Posts

Praias de Florianópolis terão quiosques containers na temporada 2018/2019

 

A temporada de Verão 2018/2019 traz novidades para os quiosques de praia em Florianópolis por meio de iniciativa privada. Até a temporada passada, era disponibilizada aos comerciantes uma tenda 3x3m sem fechamento lateral. Este ano, estão sendo implantados 69 containers, de 10 m², em capas de aço galvanizado. As informações são da Prefeitura de Florianópolis.

Em fase teste, as praias contempladas são a Brava, Jurerê Internacional, Jurerê Tradicional, Praia do Forte, Santinho, Lagoa da Conceição, Joaquina, Mole, Campeche e Novo Campeche. “Estamos sempre buscando trazer melhorias nas nossas temporadas, quando recebemos muitas pessoas de outras cidades, ficando uma grande movimentação nas praias. Este ano, além dos chuveiros e banheiros, também vamos testar os quiosques em formato de containers, dando mais conforto aos comerciantes e melhor manipulação do que será servido”, afirma o prefeito Gean Loureiro.

 

Fonte: Noticias do dia

Brasileiros farão 75,5 milhões de viagens domésticas no verão

 

Crescimento é de 2% e setor projeta aumento de vendas da ordem de 18% a 20% em relação à temporada 2017/18.

 

Estimativa do Ministério do Turismo aponta para a realização de 75,5 milhões de viagens entre dezembro deste ano até fevereiro de 2019. O resultado é cerca de 2% maior em relação aos números do verão passado. A Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav) também projeta crescimento nas vendas em percentuais entre 18% e 20% no mesmo período.

São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Santa Catarina e Minas Gerais estão entre os estados que serão mais visitados no período das festas de fim de ano (Natal e Réveillon) e das férias escolares em todo o país. Outros destinos que também receberão expressivos volumes de turistas, segundo a projeção do MTur, são Rio Grande do Sul, Paraná, Ceará, Pernambuco e Goiás.

“Tenho batido muito nesta tecla, de que o turismo é um celeiro de respostas positivas pois tem uma capacidade incrível de influenciar positivamente a economia. O aumento do número de viagens gera mais oportunidades de geração de empregos temporários e movimenta o comércio e equipamentos turísticos nas nossas cidades”, avalia o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz.

Segundo a Abav, as vendas devem manter a mesma proporcionalidade do verão passado. Ou seja, 60% das vendas para destinos nacionais e 40% para o exterior. “Tivemos uma instabilidade cambial importante este ano, revertida agora, e a projeção é de que a demanda reprimida dos meses anteriores se concretize em vendas para a alta temporada”, comenta a presidente em exercício da entidade, Magda Nassar.

Os destinos de sol e praia lideram a preferência na maior operadora de turismo do país para o período. No Nordeste, estão na dianteira destinos como Porto Seguro, Fortaleza, Maceió, Salvador e Natal. Em outras rotas destacam-se atrativos sem e com litoral, como Foz do Iguaçu, Caldas Novas (GO) e Balneário Camboriú, os dois últimos “devido aos parques aquáticos e de diversão”.

Outra grande empresa do setor, a agência de viagens online Decolar, coloca Rio de Janeiro, Porto Alegre e Natal como destinos nacionais preferidos para o Ano Novo. Entre os dez mais buscados pelo público estão também Foz do Iguaçu, Recife, Florianópolis, São Paulo, Fortaleza, Vitória e Salvador, reforçando a tese de que sol e praia ainda é o segmento mais demandado no país.

MUDANÇA – A operadora CVC identificou nesta temporada uma mudança de comportamento de viagem do brasileiro: “diferente de anos anteriores, quando os brasileiros deixaram a decisão da viagem para a última hora, neste a CVC percebe que o consumidor voltou a se planejar e tem fechado a viagem com maior antecedência, aproveitando as promoções do mercado” comenta a assessoria de comunicação da empresa.

RANKING – Segundo as estimativas do Ministério do Turismo, o estado de São Paulo deverá receber o maior contingente de turistas no período, cerca de 18% do total ou 13,65 milhões de viagens realizadas. Já o Rio de Janeiro, na segunda posição, ficará com 10,3% do volume de viagens, seguido da Bahia, com 9,5%. Santa Catarina e Minas Gerais devem ser destino de 5,86 milhões e 5,3 milhões das viagens que serão realizadas no próximo verão, que começa em 21 de dezembro próximo.

12.12.2018 Filhos de Gandhy BentoViana

 

Fonte: Ministério do Turismo

Prefeitura de Florianópolis lança Operação Verão e promete reforço na infraestrutura e segurança

Praias terão mais guarda-vidas, chuveiros e banheiros químicos, disse a administração municipal.

A prefeitura de Florianópolis apresentou na manhã desta terça-feira (9) os detalhes da Operação Verão para a próxima temporada. A proposta é de reforços na segurança, na infraestrutura das praias e acessos a elas, nas creches, na saúde e na manutenção da limpeza. Conforme a administração municipal, são mais de 8 mil pessoas envolvidas.

A Operação Verão vai começar em 15 de dezembro. “Vamos trabalhar a melhoria nas rodovias de acesso às praias, buscando a revitalização através da melhoria da pavimentação asfáltica, roçagem , pintura de meio-fio, uma nova sinalização horizontal e vertical, melhoria na iluminação em alguns pontos”, disse o prefeito Gean Loureiro (MDB).

