Posts

Nova sala de eventos sociais do Faial Prime Suites

 

O hotel associado a ABIH-SC, Faial Prime Suites não para de inovar, no início do mês de novembro foi inaugurado o mais no novo espaço de eventos do hotel.

Voltado para eventos corporativos e sociais, com vista privilegiada para a Baía Sul. Espaço ideal para casamentos, jantares sociais, formaturas, cerimônias, eventos corporativos, coquetéis, entre outros. Muito requintado, possui mezanino com escadaria de mármore e guarda-corpo em blindex, foyer, 4 elevadores, lustres de cristais e toda uma estrutura gastronômica independente, exclusiva para atender o espaço. Possui capacidade para até 170 pessoas em auditório no primeiro piso e no mezanino mais 80 pessoas.

Segundo o Gerente Comercial do Hotel, Luciano Vieira, “este espaço foi criado para atender a demanda crescente de eventos sociais que careciam de um local sofisticado na região. E com uma vista de encher os olhos”.

Informativo ABIH-SC 13 de setembro

 

 

No Informativo ABIH-SC de 13 de setembro você vai ler:

 

ABIH-SC comemora o dia do hoteleiro no Maria do Mar Hotel;-Cruzeiros poderão ficar mais tempo no Brasil;-Centro de eventos de Baln. Camboriú abre as portas em dezembro;-Conserra revela números preliminares do turismo na Serra Catarinense;-Brasil busca referências mundiais de formação em Turismo;-Feriado ensolarado movimenta III Fenatruta;-Empresas de software para gestão na EQUIPOTEL 2018;-Curso de Recepção na ABIH-SC;-Curso PMOC: Plano de Manutenção Operação e Controle;- Nota de Pesar;-Associados ABIH-SC.

 

Feriado ensolarado movimenta III Fenatruta

O Fenatruta está na terceira edição e já é um dos eventos mais festejados da temporada.

 

O feriado prolongado, e com temperaturas agradáveis, levou muitos visitantes para as cidades de Urubici e Bom Retiro, na Serra catarinense, local onde acontece o III Festival Nacional da Truta – Fenatruta. Deliciosos pratos à base do peixe, produzido nas águas cristalinas da região, com valores de até R$ 49,00, além dos saborosos vinhos de altitude que harmonizam perfeitamente com as receitas dos 16 restaurantes que participam do evento, e a hospitalidade de quem vive ali, são os ingredientes que fizeram a alegria de quem esteve por lá.

A correria nos restaurantes, para atender a demanda que buscava pelos pratos criados especialmente para o Festival, e o movimento registrado nas reservas de diárias nas pousadas, mostram que mais uma vez o Fenatruta está no caminho certo. Os empresários comemoram um início de setembro com mais procura em relação ao ano passado, com presença de turistas de outros estados, como Rio Grande do Sul, além da grande presença dos catarinenses, que gostam de valorizar o que é daqui.

A Serra é o espaço ideal para se conhecer mais sobre a geografia e a cultura de Santa Catarina. Repleta de estímulos visuais e sonoros, o lugar se propõe ao visitante ser parte da fantástica história da próspera produção de trutas que se expande a olhos vistos em Urubici e arredores. Outra saborosa atração, para bem acompanhar os pratos, são os vinhos de altitude, em que as vinícolas oferecem passeios pelos vinhedos e degustação da bebida produzida ali. Um lugar para desfrutar em todos os sentidos.

 

Fonte: Portal da Ilha

Centro de eventos de Baln.Camboriú abre as portas em dezembro

 

Obra que recebeu R$ 70,6 milhões do MTur vai oxigenar mercado local de eventos e multiplicar impacto econômico do segmento em todo o estado.

 

O ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, acompanhado do ministro Chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Marun, realizou inspeção técnica da obra do Centro de Eventos e Pavilhão de Convenções de Balneário Camboriú (SC) na manhã deste sábado (8). Também participaram da visita o secretário estadual de Turismo, Valdir Walendowsky, o prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício de Oliveira, e o secretário municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Altamir Teixeira.

