ABIH-SC Informa

Quais os motivos pelos quais alguns mercados ainda não analisam dados e informações?

Talvez os administradores achem que precisem ser experts em análise de dados! Bom, podemos partir do pressuposto que alguém pode auxiliar nesta tarefa. Hoje existem ferramentas de busca de dados, análise e cruzamento dos mesmos que basta a empresa ter um bom planejamento interno tanto estratégico como operacional, para fazer com que dados e informações coletadas possam ser usadas para melhorias, tomadas de decisão entre outras aplicabilidades.Outro motivo pode ser que ainda não atingiu uma maturidade para aplicar um planejamento neste sentido. Para isso, a permanência no mercado pode estar com dias contados. O cenário não está para intuição, mecanismo automático de existência ou continuidade baseada em crenças como: cheguei até aqui sem isso….

Podemos relatar infinitos motivos, porém, há anos trabalhando com Programa de Qualidade, gerenciamento de informações estratégicas, pesquisa de mercado e uma infinidade de atuações onde análise de dados e de informações foram determinantes para o sucesso de várias empresas, o que mais chama a atenção tanto minha quanto das pessoas com as quais discuto sobre esse tema é: a negação! isso mesmo, alguns mercados insistem em dizer que não precisam desta ferramenta. Ou as vezes nem negam, mas se recusam a parar sequer pra pensar, tentar…EXPERIMENTAR. E por que essa ênfase na palavra EXPERIMENTAR? Simples, uma vez experimentada e utilizada de forma correta, a análise de informações promove resultados. Uma das hipóteses, é que revelam a necessidade de mais investimento na própria coleta de informações.

https://insights.liga.ventures/varejo/12-startups-feedbacks-reviews-analises-inteligentes/

Um bom exemplo são as informações que existem a disposição para direcionamento de investimento nos produtos e serviços de empresas na área de turismo. Uma das preocupações hoje diz respeito a avaliações de hóspedes e turistas em relação a hotéis e serviços a disposição nos destinos. Os famosos “reviews”. No artigo, Saiba o que é um review e como ele pode ajudar a sua loja, os autores afirmam que avaliações positivas e negativas podem interferir no processo de escolha dos consumidores por uma marca, produto ou serviço. Algumas ferramentas, obtém e cruzam as informações para as empresas e são inclusive aliadas na operação interna deste planejamento, fazendo parte do processo interno de forma natural e aplicada. E porquê isso? Porque dá trabalho. Conheça , clicando aqui, o que uma destas ferramentas faz e veja a amplitude de ação.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Recentemente, na Revista Panrotas, Edição 1395, no artigo: Preço é importante…mas desde que faça sentido, são apresentadas informações estratégicas que mostram que os viajantes querem mudanças e estão impulsionando a transformação do setor. Então a pergunta que não quer calar: se a pesquisa afirma e mostra informações, porque não utilizá-las para promover as mudanças que o seu cliente afirma que deseja? É o seu cliente. Tem dúvida? leia a reportagem e caso você tenha produtos e serviços, verá vários perfis de clientes que “batem” com aqueles que adquirem seu produto e serviço. Leia pelo menos por curiosidade. E se possível responda a este questionamento: Qual o movimento profissional que deve ser feito para que uma informação estratégica simples possa ser colocada em prática e alavancar o negócio?

“Não se deve ir atrás de objetivos fáceis, é preciso buscar o que só pode ser alcançado por meio dos maiores esforços.”Albert Einstein. Finalizo citando Einstein, porque costumo repetir insistentemente em meus treinamentos e palestras que ESTAR NO MERCADO DÁ TRABALHO! Mas é isso que é fascinante e justificável não é? O dinamismo de se aperfeiçoar para permanecer ou crescer onde quer que isso seja necessário!

O conhecimento é fundamental.Existem profissionais no mercado que podem auxiliar neste contexto. Quem tem informações, conhecimento e disposição para aprimorar essa qualidade tem ferramentas essenciais de sobrevivência. Basta usá-las!

Lara Perdigão
Relações Públicas