Posts

Santur bandeira azul

Santa Catarina é o primeiro estado no país a investir em estudo técnico para ampliar a certificação Bandeira Azul

O Instituto Ambientes em Rede (IAR) apresentou à Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), nesta semana, a primeira etapa do Estudo de Viabilidade para Implantação do Programa Bandeira Azul.

O projeto, que recebeu investimento de R$ 80 mil, vai identificar os balneários catarinenses que melhor atendem aos requisitos para obter o selo socioambiental. Santa Catarina é o primeiro estado do país a destinar recursos para incentivar o aumento da certificação, reconhecida em todo o mundo.

– Nesta temporada Santa Catarina conta com 11 praias e duas marinas certificadas pelo Programa Bandeira Azul, somos o estado com mais bandeiras no país. Mas temos condições de ampliar este número e esse estudo de viabilidade vai apontar as potencialidades e auxiliar os municípios a buscarem a certificação – destaca o presidente da Santur, Leandro “Mané” Ferrari.

Neste primeiro momento, o trabalho consistiu em avaliar os históricos de balneabilidade de praias catarinenses e definir as 40 com melhores possibilidades de certificação em cada município. Também foi apresentado o Plano de Trabalho, com o detalhamento do cronograma e próximas ações.

As etapas seguintes incluem visitas de inspeção nas praias para conhecer a estrutura dos balneários; preparação de relatórios individualizados e definição do potencial de cada praia para o ingresso na fase piloto; e, por fim, reunião com os municípios para apresentação dos resultados das visitas e sobre as ações necessárias para obter a certificação.

Fonte: Santur

Leia também: ABIH’S unem forças em prol do Amazonas

Santur - Bandeira Azul

Santa Catarina aumenta o número de certificações e mantém destaque no Programa “Bandeira Azul”

Na temporada 2020/2021, Santa Catarina seguirá ostentando a marca de estado ‘mais azul’ do Brasil. No início de outubro, o Júri Internacional do Programa Bandeira Azul renovou a certificação de oito praias e duas marinas catarinenses. Além disso, aprovou outras três praias do estado, elevando de 10 para 13 selos socioambientais em relação ao último ano.

– É mais um reconhecimento que Santa Catarina recebe pelos esforços em cuidar do nosso patrimônio natural, que é um importantíssimo atrativo turístico para um estado que abriga tanta diversidade e belezas preservadas – comenta o presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Leandro “Mané” Ferrari.

PRAIA DE QUATRO ILHAS Bombinhas NIK2313 Markito

Praia de Quatro Ilhas, Bombinhas. Foto: Markito / Santur

Com isso, das 18 praias e seis marinas contempladas no Brasil, 13 praias e duas marinas são de Santa Catarina. O hasteamento da Bandeira Azul assegura aos visitantes mais informações sobre os locais, qualidade da água e ações de educação ambiental.

VISTA AEREA PRAIA GRANDE Penha NIK6200 Markito

Neste ano, a temporada Bandeira Azul no Brasil excepcionalmente vai iniciar após o dia 16 de novembro, devido às restrições relativas ao processo eleitoral. Adicionalmente, em função da pandemia, o hasteamento das bandeiras em cada um dos destinos vai depender dos decretos municipais e estaduais que incidem sobre a área da praia ou marina.

Conheça os locais de Santa Catarina aprovados para a temporada 2020/2021:

Praias:

Renovação:

  • Lagoa do Peri, Florianópolis – SC
  • Praia Grande, Governador Celso Ramos – SC
  • Praia do Estaleiro, Balneário Camboriú – SC
  • Praia do Estaleirinho, Balneário Camboriú – SC
  • Praia de Piçarras – Balneário Piçarras – SC
  • Praia de Quatro Ilhas, Bombinhas – SC
  • Praia de Mariscal, Bombinhas – SC
  • Praia da Saudade – Prainha, São Francisco do Sul – SC

Primeira temporada:

  • Praia do Forte, São Francisco do Sul – SC
  • Praia da Conceição, Bombinhas – SC
  • Praia Grande, Penha – SC

Marinas

  • ICSC, Florianópolis – SC
  • Tedesco Marina – B. Camboriú – SC

O programa Bandeira Azul

O Júri Internacional é composto pela FEE – Foundation for Environmental Education; UNE – United Nations Environment; UNWTO – United Nations World Tourism Organization; WHO – World Health Organization; IUCN – International Union for Conservation of Nature; EUCC – European Union for Coastal Conservation; ILS – International Lifesaving Federation; ICOMIA – International Council of Marine Industry Associations; EEA – European Environment Agency; UNESCO – United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization; WCA – World Cetacean Alliance e ENAT – European Network for Accessible Tourism.

O Programa Bandeira Azul é um selo de caráter socioambiental amplamente reconhecido em todo o mundo. Foi criado pela FEE – Foundation for Environmental Education, uma instituição internacional com diversos integrantes representando seus respectivos países. No Brasil, o Operador Nacional do Programa é o IAR – Instituto Ambientes em Rede.

Fonte: Santur

Programa Viage +SC

Programa Viaje+SC, de incentivo às viagens regionais, é apresentado pela Santur para a Câmara de Turismo da Fecomércio SC

O turismo interno, que vem despontando como a principal tendência pós-pandemia, está na mira da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur). Para otimizar esse movimento na retomada do setor, a Agência está estruturando um programa de incentivo às viagens dentro do estado, o Viaje + SC, que foi apresentado aos membros da Câmara Empresarial de Turismo da Fecomércio SC, nesta terça-feira (01).

De acordo com o gerente de Promoção Turística da Santur, Fábio Farber, o programa está estruturado em seis etapas, começando com a emissão de um selo para os estabelecimentos que cumprem com as normas sanitárias de combate à Covid-19 e oferecem produtos diferenciados aos visitantes residentes em Santa Catarina. O selo estadual se somará ao selo Turismo Responsável, do Ministério do Turismo, reforçando o comprometimento dos estabelecimentos turísticos com a segurança e a saúde tanto de visitantes como dos trabalhadores.

O Viaje+SC também contará com uma plataforma para dar visibilidade aos produtos e atrativos turísticos de cada região, agregando também material de divulgação e ações de marketing. – Sempre enfatizamos que o Viaje+SC é um movimento estadual que só vai dar certo se tiver uma ampla adesão das empresas, que elas exponham seus produtos nessa plataforma de forma que os clientes a tenham como uma referência de pesquisa antes de viajar – complementa Farber.

DisrupTur

Durante a reunião também foram apresentados os projetos das Instâncias de Governança Regional (IGRs) vencedores do DisrupTur, iniciativa da Fecomércio e Senac SC para fomentar o ecossistema turístico no estado. Os projetos premiados foram: “Vale Seguro”, da IGR Vale Europeu, em primeira colocação; “Ca$h Verde Mar”, da região turística Costa Verde & Mar, em segunda; e “Centro de Experimentação Turística”, da IGR Encantos do Sul, em terceiro lugar.

Fonte: Santur

Pesquisa da Santur com o trade avalia expectativas de retomada e impactos do coronavírus no Turismo em SC

Como uma das atividades econômicas mais importantes do estado, a retomada do turismo é esperada, por parte do empresariado catarinense, para o segundo semestre deste ano. É o que aponta a pesquisa da Agência de Desenvolvimento do Turismo (Santur), realizada no mês de abril com mais de 800 empresas e entidades de classe. De acordo com os dados levantados, 24% dos entrevistados acreditam quanto a uma retomada mais intensa das atividades do Turismo ainda em 2020, embora na opinião da maioria (52%) a recuperação dos negócios deve ocorrer com mais força só no próximo ano. 

++Acesse aqui a pesquisa completa da Santur, com o trade catarinense

A pesquisa, direcionada a empresários do setor em todas as regiões catarinenses, foi desenvolvida para mensurar os impactos da pandemia da Covid-19 no turismo, com informações colhidas entre 15 e 20 de abril de 2020. 

Para o presidente da Santur, Leandro Mané Ferrari, a relevância desse trabalho está justamente nos dados que irão auxiliar a Santur a nortear ações, de forma conjunta com o trade, para a retomada das atividades turísticas no estado.

– Teremos mais detalhes sobre os impactos causados pelo coronavírus no turismo. As respostas colhidas junto ao trade nos trazem informações para que possamos ser mais assertivos nas ações que estão sendo tomadas em conjunto com o Conselho Estadual de Turismo (CET) e com o trade das diferentes regiões de Santa Catarina – destacou Mane Ferrari.

Participaram do estudo, coordenado pela Diretoria de Estudos e Inovação/Santur com apoio da Rede Brasileira de Observatórios do Turismo, empresas de diferentes portes e segmentos. Por meio de um formulário eletrônico foram levantadas informações como tempo de atuação, volume de atendimento, preços praticados, número de funcionários e quais medidas as empresas vêm tomando para minimizar o impacto gerado pela pandemia.

+++ Para mais informações sobre a pesquisa acesse o painel de dados realizado pela equipe da diretoria de Estudos e Inovação da Santur ( https://cutt.ly/LyfxHmN )

Responderam o formulário 866 empresas com registro no Cadastur (Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos) e entidades de classe de diferentes segmentos, como meios de hospedagem, agências de viagens, alimentação, transporte, eventos e empreendimentos de lazer. Metade são microempresas e 23% são microempreendedores individuais (MEI).

Pelo tempo de atuação no mercado, 44% dos participantes têm mais de 10 anos, 27% têm entre 4 e 10 anos e 29% têm menos de três anos de existência. Maduras, consolidadas ou recentes, a maioria sofreu algum impacto com as medidas de isolamento necessárias para diminuir a velocidade de contágio do coronavírus. 

Com a redução de atividades em virtude da pandemia, 35% declararam ter capital de giro suficiente para se sustentar por até dois meses, 31% pelo prazo de um mês e 21%, até quatro meses. Apenas 1% dos participantes avaliaram que a pandemia não impactou o negócio.

Entre outras questões analisadas, o estudo também buscou saber quais as principais medidas foram ou poderão ser adotadas pelos empresários para mitigar prejuízos decorrentes da Covid-19. Nesse quesito, foram destacadas a renegociação de despesas fixas, o financiamento e/ou empréstimo bancário, o adiamento de investimentos e de novos projetos e a remarcação e/ou adiamento de serviços.

Fonte: Santur

Covid-19: Santur atualiza Manual de Boas Práticas para hotéis e pousadas com regras para restaurantes e academias

A Agência de Desenvolvimento do Turismo do Estado de Santa Catarina (Santur) publica, neste domingo (26), uma atualização do Manual de Boas Práticas para hotéis e pousadas no Estado. O documento teve acrescido, a partir das Portarias nº 256 e nº 258 da Secretaria do Estado de Saúde (SES), detalhes do regramento estabelecido para o funcionamento de restaurantes, lanchonetes, academias e afins dentro dos estabelecimentos.

Para que esses espaços funcionem, as medidas preventivas precisam ser respeitadas. O documento da Santur, que havia sido publicado inicialmente no dia 16 de abril, foi construído juntamente com a Secretaria do Estado da Sáude (SES). As atividades em hotéis pousadas de Santa Catarina estão retomadas desde o dia 13 de abril.

A atualização do Manual de Boas Práticas para hotéis e pousadas no Estado contém também todas as informações da primeira versão, que orienta os estabelecimentos, funcionários e hóspedes o funcionamento. Neste documento você saberá aquilo que está permitido, o que é obrigatório e o que não está habilitado no momento.

Faça o download da atualização do Manual de Boas Práticas para hotéis e pousadas no Estado produzido pela Santur

Fonte: Santur

Santur e Fecomércio lançam cartilhas e manuais pra meios de hospedagens

Os hotéis e pousadas de Santa Catarina foram autorizados a retomar as atividades de hospedagem no estado. Mas para que o risco de contágio do novo coronavírus seja minimizado, a Vigilância Sanitária determinou que medidas preventivas devem ser rigorosamente cumpridas.

A Santur, em parceria com a Secretaria do Estado da Saúde, preparou um guia de boas práticas e também de higiene para a retomada dos trabalhos nos meios de hospedagem.

O Manual de Boas Práticas: Combate ao Coronavírus em Hotéis, Pousadas e Similares, apresenta ações fundamentais para a proteção dos funcionários que trabalham diretamente com o atendimento ao público, bem como todas as normas e orientações em como proceder nas rotinas de hotelaria.

Acesse o Manual de Boas Práticas completo
👉 bit.ly/boaspraticashoteisSC

O Observatório do Turismo SC desenvolveu uma Cartilha do Turismo para os Meios de Hospedagem com orientações de como atuar durante a pandemia do novo Coronavírus.

Acesse e saiba mais em: www.observasctur.com.br/coronavirus

Informativo ABIH-SC 05 de março

No informativo da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Santa Catarina – ABIH-SC, você vai ver:

ABIH-SC presta homenagem em comemoração ao Dia Internacional da Mulher;– Como pensamos comercialmente o Encatho & Exprotel ;- ABIH-SC EM AÇÃO;- Hotéis e Delivery – A combinação do futuro;Sócio Colaborador – Acanto Importação e Exportação;- Sócio Colaborador – 7 Seven Publicidade e Propaganda;-CX Turismo Summit 2020;- Instâncias de Governança discutem com Santur criação de rota cênica integrando serra e mar;- Reunião Extraordinária do Conselho Nacional de Turismo debate Coronavírus;-Associados ABIH-SC.

