Posts

Marcelo Álvaro Antônio assume o cargo de ministro do Turismo

Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo.

Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo.

 

Ministro ressalta a importância do setor para o desenvolvimento econômico e geração de emprego no Brasil no discurso de transmissão do cargo.

Colocar o turismo no centro da agenda política e econômica do governo. Esta será uma das prioridades da gestão do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que recebeu o cargo na quarta-feira (2) do antecessor Vinicius Lummertz em cerimônia realizada em Brasília. A continuidade de ações e programas que vem gerando resultados, como o Prodetur + Turismo, visto eletrônico, concessões de parques naturais, também estão na agenda do novo titular da Pasta.

No discurso de posse, o ministro ressaltou a importância do setor, como um vetor para geração de emprego, renda e desenvolvimento do país. Fez um agradecimento especial ao presidente Jair Bolsonaro pela confiança e disse que, mesmo antes de tomar posse na Presidência, ele já havia demonstrado “grande visão e sensibilidade” com a manutenção do Ministério do Turismo como uma pasta exclusiva na Esplanada dos Ministérios.

“Hoje, assumo um dos maiores desafios da minha vida pública e me sinto honrado com a oportunidade de contribuir para este Governo que se inicia e que, certamente, fará mudanças estruturantes em nosso país”, disse Marcelo Álvaro Antônio para uma plateia composta por parlamentares, prefeitos, membros do Conselho Nacional de Turismo e do corpo diplomático, servidores do Ministério do Turismo e da Embratur, de familiares do novo ministro, entre outros.

Na presença da mãe Vilma Penido Dias, que integrou a mesa de autoridades, Marcelo Antônio fez uma homenagem ao pai Álvaro Antônio, de quem herdou o nome político, e falou também dos desafios de sua gestão. Entre eles, o de melhor aproveitar as vantagens comparativas do país, reduzir o custo Brasil, dar prosseguimento às ações de ampliação da conectividade aérea, melhorar o ambiente de negócios e incentivar o empreendedorismo com a redução da burocracia. “É hora de transformar todo o vasto potencial do Brasil em retorno econômico”.

Ao transmitir o cargo ao novo ministro, Vinicius Lummertz fez um balanço da sua gestão. Apontou como conquistas importantes a implantação do visto eletrônico, com crescimento de 40% na concessão para turistas do Japão, Estados Unidos, Canadá e Austrália; os novos acordos de céus abertos com países como os EUA, Holanda e Grã-Bretanha e a entrada de empresas de baixo custo no país, a edição de Medida Provisória que abre o mercado de aviação a empresas internacionais.

O ex-ministro citou ainda a isenção de impostos de importação para parques temáticos, a flexibilização das leis trabalhistas, atribuindo esses avanços ao trabalho conjunto do MTur com as entidades e empresas do setor de turismo. O ex-ministro, nomeado secretário de Turismo do Estado de São Paulo, manifestou ainda “um sentimento de fé nesse novo momento do Brasil”.

Cerimônia – Durante a transmissão de cargo ocuparam lugar no palco, além da mãe do novo ministro, o deputado Herculano Passos, presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo; o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade; o presidente do Conselho de Turismo da Confederação Nacional do Comércio, Alexandre Sampaio, que representou as entidades do setor de turismo.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Informativo ABIH-SC 06 de dezembro

 

No Informativo ABIH-SC de 06 de dezembro você vai ler:

 

Save the Date;-Atual e futuro ministros têm primeira agenda pública de transição da pasta;-Santur espera aumento de 5% na circulação de turistas em SC;-Vinicius Lummertz será Secretário de Turismo de São Paulo;-Beto Carrero de Excelência no Turismo premia destaques de SC em quatro categorias e bate recorde de votação;-Inovação de Florianópolis (SC) é destaque no 1º Prêmio Nacional de Turismo;- Prêmio Nacional do Turismo 2018: conheça as iniciativas vencedoras;-Associados ABIH-SC!

 

 

Destinos mais procurados de Réveillon preparam atrativos, espetáculo de fogos e grandes shows

 

Na Paulista ou na beira da praia, programação inclui tradicionais espetáculos pirotécnicos, apresentação de grandes nomes da música brasileira e até trio elétrico.

 

Shows musicais, espetáculos pirotécnicos e outras opções de entretenimento e lazer vão marcar a virada do ano nos destinos nacionais mais movimentados da época. O Reveillon, que concentra boa parte das 75,5 milhões de viagens domésticas que serão realizadas por brasileiros neste verão, segundo estimativas do Ministério do Turismo, é o período em que atrativos de sol e praia, gastronomia e cultura ganham reforço na demanda.

Segundo o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, o período do Reveillon é a primeira contribuição do turismo à economia nacional no ano. “O aumento do número de viagens gera mais oportunidades de geração de empregos temporários e movimenta o comércio e equipamentos turísticos nas nossas cidades”, avalia.

De acordo com o Voopter, aplicativo que compara preços de passagens aéreas e promoções, Salvador, Recife, Fortaleza, Natal, Rio de Janeiro e São Paulo são as capitais mais procuradas no período de 26 de dezembro a 4 de janeiro e terão ampla programação para turistas. A lista dos 10 destinos nacionais mais buscados é completada com Florianópolis, Maceió e Porto Alegre, que ainda acertam detalhes das atrações públicas. Porto Seguro (BA) é a 10ª do ranking e terá dois dias de festa, com contagem regressiva para 2019 pela cantora Solange Almeida, seguida de show pirotécnico, além de show do cantor Bell Marques no dia 1º, que comandará um trio elétrico.

A capital baiana, número 1 da lista, terá cinco dias de celebrações pela chegada de 2019. De 28 de dezembro a 1º de janeiro, o Festival Virada Salvador vai proporcionar mais de 70 horas de música em um grande palco na orla da Boca do Rio, com 28 shows e 300 artistas envolvidos. A lista de nomes que se apresentarão inclui Zezé Di Camargo & Luciano, Milton Nascimento, Claudia Leitte, Ivete Sangalo, Daniela Mercury, Anitta e Alok, entre outros. Além dos shows, o Festival vai novamente oferecer uma enorme roda-gigante, tirolesa e Vila Gastronômica. O local terá show pirotécnico de 15 minutos, espetáculo que também será realizado em 16 bairros da cidade.

A tradicional festa de Recife é o Réveillon na orla de Boa Viagem, promovido pela Prefeitura Municipal, que será embalado pela música pernambucana. A noite do dia 31 vai ter 14 atrações, divididas em dois palcos montados nas areias das praias do Pina e de Boa Viagem. As atrações incluem Elba Ramalho, Nena Queiroga, Erica Natuza, Isadora Melo, Adriana B, Karina Spinelli, Belo Xis e Gerlane Lops. Na hora da virada do ano, o show será ‘piromusical’: numa ação inédita na capital, as cerca de 16 toneladas de fogos de artifício vão pipocar no céu em sintonia com a música tocada no momento, por aproximadamente 15 minutos. O espetáculo vai ser distribuído em três balsas entre os dois palcos, de forma a permitir uma visualização mais ampla ao longo da orla da cidade.

A capital potiguar, cujo aniversário é celebrado no dia de Natal, 25 de dezembro, já promove comemorações desde o início do mês, envolvendo uma programação repleta de eventos culturais. As atrações do projeto ‘Natal em Natal’, organizado pela Prefeitura Municipal, incluem a virada do ano e terminam em 6 de janeiro, com a Festa de Santos Reis, realizada no bairro de mesmo nome. Durante o Réveillon, vários shows musicais gratuitos vão animar a Praia da Redinha, palco de apresentações de artistas regionais como Luizinho Nobre, Carlinhos Zens, Jaina Elne, Debinha Ramos e Perfume de Gardênia. Já na Praia de Ponta Negra e na Ponte Newton Navarro, o espetáculo fica por conta dos fogos de artifício, que vão iluminar e colorir o céu da capital do Rio Grande do Norte.

Em Fortaleza, a música fica por conta de nomes como Claudia Leitte, Marília Mendonça, Alcione e Jorge Vercillo. O Réveillon programado pela prefeitura é aberto ao público no Aterro da Praia de Iracema, cartão-postal local. Neste ano, a capital do Ceará também abre espaço para artistas regionais, como os cantores Ítalo e Renno, Waldonys e Tom Drummond, este último vencedor do Festival da Música de Fortaleza. O evento contará, ainda, com apresentações da bateria da escola de samba carioca União da Ilha e da Banda Patrulha.

A Cidade Maravilhosa, palco de uma das mais concorridas festas de Réveillon do Brasil, na Praia de Copacabana, terá atrações durante quase dez horas. O famoso espetáculo pirotécnico reunirá 10 balsas, sincronizado junto a uma trilha sonora desenvolvida pelo DJ João Brasil, com 14 minutos de duração. A lista de artistas da noite inclui Gilberto Gil, Baby do Brasil e Ludmilla, além da escola de samba Beija-Flor. Na noite da virada, o Cristo Redentor, um dos ícones do Rio, receberá uma projeção digital, o que possibilitará a rotação ilusória da estátua em 180 graus. O monumento também vai transmitir uma mensagem de paz em Libras, que será transmitida por meio de telões na Praia de Copacabana.

20.12.2018 REVEILLON RIO BANCO IMAGENS MTUR
Céu iluminado encanta turistas no tradicional Reveillon carioca

 

Já o Réveillon da Avenida Paulista, um dos principais pontos turísticos da capital de São Paulo, terá atrações gratuitas para diferentes perfis na virada do ano. Shows musicais vão ser transmitidos por telões em led instalados na avenida, de maneira que o público possa acompanhar todos os detalhes. A festa deste ano reserva uma novidade: os fogos de artifício terão barulho reduzido, a fim de diminuir a poluição sonora, com duração de até 15 minutos. A medida cumpre lei local sancionada em maio, que proíbe o uso e a fabricação de artefatos pirotécnicos dotados de efeito exclusivamente sonoro. O palco montado pela prefeitura vai receber shows de artistas como Jorge Ben, Gal Costa, Péricles e Diogo Nogueira, além dos grupos de forró Rastapé e Trio Virgulino. As apresentações serão intercaladas com performances do grupo de comédia Risadaria.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Primeiros contratos do Prodetur + Turismo são assinados

Ministros Vinicius Lummertz e Marcelo Álvaro Antônio com o prefeito de Gaspar (SC) após assinatura do contrato

Ministros Vinicius Lummertz e Marcelo Álvaro Antônio com o prefeito de Gaspar (SC) após assinatura do contrato

 

Valor financiado soma R$ 108 milhões para Canela (RS) e Gaspar (SC), que vão executar projetos estruturantes de desenvolvimento do turismo.

 

Foram assinados na tarde deste terça-feira (18), em Brasília, os primeiros contratos de financiamento do Prodetur + Turismo, uma das principais iniciativas de acesso ao crédito para o fomento e estruturação do setor de turismo no país. Na cerimônia que formalizou o repasse de recursos do programa para os municípios de Gaspar (SC) e Canela (RS), consagrados com o Selo Oficial +Turismo, o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, recebeu como convidado o próximo titular da pasta, Marcelo Álvaro Antônio, que assinou os documentos como testemunha.

“É muito importante contar com a presença do Marcelo neste momento de comemoração, pois o programa soluciona o problema da falta de recursos para financiamento dos projetos dos municípios e empresas do turismo. São recursos que complementam o orçamento restrito do MTur”, afirmou Lummertz.

Após reunião de transição no ministério, o futuro ministro participou da cerimônia, em gabinete, e falou da importância de iniciativas como o Prodetur + Turismo para resolver os gargalos de infraestrutura do turismo “de forma inteligente”. O programa foi lançado pelo Ministério do Turismo em abril deste ano e hoje possui uma carteira de 115 projetos em análise que somam R$ 4,23 bilhões, valor bem próximo ao teto de R$ 5 bilhões previstos inicialmente pelo BNDES.

