas cênicas da cidade e incentivando o desenvolvimento do ecoturismo.

Uma das ações realizadas pelo projeto foi o “Mulheres na Montanha”, uma caminhada realizada por cerca de 100 mulheres na encosta da montanha com o objetivo de elevar a consciência sobre os impactos da mineração de carvão, e a preservação das belezas naturais e consequências para o turismo local.

Orleans – Foto: Markito/Aquivo/Santur

Itá

Com o objetivo de resgatar e fortalecer a cultura e a tradição dos jangadeiros, o município tem realizado ações de impacto na sociedade para manter viva essa tradição. O “Museu do Balseiro” e as reuniões anuais que acontecem com jangadeiros e familiares servem como exemplo disso. Na cidade também há um restaurante chamado Flösen Haus que tem pratos típicos preparados em jangadas, como nos tempos dos balseiros.

Itá – Foto: Markito/Aquivo/Santur

O evento

O evento online “Global Green Destinations Days” contou com 150 destinos do mundo todo. Todos os anos, a competição “Top 100 Destination Sustainability Stories” (Melhores 100 histórias de destinos sustentáveis), coleta histórias de turismo sustentável e boas práticas de destinos em todo o mundo para serem compartilhadas como exemplos inspiradores, desde profissionais de turismo a viajantes.

Ao contar suas histórias, as organizações de gerenciamento de destinos podem ser conhecidas e reconhecidas pelas soluções que implementaram em resposta aos desafios e problemas que enfrentaram.

Sobre a Green Destinatios

A Green Destinations é uma fundação sem fins lucrativos para o desenvolvimento e reconhecimento de destinos sustentáveis, liderando uma parceria global de representantes, organizações especializadas e instituições acadêmicas.

Fonte: Mtur

Mercosul inicia pesquisa para mapear o potencial do turismo de natureza da região

Mercosul inicia pesquisa para mapear o potencial do turismo de natureza da região

Ministério do Turismo do Brasil conduz a sondagem no país junto a agências de viagem e operadores de turismo. Respostas podem ser enviadas até o dia 3 de novembro.

Uma pesquisa promovida pelos países que integram o Mercosul (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai), além do Chile, busca conhecer o real potencial do turismo de natureza do bloco. Para isso, os países elaboraram um questionário que vai mapear o segmento e embasar ações conjuntas no âmbito do Mercosul. A pesquisa tem como público-alvo profissionais que atuam em agência de viagens ou operadoras de turismo. O questionário é online e pode ser respondido em poucos minutos até o dia 3 de novembro.

Clique AQUI para participar!

No Brasil, o Ministério do Turismo irá consolidar as informações. Posteriormente, os resultados serão divulgados e analisados pelos países para a elaboração de um diagnóstico que ajudará na construção de futuras ações conjuntas. O turismo de natureza é considerado uma das principais tendências do mundo no momento e o seu desenvolvimento deve impulsionar a recuperação do setor no cenário pós-pandemia. 

“Nenhum país do mundo se iguala ao Brasil no segmento de turismo de natureza. Somos a última fronteira de sustentabilidade, preservação e fauna. Temos seis biomas: Pantanal, Pampa, Mata Atlântica, Amazônia, Caatinga e Cerrado e ainda temos nossa Amazônia Azul, com mais de 8 mil quilômetros de costa. E mais do que aquilo que temos, somos um potencial pelo que não temos: não temos furacão, terremoto, maremoto e outros fenômenos naturais que impactam a circulação de turistas”, destaca o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

PROMOÇÃO DO TURISMO DE NATUREZA 

Em julho, o Ministério do Turismo lançou a campanha promocional “Turismo em Natureza”, que busca evidenciar o segmento na retomada das atividades turísticas e retratar a importância do turismo consciente, responsável e seguro. A ideia é inspirar os brasileiros a conhecerem as belezas do próprio país. A campanha, que tem como slogan “Viaje pelo Brasil. Gigante pela própria natureza”, destaca destinos como, por exemplo, a Chapada dos Guimarães (MT) e os Lençóis Maranhenses (MA).

