França cria uma plataforma estatal para competir com a Booking ou o Airbnb

O governo francês decidiu dar um passo gigantesco para ajudar o seu setor de turismo. Isso foi feito com um plano de investimento de 1.300 milhões que inclui a criação de uma plataforma destinada a recuperar clientes que normalmente fazem reservas e recolhem informações através de plataformas como Airbnb ou Booking.

Essa medida nasceu como parte do pacote de estímulo que o governo criou para proteger o turismo em França que recebe mais turistas de todo o mundo.

Tal como toda a Europa, hotéis, restaurantes, parques temáticos e operadores turísticos foram muito afetados pela crise do coronavírus que os forçou a fechar. O governo francês lança essa iniciativa com o objetivo de recuperar esse vínculo perdido com os hóspedes. 

Uma plataforma para informar o viajante 

Segundo Eric Lombard, CEO do Grupo Caisse des Dépôts (CDC) da BFM Business, em declarações recolhida pelos meios de informação como a Bloomberg.( O CDC é uma instituição financeira pública controlada pelo parlamento francês. Segundo seu próprio site, está situado a meio caminho entre os setores público e privado, com um único objetivo: atender ao interesse geral de tornar a França “Grande”).

“O turismo foi muito desintermediado pelo surgimento de plataformas como Booking ou Airbnb, por isso precisamos recuperar esse link”. Estamos a trabalhar para criar uma plataforma para que os turistas que vierem saibam onde encontrar as cervejarias ou que horas os museus abrem”, explicou. 

“Toda essa oferta turística específica deve estar em uma plataforma que nós, franceses, controlamos”, conclui. 

No momento, a França trabalha neste site que recolhe todas as informações possíveis sobre o turismo em França. Ainda assim, não estará disponível neste verão. “Levamos vários meses de trabalho, mas quando for lançado, dar-nos-á uma vantagem importante sobre outros países da Europa”.