Posts

Prodetur + Turismo

SC pode obter R$ 500 milhões do Prodetur+Turismo para projetos estruturantes

Prodetur + Turismo

 

Infraestrutura turística, saneamento básico, renovação de frota, softwares e capital de giro são alguns dos itens que podem ser financiados pelo Prodetur+Turismo, programa do Ministério do Turismo (MTur), desenvolvido em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que foi apresentado a gestores públicos e empresários na terça-feira, 12, em Florianópolis.

“Estamos trazendo algo diferente com esse novo Prodetur, que foi ampliado e atualizado. Hoje, emprestamos ao mesmo tempo para municípios e empresários para melhorar a estruturação do turismo”, destacou o ministro do Turismo, Vinícius Lummertz.

O secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Tufí Michereff, participou do evento e destaca que nesta primeira etapa do programa o Governo Federal disponibilizará R$ 5 bilhões, sendo que Santa Catarina pode obter R$ 500 milhões ou mais para projetos públicos e privados que tenham como meta impulsionar a atividade turística. “Há uma grande variedade de ações que podem ser viabilizadas com recursos do Prodetur+Turismo de forma a qualificar um segmento tão relevante para o estado”, acrescenta o secretário.

Fungetur e selo +Turismo

Durante o evento também foi formalizada a concessão de recursos do Fungetur (Fundo de Gestão do Turismo) no valor de R$ 7,7 milhões para Santa Catarina. A ordem bancária foi assinada pelo ministro, o diretor-administrativo do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Renato Vianna, e o governador Eduardo Pinho Moreira. Ainda, os municípios de Rio Negrinho, Bombinhas, Balneário Camboriú, Blumenau, Abdon Batista, São Francisco do Sul e Massaranduba receberam o selo +Turismo, o que os habilita a acessar recursos próprios do MTur, além das linhas de crédito do Prodetur+Turismo.

A apresentação do Prodetur+Turismo foi incluída na programação do Congresso de Prefeitos, promovido pela Federação Catarinense de Municípios (Fecam), que ocorre até quinta-feira, 14.

O que pode ser financiado pelo Prodetur+Turismo:
– Infraestrutura básica e turística;
– Saneamento básico;
– Transporte e mobilidade urbana;
– Implantação, expansão modernização ou recuperação de empreendimentos, obras civis, instalações, treinamentos, entres outros;
– Produção ou aquisição de máquinas e equipamentos novos, inclusive veículos utilitários, ônibus, caminhões e aeronaves de fabricação nacional e credenciados pelo BNDES;
– Bens novos, insumos, serviços, softwares, capital de giro.

 

Fonte: Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte.

Secretário Michereff apresenta ao Conselho Estadual de Turismo ações da SOL

 

Uma síntese dos trabalhos que estão sendo desenvolvidos pela Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL) foi apresentada ao Conselho Estadual de Turismo pelo secretário Tufí Michereff, na reunião ordinária do colegiado realizada na terça-feira, 12, em Florianópolis.

O secretário explanou sobre as negociações com o Ministério do Turismo para a liberação de recursos para diferentes demandas do estado, como os R$ 16 milhões para o Centro de Eventos de Balneário Camboriú, destinados à aquisição de equipamentos. No final de maio foi entregue à prefeitura de Balneário Camboriú e à empresa Autopista Litoral Sul o estudo do Deinfra sobre as obras de acesso, que são de responsabilidade do município. Sobre a gestão do espaço, a SOL estuda a possibilidade de criar uma comissão para definir critérios de utilização do espaço, até que seja realizada a licitação para concessão definitiva.

Recursos do MTur, no valor de R$ 3 milhões, também estão assegurados para auxiliar Santa Catarina a ampliar a certificação do programa Bandeira Azul para praias e balneários. Pelo menos seis municípios catarinenses deverão receber apoio para os trâmites necessários para a certificação internacional. “Temos atualmente quatro certificações, mas temos potencial para muito mais”, afirmou o secretário.

Ainda nas articulações em Brasília, Michereff esteve com o senador catarinense Dalírio Beber, relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019, solicitando que sejam incluídos no orçamento da União recursos para a renovação e revitalização de duas rodovias turísticas catarinenses.

Para a SC-114, rota conhecida como “Caminhos da Neve”, o secretário informou aos conselheiros sobre o repasse de mais R$ 3 milhões do Funturismo para a continuidade das obras. Metade do valor foi repassado em maio e o restante, que estava previsto para setembro, deverá ser antecipado. “O Deinfra tem um contrato com o Exército para execução da obra e ambos querem acelerar o processo, por isso estamos fazendo um esforço para liberar o recurso o quanto antes”, disse.

O presidente do Conselho, Rogério Siqueira, destacou que o colegiado está à disposição do secretário e da SOL para contribuir nas ações que forem necessárias. “Temos três câmaras temáticas organizadas, de capacitação, marketing e infraestrutura, que são capazes de se posicionar sobre qualquer assunto da Secretaria e estão à disposição para auxiliar”, frisou Siqueira.

Temporada de verão

A versão preliminar do catálogo que reúne dados temporada de verão 2017/2018 em Santa Catarina foi apresentada pelo secretário aos conselheiros. O material, sugerido pelo próprio colegiado, foi organizado pela equipe da SOL, com dados de diferentes pesquisas realizadas por entidades parceiras e informações de órgãos de governo. Em breve, o catálogo será disponibilizado em versão digital.

O secretário também informou que a SOL e a Santur estão revendo a participação em feiras e eventos, devido a necessidade de se ajustar à disponibilidade financeira do estado. “A paralisação dos caminhoneiros teve um impacto negativo na economia de Santa Catarina e isso está refletindo também nas ações de promoção do turismo”, acrescentou.

Outros assuntos abordados pelo secretário foram a participação na reunião do Zicosur, em Tucuman, na Argentina; acompanhamento das obras de acesso ao aeroporto de Florianópolis e recursos para obras na Serra Dona Francisca.

 

Fonte: Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte.

Informativo ABIH-SC

Informativo ABIH-SC 07 de junho

Informativo ABIH-SC

No Informativo ABIH-SC de 07 de junho você vai ler:

Inscrições gratuitas para o Encatho & Exprotel 2018 ;-Eventos movimentam o turismo de negócio no Brasil;-Ministério do Turismo seleciona projetos para elaboração de planos municipais;-Ministro defende aval a cassinos e investimentos em parques temáticos;-SC receberá R$ 3 milhões do Ministério do Turismo para ampliar certificação Bandeira Azul.;-Fast2Pay – Nova tecnologia de pagamento por aplicativo;-Nem só de cama e café vive um hotel;-Faça sua inscrição no Cadastur!!;-Associados ABIH-SC

 

Leia também: Inscrições abertas para o evento sobre o Prodetur+Turismo em Florianópolis

Ministro defende aval a cassinos e investimentos em parques temáticos

A indústria do turismo deve crescer cerca de 3% neste ano, mas poderia registrar um ritmo mais forte, disse o ministro Vinicius Lummertz, durante o seminário ‘Investe Turismo’, realizado em São Paulo, com apoio do Valor e O Globo.

Segundo ele, o setor precisa mudar a estrutura atual e a estratégia de operação para aumentar o tamanho dessa indústria no país. “Da forma com que está montado, isso é que o turismo vai entregar. Precisamos mudar o que temos hoje para termos resultados diferentes”, afirmou.

O Brasil, uma das dez maiores economias do mundo, recebe apenas 0,5% de 1,3 bilhão de turistas que viajam pelo mundo todos os an0s, 011 cerca de 6,5 milhões de viajantes por ano. Os brasileiros gastam US$ 18 bilhões no exterior, mas os estrangeiros despendem no Brasil US$ 7 bilhões, gerando um déficit da ordem de US$ 13 bilhões.

“O turismo é muito grande para ser deixado de lado”, disse, lembrando que o setor responde por 10,4% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial, gerando 20% dos empregos globais. “Nós temos vantagens comparativas para desenvolver a indústria do turismo”, disse. “Mas precisamos melhorar nosso ambiente de negócios”, afirmou.

Entre as medidas que estão sendo tomadas, Lummertz destacou 0 visto eletrônico para viajantes estrangeiros, a aprovação de acordo de ‘céus abertos’ com os Estado Unidos, a defesa da ampliação do limite do capital estrangeiro na aviação doméstica — hoje com teto em 20% – e a transformação da Embratur em uma agência de promoção do turismo com maior autonomia.

O ministro disse que o Brasil precisa explorar as oportunidades da tecnologia. “O turismo é tecnologia”, afirmou, destacando que após 0 Visto eletrônico ser implementado no Brasil para alguns países 0 número de Vistos concedidos para esses países — Estados Unidos entre eles – cresceu mais de 70%.

Lummertz disse que o Brasil é importante para o turismo porque os viajantes domésticos somam mais de 200 milhões por ano, com 40 milhões de turistas internos.

Ele defendeu a autorização dos cassinos no Brasil, apontando que o país poderia atrair mais de R$ 50 bilhões em investimentos e renda. “No mundo todo, os cassinos são permitidos. Portugal tem e é tranquilo. O Brasil não pode ser uma bolha”, disse.

O ministro também defendeu investimentos em marinas para estimular 0 turismo náutico e investimentos em parques temáticos. “Nós cobrávamos imposto sobre equipamentos de parques como se fosse um bem particular. Não fazia sentido”, disse.

 

Fonte: Valor Econômico

Eventos movimentam o turismo de negócio no Brasil

Durante exposição latino-americana, no Chile, Brasil se apresenta como destino de grandes eventos, congressos, feiras, exposições e reuniões de negócios.

 

O secretário nacional de Qualificação e Promoção do Turismo, Bob Santos, acompanhou na terça-feira (05), em Santiago, a apresentação dos destinos e atrativos brasileiros de Negócios e Eventos para 130 compradores internacionais que participam da Feira Internacional do Mercado de Reuniões e Viagens de Incentivo da América Latina (FIEXPO 2018). O encontro foi organizado pela Embratur, em parceria com o Ministério do Turismo, com o objetivo de atrair eventos para o Brasil e incrementar o segmento nos destinos nacionais. Entre os destinos brasileiros apresentados pela presidente da Embratur, Teté Bezerra, estão Fortaleza (CE), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Foz do Iguaçu (PR).

O Ministério do Turismo aposta no segmento de eventos como uma grande oportunidade de negócios para o turismo no Brasil. Na FIEXPO, o país está presente com um estande de 108 metros quadrados e apresenta a grande diversidade do país representado por 18 destinos turísticos e empresas privadas. A feira é considerada a mais importante do segmento de eventos na América Latina e reforça a integração dos países vizinhos para potencializar o turismo de negócios na região.

Bob Santos também esteve reunido com dirigentes da companhia aérea Amazonas, do Paraguai. Ele reafirmou a necessidade de ampliação da conectividade com o Brasil e reforçou a importância da integração de roteiros turísticos entre os destinos dos países vizinhos para atrair mais turistas de outros continentes para a América Latina. As Cataratas do Iguaçu e as Missões Jesuítas são exemplos de atrativos turísticos que beneficiam o Brasil, Argentina e Paraguai. Foz do Iguaçu (PR) é considerada o principal destino da região conhecida como tríplice fronteira.

Ainda durante a FIEXPO, o secretário, acompanhado do embaixador do Brasil no Chile, Carlos Duarte, esteve com o ministro da Economia, Fomento e Turismo do Chile, José Ramón Valente, e sua subsecretária de Turismo, Mônica Zalaquett. Na visão dos dirigentes do turismo brasileiro e chileno reunidos em Santiago, a iniciativa de integração latino-americana amplia os ganhos de todos.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Inscrições abertas para o evento sobre o Prodetur+Turismo em Florianópolis

 

Santa Catarina recebe, no dia 12 de junho, o primeiro evento de divulgação do Prodetur+Turismo, programa do Ministério do Turismo (Mtur) que oferece linhas de crédito com prazos e juros diferenciados para o setor, a partir da parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A abertura será às 9h, no CentroSul, em Florianópolis, com a presença do ministro do Turismo, Vinícius Lummertz e assinatura de contratos do Fundo Geral de Turismo (Fungetur).

O encontro foi incluído na programação do Congresso de Prefeitos da Federação Catarinense de Municípios (Fecam), que será realizado de 11 a 14 de junho. Interessados em participar das atividades podem fazer inscrição neste link.

Também estão confirmadas as presenças do governador de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira, o secretário nacional de Estruturação do Turismo, José Antônio Parente, o secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Tufi Michreff Neto e o superintendente do Sebrae em SC, Carlos Guilherme Zigelli.

Após a abertura, representantes do MTur, Sebrae e BNDES farão um painel sobre o fomento a projetos de desenvolvimento e estruturação do setor turístico no Brasil, seguido de debate e espaço para questionamentos. O encerramento está previsto para as 13h.

A parceria entre o Mtur e o BNDES visa impulsionar o turismo brasileiro, estruturar destinos turísticos nacionais, estimular o desenvolvimento local e regional, a geração de emprego, renda e a inclusão social, de forma sustentável. “Com o Prodetur+Turismo será possível acessar recursos para viabilizar projetos nas regiões turísticas do estado que já participam do processo de planejamento e que objetivam diagnosticar fatores relacionados a competitividade no mercado nacional e internacional de turismo”, destaca o secretário Tufí Michereff.

 

PROGRAMAÇÃO

9h – Solenidade de abertura (sala – Plenária Principal)
− Participação do ministro Vinicius Lummertz como Representante do Governo Federal;
− Assinatura dos Contratos de Financiamento do Fungetur (Ministro e Presidente do BRDE)

10h10 – Apresentação do Programa Prodetur +Turismo (sala – Plenária Principal)

10h30 – Apresentação do detalhamento do Prodetur +Turismo (Auditório Arvoredo)
− Apresentação do BNDES, MTur, ABDE e SEBRAE

11h30 – Debates (Auditório Arvoredo)
− Debates mediados pela ABDE ou BRDE

13h – Encerramento

 

Fonte: Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte

SC receberá R$ 3 milhões do Ministério do Turismo para ampliar certificação Bandeira Azul

Com foco no aumento da certificação do Programa Bandeira Azul de praias e balneários catarinenses, o secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Tufí Michereff, esteve com o ministro do Turismo, Vinícius Lummertz, na terça-feira, 5, para acertar a liberação de R$ 3 milhões para investir em pelo menos seis cidades de Santa Catarina. Atualmente, contam com a Bandeira Azul a Praia Grande, em Governador Celso Ramos, e a Praia da Lagoa do Peri, em Florianópolis.

Para receber o certificado internacional de qualidade socioambiental, as praias precisam atender 32 critérios relacionados à educação e informação ambiental, qualidade da água, segurança e serviços, garantindo uma praia limpa, segura e com melhor gestão ambiental. “Obter a marca Bandeira Azul é uma grande responsabilidade que deve ser traduzida em mudança de comportamento e gestão responsável. Hastear a bandeira é somente o início deste processo de mudança”, acrescenta o secretário.

De acordo com Michereff, o recurso será utilizado para auxiliar os municípios em todo no processo de candidatura, desde a solicitação da adesão ao programa, trâmites para receber a visita técnica e avaliação do operador nacional, inscrição no Programa e adequação aos critérios.

Das 10 certificações do Programa aprovadas pelo Júri Internacional para o Brasil, para a temporada 2017/2018, quatro são de Santa Catarina. Além das praias, detêm a Bandeira Azul: o Iate Clube de Santa Catarina e o barco de turismo da empresa Água Viva Mergulho, o primeiro da América do Sul a receber o selo.

Programa Bandeira Azul é amplamente reconhecido no mundo. Foi criado pela Foundation for Environmental Education (FEE), instituição internacional com representantes em vários países. No Brasil, o operador nacional do é o Instituto Ambientes em Rede (IAR), com sede em Florianópolis.

 

Fonte: Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte

Inscrições gratuitas para o Encatho & Exprotel 2019

Vem aí mais uma edição do tradicional Encontro Catarinense de Hoteleiros – Encatho e Exprotel

Promovido pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Santa Catarina- ABIH-SC, o Encontro Catarinense de Hoteleiros- Encatho & Exprotel chega à 32ª edição. O objetivo é apresentar as inovações, soluções, tendências e perspectivas para a hotelaria e o turismo, qualificando a mão de obra. O evento irá oportunizar  negócios, qualificação, novidades em produtos e serviços, atualização na operação, gerar networking e divulgar as potencialidades do turismo nacional.