O Ministério do Turismo também promove uma seleção para contratar empresa que auxiliará no desenvolvimento de Trilhas de Longo Curso no Brasil. A expectativa com a contratação é criar um manual de implementação e promoção destas trilhas, consolidando as políticas públicas de desenvolvimento do turismo em áreas naturais. Saiba mais AQUI.

Além disso, espera-se reforçar a RedeTrilhas (Rede Nacional de Trilhas de Longo Curso e Conectividade) com a adesão de novos percursos por meio da disponibilização de metodologia que apoiará a gestão, implementação e promoção de novas trilhas à rede. Até o momento, quatro trilhas (Transcarioca, Sucupira, Cora Coralina e Serra do Mar) compõem a RedeTrilhas, que é gerenciada pelo Ministério do Meio Ambiente, com vistas a ampliar e diversificar a oferta turística em áreas naturais.

Outra iniciativa do governo federal é a concessão de parques nacionais com o objetivo de atrair recursos para conservação por meio de parcerias com o setor privado. E, consequentemente, aumentar a visitação, gerando emprego, renda e desenvolvimento no entorno dos parques. Para isso, o Ministério do Turismo, em parceria com Ministério do Meio Ambiente, ICMBIO e UNESCO, contratou duas empresas para elaboração de estudos de viabilidade técnica e econômica para concessão de quatro unidades de conservação: Parque Nacional de Jericoacoara; Parque Nacional da Serra da Bodoquena; Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses; e Parque Nacional da Chapada dos Guimarães.

Em 2019, antes da pandemia, as 137 unidades de conservação federais do Brasil receberam mais de 15,3 milhões de visitantes, um aumento de 20,4% em relação ao ano anterior. Como consequência das visitações, só em 2018, segundo dados consolidados pelo ICMBio, foram gerados cerca de 90 mil empregos, R$ 2,7 bilhões em renda, R$ 3,8 bilhões em valor agregado ao PIB e R$ 1,1 bilhão em impostos.

Fonte: Mtur

informativo abih-sc 15102021

Informativo ABIH-SC 15 de outubro

No informativo da ABIH-SC desta semana você vai ver:

Brunch marca o pré-lançamento do seguro hóspede: o BenLife4Guest;-Quimidrol confirmada para rodada de negócios no Dia do Hoteleiro!;-TAB Energia apresenta na rodada de negócios sistema de energia solar fotovoltaica on-grid;-ABIH-SC promove workshop com o tema LGPD para o ramo hoteleiro!;-A B2BHotel é dirigida e idealizada por hoteleiros;-Assinado acordo ministerial para prevenção ao uso de drogas no turismo nacional e internacional;-Com 53% das certificações, SC é o estado com mais selos do programa Bandeira Azul no país;-Hotel Vila do Farol;-Iate Hotel.

Confira o informativo completo AQUI!

B2BHOTEL É DIRIGIDA E IDEALIZADA POR HOTELEIROS.

A B2BHotel é dirigida e idealizada por hoteleiros

Entendemos todas as dificuldades do segmento e a missão da b2bhotel é entregar facilidades para o dia a dia das operações através do uso de novas tecnologias e novas formas de trabalho.

Sabemos que os Hotéis e restaurantes necessitam de mão de obra extra em momentos pontuais, mas que isso preocupa o gestor de diversas formas, então trabalhamos com: Redução significativa do seu risco de passivo trabalhista através de assessoria permanente e controle de riscos, fazemos o controle universal e imediato por meio de relatórios direto no app e apresentamos todas as contas a pagar e a receber semanalmente de forma detalhada.

Toda a interface está disponível na palma da mão de quem o hotel escolher, através do aplicativo e o pagamento é feito direto para a b2bhotel, com controle de presença e sem vínculos trabalhistas.

A b2bhotel se responsabiliza pelo histórico e veracidade das informações e pelo pagamento a todos os trabalhadores autônomos.

