Posts

Secretário Michereff apresenta ao Conselho Estadual de Turismo ações da SOL

 

Uma síntese dos trabalhos que estão sendo desenvolvidos pela Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL) foi apresentada ao Conselho Estadual de Turismo pelo secretário Tufí Michereff, na reunião ordinária do colegiado realizada na terça-feira, 12, em Florianópolis.

O secretário explanou sobre as negociações com o Ministério do Turismo para a liberação de recursos para diferentes demandas do estado, como os R$ 16 milhões para o Centro de Eventos de Balneário Camboriú, destinados à aquisição de equipamentos. No final de maio foi entregue à prefeitura de Balneário Camboriú e à empresa Autopista Litoral Sul o estudo do Deinfra sobre as obras de acesso, que são de responsabilidade do município. Sobre a gestão do espaço, a SOL estuda a possibilidade de criar uma comissão para definir critérios de utilização do espaço, até que seja realizada a licitação para concessão definitiva.

Recursos do MTur, no valor de R$ 3 milhões, também estão assegurados para auxiliar Santa Catarina a ampliar a certificação do programa Bandeira Azul para praias e balneários. Pelo menos seis municípios catarinenses deverão receber apoio para os trâmites necessários para a certificação internacional. “Temos atualmente quatro certificações, mas temos potencial para muito mais”, afirmou o secretário.

Ainda nas articulações em Brasília, Michereff esteve com o senador catarinense Dalírio Beber, relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019, solicitando que sejam incluídos no orçamento da União recursos para a renovação e revitalização de duas rodovias turísticas catarinenses.

Para a SC-114, rota conhecida como “Caminhos da Neve”, o secretário informou aos conselheiros sobre o repasse de mais R$ 3 milhões do Funturismo para a continuidade das obras. Metade do valor foi repassado em maio e o restante, que estava previsto para setembro, deverá ser antecipado. “O Deinfra tem um contrato com o Exército para execução da obra e ambos querem acelerar o processo, por isso estamos fazendo um esforço para liberar o recurso o quanto antes”, disse.

O presidente do Conselho, Rogério Siqueira, destacou que o colegiado está à disposição do secretário e da SOL para contribuir nas ações que forem necessárias. “Temos três câmaras temáticas organizadas, de capacitação, marketing e infraestrutura, que são capazes de se posicionar sobre qualquer assunto da Secretaria e estão à disposição para auxiliar”, frisou Siqueira.

Temporada de verão

A versão preliminar do catálogo que reúne dados temporada de verão 2017/2018 em Santa Catarina foi apresentada pelo secretário aos conselheiros. O material, sugerido pelo próprio colegiado, foi organizado pela equipe da SOL, com dados de diferentes pesquisas realizadas por entidades parceiras e informações de órgãos de governo. Em breve, o catálogo será disponibilizado em versão digital.

O secretário também informou que a SOL e a Santur estão revendo a participação em feiras e eventos, devido a necessidade de se ajustar à disponibilidade financeira do estado. “A paralisação dos caminhoneiros teve um impacto negativo na economia de Santa Catarina e isso está refletindo também nas ações de promoção do turismo”, acrescentou.

Outros assuntos abordados pelo secretário foram a participação na reunião do Zicosur, em Tucuman, na Argentina; acompanhamento das obras de acesso ao aeroporto de Florianópolis e recursos para obras na Serra Dona Francisca.

 

Fonte: Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte.

Informativo ABIH-SC

Informativo ABIH-SC 07 de junho

Informativo ABIH-SC

No Informativo ABIH-SC de 07 de junho você vai ler:

Inscrições gratuitas para o Encatho & Exprotel 2018 ;-Eventos movimentam o turismo de negócio no Brasil;-Ministério do Turismo seleciona projetos para elaboração de planos municipais;-Ministro defende aval a cassinos e investimentos em parques temáticos;-SC receberá R$ 3 milhões do Ministério do Turismo para ampliar certificação Bandeira Azul.;-Fast2Pay – Nova tecnologia de pagamento por aplicativo;-Nem só de cama e café vive um hotel;-Faça sua inscrição no Cadastur!!;-Associados ABIH-SC

 

Leia também: Inscrições abertas para o evento sobre o Prodetur+Turismo em Florianópolis

Inscrições abertas para o evento sobre o Prodetur+Turismo em Florianópolis

 

Santa Catarina recebe, no dia 12 de junho, o primeiro evento de divulgação do Prodetur+Turismo, programa do Ministério do Turismo (Mtur) que oferece linhas de crédito com prazos e juros diferenciados para o setor, a partir da parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A abertura será às 9h, no CentroSul, em Florianópolis, com a presença do ministro do Turismo, Vinícius Lummertz e assinatura de contratos do Fundo Geral de Turismo (Fungetur).

O encontro foi incluído na programação do Congresso de Prefeitos da Federação Catarinense de Municípios (Fecam), que será realizado de 11 a 14 de junho. Interessados em participar das atividades podem fazer inscrição neste link.

Também estão confirmadas as presenças do governador de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira, o secretário nacional de Estruturação do Turismo, José Antônio Parente, o secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Tufi Michreff Neto e o superintendente do Sebrae em SC, Carlos Guilherme Zigelli.

Após a abertura, representantes do MTur, Sebrae e BNDES farão um painel sobre o fomento a projetos de desenvolvimento e estruturação do setor turístico no Brasil, seguido de debate e espaço para questionamentos. O encerramento está previsto para as 13h.

A parceria entre o Mtur e o BNDES visa impulsionar o turismo brasileiro, estruturar destinos turísticos nacionais, estimular o desenvolvimento local e regional, a geração de emprego, renda e a inclusão social, de forma sustentável. “Com o Prodetur+Turismo será possível acessar recursos para viabilizar projetos nas regiões turísticas do estado que já participam do processo de planejamento e que objetivam diagnosticar fatores relacionados a competitividade no mercado nacional e internacional de turismo”, destaca o secretário Tufí Michereff.

 

PROGRAMAÇÃO

9h – Solenidade de abertura (sala – Plenária Principal)
− Participação do ministro Vinicius Lummertz como Representante do Governo Federal;
− Assinatura dos Contratos de Financiamento do Fungetur (Ministro e Presidente do BRDE)

10h10 – Apresentação do Programa Prodetur +Turismo (sala – Plenária Principal)

10h30 – Apresentação do detalhamento do Prodetur +Turismo (Auditório Arvoredo)
− Apresentação do BNDES, MTur, ABDE e SEBRAE

11h30 – Debates (Auditório Arvoredo)
− Debates mediados pela ABDE ou BRDE

13h – Encerramento

 

Fonte: Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte

Portal do município Arroio Trinta, região turística Vale do Contestado

Ministério do Turismo seleciona projetos para elaboração de planos municipais

 Portal do município Arroio Trinta, região turística Vale do Contestado

 

Municípios que estão no Mapa do Turismo Brasileiro já podem pleitear apoio do Ministério do Turismo para a elaboração de Planos Municipais de Turismo. O objetivo é promover a articulação e o ordenamento turístico da localidade, visando a gestão e o monitoramento do Programa de Regionalização do Turismo (PRT). O Programa (Nº 5400020180012) estará aberto no Portal de Convênios do Governo Federal (SICONV), até 04 de julho, para o cadastramento de propostas, que vão dispor de um total de até R$ 1,7 milhão por meio de convênios com recursos de programação da pasta.

A seleção, que busca reforçar o Programa de Regionalização do setor, envolve cidades integrantes da última versão do Mapa do Turismo Brasileiro, instrumento que orienta a definição de políticas públicas e o repasse de verbas pelo MTur. Além disso, é necessário comprovar a existência e o funcionamento de um Conselho Municipal de Turismo, bem como o vínculo a uma Instância de Governança Regional, composta por representantes do Poder Público e da iniciativa privada.

As propostas devem ter o valor máximo individual de R$ 150 mil. A celebração dos convênios vai ocorrer conforme a disponibilidade orçamentário-financeira e a viabilidade técnica dos projetos, com prazo-limite de execução de 07 meses. A participação no processo também exige observância às portarias interministerial 424/2016 e MTur 39/2017.