Faça agora mesmo a reserva do seu espaço – comercial@abih-sc.com.br | (48) 3222-8492 ou Whats (48) 98843-7659

Em breve iremos divulgar a programação completa.

save the date Encatho 2019

Público-alvo

O evento reúne empresários e profissionais  de meios de hospedagens, fornecedores de produtos e serviços, entidades do trade, autarquias e órgãos governamentais, imprensa especializada, meio acadêmico, entre outros.

 

Exprotel é elogiada pela qualidade do espaço e negócios gerados

Um evento é algo muito especial e momentâneo. Falhas existem, mas saber administrar e tornar os problemas imperceptíveis para quem participa é fundamental. Por este motivo, ter uma equipe entrosada e qualificada para cada função é essencial. E este grupo de pessoas são os fornecedores.

Vamos combinar que escolher um, em meio a muitas empresas que oferecem os mesmos serviços não é tarefa nada fácil.  E aqui, nem sempre o preço é o principal. A credibilidade e experiência são fundamentais, afinal, você vai querer ter certeza de que ele não falhará na “hora H”, comprometendo todo o seu evento e a imagem da sua marca. “É claro que você não tem que contratar o mais caro, mas também não escolher uma empresa por ter um preço muito inferior ao praticado no mercado. Sempre conseguimos equalizar e, desde que sou responsável por esta área no evento, tenho certeza que temos os melhores resultados. Conseguimos entregar os estandes no prazo, mantemos sempre um ambiente limpo e acolhedor, procuramos atender as demandas da melhor forma possível a satisfazer tanto os expositores quanto o público visitante”, afirma Juliana Bossi Castro, responsável pela comercialização e montagem da Exprotel.

Há anos, a Exprotel vem sendo reconhecida como uma das grandes vitrines dos fornecedores do segmento turístico e hoteleiro no sul do país. Tudo isso, graças a um planejamento bem elaborado pela diretoria da ABIH-SC, com a participação ativa dos fornecedores que contribuem com sua experiência para que as melhores decisões sejam tomadas, e os melhores resultados sejam alcançados.

Ao comemorarmos o sucesso de mais uma edição, queremos reconhecer o importante trabalho desenvolvido por alguns dos fornecedores da Exprotel, entre eles, a Folha Stands, montadora oficial do evento. Com experiência de mercado, qualidade de entrega, respeito os prazos e atendimento às necessidades dos expositores, a empresa novamente colaborou significativamente para o sucesso da área de exposição no evento, desde o planejamento à entrega do espaço.

Também queremos registrar o brilhante trabalho da equipe da Florivette que utilizando todo seu conhecimento e sensibilidade planejou a decoração, ambientação e cenografia do espaço, garantindo um ambiente de negócios aconchegante e acolhedor.

Já o trabalho de manter todos os ambientes o mais limpo possível foi realizado pela LCom Limpeza, empresa que executou o trabalho com discrição, de forma a não atrapalhar a execução das atividades do estande.

 

Depoimento de alguns dos expositores do evento:

“A feira é sempre muito importante pra gente, sempre foi. Por isso participamos há mais de uma década de forma ininterrupta e estaremos em 2019. Ela é importante para geração de negócios e para fixação de marca. A Harus atende hoje muito bem o mercado catarinense. Estamos vendo, inclusive, para montar uma filial da empresa no estado para melhor atender a região sul”, Luiz Roberto Magrin Filho, Harus.

“O evento para a Gazin foi um sucesso. Um espaço maravilhoso, com uma ativação de marca muito otimizada. Tivemos diversos novos contatos com muitos orçamentos tanto durante quanto pós evento. O evento para nós foi excelente”, Mauro Fagotti, Gazin.

“A feira foi para nós um marco muito importante em nosso novo caminho/desafio. Ficamos felizes em poder expor nossos produtos e serviços para o público de SC. Acabamos desenvolvendo outras parcerias de negócios. E aproveitando, gostaria de parabenizar a Juliana pela ótima profissional que é, sempre gentil e prestativa para tudo e todos. Percebi desde o primeiro dia que falamos via telefone e até o ultimo dia da feira”, Fabricio Z. Rocha, Gestor Comercial, Universo Móveis.