Confira o informativo completo AQUI!!

Floripa Airport é o melhor do Brasil na categoria até 5 milhões de passageiros

Inaugurado no ano passado, o novo Aeroporto Internacional de Florianópolis foi o melhor avaliado pelos usuários, na categoria de até 5 milhões de passageiros ano, de acordo com a Pesquisa de Satisfação do Passageiro, da Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) do Ministério da Infraestrutura, divulgada nesta quinta-feira, 6, na Capital. No ranking geral de satisfação, o aeroporto de Florianópolis teve a segunda melhor nota: 4,78 numa escala que vai de 1 a 5. A pesquisa leva em conta o último trimestre de 2019.

A presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Flavia Didomenico, comemorou o fato de o anúncio ser feito em Florianópolis. “Receber esta ótima notícia e aqui em Florianópolis é uma grande honra. Além do mais, reflete a consolidação do trabalho que vem sendo realizado. O Floripa Airport trouxe, não apenas um modelo eficiente de gestão, mas uma gestão que promove a aproximação entre o poder público e a iniciativa privada, o que é essencial para que o turismo se desenvolva”, disse.

O novo aeroporto da capital catarinense teve a maior evolução percentual, na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior: +22,5% na percepção de melhora. Saltou da última colocação (nota 3,9), em 2018, para o primeiro lugar na categoria, obtendo nota 4,78. Campinas/SP (Viracopos) e Brasília/DF também foram considerados os melhores do país em suas respectivas categorias – de 5 a 15 milhões e acima de 15 milhões.

Os 20 principais aeroportos brasileiros, que respondem por 87% do total de passageiros transportados no Brasil, tiveram 94% de aprovação entre outubro e dezembro de 2019. Na comparação com o 4º trimestre de 2018, o índice de satisfação geral passou de 4,39 para 4,49, numa escala que vai de 1 (“muito ruim”) a 5 (“muito bom”). Foi a maior nota média já registrada na série histórica da pesquisa da SAC, iniciada em 2013. 

Em relação aos outros 37 indicadores avaliados, a “cordialidade e prestatividade dos funcionários do check-in”, na média geral dos 20 aeroportos, foi o que obteve maior nota média (4,72). Já o “custo-benefício dos produtos de lanchonetes/restaurantes” registrou a menor nota (3,0).

Todos os cinco grupos de indicadores tiveram evolução na média geral, na comparação com o mesmo período do ano anterior: “infraestrutura aeroportuária” (+1,6%), “facilidades ao passageiro” (+2,1%), “órgãos públicos” (+0,2%), “companhias aéreas” (+0,6%) e “transporte público” (+1,6%). No agrupamento “infraestrutura aeroportuária”, 15 dos 16 itens avaliados obtiveram notas acima de 4 (“bom”) e 12 indicadores tiveram suas maiores médias históricas nesse trimestre. 

Para o secretário nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann, os resultados mostram que o país vem alcançando nível de excelência na infraestrutura, nos serviços e na operação dos aeroportos. “As futuras concessões certamente vão continuar transformando para a melhor os aeroportos brasileiros, com investimentos privados de mais de R$ 10 bilhões nos próximos anos”, afirmou Glanzmann.

Fonte: Santur

Santur dá sequência aos preparativos de evento internacional de inovação tecnológica no turismo

A presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Flavia Didomenico, reuniu-se nesta quinta-feira, 23, em Florianópolis, com representantes de outros órgãos do Governo do Estado para tratar da organização de dois eventos de inovação tecnológica que serão realizados em Florianópolis em 2020, com apoio da Organização Mundial do Turismo (OMT) e o Ministério do Turismo.

No mês de abril a capital catarinense receberá o fórum especializado Tourism Tech Adventures (TTA) e também a OMT Competição Nacional de Startups de Turismo, em parceria com o Wakalua, hub de inovação com sede na Espanha, em Madri. “A realização de um  evento dessa envergadura requer o envolvimento de diferentes áreas do estado. Será um marco para Santa Catarina ser sede do Wakalua deste ano”, frisou Flavia.

Participaram do encontro o Cel. Ricardo Sabatini, da Casa Militar, Douglas Gonçalves e Julia Bonanova, da Secretaria Executiva de Articulação Internacional, Júlia Pitthan, da Secretaria de Comunicação, além da equipe da Santur, Luana Emmendoerfer, diretora de Estudos e Inovação, Mané Ferrari , diretor de Planejamento Turístico, René Meneses, gerente de Infraestrutura Turística, Bianca Pinto Vieira, assessora especial.