 

Fonte: Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte

SC receberá R$ 3 milhões do Ministério do Turismo para ampliar certificação Bandeira Azul

Com foco no aumento da certificação do Programa Bandeira Azul de praias e balneários catarinenses, o secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Tufí Michereff, esteve com o ministro do Turismo, Vinícius Lummertz, na terça-feira, 5, para acertar a liberação de R$ 3 milhões para investir em pelo menos seis cidades de Santa Catarina. Atualmente, contam com a Bandeira Azul a Praia Grande, em Governador Celso Ramos, e a Praia da Lagoa do Peri, em Florianópolis.

Para receber o certificado internacional de qualidade socioambiental, as praias precisam atender 32 critérios relacionados à educação e informação ambiental, qualidade da água, segurança e serviços, garantindo uma praia limpa, segura e com melhor gestão ambiental. “Obter a marca Bandeira Azul é uma grande responsabilidade que deve ser traduzida em mudança de comportamento e gestão responsável. Hastear a bandeira é somente o início deste processo de mudança”, acrescenta o secretário.

De acordo com Michereff, o recurso será utilizado para auxiliar os municípios em todo no processo de candidatura, desde a solicitação da adesão ao programa, trâmites para receber a visita técnica e avaliação do operador nacional, inscrição no Programa e adequação aos critérios.

Das 10 certificações do Programa aprovadas pelo Júri Internacional para o Brasil, para a temporada 2017/2018, quatro são de Santa Catarina. Além das praias, detêm a Bandeira Azul: o Iate Clube de Santa Catarina e o barco de turismo da empresa Água Viva Mergulho, o primeiro da América do Sul a receber o selo.

Programa Bandeira Azul é amplamente reconhecido no mundo. Foi criado pela Foundation for Environmental Education (FEE), instituição internacional com representantes em vários países. No Brasil, o operador nacional do é o Instituto Ambientes em Rede (IAR), com sede em Florianópolis.

 

Fonte: Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte

Ministério do Turismo participa de reunião da OMT

 

O secretário executivo do Ministério do Turismo, Alberto Alves, participou nesta quarta-feira (23), em San Sebastián, na Espanha, da solenidade de abertura da 108ª Sessão do Conselho Executivo da Organização Mundial do Turismo (OMT). O chefe da Assessoria Especial de Relações Internacionais do MTur, Rafael Luisi, também integra delegação brasileira. O evento vai até sexta-feira (25). Um dos temas da reunião do conselho será “Turismo e transformação digital” e os projetos estratégicos previstos pela Secretaria para abordar essa questão.

Alberto Alves destacou a importância de o turismo brasileiro marcar presença na reunião do Conselho Executivo da OMT. “Garantir a presença do Brasil em uma reunião do órgão máximo do turismo mundial é fundamental para que possamos colocar o país a par das grandes decisões do setor e contribuir para que as discussões que acontecem no cenário mundial sejam trazidas também para o cenário nacional”, disse.

A Organização Mundial do Turismo conta com 159 membros efetivos e é presidida pelo representante da República da Geórgia, Zurab Pololikashvili. O Conselho Executivo é composto por 34 membros e se reúne pelo menos duas vezes por ano. O mandato dos membros eleitos é de quatro anos e as eleições para renovação de metade dos conselheiros são realizadas a cada dois anos. O Brasil ocupará, em mandato compartilhado com o Uruguai, uma das vagas do conselho no período de 2020 a 2021.

 

Os conselheiros integram cinco órgãos subsidiários: Comitê para a Revisão de Pedidos de Afiliação; Comissão de Estatística e Conta Satélite do Turismo; Comissão de Turismo e Competitividade; Comitê de Turismo e Sustentabilidade; e Comitê de Programa e Orçamento.

