Posts

Pesquisa da Santur com o trade avalia expectativas de retomada e impactos do coronavírus no Turismo em SC

Como uma das atividades econômicas mais importantes do estado, a retomada do turismo é esperada, por parte do empresariado catarinense, para o segundo semestre deste ano. É o que aponta a pesquisa da Agência de Desenvolvimento do Turismo (Santur), realizada no mês de abril com mais de 800 empresas e entidades de classe. De acordo com os dados levantados, 24% dos entrevistados acreditam quanto a uma retomada mais intensa das atividades do Turismo ainda em 2020, embora na opinião da maioria (52%) a recuperação dos negócios deve ocorrer com mais força só no próximo ano. 

++Acesse aqui a pesquisa completa da Santur, com o trade catarinense

A pesquisa, direcionada a empresários do setor em todas as regiões catarinenses, foi desenvolvida para mensurar os impactos da pandemia da Covid-19 no turismo, com informações colhidas entre 15 e 20 de abril de 2020. 

Para o presidente da Santur, Leandro Mané Ferrari, a relevância desse trabalho está justamente nos dados que irão auxiliar a Santur a nortear ações, de forma conjunta com o trade, para a retomada das atividades turísticas no estado.

– Teremos mais detalhes sobre os impactos causados pelo coronavírus no turismo. As respostas colhidas junto ao trade nos trazem informações para que possamos ser mais assertivos nas ações que estão sendo tomadas em conjunto com o Conselho Estadual de Turismo (CET) e com o trade das diferentes regiões de Santa Catarina – destacou Mane Ferrari.

Participaram do estudo, coordenado pela Diretoria de Estudos e Inovação/Santur com apoio da Rede Brasileira de Observatórios do Turismo, empresas de diferentes portes e segmentos. Por meio de um formulário eletrônico foram levantadas informações como tempo de atuação, volume de atendimento, preços praticados, número de funcionários e quais medidas as empresas vêm tomando para minimizar o impacto gerado pela pandemia.

+++ Para mais informações sobre a pesquisa acesse o painel de dados realizado pela equipe da diretoria de Estudos e Inovação da Santur ( https://cutt.ly/LyfxHmN )

Responderam o formulário 866 empresas com registro no Cadastur (Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos) e entidades de classe de diferentes segmentos, como meios de hospedagem, agências de viagens, alimentação, transporte, eventos e empreendimentos de lazer. Metade são microempresas e 23% são microempreendedores individuais (MEI).

Pelo tempo de atuação no mercado, 44% dos participantes têm mais de 10 anos, 27% têm entre 4 e 10 anos e 29% têm menos de três anos de existência. Maduras, consolidadas ou recentes, a maioria sofreu algum impacto com as medidas de isolamento necessárias para diminuir a velocidade de contágio do coronavírus. 

Com a redução de atividades em virtude da pandemia, 35% declararam ter capital de giro suficiente para se sustentar por até dois meses, 31% pelo prazo de um mês e 21%, até quatro meses. Apenas 1% dos participantes avaliaram que a pandemia não impactou o negócio.

Entre outras questões analisadas, o estudo também buscou saber quais as principais medidas foram ou poderão ser adotadas pelos empresários para mitigar prejuízos decorrentes da Covid-19. Nesse quesito, foram destacadas a renegociação de despesas fixas, o financiamento e/ou empréstimo bancário, o adiamento de investimentos e de novos projetos e a remarcação e/ou adiamento de serviços.

Fonte: Santur

Covid-19: Santur atualiza Manual de Boas Práticas para hotéis e pousadas com regras para restaurantes e academias

A Agência de Desenvolvimento do Turismo do Estado de Santa Catarina (Santur) publica, neste domingo (26), uma atualização do Manual de Boas Práticas para hotéis e pousadas no Estado. O documento teve acrescido, a partir das Portarias nº 256 e nº 258 da Secretaria do Estado de Saúde (SES), detalhes do regramento estabelecido para o funcionamento de restaurantes, lanchonetes, academias e afins dentro dos estabelecimentos.

Para que esses espaços funcionem, as medidas preventivas precisam ser respeitadas. O documento da Santur, que havia sido publicado inicialmente no dia 16 de abril, foi construído juntamente com a Secretaria do Estado da Sáude (SES). As atividades em hotéis pousadas de Santa Catarina estão retomadas desde o dia 13 de abril.

A atualização do Manual de Boas Práticas para hotéis e pousadas no Estado contém também todas as informações da primeira versão, que orienta os estabelecimentos, funcionários e hóspedes o funcionamento. Neste documento você saberá aquilo que está permitido, o que é obrigatório e o que não está habilitado no momento.