O projeto de 33mil m2 terá capacidade para acomodar até 60 mil pessoas, distribuídas em dois espaços de exposição e dois salões para convenções. Além de apoiar a construção do empreendimento com repasse de R$ 55 milhões, o Ministério do Turismo também formalizou, na última quarta-feira (5), novo aporte de recursos no valor de R$ 15,6 milhões para a compra de equipamentos – incluindo projeto de climatização, divisórias móveis, elevadores, mobiliário, entre outros -, que permitirão que o Centro de Convenções seja inaugurado em condições de uso.

O efeito econômico da obra será “multiplicador” para todo o litoral catarinense, garantiu o ministro Vinicius Lummertz. “O turismo tem que ter funcionalidade, por isso o modelo desenvolvido por Balneário Camboriú está dando certo e todo o estado ganha com isso”, defendeu.

O ministro Carlos Marun disse que após visitar a obra, voltará pra casa com duas pautas para impulsionar o crescimento do setor: discutir com o BNDES a possibilidade de agilizar o financiamento para o alargamento da orla de Balneário Camboriú e retomar as conversas para a regulamentação de passeios embarcados para observação de baleias. “Esse litoral só tem a ganhar. E o Brasil avança junto. Vamos trabalhar nisso”, assegurou.

Para o prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira, a cidade está pronta para dividir sua história entre o antes e o depois do centro de eventos, que já é considerado o maior do sul do Brasil. “Estamos construindo também uma nova orla e isso nos levará a um novo tempo para a cidade. Em 2017, nosso turismo cresceu 30% em comparação a 2016. Somos também o ponto de escala que mais cresce no ramo de cruzeiros do país: recebemos 80 mil cruzeiristas na temporada passada e o crescimento estimado para este ano é de +50% , chegando a 120mil”, enumerou, comemorando a futura captação de dezenas de eventos que vão oxigenar a economia local.

O secretário estadual de Turismo, Valdir Walendowsky, destacou a relevância da participação de Santa Catarina no receptivo internacional do país e afirmou que o novo empreendimento “eleva ainda mais o padrão do turismo do nosso estado, já que fica dentro de um importante eixo rodoviário do Mercosul”.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Veja também: Cruzeiros poderão ficar mais tempo no Brasil

Eventos movimentam o turismo de negócio no Brasil

Durante exposição latino-americana, no Chile, Brasil se apresenta como destino de grandes eventos, congressos, feiras, exposições e reuniões de negócios.

 

O secretário nacional de Qualificação e Promoção do Turismo, Bob Santos, acompanhou na terça-feira (05), em Santiago, a apresentação dos destinos e atrativos brasileiros de Negócios e Eventos para 130 compradores internacionais que participam da Feira Internacional do Mercado de Reuniões e Viagens de Incentivo da América Latina (FIEXPO 2018). O encontro foi organizado pela Embratur, em parceria com o Ministério do Turismo, com o objetivo de atrair eventos para o Brasil e incrementar o segmento nos destinos nacionais. Entre os destinos brasileiros apresentados pela presidente da Embratur, Teté Bezerra, estão Fortaleza (CE), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Foz do Iguaçu (PR).

O Ministério do Turismo aposta no segmento de eventos como uma grande oportunidade de negócios para o turismo no Brasil. Na FIEXPO, o país está presente com um estande de 108 metros quadrados e apresenta a grande diversidade do país representado por 18 destinos turísticos e empresas privadas. A feira é considerada a mais importante do segmento de eventos na América Latina e reforça a integração dos países vizinhos para potencializar o turismo de negócios na região.

Bob Santos também esteve reunido com dirigentes da companhia aérea Amazonas, do Paraguai. Ele reafirmou a necessidade de ampliação da conectividade com o Brasil e reforçou a importância da integração de roteiros turísticos entre os destinos dos países vizinhos para atrair mais turistas de outros continentes para a América Latina. As Cataratas do Iguaçu e as Missões Jesuítas são exemplos de atrativos turísticos que beneficiam o Brasil, Argentina e Paraguai. Foz do Iguaçu (PR) é considerada o principal destino da região conhecida como tríplice fronteira.

