Posts

Escolha pela internet revela destinos preferidos no Brasil

Bonito (MS), Gramado (RS), Fernando de Noronha (PE), Rio de Janeiro (RJ) e Santa Catarina foram alguns dos destinos escolhidos pelos internautas no prêmio O Melhor de Viagem e TurismoEssa é a 18ª edição do prêmio que tem como objetivo prestigiar a indústria do turismo com a homenagem a 24 categorias distintas. De acordo com a organização do concurso, foram 2.621 votos de todas as regiões do Brasil, coletados entre 1 de outubro e 9 de dezembro de 2019.

O público também escolheu os melhores parques do país. O vencedor como melhor parque temático foi Beto Carrero World (Penha/SC), e como melhor parque aquático do Brasil, o Beach Park (Aquiraz/CE) foi o eleito. Além do reconhecimento por meio da premiação, o levantamento mostrou também que 67% do público faz uso de buscadores e comparadores de preços antes de comprar uma passagem, pacote ou reservar uma hospedagem. O número de quem fecha negócio pela internet é um pouco menor, 49%.

Bonito, eleito Melhor Destino de Ecoturismo, é um dos principais destinos de aventura e ecoturismo do país. Suas paisagens naturais, com rios próprios para mergulhos, grutas e cavernas oferecem condições para atividades de lazer aquático, passeios em trilhas, banhos em cachoeiras e modalidades de turismo de aventura. Em 2012, 242 mil turistas estiveram no município visitando as atrações.

Gramado (Melhor Destino de Inverno) possui infraestrutura turística que oferece excelência de seus hotéis, pousadas, restaurantes e cafés, além de mais de 50 espaços de entretenimento e lazer como parques e museus. Além das belezas naturais, a cidade organiza anualmente o Natal Luz, marcada por espetáculos musicais e teatrais, desfiles, paradas e concertos que transformam o município em um “grande sonho de Natal”. Milhões de turistas visitam o evento todos os anos.

Com uma população de cerca de 3 mil habitantes, Fernando de Noronha (Melhor Destino de Praia) foi declarado Patrimônio Natural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e Cultura (Unesco). Noronha é constituído de duas unidades de conservação federais (UCs): o Parque Nacional Marinho, mantido pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio); e a Área de Proteção Ambiental, administrada pelo Governo de Pernambuco.

O Rio de Janeiro (Melhor Cidade) é uma metrópole mundialmente conhecida por sua excepcional interação entre cultura e natureza e destino desejado pelos turistas do Brasil e do mundo. A intensa vida cultural e o centro histórico exuberante se unem à paisagem natural com muitos atrativos urbanos. São ícones do roteiro turístico carioca: a Floresta da Tijuca (considerada a maior mata urbana do mundo), as praias de Copacabana, Ipanema e Leblon, além do mundialmente famoso Pão de Açúcar com o vai-e-vem do seu Bondinho e o Corcovado com a estátua gigante do Cristo Redentor.

Santa Catarina (Melhor Estado) conta com 12 regiões turísticas no atual Mapa do Turismo Brasileiro. São elas: Caminho dos Canyons, Caminho dos Príncipes, Caminhos das Fronteiras, Caminhos do Alto Vale, Costa Verde & Mar, Encantos do Sul, Grande Florianópolis, Grande Oeste, Serra Catarinense, Vale das Águas, Vale do Contestado e Vale Europeu.

Alguns dos ganhadores do O Melhor de Viagem e Turismo:

Estado

Santa Cataria

Cidade

Rio de janeiro 

Destino de praia

Fernando de Noronha

Destino de inverno

Gramado

Destino de ecoturismo

Bonito

Parque Temático no Brasil

Beto Carrero World (Penha/SC)

Parque Aquático do Brasil

Beack Park (Aquiraz/CE)

Fonte: Ministério do Turismo

Destinos preparam a criação de distritos turísticos

 

Iniciativas vão ao encontro de proposta do Ministério do Turismo, que defende a implantação de áreas especiais de desenvolvimento do setor.

Reservar áreas específicas para a instalação de empreendimentos como hotéis, restaurantes e parques temáticos e atrair investimentos a partir de incentivos públicos. Estes são os objetivos da criação de distritos turísticos, ideia que avança em destinos nacionais a exemplo de Palmas, capital do Tocantins e porta de entrada das belezas do Jalapão, e Penha, cidade catarinense que abriga o famoso Beto Carrero World.

