ABIH-SC Informa

Não é questão de erro ou acerto, é uma questão de responsabilidade.

Com saúde não se brinca! Talvez seja por isso que a qualidade da informação em tempos de pandemia chame a atenção. Mas vamos lá, quantas mensagens contendo conteúdos milagrosos de cura e prevenção para o Corona você recebeu e deu crédito? nenhum? Jura? nem pensou em de repente colocar mel pra adoçar a limonada?

E a máscara? ouvimos de especialistas que ela é pra quem está doente… Comunicação em tempos de internet livre virou uma sucessão de atos e falas irresponsáveis, ao ponto de não aguentarmos mais ler ou ouvir…mas enfim, precisamos da informação. No mundo corporativo, temos uma responsabilidade, com nossos públicos: internos e externos. Vamos a algumas dicas em relação a RESPONSABILIDADE DA COMUNICAÇÃO em tempos de crise para o seu público:

1) Público interno: é hora de manter a calma, explicar procedimentos internos, horários, itens de saúde e higiene, prevenção e as regras que valem para o seu estabelecimento ou empresa de acordo com as orientações da Ministério da Saúde. Procure informações de saúde no setor de Saúde oficial da sua cidade, estado e país.

2) Público interno: sinalize banheiros, cozinhas, locais de uso geral. Coloque itens de higiene a disposição dos colaboradores. Se possui informativo interno, faça uma publicação extra passando orientações e informações sobre prevenção, tratamento e características. Um bom posicionamento também em relação a uso de EPI’s. Consulte seu contador , advogado ou médico do trabalho, quanto a que tipo de providências sua empresa precisa tomar e como divulgar para os colaboradores.

3) Público externo: dependendo da natureza do seu negócio deve haver algum tipo de impacto, que precisará ser analisado caso a caso. O momento é de se colocar no lugar do outro e fazer também com que o interlocutor se coloque no seu lugar. Bom senso! Sua empresa já tem posicionamento em relação a MISSÃO, VISÃO E VALORES? Se sim, tem um norte a seguir, se não, talvez seja a hora de rever e se posicionar. É um momento de desafios, certamente sairemos lá na frente, diferentes. Nossa forma de relacionar está mudando. Ficar em casa fazendo trabalho remoto, não poder sair, não poder produzir, tudo isso provocará mudanças nas nossas operações, na forma como lidamos com nossos clientes. Portanto: atenção! Atenção ao que propõe e como expõe sua posição ao seu cliente. Lembre-se é o seu cliente e neste momento não é culpa dele se de repente não puder comprar, ou se de repente você não puder produzir. Hora de analisar, de forma objetiva, mas humana.

4) Mecanismo corretos de compensação e de negociação: atente-se a direitos e deveres, mas principalmente, seja SOLUÇÃO. E tenha atenção a linguagem que utiliza e em qual canal. Tenha mecanismos e linguagem corretas para o veículo correto. Se precisar fazer reuniões utilize ferramentas disponíveis, é hora de quebrar paradigmas! Hangouts, skypes… Seja prudente e racional, toda a mídia está falando de um só assunto! Cuide com postagens e preserve a reputação que sua empresa conquistou até agora.

5) Palavras as vezes são transporte de sentimentos, portanto cuide para sua fala não causar: insegurança, medo, desconfiança. Atitudes também transportam sentimentos e intenções, portanto, tenha atitudes positivas com afirmações que contribuam para o ambiente coletivo de serenidade e pés no chão. Ninguém quer e precisa fugir da realidade. Mas boas práticas e informação responsável pode contribuir para que essa realidade seja racional de se enfrentar.

Lara Perdigão

Relações Públicas