Faça o download da atualização do Manual de Boas Práticas para hotéis e pousadas no Estado produzido pela Santur

Fonte: Santur

Santur e Fecomércio lançam cartilhas e manuais pra meios de hospedagens

Os hotéis e pousadas de Santa Catarina foram autorizados a retomar as atividades de hospedagem no estado. Mas para que o risco de contágio do novo coronavírus seja minimizado, a Vigilância Sanitária determinou que medidas preventivas devem ser rigorosamente cumpridas.

A Santur, em parceria com a Secretaria do Estado da Saúde, preparou um guia de boas práticas e também de higiene para a retomada dos trabalhos nos meios de hospedagem.

O Manual de Boas Práticas: Combate ao Coronavírus em Hotéis, Pousadas e Similares, apresenta ações fundamentais para a proteção dos funcionários que trabalham diretamente com o atendimento ao público, bem como todas as normas e orientações em como proceder nas rotinas de hotelaria.

Acesse o Manual de Boas Práticas completo
👉 bit.ly/boaspraticashoteisSC

O Observatório do Turismo SC desenvolveu uma Cartilha do Turismo para os Meios de Hospedagem com orientações de como atuar durante a pandemia do novo Coronavírus.

Acesse e saiba mais em: www.observasctur.com.br/coronavirus

Informativo ABIH-SC 05 de março

No informativo da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Santa Catarina – ABIH-SC, você vai ver:

ABIH-SC presta homenagem em comemoração ao Dia Internacional da Mulher;– Como pensamos comercialmente o Encatho & Exprotel ;- ABIH-SC EM AÇÃO;- Hotéis e Delivery – A combinação do futuro;Sócio Colaborador – Acanto Importação e Exportação;- Sócio Colaborador – 7 Seven Publicidade e Propaganda;-CX Turismo Summit 2020;- Instâncias de Governança discutem com Santur criação de rota cênica integrando serra e mar;- Reunião Extraordinária do Conselho Nacional de Turismo debate Coronavírus;-Associados ABIH-SC.

Confira o informativo completo AQUI!!

Floripa Airport é o melhor do Brasil na categoria até 5 milhões de passageiros

Inaugurado no ano passado, o novo Aeroporto Internacional de Florianópolis foi o melhor avaliado pelos usuários, na categoria de até 5 milhões de passageiros ano, de acordo com a Pesquisa de Satisfação do Passageiro, da Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) do Ministério da Infraestrutura, divulgada nesta quinta-feira, 6, na Capital. No ranking geral de satisfação, o aeroporto de Florianópolis teve a segunda melhor nota: 4,78 numa escala que vai de 1 a 5. A pesquisa leva em conta o último trimestre de 2019.

A presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Flavia Didomenico, comemorou o fato de o anúncio ser feito em Florianópolis. “Receber esta ótima notícia e aqui em Florianópolis é uma grande honra. Além do mais, reflete a consolidação do trabalho que vem sendo realizado. O Floripa Airport trouxe, não apenas um modelo eficiente de gestão, mas uma gestão que promove a aproximação entre o poder público e a iniciativa privada, o que é essencial para que o turismo se desenvolva”, disse.

O novo aeroporto da capital catarinense teve a maior evolução percentual, na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior: +22,5% na percepção de melhora. Saltou da última colocação (nota 3,9), em 2018, para o primeiro lugar na categoria, obtendo nota 4,78. Campinas/SP (Viracopos) e Brasília/DF também foram considerados os melhores do país em suas respectivas categorias – de 5 a 15 milhões e acima de 15 milhões.

Os 20 principais aeroportos brasileiros, que respondem por 87% do total de passageiros transportados no Brasil, tiveram 94% de aprovação entre outubro e dezembro de 2019. Na comparação com o 4º trimestre de 2018, o índice de satisfação geral passou de 4,39 para 4,49, numa escala que vai de 1 (“muito ruim”) a 5 (“muito bom”). Foi a maior nota média já registrada na série histórica da pesquisa da SAC, iniciada em 2013. 

Em relação aos outros 37 indicadores avaliados, a “cordialidade e prestatividade dos funcionários do check-in”, na média geral dos 20 aeroportos, foi o que obteve maior nota média (4,72). Já o “custo-benefício dos produtos de lanchonetes/restaurantes” registrou a menor nota (3,0).

