Carta da ABIH-SC com o Apoio de Entidades ao Governo do Estado de Santa Catarina

Ao Conselho Estadual de Turismo

Att Sr. Nilton Pacheco

Presidente

Prezado Sr, a ABIH-SC apresenta a solicitação de encaminhamento via este Conselho do seguinte oficio.

Oficio 054/2020

Exmo Sr. Carlos Moisés da Silva

Governador do Estado de Santa Catarina

C/C ao Ilmo. Sr. Secretário da Fazenda, Sr. Paulo Eli, e à

Superintendente de Vigilância em Saúde, Sra Raquel Ribeiro Bittencourt.

Prezados Senhores

Cumprimentando-o cordialmente, a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Santa Catarina (ABIH-SC), nesta missiva por seu Diretor Presidente Osmar José Vailatti, bem como com o aval das entidades que abaixo subscrevem, comparece respeitosamente perante Vossa Senhoria, para formular ponderações sobre o enfrentamento da pandemia.

A ABIH-SC é uma associação civil, sem fins lucrativos, que congrega meios de hospedagens (hotéis, pousadas, entre outros) localizados EM Santa Catarina, como seus associados. Importante registrar que a ABIH-SC foi fundada em 05.09.1965, portanto existe há mais de meio século, sendo que em todo esse período não mediu esforços para impulsionar o turismo no Estado de Santa Catarina, das mais diferentes formas.

Com esse espírito de sempre contribuir para o nosso Estado, e ao mesmo tempo ciente de que a pandemia exige sacrifícios e esforços por todos os membros da sociedade, gostaria de levar ao vosso conhecimento de que os meios de hospedagens estão cumprindo à risca os protocolos de segurança concebidos pelo Poder Público, e que, gradativamente, a situação está retornando ao normal, mas sem atropelos.

Após consulta realizada junto aos nossos associados, chegou-se à conclusão de que há espaço para a majoração, com segurança, do percentual de ocupação dos

meios de hospedagens, que hoje é de 50% (cinquenta por cento), para 75% (setenta e cinco por cento), tendo em vista que 90% dos meios de hospedagens de nosso estado são constituídos de pousadas e hotéis de pequenos e médios portes.

Os protocolos concebidos pelo Poder Público, muitos com o auxílio de hoteleiros, permitem a majoração no percentual de ocupação, sem representar risco à disseminação do vírus, e, em última análise, risco à saúde dos hóspedes e dos funcionários dos meios de hospedagem.

Neste contexto, requer-se a Vossa Senhoria a análise da oportunidade e conveniência da majoração do percentual de ocupação dos meios de hospedagens, conforme manifestado nesta correspondência.

É o que respeitosamente se requer a Vossa Senhoria. Renova-se os protestos de admiração e respeito.

Cordialmente,

Entidades apoiadoras ABAV SC

ABEOC SC

ABRASEL SC

AHOREPE

AMURES

CONSERRA

FEDERAÇÃO

SANTA CATARINA CONVENTION & VISITORS BUREAUX – SC CVB