erminal-Rovena-Rosa

Gasto dos turistas internacionais no Brasil cresce 19,6% em abril

erminal-Rovena-Rosa

Desde o início do ano, os visitantes estrangeiros contribuíram com US$ 2,43 bilhões para a economia brasileira

 

O turismo internacional deu, em abril, mais uma demonstração de sua força e de seu impacto positivo na economia. Os estrangeiros que visitaram o Brasil no mês gastaram US$ 499 milhões, um avanço de 19,6% em relação ao mesmo período do ano passado, quando a receita cambial do turismo alcançou US$ 417 milhões. Nos quatro primeiros meses do ano foi registrado crescimento de 7,52%. Entre janeiro e abril, as receitas somadas foram de US$ 2,43 bilhões, contra US$ 2,26 bilhões no mesmo período de 2017.

Segundo a presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Teté Bezerra os dados divulgados pelo Banco Central mostram que o turismo pode gerar rápido retorno na geração de divisas e, com isso, contribuir em outros aspectos, como a criação de novos postos de trabalho.

“Com mais investimentos na promoção internacional de nossos atrativos e uma consequente alta no número de turistas internacionais no Brasil, esse impacto positivo na economia será potencializado. O objetivo é batermos o recorde de estrangeiros no país registrado no ano passado e movimentar os diversos setores da economia que compõem a atividade turística”, afirma. Em 2007, 6,6 milhões de turistas visitaram os destinos brasileiros.

O gasto dos brasileiros no exterior também cresceu. Em abril de 2018, os turistas nacionais gastaram US$ 1,54 bilhão, percentual 16,14% superior ao mesmo período do ano anterior. No acumulado do ano, a despesa cambial foi de US$ 6,47 bilhões, crescimento de 11,58% em relação à 2017, quando foi de US$ 5,80 bilhões. “Precisamos intensificar os trabalhos de divulgação do turismo brasileiro no exterior para atrair cada vez mais turistas e, assim, diminuir o déficit da balança comercial do setor”, analisa Teté Bezerra.

 

Fonte: Embratur

Leia também: Göedert Higiene apresenta linha de produtos na Exprotel 2018