Posts

WTM começa com forte participação brasileira

 

Estande da Embratur conta com a participação de 25 co-expositores em uma das maiores feiras de turismo do mundo

Londres, capital do Reino Unido, é palco da World Travel Market 2018, ou WTM, como é conhecida a maior feira de turismo do Reino Unido, e uma das mais importantes do setor na Europa. Este ano, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) conta com a participação de 25 co-expositores brasileiros, entre empresários e destinos que apresentam atrações e toda a diversidade do turismo nacional. No total, são cinco mil expositores e mais de 88 mil visitantes durantes os três dias de feira, que começa hoje (5) e acontece até o dia 7 de novembro.

A presidente da Embratur, Teté Bezerra, ressalta a importância da presença do Instituto neste evento, explicando que “nós promovemos a plataforma, que é nosso estande, para que os nossos destinos e empresários estejam aqui, em Londres, hoje, representando as múltiplas oportunidades para o turismo no Brasil, com a chancela do Governo Federal, por meio da autarquia”.

No total, são centenas de reuniões agendadas com compradores internacionais, a fim de gerar negócios para o mercado brasileiro. O estande da Embratur também apresenta diversas atrações culturais e gastronômicas, que são duas das principais características destacadas pelos turistas internacionais que nos visitam. Além disso, amanhã, à noite, a Embratur promoverá um evento com 50 influenciadores digitais do continente europeu, no qual profissionais brasileiros e do mundo farão apresentações sobre os principais destinos e atrações ligadas ao segmento de Ecoturismo e Turismo de Aventura no Brasil.

Diogo Beltrão, executivo de marketing internacional da Secretaria de Turismo de Pernambuco, afirma que “nós, como destino, aproveitamos a visibilidade do estande brasileiro neste mercado britânico, que é tão importante e representa pelo menos 5% dos turistas internacionais que visitam nosso estado”. “Esta feira não abrange apenas o Reino Unido, mas a Europa toda, e é uma boa forma de fechar o ano, atraindo mais visitantes estrangeiros para a região”, completa Beltrão.

A chefe de promoção internacional de Foz do Iguaçu, Jandira Cordeiro, reforça a importância da WTM: “Esta feira é muito importante para Foz. Encontramos, pelo menos, 60 nacionalidades de todo o mundo, para apresentar nossa estrutura e atrativos”, frisa Jandira. “Além disso, os britânicos estão entre os cinco principais turistas internacionais. É um palco diferenciado para mostrar o que temos de melhor para o turista”, completa a executiva.

No estande brasileiro estão nove destinos, 12 operadores de viagens, uma rede hoteleira, uma agência de transportes de turismo, uma agência de turismo e um centro de convenções.

MMGY London Summit

O tradicional encontro promovido pela empresa de marketing de turismo MMGY London Summit foi realizado a bordo de um barco que realiza passeios no rio Tâmisa, ícone da cidade de Londres. No encontro, a presidente da Embratur e os representantes do Ministério do Turismo, profissionais do trade internacional, da Organização Mundial de Turismo e dos promotores do evento apresentaram informações acerca das novidades e principais diretrizes da promoção turística internacional. O encontro reuniu cerca de 50 líderes do segmento de todo o mundo, abordando a importância do uso de dados, e como as empresas e destinos podem ser mais relevantes para auxiliar a tomada de decisão e atrair visitantes para seus países.

 

Fonte: Embratur

Embratur apresenta a percepção do trade internacional em relação ao Brasil

 

O Panorama de Comercialização traz a opinião do trade internacional sobre o receptivo brasileiro, bem como os pontos fortes e fracos do país

A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) lançou a segunda edição do Panorama de Comercialização em que apresenta a percepção do trade turístico internacional em relação ao receptivo brasileiro, que são fornecedores do segmento no país. O documento traz informações dos 14 principais países emissores de visitantes estrangeiros para o Brasil.

“Além de destacar a visão dos profissionais que comercializam para os turistas interessados no País, o material mostra quais são as principais características do destino Brasil, principais concorrentes, os segmentos e nichos mais procurados e respectivos destinos com apelo na geração de negócios”, explica a presidente do Instituto, Teté Bezerra.

O trade turístico internacional, responsável pelos dados fornecidos no Panorama de Comercialização, é composto por operadores e agências de viagens, companhias aéreas e players da indústria de turismo, como as associações. O produto possui destaques de cada país (Argentina, Alemanha, Canadá, Chile, Colômbia, EUA, Japão, França, Portugal, Itália, Espanha, Rússia, Paraguai e Reino Unido). Os lançamentos de novos voos, de frequências e as ações mais demandadas no mercado também constam no material.

O material mostra, por exemplo, que, na Alemanha, a diversidade de oferta turística é um fator que contribui para a escolha do destino Brasil. Na Argentina, a proximidade, a grande extensão de praias e a boa conectividade aérea são os principais destaques do trade em relação ao País. Canadá, Estados Unidos, Japão e Rússia afirmam que a distância e a baixa oferta de voos diretos dificultam a comercialização. No entanto, no mercado norte-americano, o trade demonstrou boas expectativas em relação ao visto eletrônico. Já na Rússia, o Brasil é considerado um País exótico pela natureza diversificada, com rica fauna e flora, e atrativo pelo Carnaval.

Devido à proximidade, nos demais países sul-americanos, como Chile, Colômbia e Paraguai, o destaque é para a grande oferta de frequências de voos semanais. Além disso, os chilenos reforçam a hospitalidade brasileira como fator diferencial, os colombianos se sentem atraídos pelos preços e os paraguaios pela variedade de opções para diferentes tipos de público e faixa de renda.

Na Europa, Espanha, França e Itália também foram consultados. Os franceses demonstraram boas expectativas em relação ao aumento na oferta e voos e, os italianos, escolhem os destinos brasileiros pela possiblidade de fazer roteiros com os países vizinhos da América do Sul.

“Para a elaboração do documento, consolidado pela Diretoria de Inteligência Competitiva e Promoção Turística da Embratur, foram utilizadas informações de pesquisas realizadas pelos Escritórios Brasileiros de Turismo (EBTs), junto ao trade turístico de cada mercado”, informa a chefe de Divisão da Coordenação-Geral de Inteligência Competitiva e Mercadológica do Turismo, Angela Baltazar.

As publicações estão disponíveis no portal Visit Brasil, na aba Trade.

 

Fonte: Embratur

WTM lança novo prêmio e Brasil concorre

Fundadora do Viajar Verde, blog com foco na divulgação de destinos responsáveis, Ana Duék destaca papel da Embratur na promoção internacional

Todos os anos, a WTM Londres apresenta novidades para a cadeia internacional do turismo. Em 2018, o Brasil, com participação confirmada na feira, uma das mais importantes do mundo, poderá ser melhor representado. A jornalista brasileira Ana Duék, fundadora do blog Viajar Verde, foi indicada para concorrer, entre os finalistas, o 1º International Travel & Tourism Awards, na categoria “Melhor Influenciadora Digital no Turismo”. Em sua primeira edição, o prêmio criado pela World Travel Market (WTM) reconhece organizações, empresas e representantes de destaque do setor turístico privado.

Teté Bezerra, presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), destaca a relevância da representatividade. “O blog estimula o intercâmbio de ideias, incentiva que atitudes sustentáveis sejam compartilhadas e cria uma corrente verde e responsável. Atuações como essa devem ser reconhecidas e valorizadas. Desejamos sucesso e boa sorte para a brasileira Ana Duék”, comentou.

Única representante brasileira a participar da fase final do novo prêmio da WTM Londres, Ana falou da importância do reconhecimento e da oportunidade de apresentar seu trabalho, que é de divulgar e ampliar a troca de informações e ideias sobre turismo responsável no Brasil e no mundo e tornar o setor mais consciente e sustentável.

“Acredito que trazer para o prêmio a representatividade não só do Brasil e da América Latina, mas também do Turismo Responsável, é uma oportunidade incrível”, disse a jornalista. Ana destacou, também, o trabalho de promoção turística internacional promovido pelo Instituto: “O Brasil, por meio da Embratur e do MUDA – Coletivo Brasileiro pelo Turismo Responsável, vem fazendo esforços no sentido de se promover como um destino responsável. E espero que eu possa reafirmar isso em Londres, mostrando que o turismo brasileiro está apto a entrar na rota de grandes atrativos turísticos internacionais”, escreveu.

De acordo com Ana Duék, além do Viajar Verde, estão concorrendo outros quatro blogs importantes: The Family Project, In a City Near You – City Break Travel Blog, Inside the Travel Lab e Vagabrothers. Entre os jurados do prêmio estão representantes da OMT, da Reed Exhibitions, WTM, Euromonitor International, Adventure Travel News (ATTA), entre outros. Como destaque, no júri, a brasileira e ex-presidente da Embratur Jeanine Pires.

As outras categorias que serão premiadas pelo International Travel & Tourism Awards são: Melhor Campanha de Organização de Destinos, Melhor Agência de Marketing de Turismo, Melhor Campanha Regional, Contribuição Excepcional para a Indústria, Melhor Destino Gastronômico, Melhor em Luxo, Melhor em Bem-Estar, Melhor em Turismo Responsável, Uso de Tecnologia Mais Inovador em Destinos, Melhor Campanha Digital em Turismo, Melhor em Turismo de Aventura, Melhor em LGBT e Melhor Campanha de Relações Públicas. A premiação acontecerá durante a WTM London, que será realizada entre os dias 5 e 7 de novembro, na capital inglesa.

 

Fonte: Embratur 

Representante da associação Muda! Coletivo Brasileiro pelo Turismo Responsável

Embratur promove o Brasil como destino responsável no mercado britânico

 

Representante da associação Muda! Coletivo Brasileiro pelo Turismo Responsável

Representante da associação Muda! Coletivo Brasileiro pelo Turismo Responsável

 

Produtos turísticos brasileiros de turismo responsável foram destaque em evento da Associação Latino-Americana de Viagens do Reino Unido (LATA)

De acordo com análise da Euromonitor, é crescente, no mercado britânico, a procura por viagens para destinos de longa distância com foco no turismo sustentável. Atenta à tendência de consumo consciente no Reino Unido, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) apostou na promoção de projetos de Turismo Responsável no Brasil para a edição de 2018 do Experience Latin America (ELA), evento B2B que reuniu, de 11 a 13 de junho, em Londres, grandes operadoras e agências de viagens que comercializam América Latina no Reino Unido, e principais empresas do trade receptivo da região.

Durante a ação, a associação Muda! Coletivo Brasileiro pelo Turismo Responsável apresentou seminário sobre o tema, revelando, ao público, como o setor de turismo no país tem se estruturado para garantir que a verdadeira experiência brasileira atenda ao profissionalismo exigido pelo mercado internacional. Cerca de 50 convidados do trade britânicos estiveram presentes, interessados em conhecer os diversos projetos brasileiros de destaque no segmento, que incluem desde territórios indígenas na Amazônia, a roteiros próximos a grandes centros urbanos, como Rio de Janeiro e São Paulo.

“É importante destacarmos, nos mercados internacionais, ações desenvolvidas em destinos brasileiros que oferecem um turismo colaborativo e inteligente, um turismo sustentável, que atue como estratégia de desenvolvimento socioambiental, garantindo a preservação do meio ambiente e gerando renda e emprego para que a população tenha uma vida melhor nessas localidades”, afirma a presidente da Embratur, Teté Bezerra.

Em 2018, o ELA promoveu um evento responsável e sustentável, com o intuito de encorajar a adoção de boas práticas por seus membros delegados. As ações implementadas pelos organizadores do evento incluíram redução do excesso de materiais promocionais impressos, uso de garrafas reutilizáveis e crachás biodegradáveis. Além de realizarem o seminário de capacitação sobre turismo responsável, os representantes brasileiros se reuniram com mais de 40 profissionais do trade britânico ao longo dos três dias de evento, oportunidade em que puderam detalhar a diversidade dos atrativos turísticos brasileiros.

Em 2017, a quarta edição do ELA contou com a participação de 129 expositores, que puderam compartilhar informações e novidades sobre produtos e destinos da América Latina aos mais de 208 buyers presentes por dia de evento. Trata-se do único Travel Trade Show totalmente dedicado à América Latina no Reino Unido e na Europa, portanto, oportunidade única para a Embratur estreitar relacionamento com públicos de interesse da região.

“A participação da Embratur no ELA é fundamental para aprimorar a expertise do mercado acerca do destino Brasil, pois é evento de alto nível técnico, que propicia um ambiente favorável para ampliação de negócios para o país. Tendo em vista a repercussão positiva da nossa participação esse ano, estamos muito otimistas quanto aos próximos desdobramentos da ação”, concluiu Teté Bezerra.

 

Fonte: Embratur

Embratur

Embratur e Fornatur reforçam diálogo em prol do turismo nos estados

Embratur

Secretários conheceram detalhes das ações do Brasil na Copa do Mundo da Rússia. Fórum apoia a modernização do instituto 

A presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) Teté Bezerra recebeu, na tarde de segunda-feira (18), uma comitiva do Fornatur (Fórum Nacional de Dirigentes Estaduais de Turismo) para estreitar laços entre os órgãos e apresentar ações na Copa do Mundo da Rússia, além de dar prosseguimento ao diálogo para buscar ações em conjunto para atrair mais turistas internacionais para o Brasil.

Segundo Teté Bezerra, é importante o Governo federal estar próximo das estancias estaduais e municipais e conhecer as demandas e necessidades dos entes da federação para auxiliar no planejamento das ações do instituto na promoção internacional do destino Brasil. “Essa sinergia com o fórum é benéfica, pois temos interesses em comum, entre eles, o fortalecimento do turismo internacional nos estados brasileiros”, disse.

O diretor de marketing da Embratur, Walter Vasconcelos apresentou aos secretários estaduais de turismo presentes na reunião, um resumo das ações que o instituto promoverá na Rússia, durante a Copa do Mundo, que inclui o lançamento da campanha Happy By Nature (Felizes Por Natureza).

Para ele, as críticas e sugestões dos secretários são importantes, pois a troca de informações auxilia a Embratur no posicionamento da promoção no exterior. Ele destaca a necessidade de modernização do instituto com objetivo de desburocratizar processos e obter mais recursos. “Esse diálogo franco com os gestores públicos do turismo é positivo. O objetivo de todos é vender o turismo brasileiro no exterior e gerar mais empregos e renda. A mudança no modelo de gestão da Embratur é necessária para o aumento de competitividade e do investimento em promoção internacional”, lembra.

O presidente do Fornatur e secretário de Turismo de Minas Gerais, Gustavo Arrais afirmou que o fórum apoia a aprovação do PL 2724/2015 que transforma e Embratur em agência e pode potencializar o orçamento para promover o Brasil no exterior. “O produto turístico brasileiro precisa de segmentação e posicionamento claro, como outros países fazem. Temos um produto turístico continental e precisamos de investimentos que correspondam a nossa realidade”, afirmou.

Presente no encontro, o diretor de Inteligência Competitiva e Promoção Turística da Embratur, Gilson Lira considera essencial essa relação próxima com o Fornatur e sugeriu que sejam agendadas reuniões similares frequentemente.

 

Fonte: Embratur

Presidente Teté Bezerra recebe embaixador do Peru

Brasil e Peru estreitam relação bilateral para estimular fluxo turístico

Presidente Teté Bezerra recebe embaixador do Peru

Presidente Teté Bezerra recebe embaixador do Peru

Embaixador peruano defende a criação de gabinete binacional para abrir diálogo sobre temas em comum, entre eles, o turismo internacional

 

A presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Teté Bezerra recebeu na manhã de quinta-feira (24), o embaixador do Peru, Vicente Rojas Escalante para discutir ações para estimular o fluxo turístico entre os dois países. No encontro, foi apresentada a proposta do país vizinho de criação do Gabinete Binacional Fronteiriço para debater diversas questões em relação a fronteira, inclusive o impacto positivo que o aumento no número de turistas nos países pode gerar para a economia.

De acordo com Teté Bezerra, estreitar o relacionamento com o governo peruano é salutar e a promoção integrada do turismo com países da América do Sul é importante para incrementar o fluxo turístico, especialmente em mercados remotos, como a China e Japão. Para ela, os produtos turísticos integrados entre Brasil e Peru podem envolver atrativos naturais e culturais, exatamente os segmentos mais procurados por turistas japoneses e chineses, segundo estudo de demanda turística da Embratur.

“Já promovemos roteiros turísticos integrados com a Argentina e podemos estender essa iniciativa para outros países, como o Peru, um mercado importante para o Brasil”, afirma. A OMT (Organização Mundial do Turismo) destaca em seus estudos a importância da promoção do turismo em países limítrofes, já que 80% do turismo internacional é realizado entre países próximos ou que compartilham limites geográficos. Em 2016, cerca de 115 mil peruanos visitaram o Brasil.

A presidente lembra que ampliar o debate entre autoridades dos dois governos e gestores do turismo pode ajudar a resolver gargalos e criar condições que estimulem o turismo, como aumento de conectividade aérea, com mais voos entre os países.  A Embratur participa, no início de junho, da Fiexpo Latinoamérica, feira de turismo no Chile, e já agendou reuniões com grandes companhias aéreas para tratar do assunto da malha aérea no continente.

O embaixador do Peru no Brasil destaca que a fronteira entre os países tem 2,9 mil km de extensão e abrange atrativos turísticos significativos como a Amazônia e o Pantanal. “A criação do gabinete será importante para resolver problemas na fronteira que impactam também o setor de turismo, como a segurança. Com comunicação permanente e reuniões bilaterais sobre turismo, vamos avançar no setor e todos envolvidos ganharão”, disse Vicente Escalante.

Participaram também da reunião o diretor de marketing da Embratur, Walter Vasconcelos, o coordenador-geral de Segmentos Turísticos Alexandre Nakagawa e o primeiro secretário da Embaixada do Peru, Iván Benzaquen.

Gabinete Binacional Fronteiriço

O gabinete seria formado por autoridades do alto escalão dos dois governos e tratará de temas da agenda bilateral, especificamente as questões fronteiriças, como o turismo. A formalização do grupo de trabalho pode se confirmar na reunião de vice-ministros de Relações Exteriores que será realizada nos dias 12 e 13 de junho, na capital Lima. O Peru já instrumentalizou gabinetes com a Bolívia, Chile, Colômbia e Equador. Dos países com os quais tem fronteira, apenas o Brasil ainda não instituiu o mecanismo.

 

Fonte: Embratur

Leia também: Água Mineral Santa Rita é patrocinadora do Encatho & Exprotel 2018

Teté Bezerra assume a presidência da Embratur

Nova presidente da Embratur, Teté Bezerra, durante a cerimônia de posse.

Nova presidente da Embratur, Teté Bezerra, durante a cerimônia de posse.

 

Nova presidente dará sequência a ações e ao projeto de transformação da autarquia em agência para aumentar investimento em promoção e alavancar o número de turistas internacionais no Brasil

A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) passa a ter, a partir desta terça-feira (8), uma mulher ocupando seu cargo máximo. Teté Bezerra tomou posse como presidente da autarquia em substituição a Vinicius Lummertz, que assumiu o cargo de Ministro do Turismo.

Em seu discurso, a nova presidente da Embratur agradeceu a confiança e disse que está pronta para o desafio de intensificar a promoção do turismo brasileiro no exterior e atrair mais turistas internacionais para o Brasil.

“O compromisso que assumo hoje como presidente da Embratur é resultado do trabalho que desempenhei nos últimos anos pelo turismo brasileiro. Agradeço ao presidente Michel Temer, ao ministro Lummertz e o meu partido, o MDB, por confiarem a mim um desafio de tamanha magnitude”, disse.

