Posts

Informativo ABIH-SC 05 de abril

Receba semanalmente o informativo ABIH-SC

 

No Informativo ABIH-SC de 05 de abril você vai ler:

Catarinense cotado para o Ministério do Turismo;- Pesquisa sobre turismo no Litoral Catarinense mostra impactos da temporada para empresários;- Conheça em detalhe o perfil do turista na temporada 2018;- Ministério do turismo fará pesquisa com hotéis para formular soluções ao setor;- ABIH Nacional e Equipotel chegam a Florianópolis para divulgação do Conotel;-Cadastur vai desburocratizar o setor de turismo;-Implementação do Cadastur 3.0;

 

Leia também:

Implementação do Cadastur 3.0

No dia 03 de abril de 2018, foi lançado em Florianópolis o o novo formato do Sistema Nacional de Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur).Com a versão 3.0, todo o procedimento burocrático das empresas do setor será realizado de maneira eletrônica e interligado com o banco de dados da RFB.

A ABIH-SC esteve presente, na reunião do CADASTUR  para obter as informações do novo formato do sistema e manifestar o seu apoio na divulgação do mesmo para os meios de hospedagens. O novo formato é muito simples para fazer o cadastro que é obrigatório, sendo que o meio de hospedagem que não é inscrito está sujeito a multas. Um dos pontos mais importantes levantados reside no fato de que é através do CADASTUR que ações são direcionadas para o estado e suas regiões.

Leia também:

 

 

Cadastur vai desburocratizar o setor de turismo

 

Para oferecer mais segurança aos turistas e maior agilidade na regularização dos empreendimentos turísticos junto à Receita Federal do Brasil (RFB), o Ministério do Turismo (MTur) lançou o novo formato do Sistema Nacional de Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur). Com a versão 3.0, todo o procedimento burocrático das empresas do setor será realizado de maneira eletrônica e interligado com o banco de dados da RFB.

Lançado recentemente nas cinco regiões do país, o uso do Cadastur 3.0 é obrigatório para meios de hospedagem, agências de turismo, transportadoras, guias de turismo, organizadores de eventos, parques temáticos e acampamentos dedicados a turistas. Já para restaurantes e cafeterias, parques aquáticos, locadoras de veículos, prestadores de serviços especializados, casas de espetáculos, empreendimentos náuticos e de apoio à infraestrutura de eventos o uso da ferramenta é opcional.

De acordo com a analista de turismo da Fecomércio MG, Milena Soares, o cadastro dessas empresas vem acompanhado de benefícios aos empresários. “Quem adere ao Cadastur tem acesso a financiamento em bancos oficiais, pode participar de cursos de qualificação e concorrer em licitações públicas, além de melhorar a visibilidade do seu negócio”, declara.

Para os consumidores, a ferramenta proporciona mais segurança e transparência. “O turista fica mais seguro na hora de contratar qualquer serviço, uma vez que poderá verificar se a empresa é cadastrada e se ela segue os princípios de qualidade exigidos pelo MTur”, finaliza Soares.

 

Fonte: Fecomércio MG

Leia também: