Informativo ABIH-SC

Informativo ABIH-SC 29 de abril

No informativo da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Santa Catarina – ABIH-SC – desta semana, você vai ver:

Marcelo Suartz: O segredo dos profissionais super campeões;-Votação da Personalidade Masculina e Feminina no turismo foi um dos temas da assembleia geral ordinária da ABIH-SC.!;-Linhas clássicas? A Grossfillex tem também!;-O cenário turístico da capital volta a realizar eventos e a previsão é aumento no número de visitantes ao longo do ano!;-O HXperience está de volta!;-Naatz destaca importância do turismo regional na Marcha dos Prefeitos;-Desempenho do turismo nacional reforça perspectivas de recuperação;-Hotel Valerim Florianópolis;-Hotel Selina Floripa.

Confira AQUI o informativo completo!     

O HXperience está de volta!

O evento de vendas online da hotelaria está de volta, nos dias 25 a 27 de maio. Na terceira edição, trazemos grandes profissionais nas áreas de Distribuição, Marketing & Vendas e RM para palestrar e compartilhar conhecimento de mercado.

Neste ano, o evento tem como premissa que, além de acompanhar as profundas mudanças recentes do mercado, é necessário (e possível!) criar diferencial competitivo e comercial a partir delas.

Marco Jorge (Expedia), Thiago Rocha (RD Station), Gabriela Otto (GO Consultoria e HSMAI Brasil), Waléria Fenato (Mark Up Consultoria), Guido Schvartzman (SBT -SC), além do consultor de marketing turístico digital Thiago Akira, estão entre os participantes. Temas como metaverso no turismo e novas tendências de RM e distribuição serão abordados pelos especialistas participantes.

A inscrição é gratuita, e você é nosso convidado especial 🎁

Link de inscrição do evento: https://hxp.hsystem.com.br

Retomada dos eventos presenciais movimenta economia em Floripa

O cenário turístico da capital volta a realizar eventos e a previsão é aumento no número de visitantes ao longo do ano

Maratona Cultural no centro da cidade(Foto: Leandro Amaral_PMF)

A segunda metade do século XX marcou Florianópolis como um polo turístico. A cidade garantiu essa visibilidade, fomentando a economia local, já que receber turistas significava utilizar os serviços prestados e o dinheiro circulando no comércio e no setor de serviços. No início dos anos 2000, toda visibilidade proporcionou a realização de vários eventos, atraindo turistas nacionais e internacionais.

Com o aumento da circulação de pessoas, foi necessário melhorar a infraestrutura em todos os sentidos: das estradas ao setor de hotelaria. Neste período, também, foram criadas instituições para prestar auxílio para as empresas na realização de eventos.

Apesar da crescente, o setor de realização de eventos sofreu um baque em 2020, com o início da pandemia e a pausa por tempo indeterminado dos eventos presenciais. O Superintendente de Turismo de Florianópolis explica que é importante essa retomada, principalmente pela geração de renda.

— Depois de quase dois anos muito difíceis, a área de eventos tem voltado a respirar. Os eventos são muito importantes para a economia da cidade. Cada evento contrata fornecedores, que são, em sua totalidade ou maioria, locais. Os participantes gastam dinheiro aqui com meios de hospedagem, no transporte, no entretenimento, na alimentação e no comércio. Evento gera trabalho e renda — enaltece.

Economia em alta na baixa temporada

Turistas costumam frequentar Florianópolis, principalmente, na alta temporada, ou seja, durante os períodos de final e início de ano. Os eventos, no entanto, acontecem durante todo o ano, o que auxilia na movimentação e traz novos visitantes, refletindo na economia da cidade.

— Os eventos movimentam centenas de milhões de reais ao ano em Florianópolis. Os eventos em que os participantes são de fora da cidade, eventos turísticos trazem uma movimentação importante em termos econômicos, com um destaque especial para os técnico-científicos, corporativos e culturais: eles são, em sua grande maioria, realizados fora da alta temporada, o que ajuda na diminuição da sazonalidade — explica a pasta de turismo da cidade.

A retomada dos eventos presenciais teve impacto no esporte, com a realização do Ironman 70.3, que envolve natação em mar aberto, ciclismo e corrida. Mais de 1.700 competidores participaram e movimentaram a Ilha. As pessoas que competem, muitas vezes, chegam à Capital com a família, acompanhantes, além de quem vem apenas para prestigiar. Isso reflete nos setores econômicos, como hotelaria. Dados da Prefeitura de Florianópolis apontam que hotéis do norte da ilha estavam com mais de 90% de ocupação e no centro, eram mais de 70% de reservas.

No calendário de eventos de inovação que são realizados na Capital, o RD Summit, considerado o maior evento de Marketing e Vendas da América Latina pela Forbes, já se tornou tradicional. Anualmente, em agosto, a Capital também recebe o Floripa Conecta, um hub de eventos do setor. O primeiro, realizado em 2019, mobilizou, segundo dados da Associação Catarinense de Tecnologia, mais de 120 mil pessoas e gerou uma receita de R$100 milhões.

Impacto nos setores de serviço

Grandes, médios e até pequenos eventos geram impactos, principalmente, para o setor de serviços. Existe a receita gerada pelos meios de hospedagem, restaurantes, transportes e o lazer. Além de todo o investimento necessário para a melhora da infraestrutura urbana com o intuito de receber as pessoas.

A Superintendência de Turismo relata que todo o processo de montagem dos eventos deve ser levado em consideração, e quando esses serviços são contratados localmente, geram receita. É uma demanda de trabalho e tempo para organizar tudo.

— É preciso conferir, também, a infraestrutura que estará disponível para sediar outros eventos, a revitalização de áreas degradadas, a criação de arenas esportivas que servirão para a cidade após o evento, a capacitação dos trabalhadores, a geração de emprego e trabalho, a movimentação econômica em setores correlatos, que envolvem publicidade, gráfica, alimentação, entre outros. E no caso de eventos esportivos, o incentivo à prática de esportes pela população — relata.

Além desses pontos, existem os setores que são impactados de forma indireta pela realização desses eventos, já que a melhoria da infraestrutura, melhora a qualidade de vida da população.

Mantendo viva as tradições

Mais do que fomentar a economia, a vinda de turistas para Florianópolis proporciona, também, a oportunidade de demonstrar a cultura da cidade para os que ainda não conhecem. A união da cultura e do turismo, explica o Superintendente, é uma forma de manter as tradições locais vivas.

— A Prefeitura tem fomentado eventos culturais por toda a cidade. Além de catalisar a inserção de manifestações culturais em eventos nos quais tenhamos a presença de turistas. Isso se manifesta por meio da gastronomia, com destaque para a ostra e a tainha, e a presença cada vez mais forte de características relacionadas à pesca.

Outras culturas também entram em voga e geram conhecimento. O boi de mamão, as bruxas e as áreas mais contemporâneas, como a arte urbana e a tecnologia, são setores que se destacam na cultura de Florianópolis, impactando as pessoas que visitam.

Fonte: NSC Total

Linhas clássicas? A Grossfillex tem também!

De móveis de resina clássicos aos móveis para hotéis que buscam requinte e exclusividade, a Grosfillex detém em seu portifólio produtos que atendem todas a categorias de hotéis, bares, condomínios, restaurantes…

As linhas clássicas são produzidas em nossa sede no Brasil desde 1991. Toda linha com proteção UV, resina e fibra de vidro na sua composição, além de ser aprovada pelo INMETRO.

Sempre privando pela qualidade e garantia em todo mix de produtos. Hoje somos a empresa que oferece ao mercado o maior tempo de garantia.

De mesas a poltronas, de ombrelones a espreguiçadeiras, de mesas de apoio a cadeiras, venha nos conhecer e encante-se!

Nos siga em nossas redes sociais:

Instagram: @grosfillexbrasil

Facebook: @grosfillexbrasil 

LinkedIn: @grosfillexbrasil

SOLICITE SEU ORÇAMENTO:

e-mail: contato@grosfillex.com

Fone: (11) 3564-4670 / WhatsApp: (11) 98463-0306

site: www.grosfillexexpert.com.br

Naatz destaca importância do turismo regional na Marcha dos Prefeitos

Como presidente da Comissão de Turismo e Meio Ambiente da Alesc e líder da bancada do PL, o deputado Ivan Naatz  está participando da 23a Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que iniciou na última terça-feira e encerra nesta quinta-feira ( 28). O evento organizado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) ocorre anualmente e reúne prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e secretários para debaterem as políticas públicas que impactam a vida da população.