Todos os cinco grupos de indicadores tiveram evolução na média geral, na comparação com o mesmo período do ano anterior: “infraestrutura aeroportuária” (+1,6%), “facilidades ao passageiro” (+2,1%), “órgãos públicos” (+0,2%), “companhias aéreas” (+0,6%) e “transporte público” (+1,6%). No agrupamento “infraestrutura aeroportuária”, 15 dos 16 itens avaliados obtiveram notas acima de 4 (“bom”) e 12 indicadores tiveram suas maiores médias históricas nesse trimestre. 

Para o secretário nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann, os resultados mostram que o país vem alcançando nível de excelência na infraestrutura, nos serviços e na operação dos aeroportos. “As futuras concessões certamente vão continuar transformando para a melhor os aeroportos brasileiros, com investimentos privados de mais de R$ 10 bilhões nos próximos anos”, afirmou Glanzmann.

Fonte: Santur

Santur dá sequência aos preparativos de evento internacional de inovação tecnológica no turismo

A presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Flavia Didomenico, reuniu-se nesta quinta-feira, 23, em Florianópolis, com representantes de outros órgãos do Governo do Estado para tratar da organização de dois eventos de inovação tecnológica que serão realizados em Florianópolis em 2020, com apoio da Organização Mundial do Turismo (OMT) e o Ministério do Turismo.

No mês de abril a capital catarinense receberá o fórum especializado Tourism Tech Adventures (TTA) e também a OMT Competição Nacional de Startups de Turismo, em parceria com o Wakalua, hub de inovação com sede na Espanha, em Madri. “A realização de um  evento dessa envergadura requer o envolvimento de diferentes áreas do estado. Será um marco para Santa Catarina ser sede do Wakalua deste ano”, frisou Flavia.

Participaram do encontro o Cel. Ricardo Sabatini, da Casa Militar, Douglas Gonçalves e Julia Bonanova, da Secretaria Executiva de Articulação Internacional, Júlia Pitthan, da Secretaria de Comunicação, além da equipe da Santur, Luana Emmendoerfer, diretora de Estudos e Inovação, Mané Ferrari , diretor de Planejamento Turístico, René Meneses, gerente de Infraestrutura Turística, Bianca Pinto Vieira, assessora especial.

Sobre o Wakalua

Com sede em Madri, na Espanha, o Wakalua foi criado em 2019 e é o primeiro hub de inovação em turismo, que promove ações público-privadas em diversas regiões do mundo. Durante a primeira competição global de startups de turismo, em 2018, participaram projetos de 133 países. O Wakalua atua com três programas principais: a transformação digital para o turismo, o impulso do ecossistema de inovação para o setor e também a conexão estratégica para o investimento em startups.

Fonte: Santur

Festa Pomerana celebra cultura alemã que ultrapassa gerações, em Pomerode

A alegria, o folclore e as tradições da cidade de Pomerode, conhecida como “A idade mais alemã do Brasil”, são celebrados na 37ª Festa Pomerana, em 12 dias de atrações que envolvem os habitantes da região e turistas, que teve início nesta quarta-feira (14). A edição 2020 da festa tem como tema “Tradição que envolve, cultura que contagia” e destacou, na cerimônia de abertura, as raízes alemãs que ultrapassam as gerações.

Antes da abertura, no início da noite, o desfile tomou conta do município e levou a população às ruas para festejar mais uma edição da festa típica. Para a presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Flavia Didomenico o município conta com uma diversidade de atrativos turísticos para durante todo o ano receber visitantes.

– Pomedore é uma cidade inovadaora e inova em cada edição da Festa Pomerana. Sempre com novas atrações e novos equipamentos, mas o principal segue por aqui: a essência dessa comunicdade, a cultura e a tradição. É isso que o turista vem buscar, é isso que nos alegra e traz uma experiência ainda mais agradável. Além da gastronomia e tudo mais, mas são vocês, as pessoas daqui que fazem a diferença. Que sejam dias alegres, de muita amizade e diversão – disse a presidente da Santur.

A cerimônia contou com a presença do prefeito do município anfitrião, Ercio Kriek e também do cônsul da Alemanha no Brasil, Thomas Schmitt, além de outras autoridades.

Para mais informações sobre a Festa Pomerana, acesse aqui.

A programação
Com encontros de grupos folclóricos, competições, feiras e uma animada programação musical, os festejos acontecem de 15 a 26 de janeiro, na Avenida 21 de Janeiro, no Pavilhão Municipal de Eventos, no centro da cidade. A festa ocorre de segunda a sexta-feira, a partir das 18h e, aos sábados e domingos, a partir das 12h.

