Posts

abih nacional abih sc

OPINIÃO – A hotelaria nacional pede socorro de novo!

Apesar das esperanças de uma retomada já no início de 2021, os números relacionados às atividades econômicas no país mostram um cenário adverso, com previsões de retração entre 4% e 11% no primeiro trimestre desse ano. Para hotelaria nacional, especialmente a localizada nos grandes centros e calcada no turismo de eventos e de negócios, a situação chega a ser dramática, já que com as atividades novamente paralisadas em diversos destinos Brasil afora, não será possível sequer recuperar as perdas de 2020 este ano. A luta que estamos travando hoje é para sobreviver em 2021, sem praticamente nenhuma receita desde o ano passado.

Nosso setor não tem estoque. O que não foi vendido em 2020 e que não está sendo comercializado em 2021 ficam para trás. Não há como recuperar os investimentos e as dívidas estão se acumulando desde março do ano passado. Para sobrevivermos, precisamos de ações imediatas em todos os níveis – municipal, estadual, federal e da iniciativa privada – para então conseguirmos manter as empresas em atividade, garantindo seu funcionamento e os empregos de seus colaboradores.

Entre as questões principais, precisamos sim da efetivação imediata de uma medida provisória semelhante à MP 936 que possibilite a renegociação de contratos de trabalho e a redução de jornada e salários. Ainda esperamos para 2021 a retomada do turismo, mas para que as empresas continuem suas atividades, é necessária a cooperação imediata dos estados e municípios com medidas de impacto econômico direto como, a nível municipal, a redução de impostos como o IPTU; e a nível estadual, a renegociação das tarifas como a de água, cuja a cobrança deveria ser realizada em cima do consumo, e não por tarifa mínima.

Mais uma vez repito que urge a suspensão da cobrança das parcelas dos fundos de financiamentos também em 2021 – como foi feito a partir de abril até dezembro de 2020 – e a reprogramação dos pagamentos a partir de 2022, bem como a abertura de novas linhas de crédito acessíveis para evitar que unidades hoteleiras encerrem suas atividades, como já vem acontecendo em todo o país.

Estamos prontos! Investimos e nos adaptamos à nova realidade. Os hotéis estão abertos para receber, seguindo todos os protocolos e regras de ouro que as autoridades de saúde recomendam. Precisamos redesenhar o mapa de negócios do turismo no país imediatamente, a partir das novas tendências que vêm se estabelecendo.

Já sabemos que o perfil do negócio e dos viajantes mudou radicalmente e contamos com o Ministério do Turismo e com uma agência de promoção internacional do Turismo, a Embratur, para o reposicionamento do setor, divulgando estrategicamente, dentro dos país, nossas potencialidades com foco no que já aparecem em pesquisas que mostram, por exemplo, maior preferência pelo turismo local, em pequenas cidades, ou destinos de ecoturismo e de luxo, bem como encontros para grupos reduzidos de pessoas em ambientes controlados e seguros, o que estimularia a volta dos eventos presenciais, promovidas por empresas, principalmente nas grandes cidades, segmento bastante afetado pela pandemia.

Os estados e municípios também precisam dar sua contribuição para que a indústria do Turismo possa se reerguer, divulgando internamente seus destinos de forma profissional e constante, pois a demanda por viagens próximas ao local de origem é um dos segmentos que mais crescem. Temos que tomar atitudes comuns que nos permitam movimentar uma indústria que abrange uma vasta cadeia produtiva que inclui áreas como alimentos e bebidas, transporte, comunicação, entre outros muitos segmentos econômicos. Por isso, seria importante, por exemplo, desenvolver campanhas e promoções junto aos veículos de mídia especializados em turismo, estimulando uma retomada imediata, consciente e responsável do setor como um todo.

É disso que estamos tratando: da sobrevivência das empresas e a manutenção dos empregos de cerca de um milhão e cem mil pessoas que direta ou indiretamente dependem das empresas que atuam ou se relacionam com o setor de turismo. Não temos como esperar mais. As vacinas estão chegando e a esperança cresce a cada momento. A hora é de agir, pois já sabemos o que tem ser feito para continuarmos cumprindo com excelência nossa missão de receber bem e com segurança.

