Posts

Turismo e Justiça se unem para alinhar medidas em remarcações de turistas

Os ministros Marcelo Álvaro Antônio e Sérgio Moro trataram de assuntos para evitar explosão de ações judiciais.

Os ministérios do Turismo e da Justiça e Segurança Pública irão construir uma nota técnica orientativa para unificar os entendimentos entre os órgãos de defesa do consumidor em relação a remarcações de serviços turísticos. A medida foi acordada, nesta quinta-feira (19.03), em reunião dos ministros Marcelo Álvaro Antônio e Sérgio Moro. A ação vai ter impacto para o consumidor em relação a reservas de pacotes turísticos, hotéis, viagens aéreas, eventos de negócios, eventos culturais e shows.

De acordo com ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, a união entre os dois órgãos federais dará segurança jurídica para o trade e para o cidadão. “Nos reunimos, hoje, com o ministro Moro para buscar um único entendimento que dará tranquilidade para que os empresários possam remarcar as viagens de seus clientes, e que o cidadão tenha o seu direito assegurado. Essa é mais uma medida que estamos tomando para preservar o setor turístico”, afirmou.

A ideia do documento é que ambos os lados consigam um consenso sem precisar de medidas judiciais. Para isso, também, foi solicitado que todas as empresas ligadas ao turismo, que tenham qualquer litígio com consumidores se inscrevam o quanto antes no consumidor.gov.br, do Ministério da Justiça. O portal é uma espécie de câmara de conciliação virtual, onde vários dos problemas podem ser solucionados.

Na última terça-feira (17), o secretário-executivo do Ministério do Turismo, Daniel Nepomuceno, já havia iniciado as conversas junto à diretora de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Juliana Domingues. Na audiência, foram traçadas algumas estratégias para orientar turistas e empresários da importância da utilização da plataforma virtual do Governo Federal.

Fonte: Ministério do turismo

Ministério do Turismo e da Justiça e Segurança Pública tratam de remarcação de viagens e direitos dos turistas

Objetivo é estabelecer critérios para consumidor reagendar pacotes turísticos afetados por pandemia do coronavírus.

O secretário executivo do Ministério do Turismo, Daniel Nepomuceno, se reuniu na terça-feira (17) com a diretora de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Juliana Domingues, para tratar da remarcação de viagens afetadas pela pandemia do coronavírus no mundo. Uma das ações acordadas no encontro foi o alinhamento da estratégia para orientar turistas e empresários da importância da utilização da plataforma consumidor.gov.br para reagendamentos. Essas orientações vêm sendo tratadas como prioridade pelo ministro Marcelo Álvaro Antônio.

As tratativas serão debatidas em nova reunião, nesta quarta-feira (18), dos ministros do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. A iniciativa deve dar origem a uma Instrução Normativa, ato administrativo que tem por finalidade disciplinar determinadas questões.

O Ministério do Turismo vem adotando uma série de medidas para enfrentar o impacto do coronavírus no setor. Uma delas é a proximidade com os órgãos de defesa do consumidor para tratar do setor. Para isso, o MTur está organizando uma reunião com os Procons de todos os estados para a conscientização da utilização do consumidor.gov.br, serviço público que permite a interlocução direta entre consumidores e empresas para solução de conflitos de consumo pela internet.

Monitorada pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) do Ministério da Justiça, Procons, Defensorias, Ministérios Públicos e também por toda a sociedade, a ferramenta online possibilita a resolução de conflitos de consumo de forma rápida e desburocratizada. Atualmente, 80% das reclamações registradas na plataforma são solucionadas pelas empresas, que respondem as demandas dos consumidores em um prazo médio de 7 dias.

Para o secretário executivo do Ministério do Turismo, Daniel Nepomuceno, esse tipo de espaço é fundamental para dar comodidade aos turistas, que são também consumidores, e evitar a judicialização de questões que podem ser revolvidas pela internet. “Queremos que os turistas e os empresários tenham tranquilidade para negociar, diretamente, a remarcação da viagem. Isso vai proporcionar segurança jurídica, garantias ao consumidor e preservar o setor turístico”, afirmou.