Sobre o Wakalua

Com sede em Madri, na Espanha, o Wakalua foi criado em 2019 e é o primeiro hub de inovação em turismo, que promove ações público-privadas em diversas regiões do mundo. Durante a primeira competição global de startups de turismo, em 2018, participaram projetos de 133 países. O Wakalua atua com três programas principais: a transformação digital para o turismo, o impulso do ecossistema de inovação para o setor e também a conexão estratégica para o investimento em startups.

Fonte: Santur

Festa Pomerana celebra cultura alemã que ultrapassa gerações, em Pomerode

A alegria, o folclore e as tradições da cidade de Pomerode, conhecida como “A idade mais alemã do Brasil”, são celebrados na 37ª Festa Pomerana, em 12 dias de atrações que envolvem os habitantes da região e turistas, que teve início nesta quarta-feira (14). A edição 2020 da festa tem como tema “Tradição que envolve, cultura que contagia” e destacou, na cerimônia de abertura, as raízes alemãs que ultrapassam as gerações.

Antes da abertura, no início da noite, o desfile tomou conta do município e levou a população às ruas para festejar mais uma edição da festa típica. Para a presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Flavia Didomenico o município conta com uma diversidade de atrativos turísticos para durante todo o ano receber visitantes.

– Pomedore é uma cidade inovadaora e inova em cada edição da Festa Pomerana. Sempre com novas atrações e novos equipamentos, mas o principal segue por aqui: a essência dessa comunicdade, a cultura e a tradição. É isso que o turista vem buscar, é isso que nos alegra e traz uma experiência ainda mais agradável. Além da gastronomia e tudo mais, mas são vocês, as pessoas daqui que fazem a diferença. Que sejam dias alegres, de muita amizade e diversão – disse a presidente da Santur.

A cerimônia contou com a presença do prefeito do município anfitrião, Ercio Kriek e também do cônsul da Alemanha no Brasil, Thomas Schmitt, além de outras autoridades.

Para mais informações sobre a Festa Pomerana, acesse aqui.

A programação
Com encontros de grupos folclóricos, competições, feiras e uma animada programação musical, os festejos acontecem de 15 a 26 de janeiro, na Avenida 21 de Janeiro, no Pavilhão Municipal de Eventos, no centro da cidade. A festa ocorre de segunda a sexta-feira, a partir das 18h e, aos sábados e domingos, a partir das 12h.

Os pratos típicos da culinária alemã também têm destaque na festa que conta com diversas competições entre os foliões, como o chope em metro, disputa de tiro ao alvo, disputa de serrar madeira, além do concurso de Miss da Festa Pomerana. Os ingressos variam entre R$10 e 25, dependendendo do dia da semana. Para quem vai vestido com traje típico, a entrada é gratuita. Na noite de abertura e nos dias 20 e 21, a entrada é gratuita para todos.

Pomerode
Localizada próxima ao litoral, a uma distância de 175 Km de Florianópolis, a 90 km de Balneário Camboriú e a 79 km do Beto Carrero World, Pomerode é vizinha de Blumenau e tem uma população estimada em 34 mil habitantes, conforme dados do IBGE. Devido à localização e fácil acesso, os organizadores esperam que os turistas que veraneiam no Estado visitem a Festa Pomerana e tenham mais uma opção de lazer e diversão no verão de Santa Catarina.

Na feira comercial, industrial e artesanal é possível encontrar produtos diversificados e também os típicos da região, como os artigos de trajes alemães, canecos, tirantes, chapéus, entre outros. As tradicionais cucas, os chocolates e as linguiças, entre outros produtos, também estão disponíveis para os consumidores levarem para casa.

Cultura alemã

O município de Pomerode foi colonizado por imigrantes alemães que estabeleceram-se na região do Vale do Itajaí entre 1860 e 1880, no início da imigração alemã no Brasil. A maior parte desses imigrantes vieram da histórica região da Pomerânia, situada no norte da Alemanha, de onde se origina o nome do município catarinense.

Pelas ruas da cidade, há casas edificadas de acordo com as características da arquitetura germânica enxaimel, que consiste em paredes montadas com hastes de madeira encaixadas entre si. Nos restaurantes, há diferentes opções de comida e bebida alemã, além dos bolos e doces tradicionais.

Fonte: Santur