Posts

O litoral para além das praias

Conheça destinos litorâneos onde roteiros históricos e culturais são atrativos tão interessantes quanto os atributos de sol e mar.

 

Já pensou em ir a Fortaleza, Salvador, Florianópolis e Vitória sem pensar em praia? Para muitos turistas, os roteiros de história e cultura são o principal motivo de viagem para essas capitais, uma amostra da diversidade de oferta turística no Brasil.

De acordo com o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, a diversificação do mercado aumenta o tempo de permanência do turista no destino, “mas para isso é preciso estruturar roteiros competitivos”. Quanto mais diferenciada e exclusiva for a oferta turística, o turista terá mais opção de escolha, influenciando a tomada de decisão por aumentar o período de visitação na cidade: “além de ficar mais tempo viajando, ele pode optar por voltar ao destino em busca de novidades. Hoje, o turista busca experiências que incluem vivenciar a cultura do local visitado”, diz.

01.02.2019 catedral e mercado central fortaleza jadeQueiroz
Catedral de Fortaleza e Mercado Central, ao fundo, compõem roteiros culturais da capital. 

Com 13 museus, igrejas, praças famosas, além de mercados público e de artesanato, a capital cearense prepara roteiros para atrair os visitantes ao centro de Fortaleza. A cidade que tem recebido cada vez mais turistas brasileiros e estrangeiros em busca de sol e mar, quer levar os visitantes para conhecer também os atrativos históricos e culturais que estão pertinho das principais praias urbanas. Um dos projetos, já em fase de implantação, será executado através de uma linha especial de ônibus hop on hop off.

O modelo permite que o turista compre o bilhete para um determinado período, com várias opções de parada, podendo subir e descer do ônibus de dois andares nos diversos pontos turísticos do centro histórico. A proposta, segundo o secretário de Turismo de Fortaleza, Regis Medeiros, visa ampliar a oferta de atrativos para que o visitante fique mais tempo na cidade. Ele diz que os roteiros já existem, mas ainda são explorados timidamente pelas agências de receptivo. “Vamos divulgar e estruturar os roteiros para ampliar a visitação e explorar outros atrativos da cidade que vão além das praias”, explica Medeiros.

Quando desembarcou em Salvador há 15 anos, o francês Nicolas Saint Michel decidiu ficar e montou uma agência de receptivo para estrangeiros na capital baiana. Ele passou a mostrar a cidade da forma como gostou de conhecer: com uma proposta de imersão cultural na culinária, no candomblé, mercados e feiras livres. A agência, hoje, organiza passeios com informações em vários idiomas pelo Pelourinho, Cidade Baixa, Comércio e Ribeira. “É um turismo autêntico. Promovemos encontros sinceros e calorosos. O visitante descobre outros aspectos de Salvador. A Feira de São Joaquim é um dos locais favoritos dos turistas”, disse ele, que também faz excursões pela Colina do Bonfim e Península de Itapagipe, visitando os bairros populares banhados pela Baía de Todos os Santos.

Florianópolis, um dos destinos mais badalados do verão, com mais de 100 praias em torno da Ilha de Santa Catarina e noites agitadas, já encontrou um jeito diferente de atrair turistas ao centro histórico da capital. O passeio a pé percorre pontos turísticos dos mais tradicionais – como a Praça XV de Novembro, onde a cidade foi fundada, em 1662. No centro da praça está a Figueira Centenária e, entre os museus e prédios históricos, está o Palácio Cruz e Sousa, antiga sede do governo do estado.

Já o Largo da Alfândega recebe feiras de artesanato, produtos orgânicos e eventos culturais, além do tradicional Mercado Público, polo gastronômico e ponto de encontro da cidade. Fora do centro, o visitante ainda poderá conhecer distritos históricos como Santo Antônio de Lisboa, no caminho para as praias ao norte. Em direção ao sul, o distrito de Ribeirão da Ilha foi um dos principais portos de chegada dos imigrantes vindos da ilha dos Açores, em Portugal. Ambos preservam o casario colonial e fazem parte do roteiro gastronômico de Florianópolis.

Além do sol e do calor típicos de Vitória, com uma orla repleta de atrativos naturais, a capital capixaba também ferve nas noites de verão. O programa Mar da Música, com mais de 30 shows gratuitos, é uma das atividades culturais mais procuradas durante a alta estação. As apresentações artísticas ocorrem em diferentes pontos da capital capixaba, que também são atrativos turísticos: praça Getúlio Vargas, Curva da Jurema e Ilha das Caieiras, além da praia de Camburi, Prainha de Santo Antônio e Ilha do Boi. “O turista terá a chance de se familiarizar com aquilo que de melhor é produzido na cena musical local”, enfatiza o secretário municipal de Cultura, Francisco Grijó.

Outra opção fora do roteiro praiano é aproveitar a geografia acidentada da cidade para conhecer monumentos naturais, como a Pedra da Cebola, e mirantes com vistas deslumbrantes, além de dezenas de parques com opções de lazer para crianças e adultos. O mais antigo deles é o centenário Parque Moscoso, no Centro, e o mais novo é a Chácara Paraíso, no Barro Vermelho. Já no Mirante da Cidade, que está situado a 310 metros acima do nível do mar, no Parque da Fonte Grande, é possível ver o nascer da lua nas noites de lua cheia.

Fora da região central, a panela de barro de Goiabeiras, usada para fazer a moqueca capixaba, é um ícone da identidade local. A fabricação artesanal das panelas é repassada por gerações há mais de 400 anos. A técnica utilizada é de origem indígena. O ofício das paneleiras foi reconhecido como Patrimônio Cultural Brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

01.02.2019 montagem vitoria paneleiras

 

Fonte: Ministério do Turismo

6ª Vindima de Altitude de Santa Catarina será lançada em Florianópolis

 

A sexta edição da Vindima de Altitude de Santa Catarina, evento já tradicional das vinícolas de Santa Catarina que produzem vinhos na região da Serra Catarinense, será lançada no próximo dia 14, às 19h, na sede do SEBRAE/SC, em Florianópolis

A informação é do presidente da Associação Vinhos de Altitude Produtores e Associados, José Eduardo Bassetti. Neste ano a Vindima ocorrerá entre os dias 1º e 31 de março envolvendo 15 vinícolas localizadas nos municípios de São Joaquim, Campo Belo do Sul, Urubici e Bom Retiro. Além das vinícolas citadas, também fazem parte da “Vinhos e Vinícolas de Altitude de Santa Catarina”, outras duas vinícolas – embora não participem neste evento – que são a Villaggio Grando, no Planalto Catarinense, e a Santa Augusta, no Centro do Estado.

Uma das novidades de 2019 é que o evento será realizado na praça central (Cezário Amarante) de São Joaquim, em espaço aberto onde haverá degustação de vinhos nos dois primeiros fins de semana do mês. Nos três finais de semana seguintes os interessados poderão agendar visitas e acompanhar a colheita da uva nas próprias vinícolas. A abertura da festa, na noite de 1º de março, terá a apresentação de espetáculo da Camerata Florianópolis, com o concerto Música para Cinema.

 

Cada vinícola terá uma programação própria que inclui visitações, almoços e jantares harmonizados, sunsets e passeios. A programação prevê outros shows, cursos, workshops e oficinas sobre a variedade de uvas cultivadas na Serra catarinense, análise sensorial de vinhos e características olfativas, visuais e gustativas de vinhos brancos e roses de altitude.

A Vindima tem a presença confirmada das vinícolas Abreu Garcia, D’Alture, Hiragami, Suzin, Quinta da Neve, Leone di Venezia, Serra do Sol, Thera, Vivalti, Villa Francioni, VillaggioBassetti, Villaggio Conti, Vinhedos do Monte Agudo, Pericó e Zanella Back. A organização é da Associação de Produtores de Vinhos de Altitude, que tem 35 filiados em 10 municípios do Estado – alguns deles ainda à espera da maturação dos vinhedos ou em fase de testes dos vinhos produzidos. O presidente da Associação Vinhos de Altitude Produtores e Associados, José Eduardo Pioli Bassetti, proprietário da vinícola Villaggio Bassetti, prevê que a colheita de uvas, que vai até maio, deverá chegar a um milhão de toneladas nas regiões produtoras vinhos de altitude.