O Ministério do Turismo acompanha ativamente os trabalhos da Organização, tendo atuado como membro do órgão decisório durante cinco mandatos. O Brasil é atualmente Vice-Presidente da CAM. Bahamas é o atual presidente e Haiti é o outro vice-presidente, eleitos na 62ª CAM realizada em setembro de 2017, em Chengdu – China. Atualmente, os membros representantes da região das Américas no Conselho Executivo da OMT são: Argentina, Jamaica, Uruguai, Paraguai e México.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Leia também: Acordo promove turismo LGBT no Brasil

 

Grupo Folclórico Alpino Germânico de Pomerode (SC). (Foto: Renato Soares - MTur / Divulgação)

MTur disponibiliza imagens de Santa Catarina para uso gratuito

Grupo Folclórico Alpino Germânico de Pomerode (SC). (Foto: Renato Soares - MTur / Divulgação)

Grupo Folclórico Alpino Germânico de Pomerode (SC). (Foto: Renato Soares – MTur / Divulgação)

Imagens fazem parte do projeto “15 anos do MTur” para promoção dos destinos brasileiros

Lançado em abril, pelo Ministério do Turismo, para auxiliar destinos turísticos a mostrarem seus atrativos para o mundo, o banco de imagens batizado de “MTur Destinos” não podia deixar de fora o estado. As belezas catarinenses foram registradas pelas lentes dos fotógrafos Renato Soares, Caio Vilela e Daniel Vianna que captaram, em imagens, os muitos atrativos turísticos do estado. Ao todo são 480 fotografias da capital Florianópolis e de outros 14 municípios: Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Blumenau, Bombinhas, Brusque, Garopaba, Itajaí, Itapema, Joinville, Navegantes, Penha, Pomerode, São Francisco do Sul e São Joaquim.

Acervo conta com mais de 480 fotos do estado

O acervo, que já está disponível no FLICKR, reúne os principais destinos de lazer por meio de fotos da cultura, gastronomia, arquitetura e natureza de 169 cidades brasileiras. Todo o material é 100% gratuito para download e utilização das imagens, basta clicar aqui para ter acesso as mais belas paisagens do Brasil.

O banco foi realizado por meio do trabalho de fotógrafos regionais que valorizaram a cultura das cidades e utilizaram de seu “olhar nativo” para mostrar os encantos dos locais onde vivem. “Esse é um trabalho inovador realizado pelo Ministério do Turismo com o intuito de dar ainda mais visibilidade para nossos destinos e, assim, estimular que cada vez mais brasileiros e estrangeiros se encantem com nosso país”, comenta o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz.

MTUR DESTINO – Em um primeiro momento, foram capturadas e categorizadas 5.880 imagens de 169 destinos. Para participar, o município precisava atender a alguns critérios, como vocação de lazer, fazer parte do Mapa do Turismo Brasileiro estar nas categorias A e C – ou seja, que têm fluxo de turistas domésticos e internacionais, empreendimentos regularizados e empregos gerados no setor.Portanto a expectativa é que o conteúdo seja atualizado periodicamente, para que outros destinos e atrativos sejam incorporados à plataforma.

O banco de imagens faz parte de uma série de iniciativas da Pasta para promoção dos destinos brasileiros. Em 2017, foram investidos R$ 60 milhões nas campanhas internas de divulgação de cidades. O valor é 67% maior que os R$ 35,7 milhões investidos em 2016 e 180% superior aos R$ 21,3 milhões de 2015.

 

Fonte: Revista TradeTur

Leia também: Informativo ABIH-SC 13 de abril

 

58 meios de hospedagem visitados estão irregulares em Florianópolis

58 meios de hospedagem visitados estão irregulares em Florianópolis

58 meios de hospedagem visitados estão irregulares em Florianópolis

Número corresponde a 86% dos estabelecimentos visitados

Terminou nesta quinta-feira (05) a visita dos fiscais do Ministério do Turismo aos meios de hospedagem em funcionamento em Florianópolis. A equipe esteve em 67 meios de hospedagem dos quais 58 foram notificados por não terem apresentado o Cadastur, registro obrigatório conforme estabelece a Lei do Turismo. Além disso, oito estabelecimentos receberam termos de fiscalização, que representam a visita das fiscais em locais que já estão fechados ou que trocaram de CNPJ e um recebeu infração.

Objetivo

O objetivo da fiscalização foi sensibilizar os prestadores de serviço turístico sobre a importância de estar regularizado junto ao órgão máximo de turismo no Brasil, que é o MTur. Além de trazer uma série de vantagens para o trabalhador da área, como acesso a financiamento em bancos oficiais do governo e cursos gratuitos de qualificação ofertados pela Pasta, o prestador regular também mostra para o seu cliente que realiza um trabalho legal, sério e seguro.

