Posts

Santur bandeira azul

Santa Catarina é o primeiro estado no país a investir em estudo técnico para ampliar a certificação Bandeira Azul

O Instituto Ambientes em Rede (IAR) apresentou à Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), nesta semana, a primeira etapa do Estudo de Viabilidade para Implantação do Programa Bandeira Azul.

O projeto, que recebeu investimento de R$ 80 mil, vai identificar os balneários catarinenses que melhor atendem aos requisitos para obter o selo socioambiental. Santa Catarina é o primeiro estado do país a destinar recursos para incentivar o aumento da certificação, reconhecida em todo o mundo.

– Nesta temporada Santa Catarina conta com 11 praias e duas marinas certificadas pelo Programa Bandeira Azul, somos o estado com mais bandeiras no país. Mas temos condições de ampliar este número e esse estudo de viabilidade vai apontar as potencialidades e auxiliar os municípios a buscarem a certificação – destaca o presidente da Santur, Leandro “Mané” Ferrari.

Neste primeiro momento, o trabalho consistiu em avaliar os históricos de balneabilidade de praias catarinenses e definir as 40 com melhores possibilidades de certificação em cada município. Também foi apresentado o Plano de Trabalho, com o detalhamento do cronograma e próximas ações.

As etapas seguintes incluem visitas de inspeção nas praias para conhecer a estrutura dos balneários; preparação de relatórios individualizados e definição do potencial de cada praia para o ingresso na fase piloto; e, por fim, reunião com os municípios para apresentação dos resultados das visitas e sobre as ações necessárias para obter a certificação.

Fonte: Santur

Leia também: ABIH’S unem forças em prol do Amazonas

Viaje+Seguro SC

Selo de turismo responsável Viaje+Seguro SC tem mais de 300 estabelecimentos certificados

O turismo foi um dos setores mais impactados pelas restrições impostas pela Covid-19, e as adaptações foram cruciais para a continuidade das atividades. Em Santa Catarina, o programa Viaje+Seguro SC, da Agência de Desenvolvimento do Turismo (Santur), é uma das iniciativas que reforçam aos turistas que viajar é possível, desde que regras e cuidados sejam seguidos. Desde o lançamento do selo, no final de setembro, mais de 300 empreendimentos já aderiram à certificação, em uma demonstração da união de esforços entre o setor público e privado.

A maior parte dos estabelecimentos certificados está no setor de hospedagem, com destaque para as regiões da Costa Verde & Mar, Encantos do Sul e Grande Florianópolis. Juntas, essas áreas do litoral de Santa Catarina somam 205 adesões, o que corresponde a aproximadamente 75% dos certificados. Em dezembro, foram 155 novos cadastros, o maior número desde o lançamento – 139 só do setor de hospedagem.“A certificação é uma forma de mostrar aos turistas a cooperação entre Estado e iniciativa privada para tornar possível a continuidade do turismo. A sobrevivência do setor depende do compromisso com a saúde das pessoas, assim como um comportamento responsável dos turistas”, enfatiza o presidente da Santur, Leandro “Mané” Ferrari.

Além do Viaje+Seguro SC, a Santur também emite o Safe Travels, do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (World Travel & Tourism Council – WTTC).

Novos desafios, novos comportamentos

Assim que as primeiras medidas para conter a disseminação do novo coronavírus foram anunciadas no Estado, o Marambaia Hotel e Convenções, em Balneário Camboriú, começou a rever e adaptar as rotinas de trabalho. O empreendimento é um dos certificados pelo selo Viaje+Seguro SC.

Segundo a gerente-geral do Marambaia, Sheila Petri, o período em que o hotel ficou com portas fechadas foi aproveitado para capacitar as equipes para o momento inédito pelo qual passou o turismo.

O treinamento dos colaboradores para os novos padrões de higienização dos ambientes foi o primeiro passo. Em seguida, outras adaptações foram necessárias para reduzir os riscos de contágio do novo coronavírus, conforme recomendações das autoridades sanitárias. O salão de café da manhã, por exemplo, teve a capacidade de ocupação reduzida, as mesas foram montadas com distanciamento de 1,5 metro e o acesso ao buffet só é permitido com o uso de luvas e máscaras.

viajeseguro sc

Colaboradores do Hotel Marambaia passaram por treinamento. Foto: Cristiano Estrela / Secom

>>>Veja a galeria de fotos

>>> Confira aqui o vídeo sobre o programa Viaje+Seguro SC

A nova rotina também alcançou o preparo dos quartos para poder receber os hóspedes com segurança. “Utilizamos produtos de limpeza à base de peróxido de hidrogênio, que têm eficácia de desinfecção hospitalar. Os quartos também passam por uma esterilização após o check out com a máquina de ozônio, seguindo o protocolo de 20 minutos” explica Sheila Petri.

A supervisora comercial do Marambaia, Daniela Argenta, acrescenta que o hotel ainda foi equipado com tapetes sanitizantes nas entradas e foram disponibilizados frascos de álcool gel em todos os setores para uso de hóspedes, fornecedores e colaboradores. “Além da obrigatoriedade do uso de máscara nas áreas internas, todos passam por aferição de temperatura”, destaca.

O mesmo cuidado foi destinado às áreas de lazer. As jacuzzis foram fechadas, as toalhas de praia ficaram de uso exclusivo para piscina e cartazes foram colocados nas áreas comuns, lembrando aos hóspedes de que todos precisam estar atentos aos cuidados.