Os prefeitos dos municípios de Gaspar, Kleber Wan-Dall, e de Canela, Constantino Orsolin, falaram do impacto positivo do financiamento para o desenvolvimento do turismo nas duas cidades. “Com esse recurso vamos ampliar as opções de lazer e melhorar a infraestrutura turística municipal”, disse o prefeito Wan-Dall, cujo contrato assinado é de R$ 60 milhões. Em Canela, o contrato contempla obras de pavimentação e drenagem em vários pontos da cidade e sinalização turística urbana e rural, no valor de R$ 48 milhões. “O Prodetur + Turismo é um programa que, de fato, ajuda a mudar o país”, comentou Orsolin.

Presentes também ao evento, representantes do BNDES, principal financiador do programa governamental, que também conta com recursos do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), e do Badesul Desenvolvimento, que assinou contrato com a Prefeitura de Canela. “O Prodetur + Turismo deu tão certo que criamos uma linha com recursos próprios para atender os municípios gaúchos”, disse Jeanett Lontra, diretora presidente do Badesul.

O evento, que ocorre há cerca de 10 dias do final do atual governo, reuniu as equipes do Ministério do Turismo envolvidas na implementação do Prodetur + Turismo. Os secretários de Estruturação do Turismo, Antônio Parente, e de Qualificação e Promoção do Turismo, Bob Santos, e seus respectivos assessores diretos, além de parlamentares. O programa é operacionalizado pela Coordenação Geral de Planejamento Territorial, do Departamento de Ordenamento do Turismo do MTur.

18.12.2018 contratoprodetur1

 

Fonte: Ministério do Turismo

Brasil ganha código de conduta contra a exploração de crianças e adolescentes no turismo

 

O ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, e o secretário executivo do Ministério dos Direitos Humanos (MDH), Marcelo Varella, assinaram nesta quinta-feira (13), em Brasília, portaria interministerial que institui o código de conduta contra a exploração sexual de crianças e adolescentes no turismo. O documento tem o objetivo de orientar e regular a conduta ética de empresas e prestadores de serviços turísticos, seus funcionários e colaboradores, para que, no desempenho de suas atividades, adotem ações de enfrentamento à exploração de crianças e adolescentes.

“Estamos lançando uma semente para defender o lado do bem. O enfrentamento à exploração de crianças e adolescentes é um assunto transversal com o qual o Brasil tem um compromisso internacional e com este código de conduta estamos deixando um importante legado para o país”, afirmou o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz. Na avaliação dele, a geração de empregos por meio do turismo pode ser uma ferramenta importante para ajudar o país a enfrentar a violência e tirar os jovens da situação de vulnerabilidade.

O secretário executivo do MDH defendeu a importância de se criar normas de conduta, mas disse que somente a mobilização da sociedade permitirá que o problema seja enfrentando com efetividade. Segundo Varella, como o governo não tem condições de estar em todos os lugares para fiscalizar, a sociedade precisa aprender a se auto proteger e se unir. “A indiferença virou indignação e agora tem que virar ação”, comentou.

Responsável pela equipe que trabalhou na elaboração do código, o secretário nacional de Qualificação e Promoção do Turismo do MTur, Bob Santos, elogiou o empenho dos técnicos e a celeridade para a entrega do documento ainda este ano. “É um crime da maior gravidade e vamos enfrentar isso juntos. Esperamos que o código seja multiplicado por todos os segmentos que compõem o setor de turismo”, disse.

Durante a cerimônia, a representante da Rede Accor de Hotéis, Adriana Pinto, assinou o primeiro termo de adesão ao novo código, que será disponibilizado para empresas e prestadores de serviços turísticos que quiserem aderir ao projeto. “Esperamos que a hotelaria se envolva nesta campanha. A tolerância com a exploração de crianças e adolescentes em nossos empreendimentos é zero”, disse ela.

O código de conduta será disponibilizado no portal do Ministério do Turismo. Tem como público-alvo empresas, pessoas físicas e prestadores de serviços que atuem direta ou indiretamente no setor de turismo. O documento está alinhado ao Plano Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes e ao Grupo de Ação Regional das Américas (GARA).

Para aderir ao código, a empresa ou prestador de serviços turísticos deverá preencher o Termo de Adesão e encaminhá-lo por e-mail ao Ministério do Turismo, além de estar com o cadastro regular no Cadastur e cumprir os 12 compromissos estabelecidos no documento.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Governo amplia benefícios fiscais para parques temáticos

 

Tarifas de importação foram reduzidas de 20% para zero. Prazo para aquisição de equipamentos com isenção é de até 2 anos.

 

O segmento de parques temáticos foi beneficiado esta semana com medidas que vão estimular investimentos e a geração de empregos no setor de turismo. O governo autorizou a importação de equipamentos sem similares nacionais com tarifa zero em compras realizadas até o final de 2020, segundo consta da Resolução nº 98 da Câmara de Comércio Exterior (Camex), publicada na edição desta segunda-feira (10) do Diário Oficial da União.

O setor trabalha hoje com isenções temporárias, que zeram a tarifa por períodos pré-determinados de até oito meses. A decisão do governo atende a uma antiga reivindicação do setor que, em articulação com o Ministério do Turismo, busca a isenção permanente no âmbito de comitê técnico do Conselho do Mercado Comum do Mercosul.

“Esta decisão é mais um reconhecimento do governo do papel do setor do turismo como atividade que precisa de incentivos para gerar mais empregos e oportunidades de negócios”, avalia o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz. Estudo do Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas (Sindepat), estima investimentos de R$ 1,9 bilhão e geração de 56 mil postos de trabalho nos próximos cinco anos com a isenção permanente.

“Com a resolução da Camex teremos um novo período de investimentos e crescimento do nosso setor. Os empresários podem aproveitar esta janela e contribuir para o incremento do turismo em suas regiões, por meio da atratividade dos empreendimentos em operação e da oportunidade para abertura de novos parques”, afirma o presidente do Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas (Sindepat), Murilo Pascoal.

Para se ter uma ideia hoje, existem 23 pedidos de isenção em análise, número que poderá subir para 100, segundo expectativa do empresário Alain Baldacci, do Parque Wet´n Wild, de São Paulo. “Em dois anos temos tempo suficiente para planejar a abertura de novas unidades, a revitalização e a expansão dos parques em operação, com aquisição de novas atrações”, reforça.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Brasileiros farão 75,5 milhões de viagens domésticas no verão

 

Crescimento é de 2% e setor projeta aumento de vendas da ordem de 18% a 20% em relação à temporada 2017/18.

 

Estimativa do Ministério do Turismo aponta para a realização de 75,5 milhões de viagens entre dezembro deste ano até fevereiro de 2019. O resultado é cerca de 2% maior em relação aos números do verão passado. A Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav) também projeta crescimento nas vendas em percentuais entre 18% e 20% no mesmo período.

São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Santa Catarina e Minas Gerais estão entre os estados que serão mais visitados no período das festas de fim de ano (Natal e Réveillon) e das férias escolares em todo o país. Outros destinos que também receberão expressivos volumes de turistas, segundo a projeção do MTur, são Rio Grande do Sul, Paraná, Ceará, Pernambuco e Goiás.

“Tenho batido muito nesta tecla, de que o turismo é um celeiro de respostas positivas pois tem uma capacidade incrível de influenciar positivamente a economia. O aumento do número de viagens gera mais oportunidades de geração de empregos temporários e movimenta o comércio e equipamentos turísticos nas nossas cidades”, avalia o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz.

Segundo a Abav, as vendas devem manter a mesma proporcionalidade do verão passado. Ou seja, 60% das vendas para destinos nacionais e 40% para o exterior. “Tivemos uma instabilidade cambial importante este ano, revertida agora, e a projeção é de que a demanda reprimida dos meses anteriores se concretize em vendas para a alta temporada”, comenta a presidente em exercício da entidade, Magda Nassar.

Os destinos de sol e praia lideram a preferência na maior operadora de turismo do país para o período. No Nordeste, estão na dianteira destinos como Porto Seguro, Fortaleza, Maceió, Salvador e Natal. Em outras rotas destacam-se atrativos sem e com litoral, como Foz do Iguaçu, Caldas Novas (GO) e Balneário Camboriú, os dois últimos “devido aos parques aquáticos e de diversão”.

