Posts

Cidades catarinenses conquistam o Selo Prodetur + Turismo

Ministro Vinicius Lummertz e o prefeito de Nova Trento, Gian Francesco Voltolini.

Ministro Vinicius Lummertz e o prefeito de Nova Trento, Gian Francesco Voltolini.

Nova Trento e Urupema pleiteiam empréstimos para melhorar a infraestrutura voltada à recepção de visitantes.

Dois municípios de Santa Catarina receberam nesta quarta-feira (29) o Selo Prodetur + Turismo, que garante prioridade à análise de empréstimos para melhorias em infraestrutura. O documento, entregue pelo ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, aos prefeitos de Nova Trento, Gian Francesco Voltolini, e de Urupema, Evandro Frigo Pereira, permite acesso a uma linha de crédito do BNDES, que disponibiliza um total de R$ 5 bilhões a estados, municípios e empresários interessados em investir no setor.

Nova Trento, conhecido destino de turismo religioso do Vale Europeu do estado, e Urupema, uma das cidades mais frias do país, na Serra Catarinense, poderão obter financiamentos de cerca de R$ 6 milhões, cada uma, para ações como pavimentação e sinalização. Lummertz defendeu empenho a fim de dotar os municípios das melhores condições possíveis à recepção de visitantes. “Isso ajuda os turistas a terem ótimas experiências e permite a crescente geração de emprego e renda no turismo”, enfatizou.

Nova Trento, situada a 87 quilômetros de Florianópolis, abriga diversas vinícolas e o famoso Santuário Santa Paulina. O templo atrai milhares de fiéis, peregrinos e romeiros, e o município realiza uma das principais celebrações da cultura italiana no Brasil: a Festa Incanto Trentino. O prefeito Voltolini destacou que avanços com o Prodetur + Turismo podem favorecer a atração de investimentos à cidade. “Estamos criando vários roteiros associados a atrativos religiosos e precisamos de investimentos para isso”, afirmou.

 

 

Já Urupema, distante 208 quilômetros da capital catarinense e detentora da maior altitude média do estado (1.425 metros), ostenta nascentes de águas límpidas, repletas de trutas, e possui cachoeiras que chegam a congelar no inverno, proporcionando um espetáculo para os turistas. O prefeito Evandro Frigo frisou que a adequada estruturação do turismo tem o poder de aumentar a permanência de visitantes na região. “O desafio é criar novos pontos de visitação, para que o turista seja motivado a ficar mais tempo na cidade”, apontou.

ORIENTAÇÃO – O Ministério do Turismo disponibiliza um Call Center para tirar dúvidas sobre o Prodetur+Turismo, pelo número 0800 200 8484. A Pasta também oferece atendimento por meio do e-mail atendimento.prodetur@turismo.gov.br e um chat online, das 8h às 20h, de segunda a sexta-feira. Até o momento, o programa já recebeu 50 propostas e concedeu 29 selos + Turismo a 41 municípios de 4 estados, incluindo cinco empreendimentos privados. O valor total sob análise é de R$ 1,77 bilhão.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Informativo ABIH-SC 10 de agosto

 

No Informativo ABIH-SC de 10 de agosto você vai ler:

 

Uma homenagem da ABIH-SC a todos os pais. Parabéns!!;-Otimismo no setor de hospedagem no 2º semestre;-Selo Prodetur + Turismo é entregue a município catarinense;-Empresários do Setor Hoteleiro de Porto Seguro Visitam Agências de Viagens em SP;-OMT lança concurso de startup de turismo;-ABIH-SC abre inscrições para cursos no setor de Governança para todo o estado;-Como identificar o público alvo do seu meio de hospedagem;-Vantagens de se ter processos padronizados;-De pai para filho;-Comissão Organizadora reunida para avaliar o Encatho & Exprotel 2018;-Senac SC oferece vagas gratuitas em cursos EaD;-Associados ABIH-SC!

 

Leia também: Senac SC oferece vagas gratuitas em cursos EaD

Selo Prodetur + Turismo é entregue a município catarinense

A cidade de Guabiruba (SC), distante 116 km de Florianópolis, recebeu nesta quarta-feira (08) o selo Prodetur + Turismo, que garante prioridade na análise de um empréstimo de R$ 20 milhões para a pavimentação de vias entre os bairros Guabiruba Sul e Aimoré. A entrega foi realizada pelo ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, durante audiência em Brasília com o vice-prefeito da cidade, Valmir Zirke.

