Posts

MTur reabre inscrições para curso gratuito de atendimento ao turista

Trabalhadores que já atuam ou pretendem ingressar no setor turístico terão uma nova chance de aprimorar conhecimentos, melhorar o currículo e contribuir para o desenvolvimento do mercado de viagens no país. O Ministério do Turismo reabre nesta terça-feira (16) as inscrições para o curso de atendimento a visitantes oferecido pelo Canal Brasil Braços Abertos (BBA), plataforma online totalmente gratuita. CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER AGORA NO BBA 2019.

A capacitação, aberta a qualquer pessoa com mais de 15 anos, pode ser feita a partir de equipamentos conectados à internet, como computadores, tablets e smartphones. O prazo de cadastro termina em 31 de dezembro e o aluno deve concluir o curso até 30 de março de 2020. O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, ressalta que a iniciativa impulsiona avanços no setor. “Nossa gestão tem adotado várias ações para reforçar o turismo, mas isso exige crescente qualificação. Com isso, nós aprimoramos a capacidade de atender bem os visitantes e contribuímos para a geração de emprego e renda no Brasil”, ressalta.

O curso, com um total de 80 horas-aula, se divide em quatro módulos: Introdução, Atendimento, Comunicação e Temas Transversais. A capacitação usa linguagem simples e engloba conteúdos como noções de inglês, ética e marketing, transmitidos por meio de jogos e vídeos. O secretário Nacional de Desenvolvimento e Competitividade do MTur, Aluizer Malab, destaca os esforços conjuntos por adesões ao canal. “É muito importante o engajamento dos secretários estaduais e municipais de Turismo pela participação dos profissionais nesta iniciativa, uma vez que qualquer município do Brasil pode acessar a plataforma”, observa.

A conclusão do curso exige que o inscrito some um total de 696 pontos no sistema. Ao final da capacitação, o próprio aluno pode emitir um certificado, chancelado pelo MTur e pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), que é válido como curso de extensão. A plataforma do BBA também oferece atendimento direto aos alunos, pelo email pea@turismo.gov.br ou pelo telefone gratuito 0800 200 8484.

QUALIFICADOS

O BBA formou 2.349 pessoas na sua última edição (2018/2019), concluída em 30 de abril deste ano. Uma delas foi Gladys Dinah, secretária de Turismo de Pomerode (SC), cidade conhecida como ‘a mais alemã do Brasil’. Ela conta que a qualificação permitiu uma melhor orientação da própria equipe. “O curso me subsidiou para orientar nossos recepcionistas, como em museus. A questão da gentileza, de ser prestativo, foi apresentada no curso de uma forma muito didática e prática. Essa é uma base para o primeiro contato com os turistas, o que pode deixar uma ótima impressão”, aponta.

Já a guia de turismo Alcimari Franco, coordenadora da Associação Turística da Rota da Uva de Jundiaí (SP), que reúne vinícolas da região, frisa que a capacitação aprimorou a recepção de estrangeiros. “O curso abrange coisas básicas, que você necessita diariamente, como a questão do inglês. A capacitação me orientou principalmente sobre, por exemplo, como o ferecer um cardápio em inglês a um estrangeiro. O turista já se sente acolhido, e no nosso caso tem muito turista chinês, que geralmente fala inglês”, comenta.

AVALIAÇÃO

De acordo com uma pesquisa promovida pelo MTur com alunos da última edição do curso, 95% dos que responderam apontaram a flexibilidade de horário e local para estudar como a principal motivação da qualificação. Outros 90% citaram a chance de aperfeiçoamento profissional. A coordenadora-geral de Qualificação do Ministério do Turismo, Neuza Portugal, afirma que o curso busca atender às necessidades dos interessados e  também de qualificação do mercado. “O curso, voltado aos profissionais que atuam na linha de frente do turismo, independente do perfil de ocupação, permite que o aluno, especialmente o que já trabalha, planeje seus estudos conforme a disponibilidade de horário. Trata-se de uma excelente oportunidade de se posicionar melhor no mercado, aumentando as possibilidades de contratação na área e aprimorando, de forma geral, o nível de excelência do atendimento ao turista no Brasil”, salienta.

