Centro de eventos de BC: Comissão vai debater gestão provisória

Ao lamentar que tenha sido confirmada como deserta ( sem empresas interessadas), na tarde desta terça-feira (24), a fase final da licitação da concessão da gestão do Centro de Eventos de Balneário Camboriú à iniciativa privada, o presidente da Comissão de Turismo e Meio Ambiente

da Alesc, deputado Ivan Naatz (PL), anunciou a convocação de imediata de reunião do colegiado para debater o assunto. O objetivo, segundo o parlamentar, é discutir com os segmentos envolvidos, governo do Estado, prefeitura e representantes do trade turístico regional e estadual, a busca de alternativas de gestão provisória do equipamento até que se conclua novo processo de licitação e concessão.

“Esse fato só vem a atrasar ainda mais a liberação deste importante equipamento para fomentar e aquecer o turismo de eventos na região e Estado num momento de necessidade em função da crise e pandemia. Por isso precisamos de uma alternativa urgente neste sentido, até porque são mais de R$ 100 milhões de recursos públicos envolvidos”, afirmou Naatz.

O parlamentar também analisou que a captação de eventos de médio e grande porte exige antecedência e planejamento e é necessário assegurar um trabalho prévio neste sentido para enfrentar a concorrência nacional do setor e garantir um calendário mínimo de eventos para Santa Catarina, ao menos, para os próximos dois anos.


Comunicação Gabinete – carlosc.mello7@gmail.com

Deputado Ivan Naatz
FOTO: Rodolfo Espínola/Agência AL

Últimos dias de inscrições para cursos gratuitos do Ministério do Turismo

Os interessados em aprimorar conhecimentos e se qualificar na área de turismo têm até a próxima segunda-feira (30.11) para se inscreverem nos cursos online e gratuitos de Gestor de Turismo e de Atendimento ao Turista Brasil Braços Abertos (BBA), ofertados pelo Ministério do Turismo. As capacitações devem ser finalizadas até o dia 30 de dezembro deste ano.

As inscrições podem ser feitas por meio dos endereços eletrônicos abaixo:

– Atendimento ao Turista: http://bba.turismo.gov.br/

– Gestor de Turismo: http://gestor.turismo.gov.br/

A formação em Gestor de Turismo tem como público-alvo brasileiros e estrangeiros maiores de 18 anos e possui carga horária de 50 horas, dividida em 35 unidades. Durante o curso serão abordados temas como planejamento, elaboração de projetos, legislação sobre turismo e contratações, programas e ações do MTur.

Já o de Atendimento ao Turista tem um total de 80 horas-aula e engloba conteúdos a exemplo de noções de inglês, ética e marketing, transmitidos por meio de jogos e vídeos. Ao final das aulas, o aluno deve atingir uma nota mínima de 696 pontos para emitir certificado chancelado pelo MTur e pelo Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ).

Fonte: Mtur

Setor aéreo nacional deve recuperar até 80% da atividade em dezembro

Após impactos da pandemia de Covid-19, os deslocamentos aéreos dentro do país devem alcançar patamar próximo ao registrado em 2019.

A recuperação do setor aéreo no mercado nacional está a pleno vapor e, aquecido pela proximidade do início da temporada de verão, deve encerrar o ano com até 80% do movimento registrado em dezembro do ano passado. No final de semana prolongado, em decorrência do Dia de Finados, os principais aeroportos do país já movimentaram cerca de um milhão de pessoas – número 40% maior do que o registrado no feriado anterior, de 12 de outubro.

“São números impressionantes se nós olharmos para outros países, especialmente da América do Sul, América Latina e Caribe. Alguns aeroportos, inclusive, devem performar mais do que 80% pela natureza de hub que têm”, avaliou o secretário nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann.

A projeção foi apresentada na última semana, durante o 2º Seminário de Competitividade do Setor de Infraestrutura promovido, de forma online, pelo Ministério da Infraestrutura, em parceria com a Fundação Dom Cabral.

Por conta dos impactos da pandemia de Covid-19, Glanzmann apontou que o setor chegou a ter redução, em média, de 93% do tráfego, incluindo voos nacionais e internacionais, com cerca de 400 aviões de médio e grande porte em solo no país.

“No mercado doméstico, com uma malha essencial, caímos de 2.500 voos por dia, em média, para menos de 200 voos. Mas continuamos ligando todas as nossas capitais e algumas cidades do interior”, pontuou o secretário nacional de Aviação Civil, indicando que manter o tráfego aéreo funcionando no país, a partir da adoção de protocolos de biossegurança, foi um diferencial para a retomada e recuperação do setor.