Contem conosco! Uma empresa feita por Hoteleiros para entregar facilidades para a Hotelaria.

www.b2bhotel.com.br

(41) 35015780 Telefone e WhatsApp

ABIH-SC promove workshop com o tema LGPD para o ramo hoteleiro

Este workshop terá como foco a exposição dos principais aspectos da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e o treinamento dos participantes com relação à aplicação desta lei a empresas do ramo hoteleiro.

Os participantes serão capacitados com aulas teóricas e terão participação ativa nas análises e discussões de casos práticos que lhes serão apresentados durante o curso, e que lhes permitirão compreender e iniciar um projeto de implementação da adequação à Lei Geral de Proteção de Dados em estabelecimentos do setor hoteleiro.

Público-alvo

O curso é destinado à profissional de qualquer área, seja do setor jurídico, do administrativo, do RH, da TI ou mesmo consultor externo, e que busca conhecimento e ferramentas para compreender melhor a incidência da LGPD no ramo hoteleiro.

Metodologia

O curso será dividido em 03 fases:

  1. Teoria: Exposição dos temas inerentes à LGPD e ao ecossistema de privacidade e proteção de dados;
  2. Parte prática: Análise e resolução de casos hipotéticos sobre assuntos envolvendo a proteção de dados nas empresas do ramo hoteleiro;
  3. Atendimento individual: Após o encerramento do curso, atendimento individual do participante para dúvidas a respeito do conteúdo ministrado.

Tanto na exposição oral quanto no material escrito é usado uma linguagem acessível e de fácil compreensão para todos os profissionais do público-alvo.

Atendimento individual

Como se trata de um curso com forte viés prático em que o participante tende a consolidar o aprendizado e colocar em prática o conteúdo aprendido, será ofertado atendimento individual pós curso.

Em até 20 dias após o encerramento do workshop o participante poderá agendar um atendimento individual com o professor do curso, de forma presencial ou on line, para tirar dúvidas a respeito do conteúdo ministrado.

Carga horária: 15h

Dias: 01/12 – quarta(manhã e tarde), 02/12 – quinta(manhã e tarde) e 03/12 -sexta (manhã) + 01hora do atendimento individual.

Investimento

Associado ABIH-SC: R$1.700,00;

Não associado ABIH-SC: R$2.100,00.

Informações

comercial@abih-sc.com.br

48 98843-7659

MTur registra entrega de 122 obras no país em julho e agosto

MTur registra entrega de 122 obras no país em julho e agosto

Projetos de infraestrutura contaram com investimentos de R$ 141,6 milhões do Governo Federal e favorecem a retomada do turismo nos destinos nacionais. Em meio à gradual retomada do mercado de viagens, o governo federal, por meio do Ministério do Turismo, mantém a preparação de destinos nacionais para a boa recepção de visitantes. Com um investimento total de R$ 141,6 milhões, o MTur registra a entrega de 122 obras de infraestrutura turística apoiadas financeiramente pela Pasta nos meses de julho e agosto. Os projetos incluem ações como a reforma de parques, orlas e praças, entre outras intervenções.

Na região Nordeste, por exemplo, recursos do MTur da ordem de R$ 20 milhões garantiram melhorias no Centro de Convenções de Sergipe, na capital Aracaju. O espaço teve a capacidade de público ampliada para 6.500 pessoas, entre auditórios e um pavilhão de exposições. Já no Norte do país, R$ 975 mil repassados pelo órgão permitiram a reforma do acesso à Praça da Paz de Itaituba, no Pará, cenário de atrativos como cavernas, cachoeiras e praias de rio.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, reafirma o compromisso com a adequada estruturação turística do país. “O atual governo não se preocupa com a paternidade das obras, o nosso compromisso é com a boa gestão do dinheiro público. Temos percorrido o país para entregar obras muitas vezes abandonadas em gestões anteriores, convertendo verdadeiros monumentos ao descaso em ativos que contribuem para gerar emprego e renda por meio do turismo”, frisa.

