Santa Catarina receberá estrelas do vôlei de praia em etapa do Circuito Mundial

Pela primeira vez na história, Santa Catarina sediará uma etapa do Circuito Mundial de vôlei de praia. Com apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL) e Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), no valor de R$ 300 mil, Itapema receberá mais de 160 atletas de alto nível entre os dias 16 e 20 de maio. Os jogos terão entrada franca na arena montada na Meia Praia, entre as ruas 307 e 313.

A competição é uma realização da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e Federação Internacional de Voleibol (FIVB). As partidas serão exibidas pelo SporTV e uma das finais contará com exibição da TV Globo em caso de dupla brasileira na decisão. Além disso, o Facebook da CBV exibirá os duelos da fase de grupos.

“Por ser uma competição internacional, atrai olhares de várias partes do mundo, colocando Santa Catarina mais uma vez em evidência. Além disso, promove a modalidade, o que certamente despertará maior interesse dos catarinenses para essa prática esportiva”, avalia o secretário da SOL, Tufi Michreff Neto.

A expectativa para o evento mundial em Itapema é repetir o sucesso de público registrado na terceira etapa do Circuito Brasileiro Open de vôlei de praia 2017/2018, realizada em novembro do ano passado, que teve arena lotada em dois dias de competições.

 

Participações

 

O Brasil tem oito duplas (masculino e feminino) já garantidas na fase de grupos pela classificação no ranking de entradas ou wild card (convite). O número pode aumentar e chegar até 13 times, caso as duplas que disputarão o classificatório, realizado na quarta-feira (16/05), consigam avançar à parte principal do torneio.

No naipe feminino estão garantidas Ágatha/Duda (PR/SE), Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ), Maria Elisa/Carol Solberg (RJ) e Taiana/Carol Horta (CE, wild card). Entre os homens, os times já garantidos são Alison/Bruno Schmidt (ES/DF), Evandro/André Stein (RJ/ES), Pedro Solberg/George (RJ/PB) e Vitor Felipe/Guto (PB/RJ, wild card).

O torneio em Itapema será de quatro estrelas, distribuindo 150 mil dólares em premiações aos atletas, com as duplas campeãs nos dois naipes recebendo 20 mil dólares e somando 800 pontos para o ranking geral, que define os campeões da temporada. As competições são classificadas de uma a cinco estrelas com base no número de pontos e premiação.

O circuito é o principal torneio internacional de vôlei de praia no país em 2018. Desde a criação do giro, em 1989, o Brasil recebe ao menos uma etapa do Circuito Mundial por temporada. Além disso, é o maior vencedor tanto no masculino, quanto no feminino. Até agora o Brasil soma sete medalhas no Circuito Mundial 2018, sendo duas de ouro, quatro pratas e um bronze. O vôlei de praia também é o único esporte que rendeu medalha ao país em todas as edições dos Jogos.

Fonte: Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte

Leia também: Curso: Gerenciamento do Setor de Governança