O diretor da Associação Internacional de Transporte Aéreo no Brasil (IATA), Dany Oliveira, que também participou do seminário, apontou que a recuperação plena do mercado de voos domésticos brasileiro deve ocorrer no início do próximo ano. “Entendemos que o mercado brasileiro doméstico já vai atingir os níveis pré-pandemia, ou seja, os valores observados em 2019, em torno de março e abril”, projetou.

Já o mercado internacional deve demorar um pouco mais para a recuperação total, tendo em vista que muitos países ainda possuem restrições para chegada e saída de passageiros. “Dependemos da abertura de outros mercados, principalmente o norte-americano, europeu e latino-americano. Os países ainda estão com algumas restrições e nós precisamos dessa abertura para que haja a retomada”, disse Glanzmann.

O Brasil possui uma das maiores malhas de transportes do mundo e é o segundo do mundo em número de aeroportos, com 578 aeroportos públicos e 2.056 privados.

RETOMADA DO TURISMO – Desde o início da pandemia, o governo federal atuou para reduzir efeitos da Covid-19 no turismo que, por natureza, envolve o deslocamento de pessoas. “Iniciamos uma série de ações com foco na proteção do turismo brasileiro e de seus trabalhadores. Atuamos junto a área econômica do governo para garantia dos salários e jornadas de trabalho. Também agimos na regulamentação das relações de consumo no segmento. E, ainda, garantimos R$ 5 bilhões em empréstimos por meio do Fundo Geral do Turismo (Fungetur)”, enumerou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, algumas das medidas adotadas.

Dando continuidade às ações, no início do mês, o governo federal lançou a Retomada do Turismo. Trata-se de uma aliança nacional em nome da retomada do setor de forma responsável e segura, que reúne 32 instituições do poder público, iniciativa privada, terceiro setor e Sistema S, coordenada pelo Ministério do Turismo. O objetivo é reduzir os efeitos negativos causados no setor, em decorrência da pandemia de Covid-19. Para isso, será desenvolvido um conjunto de ações e programas, que vão desde o reforço na concessão de linhas de crédito para capitalizar empresas do setor e preservar empregos, até obras de melhoria da infraestrutura dos destinos turísticos.

Fonte: Mtur

Governo do Estado de SC

SC o segundo lugar em competitividade entre os Estados do Brasil.

 É de SC o segundo lugar em competitividade entre os Estados do Brasil. Além disso, #SantaCatarina garantiu indicadores acima da média dos registrados por países da OCDE, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, assegurando o recebimento do prêmio Excelência em Competitividade na categoria Destaque Internacional.

Indicadores

📈 Entre os indicadores gerais considerados na pesquisa, que consiste em comparações com outros estados, SC liderou nos pilares de sustentabilidade social, segurança pública e eficiência da máquina pública com nota 100.

✅ O Ranking de Competitividade dos Estados 2020, realizado pelo Centro de Liderança Pública (CLP), confirma a essência do catarinense, que luta e se reinventa em meio às adversidades.

Fonte: Governo do Estado de SC

Leia também: Osmar Vailatti fala sobre o controle das atividades que envolvem o setor de turismo e hotelaria

Morane Outdoor Solutions ABIH-SC

Sócio Colaborador – Morane Outdoor Solutions

Há mais de uma década a Morane Outdoor Solutions oferece o que há de mais moderno e tecnológico em soluções para áreas externas. Nossos produtos englobam soluções para ambientes corporativos, pousadas e residências.

Buscamos no mercado nacional e internacional sempre os produtos mais inovadores, que sejam práticos, duráveis e sustentáveis. Tudo isso pois entendemos que você e sua empresa merecem o melhor.

Protepraia

Seus dias de descanso na praia ganharam mais um aliado. Protepraia by Morane.

Proteja sua família de areia, vento, bolas e muito mais. O Protepraia é a solução para você curtir com quem você ama aquele perfeito dia de praia.

LEVE – Pesa somente 2,5kg.

VERSÁTIL – Use de acordo com as suas necessidades na beira da praia.

PRÁTICO – Monte em segundos e carregue para todo o lugar (adapta-se aos carrinhos de praia).

DURÁVEL – Feito em alumínio que é leve e não enferruja com a maresia.

BEM-ESTAR – Curta a praia sem preocupações de vento, areia e bolas sendo jogadas na sua família.

PROTEÇÃO – Crie uma barreira física contra bolas, tumultos e pessoas passando. Seus filhos seguros e você sem preocupação.

VENTOS – Proteja sua família contra o vento, característico de algumas praias. O ProtePraia acompanha um Kit Vento

AREIA – Proteja sua família também contra a areia. Resolva esse problema criando uma barreira física para a sua proteção.