“Estamos parabenizando o evento, a organização sempre numa crescente evolução. Ficamos igualmente satisfeitos com a participação no mesmo, e queremos sempre poder participar mantendo assim um estreitamento maior e melhor com clientes já ativos, e outros que poderão vir a ser. Agradecemos imensamente nossa acolhida”, Rita Garrido, Departamento Comercial, Pavanny.

“Gostaríamos de agradecer a receptividade nesta edição. Esperamos estar sempre com vocês nesse importante evento para o sul do país e para a região de Santa Catarina. Buscamos sempre ter importantes parcerias e empresas como a de vocês que nos ajudam a proporcionar um momento próximo aos hoteleiros apresentando o que sabemos fazer de melhor, surpreender e fidelizar os hóspedes”, Mauro Carvalho de Oliveira, CEO e Diretor Comercial, Realgem’s.

Outras informações, lista de expositores e muito mais podem ser obtidas no site www.encatho.com.br

Encatho & Exprotel 2019

Brazilian Day apresenta país para investidores e turistas chineses

Maior feira do setor de serviços da China, CIFTS tem tarde dedicada ao Brasil

 

O segundo dia de programação da 5ª edição da China Beijing International Fair for Trade in Services (CIFTIS), maior feira de serviços da China, foi marcado pelo Brazilian Day. Durante toda a tarde, os participantes da feira puderam conhecer um pouco mais sobre o potencial de investimentos no país, com destaque para o setor turístico.

Durante o painel “Por que o Brasil é o próximo destino da China”, o secretário nacional de Estruturação do Turismo, José Antônio Parente, falou sobre as inúmeras oportunidades que fazem do Brasil o próximo destino não apenas dos visitantes como também de investimentos chineses.

“O Brasil tem um forte vocação turística, sendo considerado pelo Fórum Econômico Mundial o número um em recursos naturais e o oitavo em relação aos atrativos culturais. Temos uma vocação natural para o turismo e estamos aproveitando nossa participação na feira, em especial no Brazilian Day, para apresentar aos turistas e investidores chineses o enorme potencial da atividade no nosso país, confiantes de que sairemos da China com importantes parcerias comerciais no segmento turístico”, comentou o secretário.

O Brazilian Day contou ainda com a participação do secretário de Comércio e Serviços do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Douglas Ferreira; do embaixador do Brasil na China, Marcos Caramuru; e da Secretária-Geral do Fórum de Macau, Xu Yingzhen. O secretário de Turismo do Ceará, Arialdo de Mello Pinho, também presente ao evento, reforçou a importância da atividade turística para o desenvolvimento local.

“O turismo tem sido um setor fundamental para a geração de empregos e renda em nosso país. Como representante de um dos destinos turísticos mais procurados do Brasil posso afirmar que, para aproveitar ao máximo este potencial, estamos trabalhando uma série de medidas para facilitar cada vez mais a chegada do turista chinês por meio da ampliação das ligações aéreas internacionais a partir da implantação do HUB da Air France/KLM e Gol  neste mês de maio”, informou o secretário.

Parintins

O fim da tarde brasileira foi dedicado a uma apresentação cultural realizada pelos bois Garantido e Caprichoso de Parintins. A apresentação parou o pavilhão brasileiro na feira. Os participantes chineses e de outras nacionalidades que estavam na CIFTIS se renderam às tradições amazônicas.

O diretor de Marketing da AmazonasTur, Nickolas Anjos, avaliou positivamente a ação. “Acredito que não apenas agradamos como também encantamos quem estava por aqui e pudemos apresentar um pouco da cultura brasileira e convidar a todos para irem a Parintins assistir ao vivo a esse espetáculo”, afirmou.

Fonte: Ministério do Turismo.

Leia também: Desde o início do ano, os visitantes estrangeiros contribuíram com US$ 2,43 bilhões para a economia brasileira

Destinos para curtir o inverno pelo Brasil

Num país tropical e acostumado com o sol e o calor, o frio se transforma numa verdadeira atração turística. Temporada de baixas temperaturas vai até agosto e diversifica o turismo.