Manoel Cardoso Linhares, presidente nacional da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – ABIH Nacional

FONTE: Mercado & Eventos

ABIHSC Rui Schurmann

Conheça Rui Schurmann – O novo timoneiro da ABIH-SC

Ele é um empresário catarinense bem sucedido que comanda o Grupo Vila do Farol que consiste em uma construtora e incorporadora e quatro empreendimentos hoteleiros. O executivo tomou posse no início desse ano como o novo Presidente da ABIH/SC – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Santa Catarina. Ele já participava ativamente na diretoria de Osmar Vailatti na qual o sucedeu, agora tem o objetivo de dar continuidade ao trabalho que estava sendo realizado, assim como modernizar a entidade.

Nessa entrevista exclusiva Rui Eduardo fala dos desafios no comando de um das mais representativas entidades da hotelaria nacional, os impactos da pandemia da COVID-19, a alta temporada do verão bastante comprometida, com redução de mais de 50% na ocupação, como será a retomada do setor e o fato de que os recursos liberados pelo Governo Federal para auxiliar o setor, não chegaram.

As lições que os hoteleiros podem tirar da pandemia da COVID-19, os preparativos para a realização do ENCATHO/EXPROTEL em agosto, perpectivas para a hotelaria nos próximos anos também são abordadas por Rui Eduardo nessa entrevista que ele conclui dizendo: “Aquela ideia romântica de que a pessoa vai se aposentar, montar uma pousada na praia e viver de comer peixe e receber alguns amigos felizmente está acabando. Hoje a hotelaria é um negócio e tem que ser gerido como tal.

Confira a entrevista

Fonte: Revista Hoteis

Embratur ABIH SC

Gilson Machado Neto assume presidência do Conselho Deliberativo da Embratur

Ministério do Turismo e Embratur possuem sinergia total, e quem ganha com isso é o Brasil”. Foi o que enfatizou o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, ao assumir na quarta-feira (27.01), em Brasília, a presidência do Conselho Deliberativo da Embratur (Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo).

Na primeira reunião ordinária do ano do colegiado, Machado apontou a recuperação do turismo a partir de medidas adotadas pelo governo federal e destacou a atenção do presidente Jair Bolsonaro às necessidades do setor.

“O setor começou a apresentar sinais de recuperação no segundo semestre de 2020, ainda na gestão do ministro Marcelo Álvaro, e esta é uma tendência, como no caso das empresas aéreas. O cenário está melhorando bastante graças ao governo Bolsonaro, com atitudes enérgicas. Temos a principal vocação para o turismo após a pandemia, que é o turismo de natureza, e isso é um grande diferencial, juntamente com a vacinação contra o coronavírus pelo nosso governo, que trará segurança a turistas e trabalhadores”, ressaltou o ministro.

 Gilson Machado citou iniciativas a exemplo da disponibilização do Selo Turismo Responsável pelo MTur, que indica o cumprimento de medidas de prevenção à Covid-19 por atividades da área e que já soma mais de 26 mil adesões, e a oferta de R$ 5 bilhões em crédito a empresas do segmento por meio do Fundo Geral de Turismo (Fungetur). O ministro também destacou o repasse de R$ 8,3 milhões a 16 estados e ao Distrito Federal para a promoção de atrativos locais, a fim de reforçar o posicionamento de destinos no pós-pandemia.

O presidente da Embratur, Carlos Brito, empossado como secretário executivo do Conselho, enalteceu o empenho do governo e do trade pela retomada do turismo. “É uma alegria poder somar a tantos esforços para uma verdadeira transformação do turismo no Brasil. Tivemos vitórias verdadeiramente históricas desde o início do atual governo, e a minha intenção é seguir a linha desenvolvida pelo ministro do Turismo, ressaltando todo o potencial que o nosso país tem para ser o protagonista no setor do turismo”, declarou.

A reunião teve a participação de Manoel Linhares, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH Nacional); de Marco Ferraz, presidente da CLIA Brasil (Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos); de Roberto Nedelciu, presidente da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa); de Paulo Solmucci Júnior, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), e de Marta Feitosa, técnica de turismo da Confederação Nacional de Municípios (CNM), entre outros integrantes do Conselho Deliberativo da Embratur.