Veja os números anunciados pela prefeitura:

  • 710 policiais militares, sendo 590 do efetivo local e mais 120 de outras cidades;
  • 370 guarda-vidas civis;
  • 119 funcionários temporários da Comcap (Companhia de Melhoramentos da Capital) para manter a limpeza da cidade;
  • 60 fiscais temporários vão monitorar os trabalhos dos vendedores ambulantes;
  • 780 vagas em oito creches para o período de janeiro;
  • 70 quiosques para venda de produtos nas praias;
  • 40 chuveiros na praia que poderão ser usados de graça;
  • 224 banheiros químicos;
  • 9 praias acessíveis com esteiras na areia e cadeiras anfíbias para ajudar os banhistas que têm algum tipo de deficiência física;
  • 69 garis, 40 auxiliares operacionais e dez motoristas temporariamente para o verão para reforçar a estrutura e manter a cidade limpa e organizada;
  • Contratação temporária de dez médicos de família, dois enfermeiros e 25 técnicos de enfermagem para recompor equipes de família e unidades de saúde dos balneários;
  • Contratação de dois cirurgiões e cinco médicos pediatras para ajudar no atendimento das UPAs.

Em relação ao transporte coletivo, a administração municipal disse que haverá renovação da frota e mudanças nos horários e itinerários das linhas de ônibus para adequar o sistema aos locais com maior demanda durante a temporada. Se comprometeu ainda a ampliar o wi-fi nos abrigos de ônibus e atualização do aplicativo Floripa no Ponto para deficientes visuais.

Praia de Piçarras (SC)

Temporada Bandeira Azul tem aumento de 50%

Praia de Piçarras (SC)

Praia de Piçarras (SC)

As 15 indicações do Brasil foram encaminhadas para homologação do júri internacional em Copenhague, na Dinamarca. Santa Catarina terá o maior número de certificação.

 

No próximo verão as praias do Brasil estarão ainda mais pontilhadas de bandeiras azuis. Serão 15 certificações internacionais, 50% a mais do que as 10 homologadas no verão passado. A conquista é exibida como um troféu. A Bandeira Azul hasteada significa mais qualidade da água para os banhistas e moradores dos locais que obtiverem os certificados validados pelo júri internacional.

“O programa Bandeira Azul reconhece o compromisso das comunidades e governos locais com a proteção das praias, rios e lagoas e a prática responsável das atividades turísticas em 45 países”, destacou Gabrielle Nunes, coordenadora-geral de turismo responsável do Ministério do Turismo, que integra o júri nacional.

A lista oficial será divulgada em outubro, quando o júri internacional vai homologar as certificações do programa para a próxima temporada de verão no hemisfério sul. A lista dos locais brasileiros que pleiteiam a Bandeira Azul foi divulgada nesta terça-feira (3). A escolha foi feita pelo júri nacional, em reunião realizada no dia 28 de junho no Ministério do Turismo, em Brasília. Os jurados, que representam 10 instituições públicas e não-governamentais, aprovaram a inclusão de cinco novas praias e uma marina no programa Bandeira Azul.

NOVAS BANDEIRAS – A partir de 15 de novembro Poderão hastear a Bandeira Azul, pela primeira vez, as praias do Estaleiro e do Estaleirinho, em Balneário Camboriú e Piçarras, em Santa Catarina. A praia de Palmas, em Governador Celso Ramos, também em Santa Catarina, que havia perdido a certificação na temporada passada, retornou ao programa e vai poder hastear a Bandeira Azul novamente. Ainda em Santa Catarina, a Marina Tedesco, de Balneário Camboriú, terá a Bandeira Azul pela primeira vez. A praia do Peró, em Cabo Frio, no Rio de Janeiro, também atendeu todos os pré-requisitos do programa.

RENOVAÇÃO – Os turistas que visitarem a praia de Ponta de Nossa Senhora de Guadalupe, na Ilha do Frade, em Salvador (BA), vão continuar desfrutando da mesma qualidade da água e dos serviços oferecidos na temporada anterior. A praia do Tombo, no Guarujá (SP) também teve a Bandeira Azul renovada pelo júri nacional. A praia Grande/Caravelas, em Governador Celso Ramos (SC) continuará exibindo a certificação internacional, bem como a Lagoa do Peri, na capital catarinense, Florianópolis.

 

A lista das bandeiras renovadas inclui, ainda, a Marina CostaBella, em Angra dos Reis (RJ); Marina Nacionais, no Guarujá (SP); Marina Kauai, em Ubatuba (SP) e Iate Clube de Florianópolis (SC). A 15ª Bandeira Azul da próxima temporada do programa no Brasil será hasteada pela embarcação Água Viva Mergulho, que faz passeios turísticos e de mergulho em volta da Ilha de Santa Catarina e renovou o certificado, em Florianópolis. “Obter este certificado é uma grande responsabilidade que deve ser traduzida em mudança de comportamento e gestão responsável. Hastear a bandeira é somente o início deste processo de mudança”, destacou a coordenadora do programa no Brasil, Leana Bernardi.

O júri nacional é composto pelo Ministério do Turismo, Ministério do Meio Ambiente, Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – Secretaria do Patrimônio da União, Ministério da Educação, SOS Mata Atlântica, Agência Costeira, ACATMAR – Associação Náutica Brasileira, SOBRASA – Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático e ANAMMA – Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Leia também: Festival de Dança gera expectativas positivas para a hotelaria de Joinville (SC)