Em Palmas, uma lei municipal de 2018 prevê a implantação do espaço, que abrange 1.002 hectares entre a Serra do Lajeado e o Lago de Palmas. Ações como essas estão alinhadas aos novos projetos do Ministério do Turismo, que defende a adoção do modelo de áreas especiais de interesse turístico. Utilizada com sucesso em Cancún, no México, a modalidade envolve enquadramento tributário e licenciamento diferenciados.

Segundo o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro, o objetivo é estruturar pelo menos um local do gênero em cada um dos 26 estados e no Distrito Federal. “Essa é uma das nossas ações prioritárias para atrair investidores e dinamizar a oferta turística do país. Vamos estudar junto às equipes econômica e ambiental do governo a definição destas áreas, que vão contribuir com a geração de emprego e renda a partir do turismo”, adianta. O aproveitamento turístico de áreas da União está entre as 35 Metas Nacionais Prioritárias para os primeiros 100 dias de governo do presidente Jair Bolsonaro, anunciadas nesta quarta-feira (24) em coletiva de imprensa.

No caso de Palmas, a lei estabelece que o município deverá regulamentar o processo de captação e instalação de empresas. A prefeita Cinthia Ribeiro aposta em avanços no aproveitamento da vocação turística regional. “Palmas apresenta um enorme potencial para a área, com praias, cachoeiras, eventos, espaços públicos de convivência, além de ser portal para as demais atrações turísticas do estado”, justifica.

Já em Penha, a previsão é de que o distrito seja criado em área próxima ao Beto Carrero. O município já aprovou a redução do ISS sobre serviços de diversão, lazer, entretenimento e congêneres, de 5% para 3%, e agora prepara alterações no Plano Diretor da cidade, que devem ser discutidas a partir de fevereiro. Em seguida, a Prefeitura Municipal enviará à Câmara de Vereadores um projeto de lei prevendo a implantação do espaço.

O prefeito Aquiles da Costa cita vantagens do distrito. “Temos uma localização privilegiada, às margens da BR-101, uma das principais rodovias do país. Ficamos perto de dois aeroportos e dois portos. Sediamos o maior parque multitemático da América Latina e um dos maiores do mundo e possuímos patrimônio natural incalculável, com 19 belas praias, Mata Atlântica, trilhas ecológicas, ilhas, entre outras atrações”, enfatiza.

A cidade já conta com o Selo + Turismo do MTur, que garante prioridade na análise de um empréstimo de R$ 30 milhões, por meio do Prodetur + Turismo, para obras que vão dar suporte à criação do espaço. As intervenções incluem a instalação de um novo portal turístico na entrada da Rodovia Beto Carrero, a construção de um centro de eventos e de um mercado público municipal, entre outras.

23.01.2019 betocarrero RenatoSoares BancoMTur
Montanha russa do Beto Carrero World, parque temático próximo ao futuro distrito turístico de Penha (SC)

PROPOSTA – Tramita no Congresso Nacional um projeto de lei que prevê a criação de áreas especiais para desenvolvimento turístico. O texto estabelece regime jurídico próprio a locais do tipo, que vão dispor de benefícios tributários e administrativos. Os espaços precisam cumprir vários requisitos, como potencialidade turística e facilidade de acesso a portos e aeroportos internacionais.

Em Cancún, onde um modelo similar foi adotado, o turismo é responsável hoje pela injeção de mais de US$ 12 bilhões na economia mexicana. A região, com pouco mais de 20 quilômetros e que há 50 anos não possuía infraestrutura mínima, atraiu grandes resorts com a criação de políticas de incentivos econômicos e tributários, transformando o destino num caso de sucesso da modalidade.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Otimismo no setor de hospedagem no 2º semestre

Otimismo no setor de hospedagem no 2º semestre

 

Otimismo no setor de hospedagem no 2º semestre

O setor de hospedagem brasileiro deve iniciar recuperação neste segundo semestre de 2018. Essa é a expectativa do mercado, segundo uma pesquisa divulgada pelo Ministério do Turismo. Realizado em abril, o levantamento contou com a participação da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), de secretarias e órgãos estaduais de Turismo e de entidades representativas do setor.