Os pratos típicos da culinária alemã também têm destaque na festa que conta com diversas competições entre os foliões, como o chope em metro, disputa de tiro ao alvo, disputa de serrar madeira, além do concurso de Miss da Festa Pomerana. Os ingressos variam entre R$10 e 25, dependendendo do dia da semana. Para quem vai vestido com traje típico, a entrada é gratuita. Na noite de abertura e nos dias 20 e 21, a entrada é gratuita para todos.

Pomerode
Localizada próxima ao litoral, a uma distância de 175 Km de Florianópolis, a 90 km de Balneário Camboriú e a 79 km do Beto Carrero World, Pomerode é vizinha de Blumenau e tem uma população estimada em 34 mil habitantes, conforme dados do IBGE. Devido à localização e fácil acesso, os organizadores esperam que os turistas que veraneiam no Estado visitem a Festa Pomerana e tenham mais uma opção de lazer e diversão no verão de Santa Catarina.

Na feira comercial, industrial e artesanal é possível encontrar produtos diversificados e também os típicos da região, como os artigos de trajes alemães, canecos, tirantes, chapéus, entre outros. As tradicionais cucas, os chocolates e as linguiças, entre outros produtos, também estão disponíveis para os consumidores levarem para casa.

Cultura alemã

O município de Pomerode foi colonizado por imigrantes alemães que estabeleceram-se na região do Vale do Itajaí entre 1860 e 1880, no início da imigração alemã no Brasil. A maior parte desses imigrantes vieram da histórica região da Pomerânia, situada no norte da Alemanha, de onde se origina o nome do município catarinense.

Pelas ruas da cidade, há casas edificadas de acordo com as características da arquitetura germânica enxaimel, que consiste em paredes montadas com hastes de madeira encaixadas entre si. Nos restaurantes, há diferentes opções de comida e bebida alemã, além dos bolos e doces tradicionais.

Fonte: Santur

Verão Santa Catarina 2019/2020 prevê investimento de R$ 41,1 milhões em diferentes áreas

A ação Verão Santa Catarina terá novidades para a temporada 2019/2020. Além da participação de 9,2 mil profissionais da Segurança Pública, a força-tarefa do Governo do Estado, programada para começar em 19 de dezembro, terá uma Comissão de Respostas Rápidas, que engloba 22 órgãos da administração direta e indireta com o objetivo de prevenir e garantir celeridade no enfrentamento de situações emergenciais.

O lançamento nesta quinta-feira, 12, marca a apresentação de um novo conceito de ação para a alta temporada, com objetivo de fortalecer o atendimento à população e aos visitantes. O investimento total chega a R$ 39,4 milhões apenas na Segurança Pública, principalmente em diárias, ressarcimento aos guarda-vida civis e novas viaturas. Também está confirmado R$ 1,6 milhão em ação da Casan de fiscalização contra despejo irregular de esgoto na região dos Ingleses, em Florianópolis. Foram destinados ainda R$ 85 mil por parte do Instituto do Meio Ambiente em novas placas para indicar a balneabilidade das praias.

: : Confira a galeria de fotos 

Segundo o governador Carlos Moisés, a presença maciça de turistas, em especial na região litorânea, exige uma articulação de forças por parte da administração estadual. Ele salienta que serão três meses de muito trabalho e atenção redobrada.

Foto Julio Cavalheiro Secom

 Foto: Júlio Cavalheiro/Secom

“Santa Catarina, por suas qualidades, é procurada por milhões de pessoas durante a temporada de verão. Para esse ano, o Governo se preparou de uma maneira especial. Estamos trabalhando de maneira ainda mais integrada para garantir a melhor experiência possível para os nossos visitantes. Queremos que eles voltem sempre e façam uma propaganda voluntária do nosso estado, gerando um ciclo cada vez mais virtuoso”, diz Carlos Moisés.

Comissão de Respostas Rápidas

A ação Verão Santa Catarina 2019/2020 vai até o início de março. A Comissão de Respostas Rápidas será comandada pela Casa Civil e pela Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur) e terá representantes dos seguintes órgãos: Defesa Civil, Casan, Celesc, Epagri/Ciram, Polícia Civil (PCSC), Instituto Geral de Perícias (IGP), Instituto do Meio Ambiente (IMA), Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), Instituto de Metrologia de Santa Catarina (Imetro), Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Secretaria Executiva de Comunicação, Escritório de Gestão de Projetos (EPROJ), Secretaria de Estado da Saúde, Procon, Polícia Militar (PMSC), Corpo de Bombeiros Militares de Santa Catarina (CBMSC), Secretaria Executiva de Assuntos Internacionais, Secretaria de Estado da Educação, Secretaria de Desenvolvimento Social e Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca.