A nova presidente afirmou que dará continuidade a ações que trouxeram resultados positivos, como a emissão de visto eletrônico para mercados considerados estratégicos e utilizar sua experiência de três mandatos na Câmara dos Deputados para aprovação de projetos importantes, como o da mudança no modelo de gestão da Embratur com a transformação de autarquia para uma agencia de promoção do turismo, aos moldes da Apex e Sebrae.

“Queremos uma agência forte, que seja capaz de competir com os grandes receptores internacionais de turistas. Investimos atualmente US$ 17 milhões em promoção internacional, enquanto nossos concorrentes investem entre US$ 50 e US$ 100 milhões. Queremos uma agência robusta, que seja capaz de realizar parcerias e promover o Brasil no exterior, através de ações de promoção, publicidade, eventos e feiras”, explica.

Outra pauta que consta no PL 2724/2015, que tramita em caráter de urgência na Câmara, é a abertura total de capital estrangeiro das empresas aéreas. Segundo Teté, com mais voos para o Brasil, aliado à facilitação de vistos, será possível atrair ainda mais turistas. “A nossa meta até 2022, é a criação de 2 milhões de novos postos de trabalho e passar de 6,6 milhões de turistas internacionais para 12 milhões, além de ampliar de US$ 6 bilhões para US$ 19 bilhões o impacto desses visitantes na economia. Com a aprovação de todas essas medidas poderemos dar um salto no turismo internacional”, pondera.

O diretor de Inteligência Competitiva da Embratur, Gilson Lira, transmitiu o cargo para a nova presidente e afirmou que, com sua bagagem política, Teté Bezerra irá ajudar a colocar o turismo na pauta econômica e política do país. “Tenho certeza que a presidente, com sua experiência, será importante na construção de uma política de Estado para o turismo”, disse.

Para o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, a indicação de Teté Bezerra para o cargo é positiva e que as reformas em andamento serão o grande marco de sua passagem pela Embratur. “Com seu currículo, a presidente mostra que é capaz de enfrentar o desafio e pode deixar como legado principal a transformação da Embratur em agencia para o aumento da competitividade do Brasil no mercado internacional do turismo”, afirmou.

A cerimônia de posse e transmissão de cargo contou também com a presença de autoridades e políticos como o deputado federal e esposo de Teté, Carlos Bezerra, o senador Waldemir Moka, os deputados ligados ao turismo Herculano Passos (Frentur) e Rafael Motta (CTur), além de Gustavo Arraes, presidente do Fornatur (Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo) e o empresário Guilherme Paulus, representando o trade turístico nacional.

PERFIL

A nova presidente da Embratur tem grande experiência na área de turismo. Em setembro de 2016, Teté Bezerra assumiu a Secretaria Nacional de Qualificação e Promoção do Turismo do Ministério do Turismo. No cargo que ocupou até ser convidada para assumir a Embratur, ela teve participação decisiva em importantes projetos da pasta, entre eles a conclusão da Política Nacional de Qualificação do Turismo, que representa um grande avanço para melhorar a qualidade dos serviços prestados ao turista.

Neste período, teve sob sua responsabilidade os programas e ações para apoio à formalização e pela qualificação de profissionais e de prestadores de serviços turísticos. Atuou também no incentivo ao turismo responsável e na promoção e apoio à comercialização dos destinos e produtos turísticos brasileiros, em âmbito nacional.

Antes de comandar a secretaria, em 2015, exerceu a função de diretora do Departamento de Produtos e Destinos da então Secretaria Nacional de Políticas de Turismo do MTur. Na esfera estadual, Teté foi também secretária de Turismo do Mato Grosso, entre 2011 e 2013.

Paulista de nascimento, Teté Bezerra é filiada ao MDB e fez carreira política no Mato Grosso, estado que a elegeu deputada federal, pela primeira vez, em 1994. A partir daí, foram mais três mandatos até 2006. Em 2010, se elegeu deputada estadual e durante o mandato assumiu a secretaria de turismo do Estado.

 

Fonte: Embratur

Leia também: Em votação unânime, Bruno Breithaupt é reeleito presidente da Fecomércio SC