No Sudeste, um repasse de R$ 1,3 milhão do MTur proporcionou a reforma do Terminal Ferroviário de São José do Rio Preto (SP), um marco do início do século XX. No Sul, R$ 487,5 mil do órgão garantiram a revitalização do Centro Náutico e Recreativo Marinas de Guaíra (PR), cidade palco de atividades de pesca amadora e profissional. Já no Centro-Oeste, a Pasta aplicou R$ 975 mil na pavimentação do acesso à orla do complexo de lagos de Matupá (MT).

As obras do Ministério do Turismo são realizadas preferencialmente em municípios que constam do Mapa do Turismo Brasileiro, uma ferramenta do Programa de Regionalização do Turismo (PRT) que orienta a aplicação de recursos públicos em destinos que adotam o turismo como estratégia de investimento e alternativa de retorno econômico. As verbas provêm do orçamento próprio do órgão e de emendas parlamentares apresentadas à Pasta.

RESULTADOS 

Em 2020, o Ministério do Turismo destinou um valor recorde histórico de R$ 1 bilhão para a realização de obras de infraestrutura turística, o que garantiu a entrega de cerca de 980 trabalhos em todo o território nacional. Atualmente, o órgão administra 3.157 contratos ativos referentes a projetos do tipo nas cinco regiões do país, que envolvem a aplicação de aproximadamente R$ 3,4 bilhões no setor.

Por André Martins

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

Fonte: Mtur

Presidente da ABIH Nacional apresentou em Brasília painel em comemoração ao Dia Internacional do Turismo

Ao lado da deputada Magda Mofatto, e de Ana Biselli Aidar, diretora executiva da Resorts Brasil,  O presidente da ABIH NacionalManoel Linhares, apresentou o painel “Tendências do setor hoteleiro pós pandemia”  no seminário “Turismo na ordem do dia”, promovido pelo pela Embratur, Ministério do Turismo e Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados (CTur) em comemoração ao Dia Internacional do Turismo.

Durante o evento, dez painéis apresentados por parlamentares e representantes das principais entidades do trade turístico no Brasil, avaliaram a atual condição do setor no país e sugeriram as melhores ações para a retomada das atividades.

Fonte: GPHR

Brasil alcança marca de 130 mil prestadores de serviços turísticos regularizados

Na semana em que se comemora o Dia Mundial do Turismo (27.09), o setor alcança uma importante conquista no país: o Brasil atingiu a marca de mais de 130 mil prestadores de serviços turísticos regularizados no Cadastur, o cadastro nacional do Ministério do Turismo que reúne empresas e profissionais do ramo. O número configura um recorde de registros, representando um aumento de mais de 100% em relação a 2017.

“Este é um reflexo dos nossos esforços em conscientizar o setor da importância da regularização dos serviços turísticos. No atual momento em que vivemos, com o avanço da vacinação e a retomada pulsante das atividades, precisamos cada vez mais de um turismo seguro e qualificado. Isso é essencial para colocar o Brasil no topo das nações referências em turismo no mundo pós-pandemia”, destacou o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

As atividades com o maior número de cadastros são agências de turismo (32.360), guias de turismo (27.156), restaurantes, bares e similares (18.577), meios de hospedagem (15.594) e transportadoras turísticas (13.736).

Já entre os estados com mais prestadores regularizados, São Paulo ocupa o primeiro lugar (27.721), seguido do Rio de Janeiro (20.073), Minas Gerais (11.083) e do Rio Grande do Sul (8.548).

O registro no Cadastur é obrigatório para guias de turismo, acampamentos turísticos, agências de turismo, meios de hospedagem, organizadoras de eventos, parques temáticos e transportadoras turísticas. O cadastro tem validade de dois anos, no caso de pessoas jurídicas, e de cinco anos, para guias de turismo.

Também podem se cadastrar, de maneira opcional, as seguintes atividades: casas de espetáculos; centros de convenções; empreendimentos de entretenimento e lazer e parques aquáticos; empreendimentos de apoio ao turismo náutico ou à pesca desportiva; locadoras de veículos para turistas; prestadoras de serviços de infraestrutura para eventos; prestadoras especializadas em segmentos turísticos e restaurantes, cafeterias, bares e similares.