Para o chefe da Casa Civil, Douglas Borba, a integração das diversas áreas do governo será fundamental para garantir o sucesso da temporada. De acordo com ele, é papel do Estado evoluir para desenvolver ainda mais o turismo.

“O Estado precisa se profissionalizar para receber os turistas não só do Brasil, mas de todo o mundo. Fizemos um esforço para congregar todos esses órgãos e integrar as nossas ações. Teremos uma equipe de plantão para todo o período de veraneio. Os visitantes são uma parte importante do incremento da economia e da receita de Santa Catarina e devemos fazer a nossa parte”, opina Borba.

Reforço na segurança

A chegada dos turistas a Santa Catarina é um desafio para a Segurança Pública. Por conta disso, 9,2 mil profissionais atuarão nos locais mais frequentados pelos visitantes. São 5.750 mil policiais militares, 1.413 policiais civis, 2 mil homens do Corpo de Bombeiros (incluindo 1.146 mil guarda-vidas civis) e 41 profissionais do Instituto Geral de Perícias (IGP) dedicados ao Verão Santa Catarina 2019/2020. Esse efetivo contará com o apoio de 1,7 mil viaturas, 87 embarcações, 37 quadriciclos, oito helicópteros e quatro aviões.

O comandante-geral da Polícia Militar e presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial, coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Junior, destacou que as corporações irão agir sempre de forma proativa, com engajando contínuo dos efetivos.

Araújo Gomes ressaltou também que a PMSC irá “promover atendimento de apoio e socorro às situações de emergência, em conjunto com outros órgãos do sistema estadual e nacional de segurança pública”.

Santur espera quase 5 milhões de turistas

A expectativa da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur) é de uma temporada agitada no litoral catarinense. Um levantamento feito pelo órgão estima que a movimentação turística neste verão deve chegar a 5 milhões de pessoas. A projeção é feita com base nos anos anteriores, com informações da Polícia Federal, além de dados filtrados e publicados oficialmente nos Anuários Estatísticos pelo Ministério do Turismo/MTur. Apenas em dezembro e janeiro, são esperados 515 voos extras com destino ao estado.

 “Esta é mais uma ação estratégica da Santur, que pela primeira vez coordena as ações de verão de forma integrada com os demais órgãos governo. Nosso foco está centrado nas pessoas. No bem estar do cidadão catarinense e na satisfação do turista. Ao longo do ano promovemos nosso destino em novos mercados e vamos aproveitar a oportunidade do verão para mostrar que Santa Catarina tem atrativos para todas as épocas do ano”, afirma a presidente da Santur, Flavia Didomenico.

Verão Santa Catarina na web

A temporada 2019/2020 também contará com um website que agrega informações de serviços essenciais, como Casan e Celesc, telefones para emergências, como Samu e Corpo de Bombeiros, links para dados de balneabilidade e previsão do tempo, além de dicas para tornar ainda mais proveitosa a experiência de visitantes ou residentes em Santa Catarina. O endereço é www.verao.sc.gov.br

O desenvolvimento dessa ferramenta considerou fatores como navegabilidade, carregamento rápido e conteúdo relevante, de maneira que seja funcional mesmo em áreas com pouca cobertura de dados ou locais com grande concentração de acessos à internet. O formato foi planejado especialmente para uso em celulares e outros dispositivos móveis, com o objetivo de oferecer mais facilidades para quem está aproveitando o verão no estado.

Polícia Militar

A Polícia Militar de Santa Catarina executará a ação Verão Santa Catarina de 19 de dezembro de 2019 a 10 de fevereiro de 2020. Em uma segunda fase dará início à Operação Alegria, que ocorre entre os dias 20 e 26 de fevereiro de 2020.

O Verão Santa Catarina 2019/2020 será realizado em 29 zonas balneárias (municípios/praias), 22 estâncias hidrominerais, duas zonas alfandegárias e em 129 áreas de proteção ambiental com frequência de turistas e de responsabilidade do Comando do Policiamento Ambiental.

Os locais atendidos têm um efetivo de 4.745 policiais militares em emprego operacional e receberão os reforços de 1.005 policiais militares. Além disso, aproximadamente 1.210 veículos (automóveis e motocicletas) serão utilizados nas operações, além de quatro helicópteros, dois aviões e 26 embarcações.

Foram anunciados R$ 9,3 milhões em novas viaturas para a a Polícia Militar Rodoviária.

Polícia Civil

A Polícia Civil participará do Verão Santa Catarina 2019/2020 com reforço de 71% no número de policiais civis em relação à ação anterior. São 588 policiais civis extras que atuarão nas delegacias do Litoral e Oeste catarinense, divididos em três períodos, em 35 municípios sede, além do efetivo local. Com isso, o total de homens mobilizados será de 1.413. Serão usados dois helicópteros e quase 500 viaturas.

