Posts

Brasil alcança marca de 130 mil prestadores de serviços turísticos regularizados

Na semana em que se comemora o Dia Mundial do Turismo (27.09), o setor alcança uma importante conquista no país: o Brasil atingiu a marca de mais de 130 mil prestadores de serviços turísticos regularizados no Cadastur, o cadastro nacional do Ministério do Turismo que reúne empresas e profissionais do ramo. O número configura um recorde de registros, representando um aumento de mais de 100% em relação a 2017.

“Este é um reflexo dos nossos esforços em conscientizar o setor da importância da regularização dos serviços turísticos. No atual momento em que vivemos, com o avanço da vacinação e a retomada pulsante das atividades, precisamos cada vez mais de um turismo seguro e qualificado. Isso é essencial para colocar o Brasil no topo das nações referências em turismo no mundo pós-pandemia”, destacou o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

As atividades com o maior número de cadastros são agências de turismo (32.360), guias de turismo (27.156), restaurantes, bares e similares (18.577), meios de hospedagem (15.594) e transportadoras turísticas (13.736).

Já entre os estados com mais prestadores regularizados, São Paulo ocupa o primeiro lugar (27.721), seguido do Rio de Janeiro (20.073), Minas Gerais (11.083) e do Rio Grande do Sul (8.548).

O registro no Cadastur é obrigatório para guias de turismo, acampamentos turísticos, agências de turismo, meios de hospedagem, organizadoras de eventos, parques temáticos e transportadoras turísticas. O cadastro tem validade de dois anos, no caso de pessoas jurídicas, e de cinco anos, para guias de turismo.

Também podem se cadastrar, de maneira opcional, as seguintes atividades: casas de espetáculos; centros de convenções; empreendimentos de entretenimento e lazer e parques aquáticos; empreendimentos de apoio ao turismo náutico ou à pesca desportiva; locadoras de veículos para turistas; prestadoras de serviços de infraestrutura para eventos; prestadoras especializadas em segmentos turísticos e restaurantes, cafeterias, bares e similares.

COMO SE CADASTRAR –

BENEFÍCIOS – Além de ser uma importante fonte de consulta para os turistas, o Cadastur também garante diversas vantagens e oportunidades aos cadastrados, como acesso a financiamentos; oportunidades de qualificação exclusivas; apoio em eventos, feiras e ações do Ministério do Turismo; incentivo à participação em programas e projetos do governo federal e visibilidade nos sites do MTur e do Cadastur.

Entre os programas exclusivos para os prestadores regulares no Cadastur está o Selo “Turismo Responsável, Limpo e Seguro”. Até agora, mais de 29 mil estabelecimentos e guias de turismo já aderiram ao selo. “O selo é um diferencial para os prestadores de serviços turísticos, um símbolo do compromisso assumido por eles em adotar medidas que protejam turistas e trabalhadores do setor”, explicou o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França.

Saiba mais sobre o Selo Turismo Responsável e como aderir à iniciativa AQUI.

Os prestadores de serviços turísticos que fazem parte do Cadastur também dispõem de uma linha de crédito especial, por meio do Fundo Geral de Turismo (Fungetur). O Fungetur possui como principais diferenciais as taxas, que são pré-definidas e menores que as comumente praticadas no mercado, e a possibilidade de utilização para capital de giro, a aquisição de bens (máquinas e equipamentos) e a realização de obras (implantação, modernização, ampliação ou reforma). Após a emissão do certificado do Cadastur, o empresário pode se dirigir a um agente financeiro credenciado para solicitar o crédito.

Saiba mais sobre o Fungetur e quais são os bancos credenciados AQUI.

As vantagens do cadastro também se aplicam ao campo da qualificação. Os guias de turismo regulares no Cadastur têm acesso a cursos exclusivos, ofertados periodicamente pelo Ministério do Turismo em parceria com instituições de ensino de todo o Brasil.

Clique AQUI e conheça os principais programas do Ministério do Turismo.

Além de todos estes benefícios, algumas atividades turísticas só poderão ter acesso ao Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse) se estiverem inscritas no Cadastur, como estabelece a Portaria n° 7.163/2021 do Ministério da Economia. É o caso de empresas de realização ou comercialização de congressos, eventos esportivos, feiras de negócios, shows, festas, casas de eventos e hotelaria em geral, entre outros. A Lei nº 14.148/2021, que cria o Perse, foi sancionada em maio deste ano pelo presidente Jair Bolsonaro, para apoiar o setor de eventos e turismo diante dos impactos da pandemia.

Por Vanessa Castro

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

Fonte: Mtur

Brasil está entre os três países onde população mais deseja viajar em 2021

O período de restrição nos deslocamentos imposto no último ano tornou o sonho de viajar ainda mais vivo no coração dos brasileiros. É o que mostra uma pesquisa realizada pela plataforma de reservas Booking.com. Segundo o levantamento, para 63% dos entrevistados no país, viajar tornou-se ainda mais importante agora do que antes da pandemia de Covid-19.

Os dados também revelam que 3 em cada 4 brasileiros estão ansiosos para realizar a próxima viagem, o que coloca o Brasil no terceiro lugar no ranking dos países que mais desejam viajar em 2021, ficando empatado com a Índia e atrás apenas de Israel e Vietnã.

O estudo constatou ainda que 18% dos brasileiros planejam comprar vouchers de viagem para utilizar com a família e amigos e 20% pretendem remarcar seus roteiros utilizando crédito de viagens canceladas em vez de pedir reembolso. Além disso, 42% planejam escolher destinos menos frequentados, 27% querem reservar acomodações independentes e 16% buscariam acomodações em sua própria cidade, ou próxima a ela, para apoiar o comércio local.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, destacou que o resultado positivo da pesquisa reforça as ações realizadas pelo MTur no sentido de fomentar o turismo doméstico e a remarcação de viagens.

“Estes dados são animadores e só reforçam que o nosso trabalho vem surtindo efeito. Desde o início da pandemia criamos ações de regulamentação e conscientização para reagendamento de viagens e estímulo ao turismo doméstico, como a campanha ‘Não cancele, remarque’ – que já está em sua segunda edição. Elas se somam a outras ações que buscaram proteger os setores do turismo e da cultura, garantindo, ao mesmo tempo, os direitos dos consumidores e impedindo a falência em massa das empresas e, com isso, a preservação de milhares de empregos”, ressaltou o ministro.

Outra pesquisa da Booking.com aponta que 62% dos parceiros de acomodação da plataforma ao redor do mundo esperam ver um aumento no interesse por viagens em 2021 e quase 70% dos meios de hospedagem entrevistados aumentaram as medidas de saúde e segurança, além de terem aprimorado os processos de limpeza em suas propriedades.

“Esta é uma tendência global. Os turistas estão mais preocupados com a biossegurança e vão procurar estabelecimentos de turismo que atendam a protocolos rígidos de prevenção da Covid-19. Por isso sempre reforçamos a importância de os prestadores de serviços turísticos aderirem ao Selo Turismo Responsável, uma iniciativa do Ministério do Turismo que reúne boas práticas sanitárias”, frisou o ministro Gilson Machado Neto.

SELO TURISMO RESPONSÁVEL – O Selo “Turismo Responsável, Limpo e Seguro” foi criado pelo Ministério do Turismo há um ano em resposta à pandemia de Covid-19. A iniciativa esteve entre as primeiras a serem implementadas em todo o mundo no âmbito de protocolos de biossegurança e ganhou, inclusive, reconhecimento internacional.

Até agora, 28.272 empreendimentos e guias de turismo de todo o país assumiram o compromisso de adotar ações que protejam turistas e trabalhadores do setor contra a Covid-19 durante suas atividades.

Clique AQUI e faça sua adesão ao Selo.

fONTE: Mtur

Ministério do Turismo prepara ações contra exploração de crianças e adolescentes no turismo

Ministério do Turismo prepara ações contra exploração de crianças e adolescentes no turismo

Brasil terá novas ações para auxiliar os empreendimentos turísticos no combate ao abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes no país. O Ministério do Turismo anunciou nesta terça-feira (18.05), Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, que está preparando uma série de medidas para orientar o setor no combate contra este crime. As ações compreendem a atualização de publicações, capacitações e promoção do Código de Conduta Brasil, desenvolvido entre a Pasta e o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, destacou a necessidade da realização de ações como essas para a proteção de nossas crianças e adolescentes em todos os destinos turísticos do país. “Temos que unir todas as forças para coibirmos este tipo de crime do nosso Brasil. No Turismo não poderia ser diferente, e espero que possamos contar com todas as empresas e prestadores de serviços turísticos para juntos enfrentarmos esse mal”, concluiu o ministro. 

Para atingir o objetivo de erradicar a exploração sexual de crianças e adolescentes no turismo, foi criado Código de Conduta Brasil, pela Portaria Interministerial nº 272, de 26 de agosto de 2019, disponível no site http://www.codigodeconduta.turismo.gov.br.

O objetivo é que o teor do Código de Conduta seja amplamente conhecido pelos brasileiros. Em especial, pelo setor de turismo que deve atuar com ética, responsabilidade social, respeito a legislação vigente no país. A intenção é que os gestores e funcionários dos diversos estabelecimentos e atrativos turísticos do país sejam também atores para coibir este crime e que saibam orientar corretamente quanto ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Dados do Disque 100 mostram que o país já registrou mais de 6 mil denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes em 2021. As informações são referentes ao período de 1º de janeiro a 12 de maio deste ano. As denúncias relacionadas à violência sexual estão presentes em 17,5% das cerca de 35 mil denúncias de violência contra crianças e adolescentes no período.

DISQUE 100 – O Disque 100 e o Ligue 180 são serviços gratuitos para denúncias de violações de direitos humanos e de violência contra a mulher, respectivamente. Qualquer pessoa pode fazer uma denúncia pelos serviços, que funcionam 24h por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. Além de cadastrar e encaminhar os casos aos órgãos competentes, a Ouvidoria recebe reclamações, sugestões ou elogios sobre o funcionamento dos serviços de atendimento.

CÓDIGO DE CONDUTA – O Código de Conduta é um instrumento de compromisso, de livre adesão, que tem como objetivo orientar e estabelecer padrões de comportamento ético de empresas e prestadores de serviços turísticos, seus funcionários e colaboradores, que trabalhem direta ou indiretamente no contexto do turismo para que, no desempenho de suas atividades, adotem ações de prevenção e enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes (ESCA).

O documento é uma declaração formal, que expressa comportamentos éticos e morais, por meio de ações de prevenção e enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes, destinado a empresas e prestadores de serviços turísticos que optarem por sua adesão.

Fonte: Mtur

Governo do Estado de SC

SC o segundo lugar em competitividade entre os Estados do Brasil.

 É de SC o segundo lugar em competitividade entre os Estados do Brasil. Além disso, #SantaCatarina garantiu indicadores acima da média dos registrados por países da OCDE, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, assegurando o recebimento do prêmio Excelência em Competitividade na categoria Destaque Internacional.

Indicadores

📈 Entre os indicadores gerais considerados na pesquisa, que consiste em comparações com outros estados, SC liderou nos pilares de sustentabilidade social, segurança pública e eficiência da máquina pública com nota 100.

✅ O Ranking de Competitividade dos Estados 2020, realizado pelo Centro de Liderança Pública (CLP), confirma a essência do catarinense, que luta e se reinventa em meio às adversidades.