Segurança para clientes e colaboradores

Na hotelaria, outra referência na adoção de medidas para prevenção da Covid-19 é o Costão do Santinho Resort, em Florianópolis, local também certificado com os selos Viaje+Seguro SC e Safe Travels.

“Na recepção, o hóspede atravessa um túnel de ozônio que elimina cerca de 99,9% dos vírus e bactérias, seguido da aferição de temperatura e utilização do álcool em gel que está espalhado por todo o empreendimento. No atendimento é respeitado o distanciamento recomendado e o transporte interno teve a capacidade reduzida a 50%, para assegurar o espaçamento entre os clientes”, explica o gerente de operações do empreendimento, Junior Teixeira.

Além dos cuidados nas áreas comuns, os protocolos de higienização dos apartamentos, que já existiam antes da pandemia, foram ajustados conforme as regras sanitárias em vigor, tanto no uso de produtos, como no treinamento periódico das equipes que realizam esta tarefa. No caso do Costão do Santinho, pessoas diferentes atuam para retirar o enxoval usado e a limpeza e arrumação para a próxima ocupação. Um lacre na fechadura do quarto garante que o local só será aberto pelo novo hóspede.

“Em relação à segurança dos colaboradores, passamos a adotar novos equipamentos de proteção individual e o uso de produtos muito específicos para desinfecção desses locais. O enxoval é embalado em ambiente estéril por uma equipe exclusiva. Também retiramos dos quartos o máximo de itens, buscando reduzir ainda mais a possibilidade de contaminação”, acrescenta Aurelice da Silva Santos, coordenadora de governança no Costão do Santinho.

Embora reconheça que o novo momento representa um grande desafio, Junior Teixeira afirma que colaboradores e hóspedes compreendem que o combate à Covid-19 é uma responsabilidade coletiva e que requer atenção permanente.

“Foi difícil no começo por serem processos completamente inéditos. Mas, nos esforçamos e criamos um manual para conscientizar nossos colaboradores sobre a importância dos cuidados e, mais que isso, sobre a necessidade de olharmos por si e pelo próximo”, conclui.

Fonte: Santur

Santur - Bandeira Azul

Santa Catarina aumenta o número de certificações e mantém destaque no Programa “Bandeira Azul”

Na temporada 2020/2021, Santa Catarina seguirá ostentando a marca de estado ‘mais azul’ do Brasil. No início de outubro, o Júri Internacional do Programa Bandeira Azul renovou a certificação de oito praias e duas marinas catarinenses. Além disso, aprovou outras três praias do estado, elevando de 10 para 13 selos socioambientais em relação ao último ano.

– É mais um reconhecimento que Santa Catarina recebe pelos esforços em cuidar do nosso patrimônio natural, que é um importantíssimo atrativo turístico para um estado que abriga tanta diversidade e belezas preservadas – comenta o presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Leandro “Mané” Ferrari.

PRAIA DE QUATRO ILHAS Bombinhas NIK2313 Markito

Praia de Quatro Ilhas, Bombinhas. Foto: Markito / Santur

Com isso, das 18 praias e seis marinas contempladas no Brasil, 13 praias e duas marinas são de Santa Catarina. O hasteamento da Bandeira Azul assegura aos visitantes mais informações sobre os locais, qualidade da água e ações de educação ambiental.

VISTA AEREA PRAIA GRANDE Penha NIK6200 Markito

Neste ano, a temporada Bandeira Azul no Brasil excepcionalmente vai iniciar após o dia 16 de novembro, devido às restrições relativas ao processo eleitoral. Adicionalmente, em função da pandemia, o hasteamento das bandeiras em cada um dos destinos vai depender dos decretos municipais e estaduais que incidem sobre a área da praia ou marina.

Conheça os locais de Santa Catarina aprovados para a temporada 2020/2021:

Praias:

Renovação:

  • Lagoa do Peri, Florianópolis – SC
  • Praia Grande, Governador Celso Ramos – SC
  • Praia do Estaleiro, Balneário Camboriú – SC
  • Praia do Estaleirinho, Balneário Camboriú – SC
  • Praia de Piçarras – Balneário Piçarras – SC
  • Praia de Quatro Ilhas, Bombinhas – SC
  • Praia de Mariscal, Bombinhas – SC
  • Praia da Saudade – Prainha, São Francisco do Sul – SC

Primeira temporada:

  • Praia do Forte, São Francisco do Sul – SC
  • Praia da Conceição, Bombinhas – SC
  • Praia Grande, Penha – SC

Marinas

  • ICSC, Florianópolis – SC
  • Tedesco Marina – B. Camboriú – SC

O programa Bandeira Azul

O Júri Internacional é composto pela FEE – Foundation for Environmental Education; UNE – United Nations Environment; UNWTO – United Nations World Tourism Organization; WHO – World Health Organization; IUCN – International Union for Conservation of Nature; EUCC – European Union for Coastal Conservation; ILS – International Lifesaving Federation; ICOMIA – International Council of Marine Industry Associations; EEA – European Environment Agency; UNESCO – United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization; WCA – World Cetacean Alliance e ENAT – European Network for Accessible Tourism.

O Programa Bandeira Azul é um selo de caráter socioambiental amplamente reconhecido em todo o mundo. Foi criado pela FEE – Foundation for Environmental Education, uma instituição internacional com diversos integrantes representando seus respectivos países. No Brasil, o Operador Nacional do Programa é o IAR – Instituto Ambientes em Rede.

Fonte: Santur