Ainda durante a FIEXPO, o secretário, acompanhado do embaixador do Brasil no Chile, Carlos Duarte, esteve com o ministro da Economia, Fomento e Turismo do Chile, José Ramón Valente, e sua subsecretária de Turismo, Mônica Zalaquett. Na visão dos dirigentes do turismo brasileiro e chileno reunidos em Santiago, a iniciativa de integração latino-americana amplia os ganhos de todos.

 

Fonte: Ministério do Turismo

ABIH Nacional lança o 60º Conotel em Florianópolis

Em solenidade realizada na tarde desta sexta-feira (13), no CentroSul, em Florianópolis, na presença de diversas autoridades, empresários, imprensa e profissionais do setor, Manoel Linhares, presidente da ABIH Nacional, e Camila Moretti, diretora da Equipotel, lançaram o 60º Conotel – Congresso Nacional de Hotéis e Equipotel Regional 2018, que acontece de 16 a 18 de maio, em Fortaleza.

O presidente da ABIH-SC

O Diretor-presidente da ABIH-SC, Osmar José Vailatti, abriu o evento parabenizando o incansável trabalho de divulgação que está sendo realizado pelo presidente Manoel em divulgar e convocar empreendedores e profissionais dos segmentos que interagem com os setores de hotelaria, gastronomia e turismo por todo país “Nosso presidente não quer só crescer e engrandecer a economia turística de um Estado, ele quer levar para o Ceará milhares de participantes de todo Brasil, engrandecendo todo o movimento hoteleiro”, afirmou o diretor-presidente da ABIH-SC.

O presidente da ABIH Nacional

Ao assumir a palavra, o presidente da ABIH Nacional, Manoel Linhares, agradeceu a presença de todos e falou sobre a importância da indústria do turismo, uma indústria limpa que impacta em 52 setores, mas que requer mais cuidado dos governantes e mais união dos que compõem esta cadeia produtiva. “Quando assumimos a ABIH Nacional, nosso maior objetivo sempre foi aproximar a entidade das unidades regionais, por isso, tornamos o CONOTEL itinerante. Florianópolis é a 20ª capital visitada. Tenho 23 anos de turismo e tenho certeza que estar próximo, pode atrair até três vezes mais visitantes. Se daqui iriam 50 visitantes, depois desta visita tenho certeza, irão 150. Queremos debater com todos a retomada da hotelaria”, afirmou Manoel Linhares.

Manoel Linhares presidente da ABIH Nacional lançando Conotel em Floripa

Secretário Municipal de Florianópolis

Após a apresentação o Secretário Municipal de Turismo, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, Vinícius De Luca Filho, entregou um mimo da cidade, ao presidente da ABIH Nacional, mostrando toda hospitalidade que Florianópolis tem com seus visitantes.

Equipotel

Quem também deixou sua mensagem foi Camila Moretti, diretora da Equipotel. Ela falou sobre a importância do evento para toda cadeia produtiva e de todo trabalho que a Reed Exhibitions Alcantara Machado, vem fazendo para tornar os eventos regionais sucesso como a Equipotel São Paulo. “A feira não é só um encontro, é um momento de celebrar e vender. No evento, mais que fornecedores para equipar o hotel, o visitante vai encontrar empresas que oferecem soluções para a arte do bem receber”, enfatizou Camila.

Santur

Finalizando os pronunciamentos, Valdir Walendowsky, presidente da Santur, também fez uso da palavra salientando a importância de toda cadeia produtiva do turismo para o Estado. “Santa Catarina é uma das principais receptoras do país de turistas estrangeiros. Temos o dever de ter nossos profissionais bem capacitados e os estabelecimentos oferecendo o que há de melhor. Parabéns pelo trabalho que está sendo realizado pela ABIH Nacional. Aqui no estado, o Encatho – Encontro Catarinense de Hoteleiros, realizado pela ABIH-SC, que já está em sua 31ª edição movimenta a economia, qualifica os profissionais e gera negócios para as empresas de diversos setores”, concluiu Valdir.