HOTÉIS – Perfeito para uso em hotéis, pousadas ou resorts. Dê mais privacidade e proteção para os seus hóspedes e personalize o produto com seu logo.

BARRACAS DE PRAIA – Utilize o ProtePraia no seu estabelecimento e delimite espaço e proteção dos clientes. Personalize o produto com o seu logo.

Não perca tempo! Entre em contato agora!

(51) 99630-3714

(51) 99995-7577

vendas@morane.com.br

ABIHSC parabeniza governanta e camareira

ABIH-SC Parabeniza

Nesta semana comemoramos o Dia da Governanta e da Camareira!
Os colaboradores são o coração da operação de um meio de hospedagem.Cada um, dentro da sua função, contribui para que os resultados sejam alcançados, se encaixando como peças de um quebra-cabeça. Vocês são peças fundamentais!
A ABIH-SC parabeniza esses dedicados profissionais.

Leia também: Reunião ABIH-SC

Osmar Vailatti Diretor Presidente ABIHSC

Osmar Vailatti fala sobre o controle das atividades que envolvem o setor de turismo e hotelaria

Os hoteleiros de Santa Catarina estão preocupados com o controle das atividades que envolvem o setor de turismo e hotelaria pelas autoridades que integram o Governo do Estado.

Todos sabem do potencial que este setor representa na oferta de empregos, na qualificação das pessoas, e no aporte de recursos que dele advém.

A ABIH – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado de SC está preocupada e ciente que vivemos um momento difícil, extremamente longo, que inquieta e causa incertezas – a pandemia do corona vírus, que ataca todas as nações do mundo em que vivemos.

Porém precisamos e queremos trabalhar, empregar, e produzir resultados. Não podemos parar. O Governo querer limitar, criar medidas para a ocupação dos hotéis, estabelecendo percentuais de 50, 60%, 70% neste momento, é massacrar as empresas deste setor. Não podemos e não vamos aceitar.

Depois de tanto tempo parados, hoje correndo atrás dos prejuízos, e as vésperas da alta temporada de verão, época de receber milhares e milhares de turistas, queremos recuperar o tempo perdido, queremos sobreviver e gerar divisas.

Ninguém melhor que os hotéis, pousadas, bares e restaurantes estão conscientes dos cuidados que devemos ter, a alta gerencia e suas equipes de colaboradores se encontram preparadas para aplicar os protocolos na prevenção ao maldito vírus.

A hotelaria está consciente que para receber os turistas que aqui virão, terão que ter seus estabelecimentos limpos e higienizados e embasados nas melhores práticas de combate a pandemia. Estamos preparados.
Cuidar da saúde e preservar a qualidade de vida das pessoas, são prioridades número um da hotelaria.

Por estes motivos repudiamos as práticas do Governo que limitam a ocupação dos hotéis e pousadas, conscientes de que, com muita responsabilidade, estamos atendendo e prestando relevantes serviços as famílias, hóspedes que nos visitam, para curtirem suas merecidas férias.
A hotelaria não vai parar.
SC não vai parar.

Osmar José Vailatti

Diretor-presidente ABIH-SC

Reunião da Diretoria Executiva ABIH-SC

Reunião da Diretoria Executiva ABIH-SC

A reunião da diretoria executiva da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Santa Catarina – ABIH-SC, na quinta-feira (19/11), foi presidida por Osmar José Vailatti, no formato digital.

Em pauta a apresentação do fluxo de caixa, atualização da 3ª Edição da Revista, atualização do evento Dia do Hoteleiro e Assuntos gerais.

Serra B ela ABIHSC

Serra Bela Hospedaria Rural celebra 21 anos

A pousada de charme é referência quando o assunto é hospedagem com conforto em meio à natureza em Urubici, na Serra Catarinense.

Mata de araucária preservada, muitos jardins e lagos, ao fundo pássaros cantando e um clima de paz e aconchego. Foi com esse cenário que o casal Mariléia e Roberto Martins vislumbrou, ainda na década de 90, o desenvolvimento do turismo no município de Urubici, na Serra Catarinense.

Iniciaram então o investimento em um projeto de hospitalidade, construindo seis apartamentos, a casa do café e uma churrasqueira, em uma área com localização privilegiada na Rodovia SC 370, caminho que leva ao Morro da Igreja e a Serra do Corvo Branco – ainda pouco conhecidos na época.

E em 15 de novembro de 1999, o casal abria as portas da Serra Bela Hospedaria Rural, abrigando os poucos viajantes que passavam por Urubici a passeio.