Fonte: Governo do Estado de SC

Leia também: Osmar Vailatti fala sobre o controle das atividades que envolvem o setor de turismo e hotelaria

mTUR - Hoteis abertos

91% dos hotéis de rede do Brasil estão abertos, aponta pesquisa

Um estudo recente realizado pelo Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB) aponta que a oferta nacional de meios de hospedagem se aproxima da normalidade pré-pandemia. Segundo o levantamento, 91% dos hotéis das 64 redes entrevistadas até domingo (18.10) estão abertos, o que representa 127.593 quartos disponíveis para receber turistas em todo o país.

Dentre as cidades com maior índice de operação estão Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC) e Brasília (DF) que apresentam 100% das redes em funcionamento, além de Campinas (SP), com 97,8%; Manaus (AM), 93,4%; São Paulo (SP), 91,6%; e Curitiba (PR), que registrou 90,1%. A pesquisa também aponta alto índice de reabertura em Vitória (ES), com 88%; Salvador (BA), 84,3%; Belo Horizonte (BH), 84,1%; e Rio de Janeiro (RJ), com 76,5%. Dos estabelecimentos que ainda estão fechados, 45% pretendem reabrir ainda este ano e cerca de 20% deles em outubro.

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, vê o resultado do levantamento com otimismo e reforça a importância de uma reabertura segura, seguindo os protocolos sanitários estabelecidos pela Pasta em parceria com a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). “Neste ritmo, podemos esperar que a retomada siga com foco na temporada de verão. E, para oferecer um serviço seguro aos turistas e funcionários, os estabelecimentos devem seguir todas as medidas de biossegurança, como as estabelecidas pelo Selo Turismo Responsável do Ministério do Turismo”, ressaltou o ministro.

SELO TURISMO RESPONSÁVEL – Lançado em junho, o selo “Turismo Responsável – Limpo e Seguro”, disponibilizado pelo Ministério do Turismo, busca auxiliar a retomada de atividades do setor seguindo requisitos de biossegurança. (Acesse aqui) O órgão publicou protocolos sanitários recomendados a 15 segmentos que integram o Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), além de um conjunto de orientações a visitantes. Atualmente, o certificado já foi emitido por mais de 22,9 mil estabelecimentos turísticos do país.

Fonte: Ministério do Turismo

Floripa Airport é o melhor do Brasil na categoria até 5 milhões de passageiros

Inaugurado no ano passado, o novo Aeroporto Internacional de Florianópolis foi o melhor avaliado pelos usuários, na categoria de até 5 milhões de passageiros ano, de acordo com a Pesquisa de Satisfação do Passageiro, da Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) do Ministério da Infraestrutura, divulgada nesta quinta-feira, 6, na Capital. No ranking geral de satisfação, o aeroporto de Florianópolis teve a segunda melhor nota: 4,78 numa escala que vai de 1 a 5. A pesquisa leva em conta o último trimestre de 2019.

A presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Flavia Didomenico, comemorou o fato de o anúncio ser feito em Florianópolis. “Receber esta ótima notícia e aqui em Florianópolis é uma grande honra. Além do mais, reflete a consolidação do trabalho que vem sendo realizado. O Floripa Airport trouxe, não apenas um modelo eficiente de gestão, mas uma gestão que promove a aproximação entre o poder público e a iniciativa privada, o que é essencial para que o turismo se desenvolva”, disse.

O novo aeroporto da capital catarinense teve a maior evolução percentual, na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior: +22,5% na percepção de melhora. Saltou da última colocação (nota 3,9), em 2018, para o primeiro lugar na categoria, obtendo nota 4,78. Campinas/SP (Viracopos) e Brasília/DF também foram considerados os melhores do país em suas respectivas categorias – de 5 a 15 milhões e acima de 15 milhões.

