Posts

informativo ABIH-SC

Informativo ABIH-SC 28 de junho

informativo ABIH-SC

No Informativo ABIH-SC de 28 de junho você vai ler:

Inscrições gratuitas para o Encatho & Exprotel 2018;-Para presidente da ABIH-SC, governo deveria repensar acordo feito com o Airbnb;-Brasil e Rússia se unem para promover o Ano do Turismo entre os países do BRICS;-Receita cambial do turismo cresce 6,7% no acumulado do ano;-Encontro em Gaspar debaterá gestão e sustentabilidade do turismo;-Silbeck lança o Business Intelligence no Encatho & Exprotel 2018;-Amenities: Ideal para conquistar e fidelizar seu hóspede;-Teka: Fronha impermeável será lançada na Exprotel;-Faça sua inscrição no Cadastur!!;-Associados ABIH-SC.

 

Leia também: Encontro em Gaspar debaterá gestão e sustentabilidade do turismo

Presidente da ABIH-SC, Osmar José Vailatti

Para presidente da ABIH-SC, governo deveria repensar acordo feito com o Airbnb

Nesta semana, o governo de Santa Catarina firmou um acordo com a plataforma de hospedagens compartilhadas Airbnb, que tem como objetivo fortalecer o turismo do estado com estatísticas, cursos, entre outros. Mas para Osmar José Vailatti, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Santa Catarina (ABIH-SC), o governo deveria repensar.

Segundo Vailatti, o acordo veio em uma hora inoportuna, inclusive por conta a reoneração da folha de pagamentos na hotelaria, sancionada recentemente pelo presidente da República, Michel Temer, que acarretará em mais um custo para os hotéis. “Os meios de hospedagem sempre tiveram uma carga de impostos muito pesada. E o Airbnb é uma empresa multinacional, que comercializa unidades residenciais sem nenhuma tributação”, declarou em entrevista à hotelnews. “O governo está amparando uma empresa que não possui um modelo adequado de negócios”, completou.

Vailatti diz não ser contra modernizações no setor, mas critica a falta de paridade entre os impostos pagos pela hotelaria e pelo Airbnb. “Nós temos consciência de que essas ferramentas digitais vieram para ficar. Não somos contra nenhuma modernização do setor”. “Nossa obrigação como dirigentes da hotelaria é lutar para diminuir essa carga tributária. Atualmente há muitos hotéis fechando as portas. Vamos contestar”, finalizou.

 

Fonte: Hotel News