Os gestores municipais também apresentam sua pauta prioritária aos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.Neste sentido, em discurso durante o encontro, o deputado Ivan Naatz , observou que  a pauta municipalista não pode deixar de fora a inclusão de apoio financeiro e estrutural ao fortalecimento e profissionalização do turismo regional que a cada ano ganha mais destaque e cresce em Santa Catarina, provocando movimentação e arrecadação econômica, além da geração de novos empregos.

Autor da legislação estadual que cria regras para definição de municípios de interesse turístico como forma de facilitar a destinação de recursos públicos e privados para fortalecimento do setor e movimentação da economia local, Ivan Naatz também destacou a importância do apoio governamental para a elaboração e a aplicação prática  dos Planos Municipais de Turismo, bem como na ampliação das linhas específicas de financiamento para o setor.  A Marcha dos Prefeitos também contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro, senadores, deputados federais, prefeitos e vereadores dos 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal.

-Comunicação Gabinete – Em 28-04- 22

Desempenho do turismo nacional reforça perspectivas de recuperação

Praia do Flamengo, em Salvador (BA). Crédito: Márcio Filho/MTur Destinos

Dados de desempenho relacionados a diferentes segmentos do turismo nacional reforçam as perspectivas de recuperação do setor em meio à pandemia. Segundo a Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas (ABRACORP), por exemplo, o ramo alcançou um faturamento total de R$ 869 milhões no último mês de março, número apenas 2% inferior ao registrado no mesmo mês de 2019 (R$ 890 milhões).

O resultado é atribuído a fatores como o fim de restrições devido à Covid-19, a partir do avanço da vacinação, além do retorno de viagens corporativas e de grandes eventos presenciais. O setor já havia acumulado receitas de R$ 4,3 bilhões em 2021, uma alta de 18% na comparação com 2020. Conforme estudos da Abracorp, que analisam 11 setores do mercado, todos apresentaram aumentos em março, com destaque para serviços aéreos, hotéis e locação de automóveis.

O ministro do Turismo, Carlos Brito, avalia que os números evidenciam a contribuição de medidas adotadas pelo governo federal para apoiar o setor. “Recentemente, por exemplo, prorrogamos o prazo da lei sobre cancelamentos e remarcações nos setores de turismo, eventos e cultura, o que favorece a manutenção de atividades. Sob a orientação do presidente Jair Messias Bolsonaro, seguimos atentos às necessidades do setor, a fim de proporcionar que voltemos o mais rapidamente possível aos níveis pré-pandemia”, ressalta.

Uma pesquisa de abril da Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV) reforça o otimismo do setor. Conforme o levantamento, o ramo, que fechou 2021 com um faturamento 37% superior ao de 2020 (R$ 19,2 bilhões), deslocamentos domésticos seguem liderando a retomada do turismo. O estudo mostra que, no primeiro trimestre deste ano, os destinos mais procurados foram São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Gramado, Fortaleza, Maceió, Porto de Galinhas e Salvador.

Outra mostra de recuperação se refere a fevereiro e foi apontada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de São Paulo (FecomercioSP). Com base nos últimos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), houve alta de 17,8% no faturamento do turismo nacional (R$ 13,2 bilhões) na comparação com o mesmo mês de 2021. Os avanços partiram de grupos como hospedagem e alimentação, com aumentos de 53,3% e 13,4%, respectivamente.

ESTRANGEIROS – Dados da Embratur (Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo) também revelam boas perspectivas quanto à chegada de estrangeiros ao país. Segundo a agência, com o retorno de celebrações religiosas e o Carnaval fora de época, entre outros fatores, mais de 530 mil visitantes internacionais ingressaram no Brasil no primeiro bimestre de 2022, conforme o Sistema de Tráfego Internacional (STI) da Polícia Federal.

“Esses números demonstram que estamos no caminho certo para fortalecer ainda mais a retomada do turismo brasileiro. Nosso país é um dos melhores do mundo em termos de diversidade de destinos. Temos muito a oferecer aos visitantes de outros países e estamos trabalhando para mostrar todo nosso potencial”, destaca Silvio Nascimento, presidente da Embratur.

SUPORTE – A Medida Provisória nº 1.101, publicada em 22 de fevereiro de 2022, alterou novamente prazos da Lei nº 14.046/2020, sobre regras de cancelamentos, remarcações e reembolsos nos setores de turismo, eventos e cultura. Segundo a MP, proposta pelo MTur e o Ministério da Justiça e Segurança Pública, o cliente tem até 31 de dezembro de 2023 para remarcar ou usar créditos no abatimento ou compra de serviços. (Saiba mais AQUI).

Outra iniciativa adotada pelo MTur no sentido de apoiar o setor é a disponibilização do Selo Turismo Responsável, que indica o cumprimento de medidas de prevenção à Covid-19 na área. O selo, que já soma 31.235 adesões no país, define protocolos para 15 segmentos turísticos, incluindo guias de turismo. Lançada em junho de 2020, a ação colocou o Brasil entre as 10 primeiras nações do mundo a implementar providências do tipo. (Saiba AQUI como aderir)

Por André Martins

*Com informações da Embratur

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo 

Fonte: Mtur

Informativo ABIH-SC

Informativo ABIH-SC 20 de abril

No informativo da ABIH-SC desta semana, você vai ver:

Shampoo em barra? Realgem’s leva elegância, luxo e sustentabilidade ao Encatho & Exprotel 2022;-Conheça o Erbon Software! ;-Conselheira da ABIH-SC é presenteada durante a 103ª Reunião do CODENI;-Abertas inscrições para a terceira edição do Inovatur!;-Em cerimônia, UNESCO realiza nesta quinta (21) a chancela oficial do Geoparque Global Cânions do Sul;-Pesquisa sobre temporada de verão pauta reunião da Câmara Empresarial de Turismo da Fecomércio SC;-Número de passageiros nos aeroportos do país cresce 38% no feriado de Tiradentes;-Solar Beach Hotel;-Hotel Sete Ilhas.

Confira o informativo completo AQUI!    

Número de passageiros nos aeroportos do país cresce 38% no feriado de Tiradentes

Movimentação será uma das maiores do ano. Crédito: Arquivo MTur

O feriado prolongado de Tiradentes deve movimentar cerca de 1,8 milhão de passageiros nos principais aeroportos do país. É o que aponta um levantamento do Ministério do Turismo, divulgado nesta quarta-feira (20.04), com perspectivas para o período. O número é 38% maior do que o registrado na última semana, durante a temporada de Páscoa, quando 1,3 milhão de pessoas voaram para diversos destinos do país. Entre os terminais mais movimentados estão o de Guarulhos (SP), que deve receber 425 mil passageiros e o de Congonhas (SP) que espera quase 300 mil viajantes.

O ministro do Turismo, Carlos Brito, explica que o aumento no movimento dos aeroportos é reflexo da volta dos grandes eventos geradores de fluxo turístico. “Neste feriado, estamos retornando com as festividades de Carnaval nas principais cidades do país que foram adiadas de fevereiro para abril. Este é um momento que marca a alegria de retornar a celebrar esta data, uma das maiores manifestações culturais do país, e reencontrar toda a identidade do brasileiro”, disse o ministro.

Entre os destinos mais procurados para o feriado, segundo a Booking.com – uma das maiores plataformas de reservas de viagens do país –, estão as cidades de São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Gramado (RS), Salvador (BA), Recife (PE) e Alagoas (AL).

SETOR RODOVIÁRIO – Além dos aeroportos, os terminais rodoviários das capitais brasileiras também esperam grande movimento para o período. As três principais rodoviárias de São Paulo têm expectativa de 211 mil pessoas transitando pelos locais. No Rio de Janeiro, 223 mil passageiros deverão embarcar e desembarcar na cidade. Em Mato Grosso do Sul e no Paraná são esperados 23 mil viajantes em cada terminal. Em Brasília e Minas Gerais, o número será de 37 mil e 127 mil, respectivamente.

A Buser, aplicativo para compra de passagens rodoviárias, espera transportar perto de 200 mil pessoas em todo o Brasil. A estimativa é de que o número impulsione o mês de abril, que deve ser, pelo menos, 20% maior na comparação com março em termos de volume de passageiros.

Outro levantamento, agora da ClickBus, aponta que as buscas por passagens rodoviárias estão 160% maiores às registradas para o mesmo período de 2021 e 86% superiores ao mesmo feriado de 2019, ano pré-pandemia. Os destinos mais procurados segundo a plataforma são: São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Campinas (SP), Fortaleza (CE), Salvador (BA), Florianópolis (SC), Cabo Frio (RJ) e Brasília (DF).