Fonte: Mtur

Leia também: ABIH’S unem forças em prol do Amazonas

Anfer Design associado ABIHSC

Anfer Design – Uma coleção linda esperando por você!

Você já viu as novas opções de Florais no site da Anfer Design? Não perca tempo, está incrível! São mais de 2.000 opções entre Quadros, Telas e Espelhos e infinitas possibilidades de customização.

E quando falamos em customização, estamos falando de:

  • Tamanhos especiais
  • Propostas (temas)
  • Quadro ou Canvas
  • Troca de molduras

Não há projeto que não possa ser decorado com lindos Quadros, Telas ou Espelhos, tudo desenvolvido por uma equipe de designers e projetistas em conjunto com o desejo do cliente.

Par de Quadros Floral – AD6543
2 Partes de 70x100cm – 140X100
Tela Floral Emoldurada – AD6560 (Canvas)
Medida Externa de 63x93cm

Envio para todo Brasil e com toda assessoria logística.
Frete CIF para os Estados de SC, RS, PR, SP, MG e RJ.

Consulte as políticas comerciais para o seu Estado.

Gostou? Entre em contato com o departamento comercial da Anfer Design!

Gillieni Pichler 
Departamento Comercial
vendas01@anferdesign.com.br
www.anferdesign.com.br
48 3651 1750 / 48 99147 3440

Leia também: ABIH’S unem forças em prol do Amazonas

Informativo ABIHSC

Informativo ABIH-SC 22 de janeiro

No informativo da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Santa Catarina -ABIH-SC – você vai ver:

ABIH’S unem forças em prol do Amazonas;-Bradesco – Plano de Saúde;-Sócio colaborador – Ecoflex;-Revista ABIH-SC;-Está no ar a segunda edição do Boletim Almanach – Dados do Verão;-10 Edição do Trofeu Fornecedor da Hotelaria 2020;-Mtur Ultrapassa marca de 26 mil selos “Turismo Responsável” emitidos no país;-Associados ABIH-SC.

Leia o informativo completo AQUI!

Gostou? Leia também: ABIH’S unem forças em prol do Amazonas

ABIH'S unem forças - ABIH SC

ABIH’S unem forças em prol do Amazonas

Hotelaria nacional promove campanha para ajudar o Amazonas

ABIH Nacional e a ABIH Amazonas lançam em todo Brasil uma campanha para doação de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os profissionais de saúde do Amazonas que estão trabalhando diretamente com os infectados pelo novo coronavírus na rede hospitalar do estado.

“Como todos já sabemos, os casos chegaram a números alarmantes no Amazonas, por isso estamos promovendo essa campanha para apoiar esses verdadeiros heróis que estão tratando dos doentes e salvando vidas”, explicou o presidente da ABIH Nacional, Manoel Linhares.

Segundo o presidente da ABIH Amazonas, a ideia é mobilizar não apenas o setor de hotelaria nacional mas todo o país para que esses profissionais tenham o material necessário para que possam realizar o seu trabalho em segurança.

“Quem estiver disposto a ajudar, basta entrar em contato com o telefone da ABIH Amazonas – (92) 3233-7335 – que tomaremos as providências necessárias”, finalizou Roberto Bubol, presidente da ABIH Amazonas.

10ª edição do Troféu Fornecedor da Hotelaria 2020

Ano após ano essa conquista se consolida ainda mais devido a seriedade, imparcialidade, segurança e credibilidade como são apurados os dados. E com isso, quem conquista tem realmente o reconhecimento da grande maioria de hoteleiros que no ano passado deixou 5.032 votos únicos, contra 4.258 votos registrados em 2018. Nesse ano serão avaliadas 37 categorias, a mesma quantidade avaliada em 2019 e para defini-las, foi levada em consideração o seguinte: O que é imprescindível para que um hotel entre em operação, independente do porte, tamanho ou categoria e para isso existem 35 categorias. Somado a isso, está a categoria melhor rede hoteleira que o fornecedor se relacionou em 2020, assim como a melhora implantadora hoteleira, sendo que nessas duas categorias os fornecedores podem votar.