Encatho & Exprotel 2018

Após os pronunciamentos, a Relações Públicas da ABIH-SC, Lara Perdigão, falou sobre a importância deste evento para a ABIH-SC. para os expositores, parceiros, associados e profissionais que estavam presentes. “Todos que estão aqui sabem da importância do associativismo e deste evento que é o maior símbolo para a hotelaria nacional. Obrigada presidente Manoel, por compartilhar todo projeto do evento. Com certeza, estamos aqui com a representatividade do trade de Santa Catarina para que a ABIH se sinta em casa. Estaremos juntos no CONOTEL, assim como, a ABIH estará na 31ª edição do Encatho & Exprotel”, finalizou Lara Perdigão.

 

Visita na sede da ABIH-SC

Antes do evento no CentroSul, o presidente Manoel Linhares visitou a sede da ABIH-SC e participou da reunião do Conselho Deliberativo da entidade. O presidente elogiou as dependências, a estrutura organizacional e a participação ativa dos hoteleiros catarinense, reforçando que o trabalho aqui desenvolvido pelo presidente Osmar José Vailatti é exemplar e repleto de sucesso. “Realmente os catarinense possuem uma entidade muito atuante, e isso muito nos orgulha também”, afirmou o presidente nacional.

Para acessar as fotos, confira no www.facebook.com/encathoexprotel

As equipes

Equipe da ABIH-SC que organiza o Encatho & Exprotel 2018 – liderada pelo diretor-presidente Osmar José Vailatti(D) com o presidente da ABIH Nacional, Manoel Linhares e a diretora da Equipotel,  Camila Moretti(E).

Evento prestigiado por autoridades do trade, imprensa, empresários, profissionais e fornecedores da cadeia produtiva do turismo.

Fotos Crédito: Jefferson Severino

Divulgação: Vânia Monteiro – VM Comunicação

Seguro na hotelaria e turismo

​O Cenário dos Seguros na Hotelaria

Seguro na Hotelaria por Otavio Novo 

A prática de contratação de seguros é conhecida e utilizada pela maioria das pessoas. Considerada uma das atividades econômicas mais antigas ainda em prática, a obtenção de apólices securitárias também faz parte das atividades de turismo e hospitalidade e, de modo geral, a maioria dos hotéis têm suas apólices vigentes.

Entretanto, uma pergunta importante para todos os hoteleiros é: essas apólices contratadas estão, realmente, protegendo os hotéis e suas atividades?

Com algumas exceções, normalmente, a realidade que encontramos nas operações hoteleiras são processos inadequados de cotação, definição de coberturas e contratação das apólices que, portanto, deixam de cumprir o objetivo de agregar a proteção devida aos negócios diante dos riscos variados a que estão expostos.

Desinformação

Esse contexto de desinformação, muitas vezes acompanhado do objetivo de uma economia imediata nos custos do prêmio dos seguros, constrói um cenário muito negativo para as empresas e profissionais das atividades hoteleiras.

A falta de conhecimento do tema seguros por parte de muitos hoteleiros e, ao mesmo tempo, de conhecimento das necessidades da atividade hoteleira por parte de corretores de seguros e seguradoras é regra, e com isso, as coberturas tem, em geral, uma tendência a serem mal definidas e na maioria das vezes, subestimadas.

A contratação de seguros com coberturas em desacordo aos riscos do negócio, cria diversas consequências indesejáveis: investimento num seguro com valor de indenização insuficiente, gastos indevidos diante de estimativas de riscos exageradas, riscos importantes sem cobertura em caso de sinistros, falsa sensação de proteção implicando na negligência às prevenções necessárias etc.