COMO SE CADASTRAR –

BENEFÍCIOS – Além de ser uma importante fonte de consulta para os turistas, o Cadastur também garante diversas vantagens e oportunidades aos cadastrados, como acesso a financiamentos; oportunidades de qualificação exclusivas; apoio em eventos, feiras e ações do Ministério do Turismo; incentivo à participação em programas e projetos do governo federal e visibilidade nos sites do MTur e do Cadastur.

Entre os programas exclusivos para os prestadores regulares no Cadastur está o Selo “Turismo Responsável, Limpo e Seguro”. Até agora, mais de 29 mil estabelecimentos e guias de turismo já aderiram ao selo. “O selo é um diferencial para os prestadores de serviços turísticos, um símbolo do compromisso assumido por eles em adotar medidas que protejam turistas e trabalhadores do setor”, explicou o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França.

Saiba mais sobre o Selo Turismo Responsável e como aderir à iniciativa AQUI.

Os prestadores de serviços turísticos que fazem parte do Cadastur também dispõem de uma linha de crédito especial, por meio do Fundo Geral de Turismo (Fungetur). O Fungetur possui como principais diferenciais as taxas, que são pré-definidas e menores que as comumente praticadas no mercado, e a possibilidade de utilização para capital de giro, a aquisição de bens (máquinas e equipamentos) e a realização de obras (implantação, modernização, ampliação ou reforma). Após a emissão do certificado do Cadastur, o empresário pode se dirigir a um agente financeiro credenciado para solicitar o crédito.

Saiba mais sobre o Fungetur e quais são os bancos credenciados AQUI.

As vantagens do cadastro também se aplicam ao campo da qualificação. Os guias de turismo regulares no Cadastur têm acesso a cursos exclusivos, ofertados periodicamente pelo Ministério do Turismo em parceria com instituições de ensino de todo o Brasil.

Clique AQUI e conheça os principais programas do Ministério do Turismo.

Além de todos estes benefícios, algumas atividades turísticas só poderão ter acesso ao Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse) se estiverem inscritas no Cadastur, como estabelece a Portaria n° 7.163/2021 do Ministério da Economia. É o caso de empresas de realização ou comercialização de congressos, eventos esportivos, feiras de negócios, shows, festas, casas de eventos e hotelaria em geral, entre outros. A Lei nº 14.148/2021, que cria o Perse, foi sancionada em maio deste ano pelo presidente Jair Bolsonaro, para apoiar o setor de eventos e turismo diante dos impactos da pandemia.

Por Vanessa Castro

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

Fonte: Mtur

De pesque-pague familiar a um dos maiores hotéis-fazenda resort do Brasil

Com mais de 2 milhões de metros quadrados, o Fazzenda Park Hotel é referência em turismo e lazer no Vale do Itajaí. Santa Catarina é famosa pela natureza exuberante, com lindas paisagens, que se modificam de acordo com a região. O Vale do Itajaí se destaca pela geografia e está entre os principais polos turísticos do Estado. A região conta com opções de entretenimento e lazer para toda a família, como é o caso do Fazzenda Park Hotel, localizado no interior do município de Gaspar e referência de resort no país.

“Um paraíso em meio à natureza”. É assim que os hóspedes definem o resort. Cercado por uma área verde com mais de 2 milhões de metros quadrados e uma estrutura completa para receber hóspedes do Brasil inteiro e também do exterior, o Fazzenda Park Hotel oferece atividades de descanso, lazer e diversão.

Mesclando a tradição à inovação, o resort possui eventos temáticos durante o ano todo – que neste momento contam com reforço da segurança, preservando o bem-estar e saúde de todos – shows nacionais e inúmeras outras atrações. A gastronomia também é destaque, com pratos que vão da comida caseira local a clássicos da cozinha internacional.

Como tudo começou

Em 1983 a família Graciola, no mesmo local onde hoje é o empreendimento, deu início a essa história, que é considerada de sucesso devido ao reconhecimento do Fazzenda Park Hotel. Tudo começou com um pesque-pague, que reunia famílias da região nos finais de semana. Os encontros motivaram a família a ampliar sua estrutura e também as atrações. Assim, começaram a servir comida caseira, oferecer passeios a cavalo, charrete, bicicleta e um campo para jogar futebol.

No início dos anos 1990, o local recebeu investimento para melhorar o espaço e construir a estrutura do hotel. A partir dos anos 2000, mais ampliações foram realizadas, assim como a inclusão de novos atrativos para o lazer, como piscinas e espaços para práticas esportivas. Com o retorno positivo, o antigo pesque-pague seguiu evoluindo, até se tornar um dos maiores e mais premiados hotéis-fazenda resort do Brasil.

Fazzenda Park Hotel
Acreditando no turismo familiar e de lazer, o Fazzenda se destaca entre os principais resorts do país(Foto: Divulgação | Fazzenda Park Hotel)

Com isso, a região do hotel também foi beneficiada, sentindo o impacto da sua expansão, com aumento significativo no desenvolvimento socioeconômico do Vale.

Estrutura e acessibilidade

O Fazzenda Park Hotel oferece, atualmente, uma estrutura diferenciada, que se destaca em comparação a outros empreendimentos do ramo. Em sua área, além de acomodações luxuosas, restaurante com cinco refeições diárias e espaço para convenções, o resort conta com um enorme complexo aquático.

São 3 mil metros quadrados de estrutura, com piscinas adulto e infantil com playground, bar molhado e centenas de guarda-sóis e espreguiçadeiras. As piscinas ainda têm um diferencial: contam com água aquecida, entre 30ºC e 32ºC, podendo ser usadas em todas as estações do ano. Isso consagra o hotel como o maior complexo de piscinas com água aquecida, a céu aberto do Sul do país.

Fazzenda Park Hotel
O Fazzenda conta com parque aquático com piscinas adulto e infantil com playground, bar molhado e centenas de guarda-sóis e espreguiçadeiras(Foto: Divulgação | Fazzenda Park Hotel)

O hotel oferece acessibilidade para pessoas com deficiência. Rampas em toda sua área, espaço para transitar com cadeiras de rodas em segurança, elevadores amplos e todas as condições necessárias para todo mundo se divertir.

Um mundo de atrações

A natureza exuberante do Fazzenda guarda atrações incríveis para a família. O contato com os animais da fazenda estimula uma vida mais conectada ao interior. As atividades de aventura, como o arvorismo e as trilhas de quadriciclo proporcionam momentos de adrenalina. E para relaxar depois dessas atividades, o hóspede também pode desfrutar dos serviços de um spa, com os mais diversos tipos de terapias e massagens.

Fazzenda Park Hotel
O Fazzenda Park Hotel tem um espaço spa, ideal para relaxar(Foto: Divulgação | Fazzenda Park Hotel)

Os eventos temáticos ocorrem durante o ano todo, com uma agenda que mescla shows, festivais gastronômicos, datas comemorativas e espetáculos. Entre as atrações se destacam as datas de final de ano, com as atrações: Sensações de Natal e Réveillon.

Resiliência como pilar

Assim como todos os hotéis, o Fazzenda teve que se adaptar às restrições da pandemia da Covid-19. Capacidade reduzida, protocolos sanitários e todos os cuidados seguidos à risca. Mesmo assim, conseguiu manter uma média positiva de ocupação, variando entre 92% e 94%, respeitando todas as indicações dos órgãos de saúde e sanitários.

Em constante evolução, o resort também projeta expansão da sua estrutura. Para 2022, serão entregues 165 novos apartamentos, ampliação do restaurante, nova recepção e novas atrações. Isso tudo para oferecer cada vez mais conforto aos hóspedes..

Quer conhecer mais do Fazzenda Park Hotel? Acesse o perfil do Instagram, do Facebook ou pelo site. Também é possível fazer reservar por meio do número: (47) 3397 – 9000. 

Saiba mais sobre o Fazzenda Park Hotel, resort que é referência no país.

Fonte: NSC