Fonte: Ministério do Turismo

Cadastur atinge recorde de 80 mil cadastros

 

Marca histórica é alcançada após 2 anos do início do trabalho de orientação e fiscalização, em parceria com órgãos de Turismo das 27 UFs.

Nesta segunda-feira (11), o Ministério do Turismo atingiu a marca histórica de 80 mil cadastros no Cadastur, cadastro nacional que reúne prestadores de serviços atuando legalmente no mercado de Viagens. O número é resultado do trabalho de sensibilização, orientação e fiscalização iniciado pela equipe de fiscais do MTur em 2017 em parceria com órgãos estaduais de turismo das 27 unidades da Federação.

Para dar continuidade à ampliação da regularização de empreendimentos do setor em todo o Brasil, os agentes do MTur desembarcaram nesta segunda-feira (11) em Ubatuba (SP) para visitar meios de hospedagem que atuam na cidade turística do litoral de São Paulo.

Para o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo do MTur, Aluizer Malab, “a primeira ação de 2019 reforça a conscientização sobre a importância do registro. Ganha o turista, que se sente mais seguro para contratar um serviço; ganha o estabelecimento, que passa a ser considerado legal perante o órgão máximo do setor no Brasil; e ganha o destino, que tem um mercado regularizado e legalmente estruturado”, ressalta.

O trabalho dos fiscais tem produzido resultados marcantes para o setor. No início de 2018, 64.591 prestadores estavam registrados junto ao MTur. A marca de 80 mil significa um crescimento de 24% em apenas um ano.

“Esse trabalho do ministério é importante para conscientizar as pessoas da necessidade do cadastro de seus estabelecimentos. A secretaria de Turismo de Ubatuba está comprometida com essa ação e vai orientar que os turistas procurem apenas estabelecimentos regularizados para se hospedarem”, afirma o secretário de Turismo do município, Luiz Bischof.

Além da formalização de meios de hospedagem, o cadastro também é obrigatório para outras seis categorias: agência de turismo; parque temático; acampamento turístico; organizadora de eventos; guia de turismo e transportadora turística.

A última ação de fiscalização da Pasta em 2018 ocorreu em Alto Paraíso de Goiás (GO), na Chapada dos Veadeiros. Na ocasião, a equipe visitou 89 estabelecimentos turísticos para incentivar o cadastro no Cadastur, além de orientar e notificar irregulares. A fiscalização contemplou, ainda, empreendimentos de São Jorge e Cavalcante.

BENEFÍCIOS – Pessoas físicas e jurídicas inscritas regularmente no Cadastur têm acesso a financiamento por meios de bancos oficiais, participação em programas de qualificação profissional promovidos pelo MTur, visibilidade nos canais oficiais de divulgação da Pasta, entre outras vantagens.

Quem for flagrado sem o registro ou com o cadastro fora do prazo de validade é considerado ilegal, será advertido e pode ser autuado pelos órgãos de controle. Caso não regularize sua situação, o empreendimento ou profissional podem ser penalizados com multa que pode chegar a R$ 854 mil.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Brasileiros farão 75,5 milhões de viagens domésticas no verão

 

Crescimento é de 2% e setor projeta aumento de vendas da ordem de 18% a 20% em relação à temporada 2017/18.

 

Estimativa do Ministério do Turismo aponta para a realização de 75,5 milhões de viagens entre dezembro deste ano até fevereiro de 2019. O resultado é cerca de 2% maior em relação aos números do verão passado. A Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav) também projeta crescimento nas vendas em percentuais entre 18% e 20% no mesmo período.

São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Santa Catarina e Minas Gerais estão entre os estados que serão mais visitados no período das festas de fim de ano (Natal e Réveillon) e das férias escolares em todo o país. Outros destinos que também receberão expressivos volumes de turistas, segundo a projeção do MTur, são Rio Grande do Sul, Paraná, Ceará, Pernambuco e Goiás.

“Tenho batido muito nesta tecla, de que o turismo é um celeiro de respostas positivas pois tem uma capacidade incrível de influenciar positivamente a economia. O aumento do número de viagens gera mais oportunidades de geração de empregos temporários e movimenta o comércio e equipamentos turísticos nas nossas cidades”, avalia o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz.

Segundo a Abav, as vendas devem manter a mesma proporcionalidade do verão passado. Ou seja, 60% das vendas para destinos nacionais e 40% para o exterior. “Tivemos uma instabilidade cambial importante este ano, revertida agora, e a projeção é de que a demanda reprimida dos meses anteriores se concretize em vendas para a alta temporada”, comenta a presidente em exercício da entidade, Magda Nassar.

Os destinos de sol e praia lideram a preferência na maior operadora de turismo do país para o período. No Nordeste, estão na dianteira destinos como Porto Seguro, Fortaleza, Maceió, Salvador e Natal. Em outras rotas destacam-se atrativos sem e com litoral, como Foz do Iguaçu, Caldas Novas (GO) e Balneário Camboriú, os dois últimos “devido aos parques aquáticos e de diversão”.

Outra grande empresa do setor, a agência de viagens online Decolar, coloca Rio de Janeiro, Porto Alegre e Natal como destinos nacionais preferidos para o Ano Novo. Entre os dez mais buscados pelo público estão também Foz do Iguaçu, Recife, Florianópolis, São Paulo, Fortaleza, Vitória e Salvador, reforçando a tese de que sol e praia ainda é o segmento mais demandado no país.

MUDANÇA – A operadora CVC identificou nesta temporada uma mudança de comportamento de viagem do brasileiro: “diferente de anos anteriores, quando os brasileiros deixaram a decisão da viagem para a última hora, neste a CVC percebe que o consumidor voltou a se planejar e tem fechado a viagem com maior antecedência, aproveitando as promoções do mercado” comenta a assessoria de comunicação da empresa.

RANKING – Segundo as estimativas do Ministério do Turismo, o estado de São Paulo deverá receber o maior contingente de turistas no período, cerca de 18% do total ou 13,65 milhões de viagens realizadas. Já o Rio de Janeiro, na segunda posição, ficará com 10,3% do volume de viagens, seguido da Bahia, com 9,5%. Santa Catarina e Minas Gerais devem ser destino de 5,86 milhões e 5,3 milhões das viagens que serão realizadas no próximo verão, que começa em 21 de dezembro próximo.

12.12.2018 Filhos de Gandhy BentoViana

 

Fonte: Ministério do Turismo

É dia de festa no Turismo!

 

Sob o tema “Turismo e Transformação Digital”, Dia Mundial do Turismo de 2018 marca sucesso do visto eletrônico implantado pelo Ministério do Turismo.

O dia 27 de setembro é de dupla celebração para quem ama ou trabalha no setor de viagens. Foi escolhido pela Organização Mundial do Turismo (OMT) como Dia Mundial do Turismo e também é a data nacional dedicada aos turismólogos, profissionais que atuam no planejamento e execução de ações estratégicas para que as viagens sejam feitas de forma legal, sustentável e segura. Neste ano em que o tema da comemoração é “Turismo e a Transformação Digital”, o Ministério do Turismo aproveita para festejar a marca de 119 mil vistos eletrônicos solicitados por cidadãos do Estados Unidos, Japão, Canadá e Austrália, primeiros países beneficiados com a medida.

O visto eletrônico promove uma verdadeira transformação no turismo brasileiro. O início da facilitação de emissões teve início em novembro de 2017 para a Austrália e em janeiro deste ano para os demais países. Desde então, o Ministério das Relações Exteriores observou um aumento de 39% na solicitação do documento – entre os meses de janeiro e agosto de 2018 – em comparação com o mesmo período do ano anterior. Se convertidas em viagens, as autorizações de visita ao Brasil podem representar US$ 47 milhões a mais na economia nacional.

“O visto eletrônico é um exemplo claro de como tecnologia e inovação impactam positivamente no turismo e ajudam na circulação de pessoas e ideias” , afirma o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz. Para a OMT, os avanços digitais e de inovação são parte da resposta ao desafio de conciliar crescimento contínuo com maior sustentabilidade e responsabilidade no setor do turismo.