Será realizada novamente neste ano a campanha de prevenção ao desaparecimento de crianças nas praias através da Delegacia Móvel e equipe de policiais civis. Haverá distribuição de cartilhas à população e pulseirinhas de identificação às crianças com dicas de cuidados e informações de serviços, por exemplo, sobre onde procurar ajuda e como agir. Outra ação prevê a atuação de apoio da equipe do Canil da Polícia Civil com cão farejador. O objetivo é localizar drogas em ações policiais.

Está previsto ainda trabalho em conjunto com o consulado da Argentina por meio da parceria com policiais argentinos nos atendimentos aos turistas.

Corpo de Bombeiros

Para o Corpo de Bombeiros Militar, o Verão Santa Catarina 2019/2020 dura 191 dias. A baixa temporada começa em 5 de outubro e o pós-temporada acaba em 13 de abril. Desde o fim de novembro, 384 postos de guarda-vidas já estão em operação no estado. Ao todo, 2 mil homens atuarão por dia na força-tarefa, incluindo os 1.146 guarda-vidas civis temporários.

operacao verao 2019 20

Foto Ricardo Wolffenbüttel / SECOM

O CBMSC contará com o apoio de dois helicópteros e dois aviões, além de 61 embarcações e 37 quadriciclos. O investimento total da corporação na força-tarde é superior a R$ 17 milhões.

Os locais atendidos são 35 cidades sede de balneários que possuem 170 praias, estâncias hidrominerais, lagos, represas e/ou rios. No total, são 325 km de praia atendidos, o que representa 58% do litoral catarinense.

Instituto Geral de Perícias

Serão 41 servidores entre médicos legistas, auxiliares médico-legistas, peritos criminais, auxiliares criminalísticos, peritos bioquímicos e auxiliares de laboratório empenhados no Verão Santa Catarina 2019/2020. O investimento será de aproximadamente R$ 231 mil.

Instituto do Meio Ambiente (IMA)

Com um investimento total de R$ 85 mil, serão instaladas 229 placas de balneabilidade nos 500 quilômetros da costa catarinense. O layout mais moderno e atrativo contém características e cores que remetem ao mar e à natureza. Além de indicar se o local é próprio ou não para banho, as placas têm informações como o site de balneabilidade e o da Ouvidoria para denúncias.

Santa Catarina é o segundo estado com maior monitoramento de balneabilidade, atrás apenas do Rio de Janeiro. Ao todo, são monitorados 229 pontos. O IMA seleciona pontos que englobam todo o litoral catarinense, concentrando as coletas justamente nos locais mais suscetíveis de poluição e com maior fluxo de banhistas.

Celesc

A vinda de milhares de turistas para o litoral catarinense; o grande crescimento da demanda por energia elétrica devido, principalmente, ao uso muito mais intenso de eletrodomésticos, refrigeradores, sistemas de climatização, e a grande incidência de temporais, com ventanias e descargas atmosféricas, criam um cenário desafiador para a Celesc.

Por isso, é neste período que a distribuidora catarinense concentra esforços e desenvolve ações específicas em três grandes frentes: reforço do sistema, manutenção preventiva e ampliação do número de equipes para atendimento de emergências.

No ano, os recursos para manutenção do sistema elétrico somam R$ 58 milhões em obras de melhorias, que consistem na substituição de cabos, postes e equipamentos, ampliando a robustez das redes elétricas e a confiabilidade do sistema em todo o estado. Nos balneários, essas obras têm como destaque a substituição de postes, cruzetas, divisão de circuitos e a instalação de isoladores híbridos e cabos isolados, mais resistentes às intempéries e à ação da maresia.

Além de ampliação e melhoria, a empresa também investe em ações preventivas. Do total de recursos destinados à manutenção do sistema elétrico neste ano, R$ 21 milhões foram para limpeza de faixa, poda e roçada de vegetação, um aumento de mais de 20% sobre o valor aplicado em 2018.

A Celesc contratou ainda mais 40 equipes extras que atuarão nas regiões de Florianópolis, Joinville, Itajaí, Tubarão e Criciúma para reforço do contingente de atendimento às emergências, o que significa um aumento de mais de 50% do contingente normal dessas áreas.

