Câmara de turismo da Fecomércio SC

Câmara de Turismo da Fecomércio SC reúne trade para debater medidas do setor

Os principais atores do trade catarinense debateram a agenda política e econômica do setor durante a reunião da Câmara Empresarial de Turismo da Fecomércio SC, realizada na terça-feira (6) a terceira edição em 2021.

Para fazer um retrato do setor em tempos de pandemia, a Fecomércio SC apresentou em primeira mão a Pesquisa Fecomércio SC de Turismo de Verão no Litoral Catarinense 2021, que traz perfil do turista que circulou no estado e as percepções dos empresários sobre o impacto da temporada nos empreendimentos dos setores de comércio, serviços e turismo. Os dados foram apurados em São Francisco do Sul, Balneário Camboriú, Florianópolis, Imbituba e Laguna nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro.

Leia a pesquisa na íntegra

O presidente da Câmara, Marco Aurélio Floriani, propôs a construção de um guia sobre a cadeia produtiva do turismo, com a participação de todos os atores, e destacou a atuação de diversos representantes do setor na elaboração dos decretos e portarias estaduais.

Auxílio ao setor de eventos

A Diretora de Assuntos Legais da Associação Brasileira dos Promotores de Eventos (ABRAPE), Eveline Orth, detalhou o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (PERSE), que foi aprovado no Senado no fim de março, mas retornou à Câmara dos Deputados para apreciação por conta de alterações no texto original do PL.

O objetivo do Perse é mitigar as perdas decorrentes da pandemia de Covid-19, disponibilizando diversas medidas de auxílio ao setor, tais como: possibilidade de renegociar dívidas, a contratação de operações de crédito com instituições financeiras públicas e privadas sem a observância de diversas condições legais, a redução a zero das alíquotas da Contribuição para o PIS/Pasep, da Cofins e da CSLL incidentes sobre o seu resultado, a prorrogação do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda e o acesso ao Programa Emergencial de Acesso a Crédito (Peac).

Pessoas jurídicas de todos os portes estão contempladas pelo PL, incluindo entidades sem fins lucrativos que são ligadas a eventos culturais, esportivos, sociais, corporativos, de lazer; Salas de Cinema; Estabelecimentos Hoteleiros e Serviços Turísticos.

Sinalização turística

Uma das bandeiras da Câmara Empresarial de Turismo e demanda recorrente das IGRs no programa Turismo em Movimento, a sinalização turística em Santa Catarina deve sair do papel em breve. Segundo a Santur, o governo investirá 7,1 milhões de reais para a implantação das placas em 13 regiões, em um projeto de cooperação técnica entre a agência e a secretaria de desenvolvimento. Na primeira etapa serão abarcadas cinco regiões: Caminho dos Canyons, Encantos do Sul, Caminhos do Contestado, Vale das Águas e Caminhos da Fronteira.

A Santur também apresentou o Programa Orla segura, que prevê medidas para tornar as praias mais acessíveis às pessoas com deficiência física, aquisição de equipamentos para balizamento e sinalização náutica em praias e lagoas e a proposta de criação de um novo espaço de pesca esportiva, mergulho  e pesquisas marinhas.

Fonte: Fecomércio