Outra grande empresa do setor, a agência de viagens online Decolar, coloca Rio de Janeiro, Porto Alegre e Natal como destinos nacionais preferidos para o Ano Novo. Entre os dez mais buscados pelo público estão também Foz do Iguaçu, Recife, Florianópolis, São Paulo, Fortaleza, Vitória e Salvador, reforçando a tese de que sol e praia ainda é o segmento mais demandado no país.

MUDANÇA – A operadora CVC identificou nesta temporada uma mudança de comportamento de viagem do brasileiro: “diferente de anos anteriores, quando os brasileiros deixaram a decisão da viagem para a última hora, neste a CVC percebe que o consumidor voltou a se planejar e tem fechado a viagem com maior antecedência, aproveitando as promoções do mercado” comenta a assessoria de comunicação da empresa.

RANKING – Segundo as estimativas do Ministério do Turismo, o estado de São Paulo deverá receber o maior contingente de turistas no período, cerca de 18% do total ou 13,65 milhões de viagens realizadas. Já o Rio de Janeiro, na segunda posição, ficará com 10,3% do volume de viagens, seguido da Bahia, com 9,5%. Santa Catarina e Minas Gerais devem ser destino de 5,86 milhões e 5,3 milhões das viagens que serão realizadas no próximo verão, que começa em 21 de dezembro próximo.

12.12.2018 Filhos de Gandhy BentoViana

 

Fonte: Ministério do Turismo

Vinicius Lummertz será Secretário de Turismo de São Paulo

Político foi escolhido para assumir turismo de São Paulo em 2019

Político foi escolhido para assumir turismo de São Paulo em 2019

 

O governador eleito em São Paulo, João Dória, deve anunciar na tarde nesta quinta-feira (6) o nome de Vinicius Lummertz como novo secretário de Turismo do estado a partir de 2019. Lummertz ocupa o cargo de Ministro do Turismo do Brasil desde o último mês de abril, mas com a mudança de governo, será substituído por Marcelo Álvaro a partir de 1º de janeiro.

O nome de Lummertz já é reconhecido após sua atuação em diversos cargos, principalmente no setor de turismo. Ele foi Secretário de Estado de Articulação Internacional do Governo do Estado de Santa Catarina, de janeiro de 2007 a dezembro de 2010, além de secretário de Turismo, Esporte e Cultura de Florianópolis.

Entre 2012 e 2015, atuou como Secretário Nacional de Políticas de Turismo dentro do Ministério do Turismo. Logo após isso, assumiu a presidência da Embratur, onde permaneceu até 2018, quando se tornou ministro. O político é formado em Ciências Políticas pela Universidade Americana de Paris, fez pós-graduação na Kennedy School, da Harvard University, no IMD de Lausanne, Suíça, e MBA-Executivo na Amana Key, em São Paulo.

Atual e futuro ministros têm primeira agenda pública de transição da Pasta

Ministros Marcelo Antônio e Vinicius Lummertz durante o primeiro encontro oficial de transição da Pasta

Ministros Marcelo Antônio e Vinicius Lummertz durante o primeiro encontro oficial de transição da Pasta

 

Atributos do turismo brasileiro e continuidade dos programas estratégicos do MTur foram assunto de reunião no Rio de Janeiro.

 

No primeiro evento público de transição de comando do Ministério do Turismo, no Rio de Janeiro, o futuro ministro Marcelo Álvaro Antônio afirmou ao trade e líderes do setor que dará continuidade aos programas estratégicos da Pasta em andamento.

O ministro Vinicius Lummertz agradeceu o apoio incondicional do trade ao longo de sua gestão e falou que o Brasil precisa deixar de lado os medos imaginários e usar o turismo como resolução dos problemas reais. Ele citou como exemplo a abertura dos parques nacionais e as marinas. “Trabalhamos muito, sempre morro acima. Agora, acredito que no novo ciclo, com a visão liberal do novo governo, será morro abaixo, com tudo mais fácil”, acredita.

Segundo o indicado para o MTur, “o presidente eleito, Jair Bolsonaro, é um entusiasta do Turismo. Isso vai ser um facilitador para articular um maior orçamento para o ministério”, garantiu. Ele ainda disse que Bolsonaro “tem plena consciência de que o Turismo pode ser um dos principais pilares para a volta do desenvolvimento econômico e social do país”, o que, segundo Marcelo Antônio, vai ser realizado em parceria com o Congresso Nacional.

O futuro ministro também levantou soluções para gargalos históricos e disse que vai dar continuidade a programas importantes em execução pela gestão Vinicius Lummertz. “Sabemos que muitos gargalos estão ligados à legislação vigente no país, como é o caso da Lei Geral do Turismo, e podem ser supridos por pautas legislativas que devem avançar na Câmara com celeridade ainda em 2018”, ressaltou. Ele também destacou que que dará sequência ao trabalho por mais competitividade e capilaridade de voos no Brasil e que o aumento da conectividade, rotas e destinos atendidos pela malha aérea nacional terá atenção especial.

Para Marcelo Antônio, o potencial adormecido do País para o Turismo deve ser amplamente explorado com o apoio e parceria do trade turístico. “Assim como o ministro Lummertz sempre fez, estarei aberto para a discussão dos problemas e construção de soluções para que o Brasil seja grande no Turismo”, concluiu.

O deputado federal Herculano Passos, presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo (Frentur), afirmou que vai articular a votação de projetos estratégicos para o setor ainda em 2018, como a transformação da Embratur em agência, a modernização da Lei Geral do Turismo e a abertura das empresas aéreas ao capital internacional.

Seaview – O encontro entre os ministros e convidados aconteceu no porto do Rio de Janeiro, durante a apresentação do transatlântico Seaview, o maior navio de passageiros da atual temporada de cruzeiros marítimos na costa brasileira. O navio fará escalas no Rio de Janeiro; Ilha Grande e Búzios (RJ); Santos e Ilhabela (SP); Balneário Camboriú e Porto Belo (SC); Salvador e Ilhéus (BA). O gigante do mar tem 323 metros de comprimento, conta com 18 andares e pesa 154 mil toneladas. A capacidade é para 5,3 mil passageiros.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Prêmio Nacional do Turismo 2018: conheça as iniciativas vencedoras

 

Saiba mais sobre os projetos e casos de sucesso que ajudam a consolidar o setor como ferramenta de desenvolvimento econômico, cultural e social no Brasil.

 

O Prêmio Nacional do Turismo 2018, entregue na noite desta quarta-feira (5) em cerimônia na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, consagrou sete iniciativas que contribuem para o fortalecimento do mercado de Viagens no Brasil. As ações, selecionadas entre 208 propostas habilitadas de acordo com as regras do edital, foram cadastradas por instituições públicas, privadas e do terceiro setor de todo o país e submetidas à análise de uma comissão julgadora composta por membros do Ministério do Turismo e do Conselho Nacional de Turismo (CNT).

O ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, observou que a premiação incentiva a busca por inovações na área. “Nós queremos uma agenda de atração de investimentos ao país, de negócios, e o mundo inteiro quer investir no Brasil. É preciso abrir o Brasil para o mundo, criar uma nova narrativa do nosso país lá fora, que o turismo pode contar. E os vencedores do Prêmio estão sendo reconhecidos por isso. Homenageamos pessoas que geram emprego e renda e que podem servir de exemplo”, elogiou.

Na categoria Inovação Tecnológica, o destaque foi o Voucher Digital de Barreirinhas (MA), porta de entrada dos Lençóis Maranhenses. O sistema utiliza pulseiras eletrônicas, entregues a visitantes por agências de turismo credenciadas, que monitoram atrativos procurados na região e subsidiam gestores públicos com estatísticas. Representando a Prefeitura Municipal, Albérico Filho citou benefícios do trabalho. “Isso permite monitorar visitas e garante um controle efetivo da nossa parte ecológica”, frisou.

Já o Plano de Desenvolvimento de Passageiros RIO galeão, concessionária que administra o Aeroporto Internacional Tom Jobim, venceu no quesito Marketing e Apoio à Comercialização. A iniciativa estimula o fluxo de turistas a partir de marketing estratégico, dando suporte à criação de novas rotas e à atração de empresas. Bruno Reis, gerente da empresa, considerou simbólica a premiação. “Foram premiadas não só iniciativas do aeroporto, mas a percepção da chegada de um novo player à cadeia produtiva”, avaliou.