Casan

A Casan projetou um investimento de R$ 45,6 milhões em melhorias no sistema de abastecimento e saneamento, prevendo o aumento vegetativo de demanda e para suprir as necessidades que a temporada anterior apresentou. Destaca-se o fato de que os processos licitatórios e as revisões de contratos permitiram uma economia de 22,74% em relação aos preços orçados inicialmente. Todos esses investimentos estarão em operação para o Verão 2019/2020, sendo que a maior parte – cerca de 75% – está concentrada na Grande Florianópolis, região que abriga o maior número de usuários permanentes e recebe o maior número de visitantes na temporada. Ainda será destinado R$ 1,6 milhão para o Trato pelo Capivari, uma ação da Casan de fiscalização contra despejo irregular de esgoto na Praia dos Ingleses, em Florianópolis, para melhorar balneablidade do local.

balneabilidade

Foto: Cristiano Estrela / Secom

Secretaria de Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural

O agronegócio é a base da economia de Santa Catarina e manter a saúde dos rebanhos e lavouras é uma das prioridades do Governo do Estado. Com o maior fluxo de turistas entre os meses de dezembro e fevereiro, a Secretaria da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural irá reforçar as ações de defesa agropecuária para minimizar os riscos de entrada de pragas e doenças. Entre as ações previstas estão a conscientização sobre os produtos que têm entrada proibida no estado e a aplicação de penalidades para quem desrespeitar as normas.

“Convidamos os turistas a desfrutarem dos produtos catarinenses. Temos aqui excelentes produtos, muitos deles são exportados para os países mais exigentes do mundo. Desejamos que todos que visitem Santa Catarina aproveitem o que o nosso estado tem de melhor”, destaca o secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Ricardo de Gouvêa.

Secretaria do Desenvolvimento Social

Exploração sexual: por que falar sobre isso no verão? É com essa pergunta que a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social dá início a sua participação na ação Verão Santa Catarina 2019/2020. A proposta é desenvolver ações de conscientização, através das redes sociais e veículos informativos para alertar que turismo sexual deve ser combatido e denunciado.

Quando alguém é forçado a realizar práticas sexuais visando o lucro está sendo vítima de exploração sexual, que pode se manifestar de quatro formas: prostituição (quando forçada), pornografia, tráfico para fins sexuais e turismo sexual, quando a pessoa é explorada sexualmente por visitantes de outras cidades, estados ou países. Para enfrentar essa prática ilegal, Santa Catarina conta com um canal de denúncias, o Disque 100.

Imetro-SC

O alvo do Imetro-SC são os veículos com instalação de sistema de uso do GNV; caminhões, ônibus e veículos utilitários que necessitam de uso do cronotacógrafo; e veículos de carga que transportam produtos ou equipamentos regulamentados pelo Inmetro.

“O Verão Santa Catarina vai levar segurança às estradas. Com maior conscientização dos proprietários de veículos e a conformidade dos equipamentos de GNV e cronotacógrafos, além da garantia do selo do Inmetro nos produtos comercializados no Estado”, garante Rudinei Floriano, presidente do Instituto Metrológico de Santa Catarina.

Fonte: Santur

Santa Catarina será sede de evento internacional de inovação em turismo

Florianópolis será sede dos principais eventos de inovação do turismo mundial. Em abril de 2020, a capital catarinense receberá o fórum especializado Tourism Tech Adventures (TTA), promovido pela Organização Mundial do Turismo (OMT) e também a OMT Competição Nacional de Startups de Turismo, em parceria com o Wakalua, hub de inovação com sede na Espanha, em Madri.

Nesta terça-feira, 3, o anúncio foi realizado no lançamento da Semana Nacional do Turismo, em Belo Horizonte, com a presença da especialista em Transformação e Inovação Digital da OMT, Natália Bayona, do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, da presidente da Agência de Desenvolvimento de Turismo de Santa Catarina (Santur), Flavia Didomenico, e do diretor do Wakalua, Eduardo Lorea. “A vinda do Wakalua é muito importante, já que esse é o principal hub de inovação para o turismo. Esse evento iria para a Colômbia, mas fomos até Madri para fazer essa negociação, e o Brasil merece esse evento. É fundamental para trazermos soluções tecnológicas e de inovação para o turismo brasileiro e do Mercosul”, destacou o ministro Marcelo Antônio.

Com sede em Madri, na Espanha, o Wakalua foi criado em 2019 e é o primeiro hub de inovação em turismo, que promove ações público-privadas em diversas regiões do mundo. Durante a primeira competição global de startups de turismo, em 2018, participaram projetos de 133 países.“A gente sabe da importância para o Brasil desse tipo de iniciativa, e Santa Catarina tem como missão ser o estado mais inovador do país. Por isso, recebemos de forma ágil esse evento junto ao Ministério e à OMT, porque entendemos que o turismo será fortalecido não somente em Santa Catarina, mas em todo o país”, afirmou a presidente da Santur, Flavia Didomenico. “Nós precisamos desse tipo de parceria com a OMT para que possamos criar esse ecossistema de forma nacional. Que o Brasil seja a sede desse hub tão esperado para despertarmos ainda mais para o turismo”, acrescentou.