“Esse é um dia de festa para nosso setor e de prestarmos homenagens aos profissionais que tanto fazem pelo turismo nacional, além de também ser um momento de reflexão para o momento da chegada de novas tecnologias que vivemos e que já têm um impacto significativo na atividade, contribuindo de forma vital inclusive para o rumo do futuro”, finalizou.

TURISMÓLOGO – Criada inicialmente com o objetivo de celebrar o Dia do Bacharel em Turismo, a ideia é transformar a data em Dia do Turismólogo por meio do Projeto de Lei 3629/12. A profissão passou a ser reconhecida em 2012 e, segundo a Associação Brasileira de Turismólogos e Profissionais do Turismo (ABBTUR), o Brasil conta com aproximadamente um milhão de profissionais. Sua atuação no mercado se divide entre bacharéis, tecnólogos, licenciados e provisionados.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Feriado da Independência injetará R$ 4,9 bi na economia

Porto de Galinhas, tradicional ícone turístico do Nordeste brasileiro. Foto: Bruno Lima/Banco de Imagens MTur

Porto de Galinhas, tradicional ícone turístico do Nordeste brasileiro. Foto: Bruno Lima/Banco de Imagens MTur

 

Número é resultado dos 2,3 milhões de viagens que deverão ser feitas no período

 

O feriado prolongado do 7 de setembro, nesta sexta-feira (7), vai movimentar os destinos turísticos e a economia nacional. Segundo estimativa do Ministério do Turismo, considerando-se um período de quatro dias, serão realizadas 2,3 milhões de viagens com expectativa de movimentação financeira de R$ 4,9 bilhões nas cidades visitadas pelos turistas nacional.

“Os feriados prolongados impulsionam o turismo pois representam uma oportunidade de realização de viagens curtas fora dos períodos de férias escolares. E assim, movimentam a rede hoteleira, o comércio, os atrativos das cidades com possibilidade de geração de empregos temporários”, avalia o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz.

Praias e cidades históricas estão entre os destinos mais buscados pelo brasileiro para as viagens do feriadão. Segundo a operadora CVC, os campeões de vendas no Nordeste são pacotes para Porto de Galinhas (PE), Maceió e Fortaleza. Outros lugares bastante demandados na operadora são Balneário Camboriú, com o parque Beto Carreto, em Santa Catarina; Gramado (RS) e cidades históricas de Minas Gerais.

Este é o terceiro feriado prolongado do ano, depois do Dia do Trabalhador e Corpus Christi. Até o final de 2018, outros quatro feriados prolongados (N.S Aparecida, Finados, Proclamação da República e Natal), devem fazer o brasileiro botar o pé na estrada e movimentar as economias de municípios de todas as regiões do país.

FERIADOS 2018 – A estimativa do Ministério do Turismo é de que os sete feriados prolongados de 2018 resultem em 13,9 milhões de viagens e injetem R$ 28,84 bilhões na economia brasileira. O cálculo não inclui a Semana Santa e nem o Carnaval por já serem prolongados normalmente.

 

Bondinho Unipraias, um dos muitos atrativos de Balneário Camboriú. Foto: Daniel Vianna/Banco de Imagens MTur

Bondinho Unipraias, um dos muitos atrativos de Balneário Camboriú. Foto: Daniel Vianna/Banco de Imagens MTur

 

Fonte: Ministério do Turismo

Informativo ABIH-SC 10 de agosto

 

No Informativo ABIH-SC de 10 de agosto você vai ler:

 

Uma homenagem da ABIH-SC a todos os pais. Parabéns!!;-Otimismo no setor de hospedagem no 2º semestre;-Selo Prodetur + Turismo é entregue a município catarinense;-Empresários do Setor Hoteleiro de Porto Seguro Visitam Agências de Viagens em SP;-OMT lança concurso de startup de turismo;-ABIH-SC abre inscrições para cursos no setor de Governança para todo o estado;-Como identificar o público alvo do seu meio de hospedagem;-Vantagens de se ter processos padronizados;-De pai para filho;-Comissão Organizadora reunida para avaliar o Encatho & Exprotel 2018;-Senac SC oferece vagas gratuitas em cursos EaD;-Associados ABIH-SC!

 

Leia também: Senac SC oferece vagas gratuitas em cursos EaD