De acordo com a pesquisa, 64,2% dos empreendimentos hoteleiros de todo o país declararam possibilidade de realizar investimentos nos próximos seis meses.

Outros dados demonstram o otimismo no setor da perspectiva dos estabelecimentos em relação aos destinos turísticos até o fim do ano: 30,9% apostam no aumento da rentabilidade do setor de turismo; 37,9% acreditam no crescimento da demanda pelo destino onde seus hotéis estão localizados e 32,2% acham que aumentarão os gastos dos turistas nas cidades que visitam.

Também para os próximos seis meses são esperados aumento de 40,9% no faturamento de empresas, crescimento de 17,1% no número de empregados e ainda ampliação de 39,7% na demanda de serviços ofertados.

A Pesquisa de Sondagem – Empresários do Setor Hoteleiro no Brasil ouviu 664 empreendimentos de todos os portes, dos quais 19% com mais de 100 quartos, para compreender as perspectivas dos empresários em relação ao desempenho de seus estabelecimentos e dos destinos onde estão inseridos. O levantamento avaliou questões como número de empregos, rentabilidade do setor de turismo, faturamento, demanda de serviços ofertados, demanda pelo destino, e gastos do turista no destino.

 

Fonte: FBH

The Art of Diplomacy: BraziIian Modernism Painted for War” exposta na sede da Embaixada

Embratur promove arte e cultura brasileira para trade britânico

“The Art of Diplomacy: BraziIian Modernism Painted for War” exposta na sede da Embaixada

“The Art of Diplomacy: BraziIian Modernism Painted for War” exposta na sede da Embaixada

 

Diversos destinos foram apresentados durante o seminário, que incluiu apresentação especial do premiado escritor e fotógrafo britânico Alex Robinson, autor do guia ‘Footprint Travel Guide – Brazil’

Um dos critérios que influencia a escolha do turista do Reino Unido em viagem ao Brasil é a oportunidade de vivenciar a cultura brasileira. De acordo com o perfil da Demanda Turística do Ministério do Turismo, 32,2% dos britânicos, que visitam o Brasil a Lazer, procuram o nicho cultural. Por isso, no último dia 7 de junho, o Instituto e a Embaixada do Brasil em Londres promoveram o seminário Art Tour in Brazil. O evento, realizado na sede da representação diplomática brasileira no país, contou com a participação de 62 representantes do trade e da imprensa britânica, além da equipe da Secretaria de Cultura e Turismo de Salvador.

Ao lado de Alex Robinson, escritor e fotógrafo de Londres, especialista em Brasil e detentor de prêmios por reportagens fotográficas de aventura e natureza, e da curadora de artes Clara Rocha, a representante do EBT Reino Unido apresentou destinos brasileiros que são ícones de arte no país. Os contemplados reúnem desde os sítios arqueológicos pré-históricos do Parque Nacional Serra da Capivara (PI), a arquitetura barroca de cidades coloniais como Salvador (BA), Ouro Preto e Congonhas do Campo (MG), até a arte brasileira contemporânea presente em Inhotim (MG) e no Instituto Ricardo Brennand, em Recife (PE), além do Museu de Arte (MASP) e a Pinacoteca do estado de São Paulo.

O seminário foi realizado paralelamente à exposição The Art of Diplomacy: BraziIian Modernism Painted for War, recriação de mostra de artistas modernistas brasileiros exibida na Royal Academy of Arts durante a II Guerra Mundial. A mostra ficará concentrada na Embaixada brasileira em Londres até o dia 22 de junho.

Segundo o coordenador-geral de Inteligência Competitiva e Mercadológica do Turismo, Alisson Andrade, a cultura brasileira está entre as principais preferências do turista britânico que viaja ao Brasil, dentro do segmento de Lazer. “Por esse motivo, a Embratur tem buscado, junto às secretarias estaduais de turismo, por exemplo, levar às suas promoções internacionais ações que divulgam a cultura brasileira como atrativo turístico”, destacou.

A arte brasileira, embora menos conhecida internacionalmente que outras expressões artísticas como a música e a dança, também é marcada por características únicas resultantes da miscigenação de estilos que deram origem à rica cultura do país. Entre os grandes expoentes, merecem destaque nomes como Aleijadinho, Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, Candido Portinari e Lasar Segall – os dois últimos, presentes na exposição que se encontra aberta ao público, na Embaixada.

 

Fonte: Embratur

Destinos para curtir o inverno pelo Brasil

Num país tropical e acostumado com o sol e o calor, o frio se transforma numa verdadeira atração turística. Temporada de baixas temperaturas vai até agosto e diversifica o turismo.

 

Oficialmente o inverno só começa no dia 21 de junho, mas as baixas temperaturas já permitem que os turistas vistam o casaco para curtir o friozinho das serras e de outros locais que oferecem atrativos naturais e festivais de música e gastronomia. Até agosto, os meses mais frios do ano movimentam os viajantes que curtem temperaturas amenas em várias regiões do Brasil.

No Sul e Sudeste são encontrados tradicionais destinos da estação. Bento Gonçalves, no Vale dos Vinhedos, a dobradinha formada por Gramado e Canela, na serra gaúcha; São Joaquim e suas vizinhas da neve, na serra catarinense; a trinca Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo, na região serrana do Rio de Janeiro e Campos do Jordão (SP), na Serra da Mantiqueira, são alguns deles.

A histórica Ouro Preto (MG) realiza entre os dias 6 e 22 julho, o 51º Festival de Inverno, um dos mais tradicionais do Brasil. A festa de Ouro Preto conta com shows e exposições nas ruas de casario colonial e igrejas barrocas, além da tradicional cozinha mineira. A estação termal de Poços de Caldas, também em Minas Gerais, é outro destino de inverno para quem gosta de relaxar nas águas quentes ou se aquecer nas noites com música e vinho. O Blues & Jazz Festival, entre os dias 19 e 22 de julho, terá como palco a Antiga Estação Ferroviária de Poços de Caldas com os tradicionais chocolates, queijos e vinhos.

Já a catarinense Joinville realiza seu 36ª Festival de Dança entre 17 e 28 de julho. O roteiro turístico integra dança, cerveja, gastronomia e arquitetura alemã. Em Blumenau, também de cultura europeia, o Festitalia, em julho, e Sabores de Santa Catarina, em agosto, são dois festivais dedicados à culinária durante o inverno, e seguem o clima do Internacional Beer Festival, no final de junho, para quem quiser antecipar o espírito da Oktoberfest, a maior de todas as festas do estado, que será realizada em outubro.

No Nordeste, onde as quatro estações do ano se confundem com o verão, também há destinos para se curtir o friozinho do inverno. Guaramiranga, no Maciço do Baturité, a 100 km de Fortaleza, tem uma agenda de eventos o ano inteiro. A temporada de inverno começa com os festejos juninos e continua com a virada cultural, mostra de teatro e shows folclóricos. A vizinha Pacotí encerra a temporada, em agosto, com o festival Café, Chocolate e Flores. O roteiro de clima ameno e paisagem singular na região serrana cearense tem atrativos históricos, culturais, de natureza e aventura.

O turista que gosta de fugir do óbvio também poderá subir as serras de Gravatá e Garanhuns, em Pernambuco, e se deliciar com o clima frio e atrações quentes nas noites do inverno pernambucano. Em sua 28ª edição, o Festival de Inverno de Garanhuns, de 19 a 28 de julho, é considerado um dos principais eventos culturais de Pernambuco e atrai turistas de todo o Brasil. Já no Centro Oeste, Bonito (MS) também é um dos paraísos de inverno para quem busca temperaturas amenas em contato com a natureza, além de poder nadar com os peixes nos rios e piscinas naturais. A serra do Tepequém (RR), a 200 km de Boa Vista, está entre os destinos mais frios da região Norte.

Banhos de cachoeiras e cavalgadas são alguns dos programas favoritos dos turistas que visitam Penedo (RJ), além de queijos e vinhos com um toque nórdico são as principais características da antiga colônia finlandesa. O turismo romântico também faz parte dos dias frios de Visconde de Mauá (RJ) e Monte Verde (MG), ambas na Serra da Mantiqueira. Entre as capitais, Curitiba (PR) é uma das mais frias e oferece atrações como parques urbanos, atividades culturais e gastronomia diversificada. A descida da Serra do Mar de trem até a histórica Morretes para degustar o barreado, prato típico local, é um dos programas de inverno favoritos de quem visita Curitiba.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Leia também: Ministro Lummertz vem a Santa Catarina divulgar o Prodetur+Turismo