Ministério do Turismo aprova revisão do Mapa estratégico com inclusão da Cultura

O Ministério do Turismo aprovou nesta quarta-feira (26.05) a revisão do seu Mapa Estratégico e a inclusão da Secretaria Especial da Cultura na objetivos institucionais da estrutura da Pasta. A validação foi feita durante a 2ª Reunião Ordinária do Comitê de Governança, Riscos e Controles do MTur e contou com a presença do ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, do secretário especial da Cultura, Mario Frias, do secretário executivo do Mtur, Daniel Nepomuceno, e dos secretários nacionais. Também foi aprovado o regimento interno do Comitê.

A aprovação do Mapa Estratégico visa organizar as ações e fortalecer o turismo e a cultura no Brasil, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social de forma sustentável. Além disso, o Mapa busca estimular a implantação de políticas públicas inovadoras para os setores e que possam gerar resultados para a sociedade, como inclusão, acessibilidade, iniciativas em vários segmentos do turismo e da cultura, com o objetivo de gerar emprego e renda da população.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, destacou a importância do planejamento das ações para que políticas públicas possam consolidar o turismo e a cultura como eixos estratégicos de desenvolvimento social e econômico. “O Turismo será tão importante quanto o agronegócio no pós-pandemia e não tenho dúvidas de que o Brasil será a bola da vez para os visitantes internacionais, que cada vez mais, vão procurar o turismo de natureza”, comentou. “Por isso, o planejamento estratégico é fundamental”, completou.

O secretário especial da Cultura, Mario Frias, ressaltou a necessidade do Mapa Estratégico para que metas sejam estabelecidas de forma clara e transparente. “Queremos que a cultura seja um indutor de emprego e renda para a população do nosso Brasil, principalmente para aqueles que mais precisam”, declarou. “E a melhor forma de garantir critérios justos para políticas públicas é estabelecendo parâmetros para gestão e, também, para execução”, comentou.

A reunião também debateu temas relevantes para os setores, como turismo náutico, de negócios, promoção de destinos, diversificação de acesso à cultura, qualificação de serviços e de agentes do turismo.

Fonte: MTUR