Tipos de Seguros na hotelaria

Vale lembrar que são diversos os tipos de seguros utilizados numa operação hoteleira. Os mais comuns são os seguros de: Responsabilidade Civil para a proteção em caso de danos causados pelo hotel e suas atividades à terceiros; Danos à Propriedade, para cobrir perdas a patrimônio inclusive, caso haja interrupção da operação; Riscos de Engenharia (por exemplo em caso de reformas); para danos causados por erros de gestores; para pagamento de sanções judiciais; para crimes cibernéticos, entre outros.

No entanto, além da definição do tipo de seguro a ser contratado, que deverá ser feita considerando as exigências legais, financeiras e o contexto de gestão de riscos da empresa, deverão ser analisadas a definição das coberturas diante dos riscos e vulnerabilidades, e, por último, os valores de cada cobertura para que, cumpram a função de gerar indenizações adequadas e o devido ressarcimento de perdas no decorrer da gestão dos negócios.

Fato é que por limitação de tempo ou de interesse, é dada pouca atenção ao tema seguros nas atividades hoteleiras.  E apesar dos gastos e contratações realizadas, as lacunas e descuidos nesse processo costumam causar surpresas desagradáveis e prejuízos para as administrações, acionistas e executivos.

Boa Notícia

A boa notícia é que, assim como em outras áreas, existem sinais de maior especialização também no tema seguros da hotelaria e turismo. Atualmente, começam a surgir profissionais da hotelaria e do setor securitário que visam o atendimento especializado aos hotéis, trazendo com isso mais equilíbrio entre a inteligência relacionada ao mundo do mercado securitário, e das atividades e necessidades específicas dos meios de hospedagem.

E isso é uma novidade. Afinal, o que normalmente existe é um abismo entre os conhecimentos do negócio que os hoteleiros possuem, e os conhecimentos das normas e soluções que as corretoras e seguradoras detém. E isso acontece, porque empresas de seguros, muitas vezes, tem os hotéis como contas menores nos seus portfólios, e, associada a pouca capacidade funcional de se aprofundar em temas específicos, acabam não tendo o foco que a hotelaria necessita.

Diante disso, se torna ainda mais importante que os gestores dos hotéis considerem o tema seguros como parte integrante da gestão de riscos do negócio. E assim, no processo de priorização dos riscos e criação dos procedimentos de prevenção e de gestão de crises, as situações de risco que não puderem ser eliminadas, sejam transferidas por intermédio da contratação de condições de seguros adequadas.

As boas e modernas práticas de gestão, estabelecem que cada gestor responsável pelos seguros do hotel revisite periodicamente o tema seguros, e providencie a análise das condições das apólices contratadas, verificando se estas possuem eficácia diante dos riscos a que suas operações estão expostas.

Mudança

Essa mudança de perspectiva é uma evolução no setor, mas que só será eficiente se realizada a seis mãos, contando com o olhar e a colaboração da gestão do hotel, da corretora de seguros e das seguradoras, interessados não apenas no relacionamento e na economia com os valores dos prêmios, mas também no compartilhamento de conhecimento para criação de soluções de gestão de riscos completas. Só assim, os bons e velhos seguros farão parte fundamental das novas tendências e exigências de proteção para esse mercado em plena e acelerada transformação.

 

Sobre Otavio Novo

Otavio Novo é profissional de Gestão de Riscos e Crises, com 17 anos de atuação em empresas líderes nos setores de serviços, educação e hospitalidade. Consultor e idealizador do projeto Novo8, mencionado pela ONU no IY TOURISM 2017.  Advogado e membro da comissão de Direito aplicado à hotelaria e turismo da OAB/SP. Durante 6 anos foi responsável pelo Departamento de Segurança e Riscos da Accor Hotels para cerca de 300 propriedades e 15 mil colaboradores em nove países da América Latina.

Em junho de 2018, Otavio Novo participa como um dos professores da segunda edição do Curso HRCM – Hotel Risks and Crisis Management (Gestão de Riscos e Crises na Hotelaria).

 

Contato

otavio@novo8.com.br

novo8.com.br

FONTE: HOTELIERNEWS