Pousada de Florianópolis ameniza impacto da Covid-19 nos negócios com investimento em tecnologia

Pousada de Florianópolis ameniza impacto da Covid-19 nos negócios com investimento em tecnologia

Um dos segmentos mais impactados pelos efeitos econômicos da pandemia de Covid-19, a hotelaria agoniza desde que as restrições a deslocamentos e aglomerações fizeram despencar as atividades de turismo, lazer e negócios, em praticamente todo o planeta. Mas há ilhas de sobrevivência e recuperação no horizonte. Ranqueada no Trip Advisor como uma das melhores da categoria em Florianópolis (SC), a Pousada Ilha Faceira, no Campeche, apostou na aproximação com o setor de saúde para encontrar uma resposta na tecnologia a fim de se antecipar a uma mudança no comportamento dos clientes. O acerto da estratégia se reflete nos números.

Nos três primeiros meses de 2021, em comparação com o mesmo período do ano anterior, o empreendimento familiar conseguiu absorver parte dos prejuízos decorrentes da crise sanitária mundial. E até ensaiar uma recuperação nos índices de ocupação afetados pela fuga de hóspedes e as limitações impostas por decretos governamentais. Em janeiro, o recuo foi estancado em aproximadamente 11%. Em fevereiro, a queda já foi amenizada para menos de 0,5%. E em março, o ciclo foi revertido e apresentou alta de quase 5%.

Ao observar os sinais emitidos pelo público desde que a pandemia atingiu o Brasil, há pouco mais de um ano, os proprietários da Ilha Faceira investiram na qualificação dos processos de higienização e limpeza. O novo critério prioritário para a escolha da hospedagem, a julgar pelas manifestações dos próprios clientes nas plataformas de avaliação e no momento de reserva das diárias, é a sensação de segurança sanitária. A limpeza, à frente de localização e conforto, por exemplo, aparece como atributo mais destacado pelos hóspedes – junto com o atendimento – no momento de definir a compra.

“Logo que chegou a pandemia, ficamos quase quatro meses fechados. E decidimos aproveitar o tempo para pesquisar formas de reabrir com segurança para os clientes, os colaboradores e a nossa própria família, que também trabalha aqui. No contato com o setor de governança hospitalar, descobrimos a esterilização de ambientes com raios UV-C. Já trabalhávamos com outros recursos, mas este foi o primeiro equipamento que encontramos com laudo técnico comprovando a eficácia. Quando falamos da nossa política de segurança sanitária, percebemos a confiança do cliente. Eles ficam encantados”, revela Kleiton Costa, que administra a Ilha Faceira ao lado da mulher, Juliana Campos Büchele. Desde o início de 2021, o empreendimento familiar vem adotando um sistema de esterilização de ambientes por meio de raios UV-C. A emissão de luz corresponde a uma das três categorias de raios ultravioleta e é capaz de eliminar de quaisquer superfícies – incluindo a água e o ar – até 99,99% dos micro-organismos patogênicos. Entre eles, o vírus da Covid-19.

Os empreendedores, após uma série de conversas e minuciosa sabatina, fecharam a aquisição do produto com a UV-PRO, empresa do Grupo Rivatti instalada em Caxias do Sul (RS), mas que envia os esterilizadores para todo o Brasil a partir de um Centro de Distribuição em Navegantes (SC). O modelo escolhido foi o UV150, capaz de cobrir uma área de 80m2. Sem deixar resquícios ou dejetos. Há cerca de três meses, o aparelho é utilizado na Ilha Faceira em sistema de rodízio entre os diferentes ambientes da pousada: salão do café-da-manhã, cozinha, recepção, apartamentos e depósito. Sempre no turno oposto ao de maior movimento em cada local. Nenhum contágio foi registrado entre a equipe de 10 funcionários, seis integrantes da família e cerca de 300 hóspedes, em média, a cada mês.

“Somos muito críticos. Pesquisamos muito antes de comprar. Para nós, foi determinante a atenção que recebemos da empresa desde o primeiro contato. A assistência e a facilidade de diálogo que encontramos na UV-PRO foram decisivas. Estamos muito felizes com a compra, satisfeitos com o funcionamento e confiantes de que o equipamento tem sido um diferencial para a limpeza, a segurança sanitária e as vendas da pousada”, conclui Costa.

Sobre o Grupo Rivatti

Com sede administrativa em Caxias do Sul (RS) e há 15 anos no mercado, o Grupo Rivatti é controlador das marcas Rivatti Móveis, Renna Componentes para Móveis, Pix Iluminação, Pix Construção, UV-PRO, Monobox Contêineres e Metalfox Fundição, atendendo clientes de todo o Brasil e outros 13 países. A companhia é a maior importadora de móveis de design do Brasil, com um volume de 800 contêineres por ano.

Atualmente, a organização conta com quadro de 265 funcionários espalhados por nove unidades de negócios: matriz e showroom em Caxias do Sul, showroom Rivatti em Passo Fundo (RS) e em Santa Maria (RS), três escritórios internacionais na China, trading própria com escritório em Hong Kong e Centro de Distribuição, estrategicamente localizado em Navegantes (SC), com área de 20.000m2 e capacidade para 25 mil posições porta-paletes.

Fonte: GPHR