 

Este ano marca o 20º aniversário dos primeiros plantios de parreiras nos campos de altitude da Serra catarinense. Cinco anos depois vieram os primeiros testes e, em 2005, os vinhos pioneiros, que evoluíram a ponto de o produto estar hoje nas gôndolas, restaurantes e casas especializadas de todo o Brasil. “Em 15 anos, nossos vinhos se tornaram referência em qualidade e ganharam prêmios nacionais e internacionais”, destaca Eduardo Bassetti, acrescentando que ele e sua Diretoria da “Vinhos e Vinícolas de Altitude de Santa Catarina”, estão empenhados “na busca da nossa Indicação Geográfica, com o nome de registro “Vinhos de Altitude de Santa Catarina”!.

 

De acordo com o presidente da comissão de organização da Vindima, Acari Amorim, nos dois primeiros fins de semana de março, de sexta-feira a domingo, as vinícolas farão uma exposição de seus produtos na Praça Cezário Amarante onde os visitantes poderão degustar os vinhos. Ele diz que a última safra foi muito boa e que o clima, com chuvas regulares e sem geadas tardias, colaborou para os bons resultados do ano. Proprietário da vinícola Quinta da Neve, ele informa que no período escolhido para a Vindima muitas pessoas sobem a Serra ou vêm de outros estados, visitando a região na fase de colheita da uva.

 

Fonte: Folha de Santa Catarina

Água Santa Rita parceira ABIH-SC confirmada para o 32º Encatho & Exprotel

 

A Fábrica da Água Mineral Santa Rita fica no município de Rancho Queimado, a 53km de Florianópolis. A água captada na fonte é surgente e é conduzida por uma tubulação de inox até a linha de envase, garantindo assim a qualidade nas mesmas condições que sai da fonte. Qualidade no produto e no atendimento são pontos altos da empresa catarinense.

A empresa  Água Mineral Santa Rita já parceira da ABIH-SC durante seus eventos e recentemente confirmou sua parceria ao maior encontro de hoteleiros do sul do país, o Encatho & Exprotel, que acontecerá de 13 a 15 de agosto, no CentroSul, em Florianópolis.

Promovido pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Santa Catarina- ABIH-SC, o Encontro Catarinense de Hoteleiros- Encatho & Exprotel chega à 32ª edição.  O evento irá oportunizar  negócios, qualificação, novidades em produtos e serviços, atualização na operação, gerar networking e divulgar as potencialidades do turismo nacional.

Para mais informações:

48 3222-8492

comercial@abih-sc.com.br

Informativo ABIH-SC 10 de janeiro

 

No Informativo ABIH-SC de 10 de janeiro você vai ler:

 

Conheça os benefícios que a ABIH-SC oferece;-Marcelo Álvaro Antônio assume o cargo de ministro do Turismo;-Votação do prêmio Melhores Fornecedores da Hotelaria de 2018 acontece até 31 de janeiro;-Diretora executiva da ABIH-SC, a Relações Públicas Lara Perdigão, toma posse no CONRERP 4;-Cães que são “guias”!;-Dez novos pontos em praias de Florianópolis passam a ter testes de balneabilidade;- Conheça iniciativas de marketing e comercialização turística que são destaque no país;-Associados ABIH-SC!

 

Leia também: Conheça os benefícios que a ABIH-SC oferece

Dez novos pontos em praias de Florianópolis passam a ter testes de balneabilidade

Barra da Lagoa é um dos pontos que terá controle da qualidade da água a partir desta sexta-feira

Barra da Lagoa é um dos pontos que terá controle da qualidade da água a partir desta sexta-feira

A partir do relatório que será divulgado nesta sexta-feira, 10 novos pontos em praias de Florianópolis passam a ter testes de balneabilidade divulgados. O levantamento do Instituto de Meio Ambiente (IMA) afirma que estes locais já passaram por outras quatro coletas e análises, mas são necessárias cinco etapas seguidas para um resultado preciso.