Com a questão de sustentabilidade em alta, a pousada também foi pioneira. Desde 2007, conta com painéis solares para geração de energia, separação de resíduos, fossas aeróbicas, uso de produtos biodegradáveis, redução da utilização de plásticos e poluentes, entre outras ações de preservação e reciclagem.

E o investimento não foi apenas nas instalações! Atendimento diferenciado, personalizado e tecnologia também fazem parte do dia a dia da pousada, com reservas on-line desde 2003 e equipe sempre pronta para atender bem a todos os hóspedes, parceiros e colaboradores.

Atualmente, a Serra Bela é referência quando o assunto é pousada de charme na Serra Catarinense. Muitos viajantes a procuram pela excelência no atendimento, conforto e qualidade para celebrar datas especiais como lua de mel, aniversários de casamento e também pessoais, além de viagens familiares, férias e finais de semana românticos!

Parabéns a família e a Serra Bela pelos 21 anos! Que venham muitos outros de prosperidade e sucesso! É o que deseja a ABIH-SC!

Serra Bela Hospedaria Rural
Rodovia SC-370 Km 04, n.º 44 – Santo Antônio – Urubici – SC – Brasil

Mtur Rotas Turisticas

MTur e UFSC iniciam o diagnóstico de rotas turísticas em 158 municípios

Já começou o mapeamento e diagnóstico de 30 rotas turísticas estratégicas do Brasil, distribuídas em 158 municípios e contempladas no programa Investe Turismo. A parceria, firmada entre o Ministério do Turismo e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em outubro, vai permitir traçar as condições de transporte nestas rotas, incluindo a estrutura existente, integração dos modais e a disponibilidade de informações aos turistas. No último mês, representantes dos dois órgãos se reuniram, em Florianópolis (SC), para discutir o andamento das ações.

Na avaliação do secretário nacional de Atração de Investimentos, Parcerias e Concessões do Ministério do Turismo, Lucas Fiuza, a oferta de infraestrutura e integração entre os diversos modais de transporte é determinante para o desenvolvimento de destinos turísticos. “Este diagnóstico será fundamental para que consigamos planejar melhorias de infraestrutura nestas rotas e proporcionarmos mais conforto, segurança e viabilidade aos turistas nos deslocamentos”, justificou. “Assim, vamos oportunizar investimentos no setor e importantes parcerias que vão gerar mais empregos e renda no Brasil”, finalizou.

O mapeamento abrangerá os modais rodoviário, ferroviário, aquaviário e aéreo das 30 rotas turísticas do programa Investe Turismo e possibilitará o planejamento de melhores condições ao transporte turístico de passageiros.

A coordenadora de Apoio a Projetos de Mobilidade e Conectividade do Ministério do Turismo, Valesk Rebouças, detalha as ações já em curso. “Estamos levantando legislações e resoluções que podem ser aprimoradas, realizando pesquisas, mapeando infraestruturas e serviços de rotas turísticas, inclusive, com visitas. Com isso, vamos conseguir entregar um plano de ação para todos os modais de transporte”, disse.

Além do diagnóstico das necessidades específicas no que se refere ao deslocamento de pessoas, a parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina também prevê o desenvolvimento de uma estratégia de capacitação aos setores públicos locais e entidades privadas ligadas ao turismo. E, ainda, o desenvolvimento de uma base georreferenciada com os principais elementos de infraestrutura e informações das 30 rotas turísticas.

PARCERIA – O Laboratório de Transporte e Logística (LabTrans) da Universidade Federal de Santa Catarina, é quem está conduzindo os estudos e pesquisas encomendados pelo Ministério do Turismo. Criado em 1998, a instituição já prestou serviços, por exemplo, ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e a Secretaria de Aviação Civil (SAC).

171120 - foto matéria conectividade 2.jpg

Representantes dos dois órgãos se reuniram para discutir o andamento das ações. Crédito: divulgação

O coordenador-geral de Mobilidade e Conectividade Turística do Ministério do Turismo, Higor Guerra, acredita que a expertise da instituição na área de transportes é um diferencial. “O Labtrans reúne um vasto conhecimento técnico em infraestrutura e serviços de transporte em todo o país, o que contribuirá para a eficiência deste diagnóstico que busca a melhoria da mobilidade e conectividade turística”, disse.

INVESTE TURISMO – O programa Investe Turismo é um esforço conjunto entre Ministério do Turismo, Sebrae e Embratur para acelerar o desenvolvimento, aumentar a qualidade e a competitividade de 30 rotas turísticas estratégias distribuídas em 158 municípios do país. O programa prevê investimentos e ações de incentivos a novos negócios, acesso ao crédito, melhoria de serviços, inovação e marketing. Para conhecer estas rotas clique AQUI.

Fonte: Mtur