 

Oficialmente o inverno só começa no dia 21 de junho, mas as baixas temperaturas já permitem que os turistas vistam o casaco para curtir o friozinho das serras e de outros locais que oferecem atrativos naturais e festivais de música e gastronomia. Até agosto, os meses mais frios do ano movimentam os viajantes que curtem temperaturas amenas em várias regiões do Brasil.

No Sul e Sudeste são encontrados tradicionais destinos da estação. Bento Gonçalves, no Vale dos Vinhedos, a dobradinha formada por Gramado e Canela, na serra gaúcha; São Joaquim e suas vizinhas da neve, na serra catarinense; a trinca Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo, na região serrana do Rio de Janeiro e Campos do Jordão (SP), na Serra da Mantiqueira, são alguns deles.

A histórica Ouro Preto (MG) realiza entre os dias 6 e 22 julho, o 51º Festival de Inverno, um dos mais tradicionais do Brasil. A festa de Ouro Preto conta com shows e exposições nas ruas de casario colonial e igrejas barrocas, além da tradicional cozinha mineira. A estação termal de Poços de Caldas, também em Minas Gerais, é outro destino de inverno para quem gosta de relaxar nas águas quentes ou se aquecer nas noites com música e vinho. O Blues & Jazz Festival, entre os dias 19 e 22 de julho, terá como palco a Antiga Estação Ferroviária de Poços de Caldas com os tradicionais chocolates, queijos e vinhos.

Já a catarinense Joinville realiza seu 36ª Festival de Dança entre 17 e 28 de julho. O roteiro turístico integra dança, cerveja, gastronomia e arquitetura alemã. Em Blumenau, também de cultura europeia, o Festitalia, em julho, e Sabores de Santa Catarina, em agosto, são dois festivais dedicados à culinária durante o inverno, e seguem o clima do Internacional Beer Festival, no final de junho, para quem quiser antecipar o espírito da Oktoberfest, a maior de todas as festas do estado, que será realizada em outubro.

No Nordeste, onde as quatro estações do ano se confundem com o verão, também há destinos para se curtir o friozinho do inverno. Guaramiranga, no Maciço do Baturité, a 100 km de Fortaleza, tem uma agenda de eventos o ano inteiro. A temporada de inverno começa com os festejos juninos e continua com a virada cultural, mostra de teatro e shows folclóricos. A vizinha Pacotí encerra a temporada, em agosto, com o festival Café, Chocolate e Flores. O roteiro de clima ameno e paisagem singular na região serrana cearense tem atrativos históricos, culturais, de natureza e aventura.

O turista que gosta de fugir do óbvio também poderá subir as serras de Gravatá e Garanhuns, em Pernambuco, e se deliciar com o clima frio e atrações quentes nas noites do inverno pernambucano. Em sua 28ª edição, o Festival de Inverno de Garanhuns, de 19 a 28 de julho, é considerado um dos principais eventos culturais de Pernambuco e atrai turistas de todo o Brasil. Já no Centro Oeste, Bonito (MS) também é um dos paraísos de inverno para quem busca temperaturas amenas em contato com a natureza, além de poder nadar com os peixes nos rios e piscinas naturais. A serra do Tepequém (RR), a 200 km de Boa Vista, está entre os destinos mais frios da região Norte.

Banhos de cachoeiras e cavalgadas são alguns dos programas favoritos dos turistas que visitam Penedo (RJ), além de queijos e vinhos com um toque nórdico são as principais características da antiga colônia finlandesa. O turismo romântico também faz parte dos dias frios de Visconde de Mauá (RJ) e Monte Verde (MG), ambas na Serra da Mantiqueira. Entre as capitais, Curitiba (PR) é uma das mais frias e oferece atrações como parques urbanos, atividades culturais e gastronomia diversificada. A descida da Serra do Mar de trem até a histórica Morretes para degustar o barreado, prato típico local, é um dos programas de inverno favoritos de quem visita Curitiba.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Leia também: Ministro Lummertz vem a Santa Catarina divulgar o Prodetur+Turismo