Os 20 principais aeroportos brasileiros, que respondem por 87% do total de passageiros transportados no Brasil, tiveram 94% de aprovação entre outubro e dezembro de 2019. Na comparação com o 4º trimestre de 2018, o índice de satisfação geral passou de 4,39 para 4,49, numa escala que vai de 1 (“muito ruim”) a 5 (“muito bom”). Foi a maior nota média já registrada na série histórica da pesquisa da SAC, iniciada em 2013. 

Em relação aos outros 37 indicadores avaliados, a “cordialidade e prestatividade dos funcionários do check-in”, na média geral dos 20 aeroportos, foi o que obteve maior nota média (4,72). Já o “custo-benefício dos produtos de lanchonetes/restaurantes” registrou a menor nota (3,0).

Todos os cinco grupos de indicadores tiveram evolução na média geral, na comparação com o mesmo período do ano anterior: “infraestrutura aeroportuária” (+1,6%), “facilidades ao passageiro” (+2,1%), “órgãos públicos” (+0,2%), “companhias aéreas” (+0,6%) e “transporte público” (+1,6%). No agrupamento “infraestrutura aeroportuária”, 15 dos 16 itens avaliados obtiveram notas acima de 4 (“bom”) e 12 indicadores tiveram suas maiores médias históricas nesse trimestre. 

Para o secretário nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann, os resultados mostram que o país vem alcançando nível de excelência na infraestrutura, nos serviços e na operação dos aeroportos. “As futuras concessões certamente vão continuar transformando para a melhor os aeroportos brasileiros, com investimentos privados de mais de R$ 10 bilhões nos próximos anos”, afirmou Glanzmann.

Fonte: Santur

Escolha pela internet revela destinos preferidos no Brasil

Bonito (MS), Gramado (RS), Fernando de Noronha (PE), Rio de Janeiro (RJ) e Santa Catarina foram alguns dos destinos escolhidos pelos internautas no prêmio O Melhor de Viagem e TurismoEssa é a 18ª edição do prêmio que tem como objetivo prestigiar a indústria do turismo com a homenagem a 24 categorias distintas. De acordo com a organização do concurso, foram 2.621 votos de todas as regiões do Brasil, coletados entre 1 de outubro e 9 de dezembro de 2019.

O público também escolheu os melhores parques do país. O vencedor como melhor parque temático foi Beto Carrero World (Penha/SC), e como melhor parque aquático do Brasil, o Beach Park (Aquiraz/CE) foi o eleito. Além do reconhecimento por meio da premiação, o levantamento mostrou também que 67% do público faz uso de buscadores e comparadores de preços antes de comprar uma passagem, pacote ou reservar uma hospedagem. O número de quem fecha negócio pela internet é um pouco menor, 49%.

Bonito, eleito Melhor Destino de Ecoturismo, é um dos principais destinos de aventura e ecoturismo do país. Suas paisagens naturais, com rios próprios para mergulhos, grutas e cavernas oferecem condições para atividades de lazer aquático, passeios em trilhas, banhos em cachoeiras e modalidades de turismo de aventura. Em 2012, 242 mil turistas estiveram no município visitando as atrações.

Gramado (Melhor Destino de Inverno) possui infraestrutura turística que oferece excelência de seus hotéis, pousadas, restaurantes e cafés, além de mais de 50 espaços de entretenimento e lazer como parques e museus. Além das belezas naturais, a cidade organiza anualmente o Natal Luz, marcada por espetáculos musicais e teatrais, desfiles, paradas e concertos que transformam o município em um “grande sonho de Natal”. Milhões de turistas visitam o evento todos os anos.

Com uma população de cerca de 3 mil habitantes, Fernando de Noronha (Melhor Destino de Praia) foi declarado Patrimônio Natural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e Cultura (Unesco). Noronha é constituído de duas unidades de conservação federais (UCs): o Parque Nacional Marinho, mantido pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio); e a Área de Proteção Ambiental, administrada pelo Governo de Pernambuco.

O Rio de Janeiro (Melhor Cidade) é uma metrópole mundialmente conhecida por sua excepcional interação entre cultura e natureza e destino desejado pelos turistas do Brasil e do mundo. A intensa vida cultural e o centro histórico exuberante se unem à paisagem natural com muitos atrativos urbanos. São ícones do roteiro turístico carioca: a Floresta da Tijuca (considerada a maior mata urbana do mundo), as praias de Copacabana, Ipanema e Leblon, além do mundialmente famoso Pão de Açúcar com o vai-e-vem do seu Bondinho e o Corcovado com a estátua gigante do Cristo Redentor.

Santa Catarina (Melhor Estado) conta com 12 regiões turísticas no atual Mapa do Turismo Brasileiro. São elas: Caminho dos Canyons, Caminho dos Príncipes, Caminhos das Fronteiras, Caminhos do Alto Vale, Costa Verde & Mar, Encantos do Sul, Grande Florianópolis, Grande Oeste, Serra Catarinense, Vale das Águas, Vale do Contestado e Vale Europeu.

Alguns dos ganhadores do O Melhor de Viagem e Turismo:

Estado

Santa Cataria

Cidade

Rio de janeiro 

Destino de praia

Fernando de Noronha

Destino de inverno

Gramado

Destino de ecoturismo

Bonito

Parque Temático no Brasil

Beto Carrero World (Penha/SC)

Parque Aquático do Brasil

Beack Park (Aquiraz/CE)

Fonte: Ministério do Turismo

Brasil registra 27% de crescimento nas buscas globais por viagens para 2020

O Brasil está entre os três principais destinos emergentes do mundo para 2020. É o que aponta o relatório global Tendências de Viagens 2020 do Skyscanner, líder mundial em viagens. O país registrou 27% de crescimento nas buscas globais no comparativo para o próximo ano em comparação com a procura registrada para 2019. Ainda reforçando a popularização do Brasil para viagens em 2020, São Paulo aparece em sexto lugar na lista de destinos emergentes elaborada pelos Estados Unidos, tendo como foco a gastronomia local da cidade.

O Brasil também é uma das principais opções de destinos em 2020 para os viajantes brasileiros. Juazeiro do Norte registrou o maior crescimento nas buscas, com 62%, seguido de Caxias do Sul, com 57%, Petrolina, com 53%, João Pessoa (48%) e Macapá (38%). O Skyscanner também analisou os locais mais populares nas pesquisas dos brasileiros. São Paulo e Rio de Janeiro seguem na liderança. No entanto, em 2019, nenhum destino nos Estados Unidos aparece entre os top 10 (Em 2018, Miami e Nova York estavam na lista). Lisboa permanece em terceiro lugar e é o único europeu na lista. Já Buenos Aires é a novidade neste ano. A região Nordeste continua liderando com três cidades (Salvador, Recife e Fortaleza) e Brasília, Porto Alegre e Belo Horizonte fecham o ranking. 

Os dados são baseados em pesquisas e reservas no site e aplicativo do Skyscanner em todo o mundo. Os dados foram levantados por meio da ferramenta Travel Insight, que analisa o comportamento de 100 milhões de usuários do Skyscanner, todos os meses. A escolha dos destinos emergentes para o próximo ano é baseada no período de 2018 a 2019.

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, comemorou os dados positivos e destacou a importância das medidas adotadas pelo governo federal para fomentar o interesse no destino Brasil. “Nosso país tem um grande potencial turístico, mas que ainda precisa ser conhecido pelo mundo. Por isso, propusemos a isenção de vistos para países estratégicos, abrimos o mercado para aéreas estrangeiras e buscamos fortalecer a Embratur para a divulgação do Brasil no exterior, entre outras ações”, disse. “Além disso, também estamos trabalhando para que, até 2022, os brasileiros que fazem turismo dentro do país passem de 60 milhões para 100 milhões”, concluiu.

Para o diretor de Pesquisa e Desenvolvimento do Skyscanner, Juliano Lopez, essa edição do estudo traz uma visão bem robusta de tendências, além da análise dos destinos mais procurados nos últimos 12 meses. “Esse é um fator importante, pois, como líder em viagens, queremos proporcionar ao viajante uma experiência completa, indicando lugares diferentes, que possam contribuir para uma viagem não só de turismo como de conhecimento”, afirmou.

Fonte: Ministério do Turismo

Brasil emplaca finalista em concurso mundial de startups de turismo e gastronomia

 

1º Concurso Global Startups de Turismo Gastronômico, realizado pela OMT, tem a brasileira Dinneer.com entre os 20 projetos selecionados.

A startup Dinneer.com é a única representante brasileira selecionada entre os 20 finalistas do 1º Concurso Global Startup de Turismo Gastronômico, realizado pela Organização Mundial do Turismo (OMT). O certame internacional registrou mais de 300 inscritos de 84 países, que foram avaliados por especialistas do setor de Viagens e Turismo.

A proposta da Dinneer.com é conectar pessoas em busca de experiências gastronômicas únicas, colocando à disposição, em uma plataforma online, 4 mil anfitriões apaixonados pela arte de cozinhar e de bem receber em 49 países – no Brasil, a iniciativa já chega a cerca de 300 cidades. Eles abrem as portas de suas casas para recepcionar pessoas que querem mais que um bom jantar ou uma refeição. O projeto passa, agora, para o rol dos que contribuem à inovação no turismo gastronômico no mundo.

O conceito de economia compartilhada está em alta no setor, seguindo uma tendência mundial. O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, destaca a importância da gastronomia como ativo do turismo brasileiro. “Esse reconhecimento global revela a importância do empreendedorismo no turismo e estimula a inovação, trazendo soluções criativas para o setor. Mostra também que o turismo contribui para o desenvolvimento sustentável da economia, oferecendo experiências culturais ímpares, como a ideia de compartilhar um jantar, um piquenique ou um momento de gastronomia regional com anfitriões que têm o bem receber no DNA”, avalia.

A gastronomia brasileira é aprovada por 95% dos estrangeiros que visitam o país, segundo pesquisa de satisfação do turista estrangeiro realizada pelo Ministério do Turismo. “É um segmento dinâmico e criativo. Além de diversificar a oferta turística, a gastronomia é um diferencial competitivo, que promove os destinos e desenvolve a economia regional”, acrescenta.

Natural de Campo Grande (MS), o criador da plataforma online, Flávio Estevam, iniciou a startup em 2015 com objetivo de unir pessoas que amam cozinhar e receber visitas em casa. Aí estão também turistas à procura de experiências gastronômicas regionais e com a cara do Brasil.

Ele ressalta que um dos diferenciais do turismo do país é a gastronomia e que espera inspirar outros projetos que ajudem o Brasil a decolar no setor de Viagens. “Esse negócio nasceu no Brasil e pode ser até um exemplo para outros empreendedores criarem outras soluções de turismo que promovam impacto nacionalmente”, disse o idealizador que aproxima turistas e a cultura local através da gastronomia.

Além da possibilidade de jantar na casa de um morador local, existem milhares de brasileiros morando no exterior e promovendo a culinária brasileira lá fora. A plataforma tem também, por exemplo, baianos em São Paulo, mineiros em Alagoas, gaúchos no Rio de Janeiro e paraenses em Santa Catarina. Todos eles fazem de suas casas verdadeiras embaixadas gastronômicas regionais, onde revelam seus costumes, hábitos e valores culturais de seus estados de origem.

O personal chef Fábio Marques, de Brasília, é um dos anfitriões do Dinneer.com. Engenheiro de formação, mudou a rota da carreira durante um intercâmbio no exterior, e de lá pra cá se apaixonou pelo caminho da culinária. “É muito bom receber turistas que colocam a minha cozinha na rota deles”, comemora.