Os novos pontos ficam nas praias da Daniela, Jurerê Internacional, Lagoinha da Ponta das Canas, Moçambique, Barra da Lagoa, Novo Campeche, Areias do Campeche, Morro das Pedras, Caldeirão e Açores. Agora, serão 85 locais de monitoramento da qualidade da água do mar na Capital. Para saber a condição de cada praia catarinense clique aqui.

Fonte: NSC Total

Informativo ABIH-SC 06 de dezembro

 

No Informativo ABIH-SC de 06 de dezembro você vai ler:

 

Save the Date;-Atual e futuro ministros têm primeira agenda pública de transição da pasta;-Santur espera aumento de 5% na circulação de turistas em SC;-Vinicius Lummertz será Secretário de Turismo de São Paulo;-Beto Carrero de Excelência no Turismo premia destaques de SC em quatro categorias e bate recorde de votação;-Inovação de Florianópolis (SC) é destaque no 1º Prêmio Nacional de Turismo;- Prêmio Nacional do Turismo 2018: conheça as iniciativas vencedoras;-Associados ABIH-SC!

 

 

Informativo ABIH-SC 14 de dezembro

No Informativo ABIH-SC de 14 de dezembro você vai ler:

 

Última reunião da Diretoria Executiva ABIH-SC 2018;-Escolha trabalhar e ser feliz;-Quatro praias de SC estão entre as preferidas dos brasileiros em site de viagem;-3º Floripa Beer Festival movimenta Beira-mar Norte neste sábado (15);-Revista ABIH-SC na versão digital;-Praias de Florianópolis terão quiosques containers na temporada 2018/2019;- Brasil ganha código de conduta contra a exploração de crianças e adolescentes no turismo;-Associados ABIH-SC!

 

Destinos mais procurados de Réveillon preparam atrativos, espetáculo de fogos e grandes shows

 

Na Paulista ou na beira da praia, programação inclui tradicionais espetáculos pirotécnicos, apresentação de grandes nomes da música brasileira e até trio elétrico.

 

Shows musicais, espetáculos pirotécnicos e outras opções de entretenimento e lazer vão marcar a virada do ano nos destinos nacionais mais movimentados da época. O Reveillon, que concentra boa parte das 75,5 milhões de viagens domésticas que serão realizadas por brasileiros neste verão, segundo estimativas do Ministério do Turismo, é o período em que atrativos de sol e praia, gastronomia e cultura ganham reforço na demanda.

Segundo o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, o período do Reveillon é a primeira contribuição do turismo à economia nacional no ano. “O aumento do número de viagens gera mais oportunidades de geração de empregos temporários e movimenta o comércio e equipamentos turísticos nas nossas cidades”, avalia.

De acordo com o Voopter, aplicativo que compara preços de passagens aéreas e promoções, Salvador, Recife, Fortaleza, Natal, Rio de Janeiro e São Paulo são as capitais mais procuradas no período de 26 de dezembro a 4 de janeiro e terão ampla programação para turistas. A lista dos 10 destinos nacionais mais buscados é completada com Florianópolis, Maceió e Porto Alegre, que ainda acertam detalhes das atrações públicas. Porto Seguro (BA) é a 10ª do ranking e terá dois dias de festa, com contagem regressiva para 2019 pela cantora Solange Almeida, seguida de show pirotécnico, além de show do cantor Bell Marques no dia 1º, que comandará um trio elétrico.

A capital baiana, número 1 da lista, terá cinco dias de celebrações pela chegada de 2019. De 28 de dezembro a 1º de janeiro, o Festival Virada Salvador vai proporcionar mais de 70 horas de música em um grande palco na orla da Boca do Rio, com 28 shows e 300 artistas envolvidos. A lista de nomes que se apresentarão inclui Zezé Di Camargo & Luciano, Milton Nascimento, Claudia Leitte, Ivete Sangalo, Daniela Mercury, Anitta e Alok, entre outros. Além dos shows, o Festival vai novamente oferecer uma enorme roda-gigante, tirolesa e Vila Gastronômica. O local terá show pirotécnico de 15 minutos, espetáculo que também será realizado em 16 bairros da cidade.

A tradicional festa de Recife é o Réveillon na orla de Boa Viagem, promovido pela Prefeitura Municipal, que será embalado pela música pernambucana. A noite do dia 31 vai ter 14 atrações, divididas em dois palcos montados nas areias das praias do Pina e de Boa Viagem. As atrações incluem Elba Ramalho, Nena Queiroga, Erica Natuza, Isadora Melo, Adriana B, Karina Spinelli, Belo Xis e Gerlane Lops. Na hora da virada do ano, o show será ‘piromusical’: numa ação inédita na capital, as cerca de 16 toneladas de fogos de artifício vão pipocar no céu em sintonia com a música tocada no momento, por aproximadamente 15 minutos. O espetáculo vai ser distribuído em três balsas entre os dois palcos, de forma a permitir uma visualização mais ampla ao longo da orla da cidade.

A capital potiguar, cujo aniversário é celebrado no dia de Natal, 25 de dezembro, já promove comemorações desde o início do mês, envolvendo uma programação repleta de eventos culturais. As atrações do projeto ‘Natal em Natal’, organizado pela Prefeitura Municipal, incluem a virada do ano e terminam em 6 de janeiro, com a Festa de Santos Reis, realizada no bairro de mesmo nome. Durante o Réveillon, vários shows musicais gratuitos vão animar a Praia da Redinha, palco de apresentações de artistas regionais como Luizinho Nobre, Carlinhos Zens, Jaina Elne, Debinha Ramos e Perfume de Gardênia. Já na Praia de Ponta Negra e na Ponte Newton Navarro, o espetáculo fica por conta dos fogos de artifício, que vão iluminar e colorir o céu da capital do Rio Grande do Norte.

Em Fortaleza, a música fica por conta de nomes como Claudia Leitte, Marília Mendonça, Alcione e Jorge Vercillo. O Réveillon programado pela prefeitura é aberto ao público no Aterro da Praia de Iracema, cartão-postal local. Neste ano, a capital do Ceará também abre espaço para artistas regionais, como os cantores Ítalo e Renno, Waldonys e Tom Drummond, este último vencedor do Festival da Música de Fortaleza. O evento contará, ainda, com apresentações da bateria da escola de samba carioca União da Ilha e da Banda Patrulha.

A Cidade Maravilhosa, palco de uma das mais concorridas festas de Réveillon do Brasil, na Praia de Copacabana, terá atrações durante quase dez horas. O famoso espetáculo pirotécnico reunirá 10 balsas, sincronizado junto a uma trilha sonora desenvolvida pelo DJ João Brasil, com 14 minutos de duração. A lista de artistas da noite inclui Gilberto Gil, Baby do Brasil e Ludmilla, além da escola de samba Beija-Flor. Na noite da virada, o Cristo Redentor, um dos ícones do Rio, receberá uma projeção digital, o que possibilitará a rotação ilusória da estátua em 180 graus. O monumento também vai transmitir uma mensagem de paz em Libras, que será transmitida por meio de telões na Praia de Copacabana.