Na categoria Monitoramento e Avaliação, o destaque ficou com o Programa de Otimização de Performance da Secretaria de Cultura e Turismo de Salvador. Lançado em 2017, o sistema proporciona o monitoramento online de opiniões públicas sobre equipamentos da área postadas em sites de avaliação de viajantes. Claudio Tinoco, titular da Secretaria, apontou a relação com visitantes como diferencial. “É uma forma de interagir diretamente com turistas e melhorar nossos serviços”, sublinhou.

O Projeto Verena, por sua vez, do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Rio Grande do Norte, levou o título de Qualificação e Formalização. O programa promove o intercâmbio entre o estado e o governo alemão, contribuindo para a adoção de processos inovadores de capacitação. Marcelo de Queiroz, presidente do Conselho Regional do Senac-RN, destacou avanços da troca de experiências. “A parceria leva informações aos municípios, com acompanhamento permanente de técnicos alemães”, relatou.

Já a categoria Turismo de Base Local e Produção Associada reconheceu a operadora Vivejar, que oferece oportunidades de turismo responsável e de base comunitária em parceria com comunidades tradicionais do país. O objetivo é desenvolver ações transformadoras, como a qualificação de moradores. A fundadora da Vivejar, Marianne Costa, enalteceu a união de esforços. “Esse prêmio é de todas as comunidades com as quais trabalhamos. O objetivo é jogar luz nesse Brasil diverso e inclusivo”, resumiu.

Na categoria Turismo Social, o vencedor foi o projeto Acessibilidade como Fator de Inclusão, desenvolvido pelo Terra dos Sonhos Empreendimentos Turísticos, de Socorro (SP). No Hotel Fazenda, construído com a reutilização de contêineres, unidades e passeios são adaptados a pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. O proprietário José Fernandes defendeu empenho por melhorias no atendimento. “Pessoas com deficiência realmente viajam e buscam produtos neste segmento”, enfatizou.

Já a segunda etapa do Cais do Sertão – Museu Luiz Gonzaga, no Porto de Recife, levou o prêmio na categoria Valorização do Patrimônio. Parte integrante da revitalização do Centro Antigo da capital pernambucana, o local busca reverenciar a cultura nordestina, articulando parcerias culturais e educacionais. O vice-presidente da Empresa de Turismo da cidade, Ciro Couceiro, comemorou a homenagem. “É uma honra Pernambuco receber um prêmio por valorizar o turismo através de uma cultura grandiosa”, declarou.

Os vencedores foram selecionados após avaliação meritória e eliminatória da comissão julgadora a partir da classificação de três finalistas por categoria da premiação. As iniciativas que avançaram cumpriram critérios como terem sido criadas especificamente para o setor turístico e implementadas há menos de 24 meses. A análise considerou ainda a apresentação de resultados obtidos pela mensuração de impactos diretos ou indiretos.

SOBRE O PRÊMIO – O 1º Prêmio Nacional do Turismo, iniciativa do Ministério do Turismo, tem por objetivo identificar, reconhecer, premiar e disseminar iniciativas, práticas inovadoras e casos de sucesso relacionados aos setores público e privado e ao terceiro setor do turismo brasileiro. Além de projetos, foram condecorados também profissionais que tenham atuado de maneira criativa, inovadora e proativa em prol do desenvolvimento do turismo no país.

A premiação possui caráter simbólico, sem valor comercial ou financeiro, e é concedida na forma de troféus, entregues aos primeiros colocados de cada modalidade, e certificados, conferidos aos finalistas.

Além das iniciativas, profissionais e líderes do setor foram indicados pelas entidades do Conselho Nacional do Turismo e eleitos por votação popular, por meio da internet. Já as medalhas das menções honrosas foram concedidas a personalidades indicadas pelo ministro do Turismo, Vinicius Lummertz. Os profissionais selecionados para participar da disputa concorreram nas seguintes categorias: Academia, Iniciativa Privada, ONGs, Governo e Imprensa/Mídias Sociais. CLIQUE AQUI PARA CONHECER OS PROFISSIONAIS VENCEDORES.

 

Fonte: Ministério do Turismo