Posts

Cadastur atinge recorde de 80 mil cadastros

 

Marca histórica é alcançada após 2 anos do início do trabalho de orientação e fiscalização, em parceria com órgãos de Turismo das 27 UFs.

Nesta segunda-feira (11), o Ministério do Turismo atingiu a marca histórica de 80 mil cadastros no Cadastur, cadastro nacional que reúne prestadores de serviços atuando legalmente no mercado de Viagens. O número é resultado do trabalho de sensibilização, orientação e fiscalização iniciado pela equipe de fiscais do MTur em 2017 em parceria com órgãos estaduais de turismo das 27 unidades da Federação.

Para dar continuidade à ampliação da regularização de empreendimentos do setor em todo o Brasil, os agentes do MTur desembarcaram nesta segunda-feira (11) em Ubatuba (SP) para visitar meios de hospedagem que atuam na cidade turística do litoral de São Paulo.

Para o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo do MTur, Aluizer Malab, “a primeira ação de 2019 reforça a conscientização sobre a importância do registro. Ganha o turista, que se sente mais seguro para contratar um serviço; ganha o estabelecimento, que passa a ser considerado legal perante o órgão máximo do setor no Brasil; e ganha o destino, que tem um mercado regularizado e legalmente estruturado”, ressalta.

O trabalho dos fiscais tem produzido resultados marcantes para o setor. No início de 2018, 64.591 prestadores estavam registrados junto ao MTur. A marca de 80 mil significa um crescimento de 24% em apenas um ano.

“Esse trabalho do ministério é importante para conscientizar as pessoas da necessidade do cadastro de seus estabelecimentos. A secretaria de Turismo de Ubatuba está comprometida com essa ação e vai orientar que os turistas procurem apenas estabelecimentos regularizados para se hospedarem”, afirma o secretário de Turismo do município, Luiz Bischof.

Além da formalização de meios de hospedagem, o cadastro também é obrigatório para outras seis categorias: agência de turismo; parque temático; acampamento turístico; organizadora de eventos; guia de turismo e transportadora turística.

A última ação de fiscalização da Pasta em 2018 ocorreu em Alto Paraíso de Goiás (GO), na Chapada dos Veadeiros. Na ocasião, a equipe visitou 89 estabelecimentos turísticos para incentivar o cadastro no Cadastur, além de orientar e notificar irregulares. A fiscalização contemplou, ainda, empreendimentos de São Jorge e Cavalcante.

BENEFÍCIOS – Pessoas físicas e jurídicas inscritas regularmente no Cadastur têm acesso a financiamento por meios de bancos oficiais, participação em programas de qualificação profissional promovidos pelo MTur, visibilidade nos canais oficiais de divulgação da Pasta, entre outras vantagens.

Quem for flagrado sem o registro ou com o cadastro fora do prazo de validade é considerado ilegal, será advertido e pode ser autuado pelos órgãos de controle. Caso não regularize sua situação, o empreendimento ou profissional podem ser penalizados com multa que pode chegar a R$ 854 mil.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Brasileiros farão 75,5 milhões de viagens domésticas no verão

 

Crescimento é de 2% e setor projeta aumento de vendas da ordem de 18% a 20% em relação à temporada 2017/18.

 

Estimativa do Ministério do Turismo aponta para a realização de 75,5 milhões de viagens entre dezembro deste ano até fevereiro de 2019. O resultado é cerca de 2% maior em relação aos números do verão passado. A Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav) também projeta crescimento nas vendas em percentuais entre 18% e 20% no mesmo período.

São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Santa Catarina e Minas Gerais estão entre os estados que serão mais visitados no período das festas de fim de ano (Natal e Réveillon) e das férias escolares em todo o país. Outros destinos que também receberão expressivos volumes de turistas, segundo a projeção do MTur, são Rio Grande do Sul, Paraná, Ceará, Pernambuco e Goiás.

“Tenho batido muito nesta tecla, de que o turismo é um celeiro de respostas positivas pois tem uma capacidade incrível de influenciar positivamente a economia. O aumento do número de viagens gera mais oportunidades de geração de empregos temporários e movimenta o comércio e equipamentos turísticos nas nossas cidades”, avalia o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz.

Segundo a Abav, as vendas devem manter a mesma proporcionalidade do verão passado. Ou seja, 60% das vendas para destinos nacionais e 40% para o exterior. “Tivemos uma instabilidade cambial importante este ano, revertida agora, e a projeção é de que a demanda reprimida dos meses anteriores se concretize em vendas para a alta temporada”, comenta a presidente em exercício da entidade, Magda Nassar.

Os destinos de sol e praia lideram a preferência na maior operadora de turismo do país para o período. No Nordeste, estão na dianteira destinos como Porto Seguro, Fortaleza, Maceió, Salvador e Natal. Em outras rotas destacam-se atrativos sem e com litoral, como Foz do Iguaçu, Caldas Novas (GO) e Balneário Camboriú, os dois últimos “devido aos parques aquáticos e de diversão”.

Outra grande empresa do setor, a agência de viagens online Decolar, coloca Rio de Janeiro, Porto Alegre e Natal como destinos nacionais preferidos para o Ano Novo. Entre os dez mais buscados pelo público estão também Foz do Iguaçu, Recife, Florianópolis, São Paulo, Fortaleza, Vitória e Salvador, reforçando a tese de que sol e praia ainda é o segmento mais demandado no país.

MUDANÇA – A operadora CVC identificou nesta temporada uma mudança de comportamento de viagem do brasileiro: “diferente de anos anteriores, quando os brasileiros deixaram a decisão da viagem para a última hora, neste a CVC percebe que o consumidor voltou a se planejar e tem fechado a viagem com maior antecedência, aproveitando as promoções do mercado” comenta a assessoria de comunicação da empresa.

RANKING – Segundo as estimativas do Ministério do Turismo, o estado de São Paulo deverá receber o maior contingente de turistas no período, cerca de 18% do total ou 13,65 milhões de viagens realizadas. Já o Rio de Janeiro, na segunda posição, ficará com 10,3% do volume de viagens, seguido da Bahia, com 9,5%. Santa Catarina e Minas Gerais devem ser destino de 5,86 milhões e 5,3 milhões das viagens que serão realizadas no próximo verão, que começa em 21 de dezembro próximo.

12.12.2018 Filhos de Gandhy BentoViana

 

Fonte: Ministério do Turismo

É dia de festa no Turismo!

 

Sob o tema “Turismo e Transformação Digital”, Dia Mundial do Turismo de 2018 marca sucesso do visto eletrônico implantado pelo Ministério do Turismo.

O dia 27 de setembro é de dupla celebração para quem ama ou trabalha no setor de viagens. Foi escolhido pela Organização Mundial do Turismo (OMT) como Dia Mundial do Turismo e também é a data nacional dedicada aos turismólogos, profissionais que atuam no planejamento e execução de ações estratégicas para que as viagens sejam feitas de forma legal, sustentável e segura. Neste ano em que o tema da comemoração é “Turismo e a Transformação Digital”, o Ministério do Turismo aproveita para festejar a marca de 119 mil vistos eletrônicos solicitados por cidadãos do Estados Unidos, Japão, Canadá e Austrália, primeiros países beneficiados com a medida.

O visto eletrônico promove uma verdadeira transformação no turismo brasileiro. O início da facilitação de emissões teve início em novembro de 2017 para a Austrália e em janeiro deste ano para os demais países. Desde então, o Ministério das Relações Exteriores observou um aumento de 39% na solicitação do documento – entre os meses de janeiro e agosto de 2018 – em comparação com o mesmo período do ano anterior. Se convertidas em viagens, as autorizações de visita ao Brasil podem representar US$ 47 milhões a mais na economia nacional.

“O visto eletrônico é um exemplo claro de como tecnologia e inovação impactam positivamente no turismo e ajudam na circulação de pessoas e ideias” , afirma o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz. Para a OMT, os avanços digitais e de inovação são parte da resposta ao desafio de conciliar crescimento contínuo com maior sustentabilidade e responsabilidade no setor do turismo.

“Esse é um dia de festa para nosso setor e de prestarmos homenagens aos profissionais que tanto fazem pelo turismo nacional, além de também ser um momento de reflexão para o momento da chegada de novas tecnologias que vivemos e que já têm um impacto significativo na atividade, contribuindo de forma vital inclusive para o rumo do futuro”, finalizou.

TURISMÓLOGO – Criada inicialmente com o objetivo de celebrar o Dia do Bacharel em Turismo, a ideia é transformar a data em Dia do Turismólogo por meio do Projeto de Lei 3629/12. A profissão passou a ser reconhecida em 2012 e, segundo a Associação Brasileira de Turismólogos e Profissionais do Turismo (ABBTUR), o Brasil conta com aproximadamente um milhão de profissionais. Sua atuação no mercado se divide entre bacharéis, tecnólogos, licenciados e provisionados.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Feriado da Independência injetará R$ 4,9 bi na economia

Porto de Galinhas, tradicional ícone turístico do Nordeste brasileiro. Foto: Bruno Lima/Banco de Imagens MTur

Porto de Galinhas, tradicional ícone turístico do Nordeste brasileiro. Foto: Bruno Lima/Banco de Imagens MTur

 

Número é resultado dos 2,3 milhões de viagens que deverão ser feitas no período

 

O feriado prolongado do 7 de setembro, nesta sexta-feira (7), vai movimentar os destinos turísticos e a economia nacional. Segundo estimativa do Ministério do Turismo, considerando-se um período de quatro dias, serão realizadas 2,3 milhões de viagens com expectativa de movimentação financeira de R$ 4,9 bilhões nas cidades visitadas pelos turistas nacional.

“Os feriados prolongados impulsionam o turismo pois representam uma oportunidade de realização de viagens curtas fora dos períodos de férias escolares. E assim, movimentam a rede hoteleira, o comércio, os atrativos das cidades com possibilidade de geração de empregos temporários”, avalia o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz.

Praias e cidades históricas estão entre os destinos mais buscados pelo brasileiro para as viagens do feriadão. Segundo a operadora CVC, os campeões de vendas no Nordeste são pacotes para Porto de Galinhas (PE), Maceió e Fortaleza. Outros lugares bastante demandados na operadora são Balneário Camboriú, com o parque Beto Carreto, em Santa Catarina; Gramado (RS) e cidades históricas de Minas Gerais.

Este é o terceiro feriado prolongado do ano, depois do Dia do Trabalhador e Corpus Christi. Até o final de 2018, outros quatro feriados prolongados (N.S Aparecida, Finados, Proclamação da República e Natal), devem fazer o brasileiro botar o pé na estrada e movimentar as economias de municípios de todas as regiões do país.

FERIADOS 2018 – A estimativa do Ministério do Turismo é de que os sete feriados prolongados de 2018 resultem em 13,9 milhões de viagens e injetem R$ 28,84 bilhões na economia brasileira. O cálculo não inclui a Semana Santa e nem o Carnaval por já serem prolongados normalmente.

 

Bondinho Unipraias, um dos muitos atrativos de Balneário Camboriú. Foto: Daniel Vianna/Banco de Imagens MTur

Bondinho Unipraias, um dos muitos atrativos de Balneário Camboriú. Foto: Daniel Vianna/Banco de Imagens MTur

 

Fonte: Ministério do Turismo

Informativo ABIH-SC 10 de agosto

 

No Informativo ABIH-SC de 10 de agosto você vai ler:

 

Uma homenagem da ABIH-SC a todos os pais. Parabéns!!;-Otimismo no setor de hospedagem no 2º semestre;-Selo Prodetur + Turismo é entregue a município catarinense;-Empresários do Setor Hoteleiro de Porto Seguro Visitam Agências de Viagens em SP;-OMT lança concurso de startup de turismo;-ABIH-SC abre inscrições para cursos no setor de Governança para todo o estado;-Como identificar o público alvo do seu meio de hospedagem;-Vantagens de se ter processos padronizados;-De pai para filho;-Comissão Organizadora reunida para avaliar o Encatho & Exprotel 2018;-Senac SC oferece vagas gratuitas em cursos EaD;-Associados ABIH-SC!

 

Leia também: Senac SC oferece vagas gratuitas em cursos EaD