Posts

Primeiros contratos do Prodetur + Turismo são assinados

Ministros Vinicius Lummertz e Marcelo Álvaro Antônio com o prefeito de Gaspar (SC) após assinatura do contrato

Ministros Vinicius Lummertz e Marcelo Álvaro Antônio com o prefeito de Gaspar (SC) após assinatura do contrato

 

Valor financiado soma R$ 108 milhões para Canela (RS) e Gaspar (SC), que vão executar projetos estruturantes de desenvolvimento do turismo.

 

Foram assinados na tarde deste terça-feira (18), em Brasília, os primeiros contratos de financiamento do Prodetur + Turismo, uma das principais iniciativas de acesso ao crédito para o fomento e estruturação do setor de turismo no país. Na cerimônia que formalizou o repasse de recursos do programa para os municípios de Gaspar (SC) e Canela (RS), consagrados com o Selo Oficial +Turismo, o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, recebeu como convidado o próximo titular da pasta, Marcelo Álvaro Antônio, que assinou os documentos como testemunha.

“É muito importante contar com a presença do Marcelo neste momento de comemoração, pois o programa soluciona o problema da falta de recursos para financiamento dos projetos dos municípios e empresas do turismo. São recursos que complementam o orçamento restrito do MTur”, afirmou Lummertz.

Após reunião de transição no ministério, o futuro ministro participou da cerimônia, em gabinete, e falou da importância de iniciativas como o Prodetur + Turismo para resolver os gargalos de infraestrutura do turismo “de forma inteligente”. O programa foi lançado pelo Ministério do Turismo em abril deste ano e hoje possui uma carteira de 115 projetos em análise que somam R$ 4,23 bilhões, valor bem próximo ao teto de R$ 5 bilhões previstos inicialmente pelo BNDES.

Os prefeitos dos municípios de Gaspar, Kleber Wan-Dall, e de Canela, Constantino Orsolin, falaram do impacto positivo do financiamento para o desenvolvimento do turismo nas duas cidades. “Com esse recurso vamos ampliar as opções de lazer e melhorar a infraestrutura turística municipal”, disse o prefeito Wan-Dall, cujo contrato assinado é de R$ 60 milhões. Em Canela, o contrato contempla obras de pavimentação e drenagem em vários pontos da cidade e sinalização turística urbana e rural, no valor de R$ 48 milhões. “O Prodetur + Turismo é um programa que, de fato, ajuda a mudar o país”, comentou Orsolin.

Presentes também ao evento, representantes do BNDES, principal financiador do programa governamental, que também conta com recursos do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), e do Badesul Desenvolvimento, que assinou contrato com a Prefeitura de Canela. “O Prodetur + Turismo deu tão certo que criamos uma linha com recursos próprios para atender os municípios gaúchos”, disse Jeanett Lontra, diretora presidente do Badesul.

O evento, que ocorre há cerca de 10 dias do final do atual governo, reuniu as equipes do Ministério do Turismo envolvidas na implementação do Prodetur + Turismo. Os secretários de Estruturação do Turismo, Antônio Parente, e de Qualificação e Promoção do Turismo, Bob Santos, e seus respectivos assessores diretos, além de parlamentares. O programa é operacionalizado pela Coordenação Geral de Planejamento Territorial, do Departamento de Ordenamento do Turismo do MTur.

18.12.2018 contratoprodetur1

 

Fonte: Ministério do Turismo

Bolsonaro indica deputado mais votado de Minas para o Turismo

O futuro ministro do Turismo no governo de Jair Bolsonaro, deputado federal Marcelo Álvaro Antônio, fala à imprensa, no CCBB.

 

O ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni, anunciou na tarde de hoje (28) que o deputado federal Marcelo Álvaro Antônio (PSL) será ministro do Turismo no governo de Jair Bolsonaro. O anúncio foi feito ao lado do presidente eleito, no momento em que ele deixava a sede do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), para retornar ao Rio de Janeiro.

Marcelo Álvaro está no segundo mandato e foi o deputado mais votado de Minas Gerais nas últimas eleições, com mais de 230 mil votos. Ele integra a frente parlamentar evangélica no Congresso. É o segundo ministro filiado ao PSL, partido do presidente eleito, no governo. O primeiro é Gustavo Bebianno, indicado para ministro da Secretaria-Geral da Presidência.

O futuro ministro do Turismo já foi filiado ao PRP, MDB, PR e, neste ano, se transferiu para o PSL, partido que ele preside em Minas Gerais.

“O presidente sempre defendeu que no Brasil o governo tivesse um olhar especial para o turismo, por conta da possibilidade de geração de emprego e renda, e para que o país pudesse desenvolver esse círculo de comércio tão venturoso, como a Espanha, países asiáticos e tantos outros”, disse Lorenzoni, ao confirmar a indicação.

Segundo ele, Marcelo Antônio recebeu o apoio de todo o segmento empresarial do setor no país, além da Frente Parlamentar em Defesa do Turismo.

 

Fonte: EBC