Florianópolis desbancou outras capitais brasileiras para receber a UNWTO Tourism Startup Competition e também o Tourism Tech Adventures (TTA), um fórum que reúne autoridades governamentais da América do Sul e também especialistas em tecnologia e inovações. Além do potencial turístico da região, o ecossistema de tecnologia e inovação que é referência nacional também contou pontos para a atração do evento. “Estar hoje no Brasil é uma honra. Hoje é um dia muito especial. Estamos aqui pela inovação e a transformação, as nossas prioridades para um turismo econômico e sustentável. Florianópolis será uma sede muito especial e queremos criar um ecossistema comprometido para trabalhar de forma conjunta os setores envolvidos no turismo”, disse a representante da OMT Natália Bayona.

O Wakalua atua com três programas principais: a transformação digital para o turismo, o impulso do ecossistema de inovação para o setor e também a conexão estratégica para o investimento em startups.
“Vamos fazer uma competição dedicada ao Brasil para que todos com interesse nesse assunto possam apresentar as suas iniciativas. Essa competição inicia em abril, em Florianópolis, e terá o seu final em julho, em Belo Horizonte. É uma felicidade muito grande trazer essa experiência para o Brasil”, falou Eduardo Lorea, diretor do Wakalua.

Ainda para 2020, a OMT deve definir a implantação do Wakalua no Brasil, incluindo o local para instalação da sede do hub e seu programa de atividades, no segundo semestre.

Fonte: Santur

Santur divulga atrativos turísticos de SC na Festuris, em Gramado

A Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur) está presente na 31°Feira Internacional de Turismo (Festuris), que acontece de 7 e 10 de novembro em Gramado/RS. A Santur apresentará os principais atrativos turísticos do estado na feira que é considerada pelo trade a mais efetiva plataforma de negócios da América do Sul, ocupando 25 mil metros quadrados por onde passam centenas de autoridades, jornalistas e profissionais da área.

Nesta edição o estande da Santur possui 72m² de área e contará, pela primeira vez, com sala de reuniões e com espaço para capacitação para 28 participantes. Representantes das regiões turísticas Caminhos da Fronteira; Caminhos do Alto Vale; Caminhos dos Príncipes; Costa Verde e Mar; Encantos do Sul; Grande Florianópolis; Serra Catarinense; Vale do Contestado; Vale dos Imigrantes e Vale Europeu apresentarão os atrativos catarinenses para os cerca de 15 mil empresários e executivos do turismo que circulam pelo evento.

O gerente de Promoção da Santur, Fábio Farber informa sobre as estratégias de negócios de Santa Catarina durante a feira. “Por fechar o calendário de eventos turísticos do ano, a Festuris é responsável pelo lançamento de tendências para o ano seguinte. Por esse motivo, introduzimos as capacitações para os profissionais da área estarem aptos a vender os destinos e produtos catarinenses para os agentes de viagem de diferentes partes do mundo”, comenta.

O evento também conta com o Meeting Festuris – Conteúdo e Networking, evento que ocorre no período da manhã nos dias do Festuris. Com diferentes painéis de conhecimento, é um canal aberto de diálogo com o público, profissionais do turismo, agentes de viagens, representantes de destinos turísticos, empreendedores, órgãos oficiais de turismo, estudantes e universidades, além de todos interessados em conteúdo.

A Feira de Negócios é segmentada e reúne as principais tendências do turismo no mundo. A Festuris 2019 irá oferecer aos participantes diferentes ambientes como o Espaço Termalismo e Bem-Estar; Espaço Viagem pela Cultura e Costumes; Espaço Business; Espaço Luxury; Espaço Tech e Corporativo; Sustentabilidade e Acessibilidade; Espaço LGBT; Espaço Entretenimento; Espaço Wedding e Espaço Gastronomia.

Na edição de 2018 o evento foi responsável pela geração de R$300 milhões em negócios com a participação de 65 destinos internacionais, 250 palestrantes, 2,5 mil marcas apresentando seus produtos em 28.000 m² por onde passaram 15 mil participantes, sendo mais de 450 jornalistas e influenciadores digitais que divulgaram a Festuris em todas as partes do mundo.

Fonte: Santur