“Estamos finalizando as visitas às capitais brasileiras comum saldo extremamente positivo e que tem contato fortemente com a parceria dos órgãos de turismo e o próprio setor que tem entendido a importância de manter seus estabelecimentos regulares junto ao Ministério do Turismo. Acredito que, muito em breve, conseguiremos aumentar todos os registros de cadastrados no Cadastur”, explica Juliana Oliveira, fiscal do MTur.

Para realizar o cadastro, acesse o site do Novo Cadastur clicando aqui, escolha o item “Sou prestador” e preencha os dados básicos. A ferramenta foi modernizada em todo o país, é de fácil compreensão e o prestador vai conseguir realizar uma rápida inscrição. Lembrando que o cadastro é obrigatório e quem não se regularizar poderá ser autuado e pagar uma multa de até R$ 854 mil.

De acordo com a Lei do Turismo, o cadastro é obrigatório para agências de turismo, meios de hospedagem, guias de turismo, transportadoras turísticas, acampamentos turísticos, organizadoras de eventos e parques temáticos. Iniciado em setembro do ano passado, o trabalho tem surtido efeito nos números do Cadastur. Em dezembro de 2017, foram identificados 64.591 cadastros, um crescimento de 14% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Até abril, os fiscais do Ministério visitarão todas as capitais brasileiras. Desde que foi iniciada, em setembro de 2017, a operação já esteve em 22 cidades: Brasília, Rio de Janeiro, Boa Vista, Maceió, João Pessoa, Palmas, Aracaju, Teresina, Fortaleza, Vitória, São Luís, Cuiabá, Goiânia, Belo Horizonte, Campo Grande, Natal, Recife, Salvador, Rio Branco, Manaus, Belém e Porto Alegre.

Fonte: Ministério do Turismo

Veja também: ABIH Nacional e Equipotel chegam a Florianópolis para divulgação do Conotel

Informativo ABIH-SC 05 de abril

Receba semanalmente o informativo ABIH-SC

 

No Informativo ABIH-SC de 05 de abril você vai ler:

Catarinense cotado para o Ministério do Turismo;- Pesquisa sobre turismo no Litoral Catarinense mostra impactos da temporada para empresários;- Conheça em detalhe o perfil do turista na temporada 2018;- Ministério do turismo fará pesquisa com hotéis para formular soluções ao setor;- ABIH Nacional e Equipotel chegam a Florianópolis para divulgação do Conotel;-Cadastur vai desburocratizar o setor de turismo;-Implementação do Cadastur 3.0;

 

Leia também:

Ministério do turismo fará pesquisa com hotéis para formular soluções ao setor

 

Ainda nesta primeira semana de abril, o Ministério do Turismo irá iniciar uma pesquisa com os responsáveis pelos meios de hospedagem para identificar a percepção dos empresários desta parcela da indústria no País. O intuito é entender o segmento turístico para a formulação da políticas públicas voltadas para o setor, a partir da concepção das empesas sobre o desempenho da economia do turismo.

Os meios de hospedagem cadastrados junto à pasta receberão, por e-mail um questionário desenvolvido pela DEPES – Diretoria de Estudos Econômicos e Pesquisas-, responsável pelo estudo. Batizada de Sondagem Empresarial, a pesquisa será realizada a cada três meses e aborda aspectos relacionados ao desempenho das empresas e dos destinos turísticos em que estão inseridas.

O Ministro do Turismo, Marx Beltrão declarou que o objetivo dessa pesquisa é ampliar os conhecimentos do ministério em relação ao desempenho das empresas e a importância do turismo para o setor econômico brasileiro. “O resultado será de extrema relevância para a formulação de políticas para o desenvolvimento e fortalecimento do turismo no nosso País”, explicou.

A ideia é expandir esse levantamento para os demais segmentos do turismo e possibilitar que os resultados obtidos sirvam para orientar, além do setor público, as próprias empresas que têm no turismo sua fonte de renda. Todas as informações coletadas são confidenciais e, portanto, não haverá divulgação das respostas individuais dos empreendimentos. Em caso de dúvidas, entre em contato com o Depes no e-mail pesquisa@turismo.gov.br

 

Fonte: Revista Hotéis

Leia também