Novidade nesse ano

A maior novidade nessa edição é que a tradicional festa da entrega que mobiliza toda a hotelaria nacional, não será presencial. Essa decisão foi tomada para evitar aglomerações, em razão da pandemia da COVID-19 e a segurança sanitária dos participantes. A votação se encerra no dia 31 de janeiro e o resultado será divulgado no dia 8 de fevereiro de 2021 numa live transmitida pela TV Hotéis. Posteriormente os troféus serão entregues nas empresas que conquistaram ou mesmo enviados via Sedex.  

Votação democrática

Em razão de muitos hotéis independentes e de pequeno porte ainda possuírem e-mails corporativos gratuitos terminados em gmail, hotmail, yahoo, entre outros, os votos serão aceitos, assim como no ano passado. Assim a votação se torna ainda mais democrática, mas a segurança continua sendo prioritária. Todos os votos que chegarem através de e-mails gratuitos, serão avaliados um por um para evitar possíveis fraudes. Além de ser necessário um CPF para validar a votação, continua valendo o critério que cada e-mail só pode votar uma única vez. Assim se evita que um profissional da hotelaria pegue o nome e CPF de vários colaboradores e ele mesmo faça a votação no intuito de favorecer determinados clientes. Após a votação, o sistema envia uma mensagem para o destinatário para assegurar a veracidade do voto e ele só será computado, uma vez clicando em cima do link.

Apoio das entidades

Esta homenagem continua com a chancela e apoio das seguintes entidades: ABIH Nacional — Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (e várias regionais); Resorts Brasil – Associação Brasileira de Resorts; FOHB — Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil; FBHA – Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação; ABRACOHR — Associação Brasileira dos Compradores para Hospitalidade e Restaurantes e do SINDAL – O sindicato da indústria de equipamentos de cozinha. Eles vão mobilizar seus associados a votarem, assim como feito em anos anteriores. Os sites HotelierNews , Diário do TurismoPanorama do Turismo, assim como o GPHR – Guia do Profissional de Hotelaria e Restaurantes continuam como mídias parceiras nessa divulgação dessa que é a maior homenagem do hoteleiros no Brasil aos fornecedores do setor.

Confira a seguir as categorias que estarão concorrendo ao Troféu Fornecedor Destaque da Hotelaria em 2020.

  • Acessórios para banheiros (saboneteiras, cabideiros, papeleiras, etc);
  • Amenidades (sabonete, shampoo, condicionador, etc);
  • Aquecedores solar, gás, elétrico e biomassa;
  • Câmaras frigoríficas / frias / refrigeradas;
  • Cofre eletrônico / economizador de energia;
  • Colchões (Fabricante de espuma ou de molas);
  • Distribuidor de utensílios de cozinha (panelas, talheres, louças, porcelanas, copos, etc);
  • Empresa de gerenciamento, tarifação e controle de acesso a internet;
  • Enxoval de cama, mesa e banho (lençol, edredon, colchas, toalhas, etc);
  • Equipamentos de telefonia (empresa que fornece aparelhos, centrais telefônicas, PABX, etc);
  • Equipamentos para piscina (bombas, aquecedores, filtros, iluminação, etc).
  • Fabricante de aparelhos de ar condicionado (split, cassete, piso teto, etc);
  • Fabricante de cortinas e enxoval decorativo (pode ser em tecido simples ou em black-out);
  • Fabricante de equipamentos de cozinha (fogões, bancadas, coifas, etc);
  • Fabricante de equipamentos de fitness center (esteiras, equipamentos de musculação, etc);
  • Fabricante de equipamentos de lavanderia (lavadoras, calandras, passadeiras, etc);
  • Fabricante de fornos (combinados, elétrico e a gás)
  • Fabricante de material de limpeza / higienização (sabão, limpador, papel toalha, etc);
  • Fabricante de uniformes profissionais (calças, camisas, ternos, etc);
  • Fechadura eletrônica;
  • Frigobar (minibar);
  • Implantador hoteleiro (empresa que contrata os fornecedores e monta os hotéis);
  • Locação de eletroeletrônicos (TV´s, frigobar, ar condicionado, etc);
  • Locação de equipamentos para eventos (telão, projetores, data show, mesa de som, etc);
  • Marca mais lembrada de fornecedor da hotelaria (em qualquer categoria);
  • Marcenaria (empresa que produz e implanta o mobiliário nos hotéis);
  • Melhor hotel /rede hoteleira para fornecer (Esta é a única categoria que o hoteleiro não poderá votar);
  • Mesas e cadeiras para restaurante;
  • Metais e louças sanitárias (torneiras, misturadores, duchas, vasos, lavatórios, etc);
  • Mobiliário para eventos (mesas, cadeiras, palcos, púlpitos, etc);
  • Móveis para área externa (mesas, cadeiras, ombrelones, espreguiçadeiras, etc);
  • Móveis para área interna (sofás, cadeiras, poltronas, etc);
  • Produtos e soluções tecnológicas (armazenamento em cloud, robótica, acesso biométrico, etc);
  • Produtos químicos para piscinas (cloro, sanitizante, algicida, redutores, etc);
  • Softwares de gerenciamento hoteleiro (para fazer check-in, check-out, emitir relatórios, etc);
  • Televisores (fabricantes em plasma. LCD, LED, etc);
  • Travesseiros (espuma, pena/pluma de ganso, visco elástico, etc).

Leia também: ABIH’S unem forças em prol do Amazonas

Osmar Vailatti Diretor Presidente ABIHSC

Osmar Vailatti fala sobre o controle das atividades que envolvem o setor de turismo e hotelaria

Os hoteleiros de Santa Catarina estão preocupados com o controle das atividades que envolvem o setor de turismo e hotelaria pelas autoridades que integram o Governo do Estado.

Todos sabem do potencial que este setor representa na oferta de empregos, na qualificação das pessoas, e no aporte de recursos que dele advém.

A ABIH – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado de SC está preocupada e ciente que vivemos um momento difícil, extremamente longo, que inquieta e causa incertezas – a pandemia do corona vírus, que ataca todas as nações do mundo em que vivemos.

Porém precisamos e queremos trabalhar, empregar, e produzir resultados. Não podemos parar. O Governo querer limitar, criar medidas para a ocupação dos hotéis, estabelecendo percentuais de 50, 60%, 70% neste momento, é massacrar as empresas deste setor. Não podemos e não vamos aceitar.

Depois de tanto tempo parados, hoje correndo atrás dos prejuízos, e as vésperas da alta temporada de verão, época de receber milhares e milhares de turistas, queremos recuperar o tempo perdido, queremos sobreviver e gerar divisas.

Ninguém melhor que os hotéis, pousadas, bares e restaurantes estão conscientes dos cuidados que devemos ter, a alta gerencia e suas equipes de colaboradores se encontram preparadas para aplicar os protocolos na prevenção ao maldito vírus.

A hotelaria está consciente que para receber os turistas que aqui virão, terão que ter seus estabelecimentos limpos e higienizados e embasados nas melhores práticas de combate a pandemia. Estamos preparados.
Cuidar da saúde e preservar a qualidade de vida das pessoas, são prioridades número um da hotelaria.

Por estes motivos repudiamos as práticas do Governo que limitam a ocupação dos hotéis e pousadas, conscientes de que, com muita responsabilidade, estamos atendendo e prestando relevantes serviços as famílias, hóspedes que nos visitam, para curtirem suas merecidas férias.
A hotelaria não vai parar.
SC não vai parar.

Osmar José Vailatti

Diretor-presidente ABIH-SC

Reunião da Diretoria Executiva ABIH-SC

Reunião da Diretoria Executiva ABIH-SC

A reunião da diretoria executiva da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Santa Catarina – ABIH-SC, na quinta-feira (19/11), foi presidida por Osmar José Vailatti, no formato digital.

Em pauta a apresentação do fluxo de caixa, atualização da 3ª Edição da Revista, atualização do evento Dia do Hoteleiro e Assuntos gerais.

Nota de pesar

Nota de pesar

Os ​nossos mais sinceros pêsames. A hotelaria está de luto com o falecimento de Leonardo Dall’Agnol, sócio-diretor da rede Estação 101.

Santa Catariana presta solidariedade aos amigos e familiares de Leonardo Dall’Agnol por esta irreparável perda, rogamos para que Deus possa confortá-los nesse momento de grande dor, em que as palavras se apequenam, reafirma Osmar Vailatti, diretor presidente – ABIH-SC.