O município, conhecido por traços das imigrações alemã e italiana, reúne atrativos religiosos e ecológicos e apresenta grande diversidade cultural, representada por grupos de dança e música. Valmir Zirke vislumbra melhorias na avaliação do destino com a aprovação do financiamento. “Pessoas que vêm a Guabiruba com certeza vão levar uma boa lembrança. Isso vai atrair pessoas de outros municípios e de outros estados”, aposta.

A linha de crédito, operada pelo BNDES, disponibiliza R$ 5 bilhões a estados, municípios e empresários interessados em investir no setor. O ministro Lummertz lembra que o objetivo é proporcionar melhorias no atendimento dos visitantes. “É preciso que os nossos turistas tenham a melhor experiência possível nos destinos nacionais, e estes recursos têm um papel fundamental neste sentido”, observa.

ORIENTAÇÃO – Um Call Center oferecido pelo Ministério do Turismo esclarece dúvidas sobre o Prodetur + Turismo, a fim de agilizar o atendimento de demandas. O serviço pode ser acessado por meio do número 0800 200 8484. Informações também são fornecidas pelo e-mail atendimento.prodetur@turismo.gov.br e um chat online, que funciona das 8h às 20h, de segunda a sexta-feira.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Evento debate formalização do Turismo no Brasil

Representantes do MTur e dos Estados discutem ação conjunta para a regularização e fiscalização de operadores do setor

Começou nesta terça-feira (31), em Brasília, o 10º Encontro de Coordenadores do Cadastur, o cadastro oficial de prestadores de serviços turísticos do Ministério do Turismo. Reunidos até o próximo dia 02 na sede da Embratur, representantes da Pasta e de secretarias estaduais de Turismo de todo o país debatem o alinhamento de ações voltadas à formalização e fiscalização dos empreendimentos do setor.

Entre setembro de 2017 e maio deste ano, 1.300 meios de hospedagem de 24 capitais foram alvos da Operação Verão Legal do MTur, que identificou e notificou 940 irregulares. O diretor do Departamento de Formalização e Qualificação da Pasta, Gentil Venâncio Filho, citou benefícios do movimento de regularização. “Unindo esforços, vamos disponibilizar toda uma estrutura de turismo legalizada, desde hospedagem a outros serviços”, observou.

O Cadastur possui atualmente cerca de 72.400 registros em todo o território nacional. Além dos meios de hospedagem, a Lei Geral do Turismo obriga a realização do cadastro no sistema para mais seis ramos do segmento: acampamentos turísticos, agências de turismo, empresas organizadoras de eventos turísticos, guias de turismo, parques temáticos e transportadoras turísticas.

Juliana Maia, representante da Secretaria de Turismo da Bahia e coordenadora regional do Cadastur no estado, enfatizou que a regularização favorece todos os envolvidos com a atividade turística. “Isso é bom para o empresário da área e para o turista. A formalização é importante para gerar mais empregos, fazer com que turistas visitem os estados e que isso possa alavancar a economia de cada um deles”, apontou.

Na reunião, técnicos do MTur expuseram outras iniciativas que contemplam a qualificação de serviços. Uma delas foi o Prodetur + Turismo, linha de crédito do BNDES que disponibiliza R$ 5 bilhões a estados, municípios e empresários. A coordenadora de Cadastramento e Fiscalização do ministério, Tamara Galvão, defendeu empenho pela integração de ações. “É muito importante porque você propaga a política nacional de turismo e potencializa resultados para o País”, sublinhou.

MODERNIZAÇÃO – Desde março deste ano, uma nova versão do Cadastur (3.0) permite que a inscrição de prestadores de serviço seja feita de forma totalmente online. O sistema é interligado ao banco de dados da Receita Federal, e o certificado de formalização conta com tecnologia QR Code, reunindo todas as informações dos cadastrados. Além disso, veículos que realizam transporte turístico receberão selos dotados da mesma funcionalidade.

 

Fonte: Ministério do turismo