Posts

Higienização e segurança no turismo – Conversa interativa ao vivo

O ponto focal da retomada das atividades está sendo a preocupação com os processos de higienização. Neste sentido, apresentamos a live que acontecerá dia 08 de Maio (sexta-feira), às 10:30 da manhã com a diretora de Diretora de Hospedagem e A&B da ABIH-SC, Carla Costa.

Segundo, Carla, a abordagem principal será em torno dos processos e da complexidade da higienização como fator de segurança na hotelaria, gastronomia e no turismo.

Assista a conversa interativa ao vivo e participe com perguntas. É grátis, porém com vagas limitadas.

CLIQUE AQUI PARA REALIZAR SUA INSCRIÇÃO

O Foco em Governança Hoteleira com o covid 19

Alguns lembretes essenciais:

  • Camareiras e serviços gerais sempre com uniforme limpo (nunca usar o mesmo do dia anterior);
  • Preocupação com EPIs (considera se Uniforme, sapato de proteção, touca (descartável), avental (descartável), luvas, máscara NR 95, óculos de acrílico;
  • Álcool gel no carrinho;
  • Utilizar produtos químicos profissionais a base de peróxido de hidrogênio e hipoclorito de sódio;
  • Retirar todos os itens do apto com luvas e colocar o banheiro de molho;
  • Iniciar a higienização aérea e posteriormente aspirar e esfregar o banheiro e retirar os excessos de produto com água em abundância;
  • Após higienização dos móveis vestir a cama com luvas trocadas, repor itens de amenidades e fechar a Uh.

Preferivelmente retirar o máximo de itens das UHs que são porosos e/ou de tecido absorvente, prevalecendo o máximo possível de superfícies e itens laváveis.

HIGIENE X LIMPEZA

Processo de Higiene se define em 4 eixos principais:

  • 25% Químico
  • 25% tempo
  • 25% temperatura
  • 25% equipamento/operador do equipamento

Neste momento toda atenção com a Equipe de higienização será de extrema importância:

Observando o perfil profissional que deve ter capacidade de seguir orientações constantes, habilidade de reagir com perguntas e respostas de clientes sobre os métodos de higiene que estão sendo utilizados, descrição total e bom senso para falar sobre situações inusitadas e levar isso a liderança diretamente, capacidade de ler e preencher relatórios de controle, responsabilidade e sensilbilidade para lidar com esse momento que estamos vivendo!

Os treinamentos deverão ser constantes:

Com muito foco em higiene profissional e pessoal, riscos sobre o ambiente de trabalho e o que pode ser deixado de ser feito, exigência constante de EPIs e EPCs…

Enfim, o trabalho da Governança Hoteleira será percebido em cada detalhe! E cada vez mais será visualizado como sua importância merece!

Viva a hospitalidade!

Carla Costa

Diretora de Hospedagem e A&B – ABIH-SC

Treinamento Operacional para Camareiras e Serviços Gerais de Meios de Hospedagem

         

Descrição

O Setor de Hospedagem precisa estar ciente de todo o fluxo operacional de higienização do hotel, tudo isto funcionar bem, são requisitos básicos, treinamento, planejamento diário, semanal, mensal e anual, logística, organização, metodologia e boa administração de pessoal. E é claro, saber lidar com o público e estar preparado para isso.

Tipo: Área complementar

Modalidade: Presencial

Duração: 08 Horas

Instrutora: Carla Cabral Costa

Público Alvo: Profissionais que atuam em departamentos de governança e que buscam aperfeiçoamento ou aqueles que já atuam no ramo de hotelaria e queiram ingressar na área de higiene e conservação de governança hoteleira.

Objetivo: Capacitar o profissional para higienização de departamentos e áreas comuns de meios de hospedagem, garantindo que a execução das atividades ocorram em sintonia e proporcionem a integração com os diferentes departamentos, para oferecer o melhor serviço ao clientes interno e externo, respeitando as preferências dos clientes e os padrões estabelecidos pela organização.

Conteúdo Programático:

  • Atividades diárias do departamento de governança e relacionamento interdepartamental;
  • Relacionamento com outros setores e seus impactos;
  • Atividades diárias do departamento de governança, estabelecendo os fluxos de trabalho e organizando as equipes em relação às tarefas e às escalas de serviço, respeitando a legislação trabalhista e de segurança do trabalho vigentes e as normas e procedimentos da organização.
  • Prática de higienização in loco, tipos de superfície, tipos de materiais e produtos..