29.04.2019 chef fabio
Chef Fábio Marques, de Brasília, está entre os anfitriões da plataforma. Na foto, ele prepara jantar tipicamente mineiro, que inclui pão de queijo recheado com carne suína. Crédito: Divulgação/MTur

 

SOBRE O CONCURSO – Participaram do concurso internacional startups de países de culinária renomada como Japão, Espanha, Israel, Itália, Singapura, Tailândia, Colômbia, República Checa, Ilhas Maurício e Líbano. O vencedor será anunciado no 5º Fórum Mundial de Turismo Gastronômico, de 2 a 3 de maio, em San Sebastián, na Espanha. O concurso da OMT é realizado em parceria com o Centro Culinário Basco.

A premiação é direcionada para o reconhecimento de soluções e novas tecnologias que integrem turismo e gastronomia, além de projetos de desenvolvimento do turismo baseados na comunidade. São iniciativas de software e projetos de sustentabilidade, voltados para a inovação, contribuindo para o avanço dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU). Para a ONU, o turismo é uma das alternativas para redução da pobreza no mundo.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Itajaí Será a Única Parada do Sul do Brasil para Embarque e Desembarque da MSC

 

MSC Preziosa

Itajaí será a única cidade do Sul do Brasil para embarque e desembarque no cruzeiro MSC Sinfonia. O anúncio inédito foi feito nesta segunda-feira (11), em São Paulo, após dois anos de negociações da Secretaria Municipal de Turismo para reinserir o município na rota dos cruzeiros. A novidade inicia na próxima temporada, em dezembro, com destino ao Uruguai e Argentina.

Pela primeira vez Itajaí irá operar com a MSC, a maior empresa privada de cruzeiros do mundo. De acordo com o secretário municipal de Turismo, Evandro Neiva, já foram confirmadas 13 escalas do sofisticado MSC Sinfonia na cidade na temporada 2019/2020. “Nós assumimos esse desafio de resgatar, fortalecer e ampliar essa importante atividade turística em Itajaí. Temos um grande projeto para construção de um novo terminal de cruzeiros e estamos muito felizes que a MSC tenha reconhecido o potencial de Itajaí e nos inseriu em sua rota”, destaca.

Como o atual píer turístico construído em 1999 e não comporta mais o novo padrão de transatlânticos em operação no Brasil e no mundo, os embarques e desembarques do MSC Sinfonia serão realizados no berço 4 do Porto de Itajaí.

Segundo Neiva, o município negociava há dois anos a recolocação de Itajaí na rota dos cruzeiros e contou com o apoio da Cruise Lines Internacional Association (CLIA) no Brasil, principal autoridade da comunidade global de cruzeiros marítimos.

“Itajaí estava excluída da lista de opções das operadoras de cruzeiros e nós provocamos isso novamente. Fomos em busca de oportunidades. É um ganho para cidade, para a economia e para o crescimento das mais diversas frentes turísticas que se beneficiam com atividade”, afirma o secretário municipal.

MSC Sinfonia
A partir de dezembro e até março de cada ano, os itajaienses e turistas avistarão o sofisticado MSC Sinfonia entrando na Boca da Barra. Com capacidade para 2.600 hóspedes, o cruzeiro vem de Santos (SP) e fará um itinerário de sete noites que incluirá escalas em Montevidéu, no Uruguai, e em Buenos Aires, na Argentina.
O sofisticado transatlântico de 274,9 metros de comprimento e 54 metros de altura, oferece luxuosas cabines e o melhor da culinária mediterrânea. O navio possui 11 bares e lounges, instalações desportivas, hidromassagens, piscinas, um teatro – onde são apresentados espetáculos ao estilo Broadway todas as noites -, discoteca, espaço kids e teens, SPA e salão de beleza.

 

Fonte: Santur