20.12.2018 REVEILLON RIO BANCO IMAGENS MTUR
Céu iluminado encanta turistas no tradicional Reveillon carioca

 

Já o Réveillon da Avenida Paulista, um dos principais pontos turísticos da capital de São Paulo, terá atrações gratuitas para diferentes perfis na virada do ano. Shows musicais vão ser transmitidos por telões em led instalados na avenida, de maneira que o público possa acompanhar todos os detalhes. A festa deste ano reserva uma novidade: os fogos de artifício terão barulho reduzido, a fim de diminuir a poluição sonora, com duração de até 15 minutos. A medida cumpre lei local sancionada em maio, que proíbe o uso e a fabricação de artefatos pirotécnicos dotados de efeito exclusivamente sonoro. O palco montado pela prefeitura vai receber shows de artistas como Jorge Ben, Gal Costa, Péricles e Diogo Nogueira, além dos grupos de forró Rastapé e Trio Virgulino. As apresentações serão intercaladas com performances do grupo de comédia Risadaria.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Save The Date

 

O maior encontro de hoteleiros do Sul do país já tem data marcada, será de 13 a 15 de agosto de 2019, no CentroSul, em Florianópolis.

Os espaços para a tradicional feira de produtos e serviços já estão sendo comercializados e a programação técnico-científica também já começa a ganhar forma com as primeiras parcerias e palestrantes confirmados.

O evento que é sucesso de público, negócios e relacionamento entre os profissionais, empresários e fornecedores do setor promete surpreender novamente os participantes.

Confira como foi a última edição do evento e aproveite para escolher seu espaço na planta da próxima edição.

 

Saiba mais sobre o Encatho & Exprotel – Link – bit.ly/abihscrevista1

Santur espera aumento de 5% na circulação de turistas em SC

 

A Santur espera que as boas condições do tempo favoreçam a chegada de turistas ao Estado. De acordo com a pasta, a expectativa é que Santa Catarina receba, ao menos, 5% a mais de pessoas do que na última temporada, quando aproximadamente 8 milhões de pessoas visitaram as terras catarinenses.

De acordo com o presidente da entidade, Valdir Rubens Walendowski, foi feito um trabalho ao longo de 2018, para garantir que o setor consiga registrar crescimento, apesar das previsões de que o turismo de argentinos possa cair, já que o país vizinho vive uma grave crise econômica.

— A gente focou ter melhores relações de turismo com o Chile. Desde 4 de novembro passamos a ter um voo Florianópolis – Santiago, com frequência de cinco dias por semana. Também temos agora um voo entre Foz do Iguaçu e Navegantes — afirma.

Walendowski também acredita que, apesar da mudança administrativa com a troca de governo a partir do dia 1º de janeiro, o setor de turismo continuará recebendo atenção importante do governador eleito Carlos Moisés (PSL).

—  O turismo faz parte de 13% do Produto Interno Bruto, de Santa Catarina (PIB). Acredito que o governo tenha plena consciência de que é importante. Tem que melhorar, ter uma produtividade melhor. O próprio trade turístico sabe disso.

Para o presidente da Santur, a infraestrutura catarinense é muito boa para receber os turistas e coloca o Estado em um patamar que ele considera invejável, em comparação a outros destinos.

Verão deve ter calor e chuvas bem distribuídas

As altas temperaturas dos primeiros dias de dezembro trazem expectativa para moradores, empresários e turistas sobre como será o verão, que se inicia no dia 21 deste mês. De acordo com a Central NSC de Meteorologia, a previsão é de que o clima siga com boa incidência de calor, com chuvas distribuídas, principalmente, em pancadas pouco antes de anoitecer.

O meteorologista Leandro Puchalski explica que os modelos de previsão apontam para um aquecimento das águas do Pacífico Equatorial, o que provocaria a ocorrência do fenômeno conhecido como El Niño. Em geral, essa condição aumentaria a quantidade de chuvas, mas a tendência é que o fenômeno seja de fraca intensidade, mantendo as características da estação.

— A chuva deve ocorrer dentro do padrão da estação na maior parte do estado, ficando um pouco abaixo da média em áreas da Grande Florianópolis, Litoral Norte e Planalto Norte nos meses de dezembro e janeiro — afirma Puchalski.

Ainda conforme o meteorologista, as temperaturas também devem ter pouca alteração. Apenas na região do Meio Oeste catarinense é previsto que elas fiquem acima da média histórica, nos meses de janeiro e fevereiro.

 

Fonte: NSC