CARTILHA – Os ministérios do Turismo e da Justiça e Segurança Pública lançaram, no último mês, a primeira edição da publicação “Consumidor Turista”, que reúne dicas e orientações sobre as relações de consumo e que pode garantir melhores experiências aos turistas. As primeiras três edições da publicação são voltadas ao setor aéreo, que se subdivide em antes, durante e depois da viagem. A publicação conta com a colaboração da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

Por Victor Maciel

Assessoria de Comunicação do Ministério do TurismoCategoriaViagens e Turismo

Pesquisa sobre temporada de verão pauta reunião da Câmara Empresarial de Turismo da Fecomércio SC

A Câmara Empresarial de Turismo da Fecomércio SC deu a largada na pauta de 2022 com a apresentação de um raio-x da temporada no Litoral Catarinense e das primeiras propostas de atuação dos grupos temáticos, em reunião online nesta terça-feira (7). O segundo encontro do ano reuniu trade, entidades e representantes das 13 Instâncias de Governança Regional (IGRs) de SC.

A analista de pesquisas da Fecomércio SC, Daniele Cruz, apresentou os dados da pesquisa da Fecomércio SC sobre o Turismo de Verão no Litoral Catarinense, que mostra as mudanças no perfil dos visitantes e os impactos da temporada nos negócios. As informações apuradas são estratégicas e podem auxiliar no planejamento da próxima temporada.

O levantamento ouviu turistas e empresários/gestores do setor em Balneário Camboriú, Florianópolis, Imbituba, Laguna e São Francisco do Sul, de dezembro a fevereiro.
:: Dados estaduais
:: Recorte de Florianópolis

Bandeiras prioritárias do trade

Os seis grupos temáticos apresentaram as ações estratégias previstas para este ano. Os GTS foram criados na primeira reunião ordinária da Câmara, no início de março, de acordo com as bandeiras prioritárias do setor: capacitação de atores locais, infraestrutura turística, captação de eventos nacionais, valorização de patrimônios culturais, turismo de fronteiras e normas e legislações.


Vai Turismo 2022

projeto Vai Turismo, que conta com a participação de membros da Câmara Empresarial de Turismo da Fecomércio SC, tem encontro marcado na próxima quarta-feira (27). O objetivo da 2º oficina é aparar as arestas dos pontos discutidos nos encontros anteriores, entre eles, os dados da pesquisa de percepção sobre a atividade turística e as políticas públicas em Santa Catarina.

Leia a pesquisa de percepção-SC

Diagnóstico Vai Turismo

A iniciativa capitaneada pelo Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade (Cetur) da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), com apoio das Federações nos estados, visa conectar os atores da cadeia produtiva do turismo em todo o país para elaborar propostas integradas de políticas públicas- serão criados 27 documentos que poderão embasar as estratégias de governo dos candidatos às eleições de 2022.

Fonte: Fecomércio SC

Em cerimônia, UNESCO realiza nesta quinta (21) a chancela oficial do Geoparque Global Cânions do Sul

Foto: Felipe Carneiro 

Nesta quinta (21), a partir das 09h, acontecerá a chancela oficial da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) ao Geoparque Global Caminho dos Cânions do Sul, de Santa Catarina.

O parque que foi nomeado na última quarta (13), e reconhecido como território de relevância geológica internacional, pela UNESCO, agora integra oficialmente a Rede Global de Geoparques.

– Esse é um momento histórico para Santa Catarina. Estamos orgulhosos e queremos convidar a todos para comemorarmos essa conquista que irá impulsionar e fortalecer o turismo do nosso Estado – disse o presidente da Santur, Henrique Maciel.

A cerimônia será realizada de forma virtual, com transmissão ao vivo, pelo canal oficial da Rede Global de Geoparques da UNESCO no YouTube.

Os Geoparques são os “Territórios do futuro”, da UNESCO, onde as riquezas naturais e culturais se revelam como os principais recursos para a geração de novas oportunidades de renda e melhoria das condições de vida das comunidades.

Aviso de Pauta
O que: Cerimônia da chancela da UNESCO ao Geoparque Global Cânions do Sul
Quando: 21 de abril
Horário: 09h
Onde: canal do YouTube da UNESCO
Global Geoparks Network