De acordo com a pesquisa, 84% citaram a possibilidade de obter um certificado como motivação, e 80% elegeram a facilidade de acesso às aulas. Já 77% indicaram a ampliação das oportunidades de inserção no mercado de trabalho. A pesquisa, realizada entre 16 de maio e 4 de junho deste ano, consultou um total de 480 voluntários.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Curso online Brasil Braços Abertos: inscrições vão até 31 de outubro

 

Plataforma de ensino a distância do MTur já tem mais de 22 mil inscritos de todo o Brasil.

 

Quem ainda não se inscreveu no canal Brasil Braços Abertos (BBA), plataforma de ensino a distância do Ministério do Turismo, tem até o final do mês para se matricular. O prazo para inscrições no curso de Atendimento ao Turista termina no próximo dia 31 de outubro, abrindo oportunidade de qualificação profissional para pessoas que já atuam ou pretendem trabalhar em atividades relacionadas ao turismo.

O BBA é uma oportunidade também para aquelas pessoas que pretendem ampliar seus conhecimentos profissionais na área. Para os universitários, é uma ajuda extra para turbinar o currículo com uma atividade complementar, já que o curso é considerado de extensão e tem carga horária de 80 horas. Qualquer pessoa maior de 15 anos pode se inscrever e acompanhar as aulas em qualquer equipamento com acesso à internet, como smartphone, tablet ou computador.

O curso tem linguagem simples e conteúdo abrangente sobre temas que interessam para o prestador de serviços turísticos, que, ao se profissionalizar, melhora a qualidade do atendimento ao turista. Noções básicas de inglês, dicas para elaboração de planos de negócios e formação de preços, gestão, higiene no trabalho, manipulação de alimentos, ética, segurança, marketing e como lidar com reclamações são algumas das matérias que compõem os quatro módulos do curso. A utilização de jogos e vídeos, com simulação de situações reais de atendimento ao turista, são recursos que o tornam mais atrativo e ajudam na fixação do conteúdo programático.

“O canal foi planejado de forma que o aluno, principalmente aquele que trabalha durante todo o dia, tenha tempo suficiente para absorver o conteúdo e concluir o curso de forma tranquila, pois mesmo os que se inscreverem agora terão cerca de três meses para terminar ”, estima o secretário nacional de Qualificação e Promoção do Turismo do MTur, Bob Santos.

Para concluir o curso o aluno precisa ter acumulado 696 pontos, o que poderá conquistar com o aproveitamento de todos os módulos do conteúdo programático. Com isso, poderá emitir o seu certificado de conclusão no próprio canal. O prazo final para conclusão dos estudos online é dia 15 de janeiro de 2019. Para mais informações sobre as ações de qualificação profissional do Ministério do Turismo, CLIQUE AQUI.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Cadastur vai desburocratizar o setor de turismo

 

Para oferecer mais segurança aos turistas e maior agilidade na regularização dos empreendimentos turísticos junto à Receita Federal do Brasil (RFB), o Ministério do Turismo (MTur) lançou o novo formato do Sistema Nacional de Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur). Com a versão 3.0, todo o procedimento burocrático das empresas do setor será realizado de maneira eletrônica e interligado com o banco de dados da RFB.

Lançado recentemente nas cinco regiões do país, o uso do Cadastur 3.0 é obrigatório para meios de hospedagem, agências de turismo, transportadoras, guias de turismo, organizadores de eventos, parques temáticos e acampamentos dedicados a turistas. Já para restaurantes e cafeterias, parques aquáticos, locadoras de veículos, prestadores de serviços especializados, casas de espetáculos, empreendimentos náuticos e de apoio à infraestrutura de eventos o uso da ferramenta é opcional.

De acordo com a analista de turismo da Fecomércio MG, Milena Soares, o cadastro dessas empresas vem acompanhado de benefícios aos empresários. “Quem adere ao Cadastur tem acesso a financiamento em bancos oficiais, pode participar de cursos de qualificação e concorrer em licitações públicas, além de melhorar a visibilidade do seu negócio”, declara.

Para os consumidores, a ferramenta proporciona mais segurança e transparência. “O turista fica mais seguro na hora de contratar qualquer serviço, uma vez que poderá verificar se a empresa é cadastrada e se ela segue os princípios de qualidade exigidos pelo MTur”, finaliza Soares.

 

Fonte: Fecomércio MG

Leia também: