Posts

Praia de Piçarras (SC)

Temporada Bandeira Azul tem aumento de 50%

Praia de Piçarras (SC)

Praia de Piçarras (SC)

As 15 indicações do Brasil foram encaminhadas para homologação do júri internacional em Copenhague, na Dinamarca. Santa Catarina terá o maior número de certificação.

 

No próximo verão as praias do Brasil estarão ainda mais pontilhadas de bandeiras azuis. Serão 15 certificações internacionais, 50% a mais do que as 10 homologadas no verão passado. A conquista é exibida como um troféu. A Bandeira Azul hasteada significa mais qualidade da água para os banhistas e moradores dos locais que obtiverem os certificados validados pelo júri internacional.

“O programa Bandeira Azul reconhece o compromisso das comunidades e governos locais com a proteção das praias, rios e lagoas e a prática responsável das atividades turísticas em 45 países”, destacou Gabrielle Nunes, coordenadora-geral de turismo responsável do Ministério do Turismo, que integra o júri nacional.

A lista oficial será divulgada em outubro, quando o júri internacional vai homologar as certificações do programa para a próxima temporada de verão no hemisfério sul. A lista dos locais brasileiros que pleiteiam a Bandeira Azul foi divulgada nesta terça-feira (3). A escolha foi feita pelo júri nacional, em reunião realizada no dia 28 de junho no Ministério do Turismo, em Brasília. Os jurados, que representam 10 instituições públicas e não-governamentais, aprovaram a inclusão de cinco novas praias e uma marina no programa Bandeira Azul.

NOVAS BANDEIRAS – A partir de 15 de novembro Poderão hastear a Bandeira Azul, pela primeira vez, as praias do Estaleiro e do Estaleirinho, em Balneário Camboriú e Piçarras, em Santa Catarina. A praia de Palmas, em Governador Celso Ramos, também em Santa Catarina, que havia perdido a certificação na temporada passada, retornou ao programa e vai poder hastear a Bandeira Azul novamente. Ainda em Santa Catarina, a Marina Tedesco, de Balneário Camboriú, terá a Bandeira Azul pela primeira vez. A praia do Peró, em Cabo Frio, no Rio de Janeiro, também atendeu todos os pré-requisitos do programa.

RENOVAÇÃO – Os turistas que visitarem a praia de Ponta de Nossa Senhora de Guadalupe, na Ilha do Frade, em Salvador (BA), vão continuar desfrutando da mesma qualidade da água e dos serviços oferecidos na temporada anterior. A praia do Tombo, no Guarujá (SP) também teve a Bandeira Azul renovada pelo júri nacional. A praia Grande/Caravelas, em Governador Celso Ramos (SC) continuará exibindo a certificação internacional, bem como a Lagoa do Peri, na capital catarinense, Florianópolis.

 

A lista das bandeiras renovadas inclui, ainda, a Marina CostaBella, em Angra dos Reis (RJ); Marina Nacionais, no Guarujá (SP); Marina Kauai, em Ubatuba (SP) e Iate Clube de Florianópolis (SC). A 15ª Bandeira Azul da próxima temporada do programa no Brasil será hasteada pela embarcação Água Viva Mergulho, que faz passeios turísticos e de mergulho em volta da Ilha de Santa Catarina e renovou o certificado, em Florianópolis. “Obter este certificado é uma grande responsabilidade que deve ser traduzida em mudança de comportamento e gestão responsável. Hastear a bandeira é somente o início deste processo de mudança”, destacou a coordenadora do programa no Brasil, Leana Bernardi.

O júri nacional é composto pelo Ministério do Turismo, Ministério do Meio Ambiente, Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – Secretaria do Patrimônio da União, Ministério da Educação, SOS Mata Atlântica, Agência Costeira, ACATMAR – Associação Náutica Brasileira, SOBRASA – Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático e ANAMMA – Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Leia também: Festival de Dança gera expectativas positivas para a hotelaria de Joinville (SC)

SC receberá R$ 3 milhões do Ministério do Turismo para ampliar certificação Bandeira Azul

Com foco no aumento da certificação do Programa Bandeira Azul de praias e balneários catarinenses, o secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Tufí Michereff, esteve com o ministro do Turismo, Vinícius Lummertz, na terça-feira, 5, para acertar a liberação de R$ 3 milhões para investir em pelo menos seis cidades de Santa Catarina. Atualmente, contam com a Bandeira Azul a Praia Grande, em Governador Celso Ramos, e a Praia da Lagoa do Peri, em Florianópolis.

Para receber o certificado internacional de qualidade socioambiental, as praias precisam atender 32 critérios relacionados à educação e informação ambiental, qualidade da água, segurança e serviços, garantindo uma praia limpa, segura e com melhor gestão ambiental. “Obter a marca Bandeira Azul é uma grande responsabilidade que deve ser traduzida em mudança de comportamento e gestão responsável. Hastear a bandeira é somente o início deste processo de mudança”, acrescenta o secretário.

De acordo com Michereff, o recurso será utilizado para auxiliar os municípios em todo no processo de candidatura, desde a solicitação da adesão ao programa, trâmites para receber a visita técnica e avaliação do operador nacional, inscrição no Programa e adequação aos critérios.

Das 10 certificações do Programa aprovadas pelo Júri Internacional para o Brasil, para a temporada 2017/2018, quatro são de Santa Catarina. Além das praias, detêm a Bandeira Azul: o Iate Clube de Santa Catarina e o barco de turismo da empresa Água Viva Mergulho, o primeiro da América do Sul a receber o selo.

Programa Bandeira Azul é amplamente reconhecido no mundo. Foi criado pela Foundation for Environmental Education (FEE), instituição internacional com representantes em vários países. No Brasil, o operador nacional do é o Instituto Ambientes em Rede (IAR), com sede em Florianópolis.

 

Fonte: Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte