Secretário Michereff apresenta ao Conselho Estadual de Turismo ações da SOL

 

Uma síntese dos trabalhos que estão sendo desenvolvidos pela Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL) foi apresentada ao Conselho Estadual de Turismo pelo secretário Tufí Michereff, na reunião ordinária do colegiado realizada na terça-feira, 12, em Florianópolis.

O secretário explanou sobre as negociações com o Ministério do Turismo para a liberação de recursos para diferentes demandas do estado, como os R$ 16 milhões para o Centro de Eventos de Balneário Camboriú, destinados à aquisição de equipamentos. No final de maio foi entregue à prefeitura de Balneário Camboriú e à empresa Autopista Litoral Sul o estudo do Deinfra sobre as obras de acesso, que são de responsabilidade do município. Sobre a gestão do espaço, a SOL estuda a possibilidade de criar uma comissão para definir critérios de utilização do espaço, até que seja realizada a licitação para concessão definitiva.

Recursos do MTur, no valor de R$ 3 milhões, também estão assegurados para auxiliar Santa Catarina a ampliar a certificação do programa Bandeira Azul para praias e balneários. Pelo menos seis municípios catarinenses deverão receber apoio para os trâmites necessários para a certificação internacional. “Temos atualmente quatro certificações, mas temos potencial para muito mais”, afirmou o secretário.

Ainda nas articulações em Brasília, Michereff esteve com o senador catarinense Dalírio Beber, relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019, solicitando que sejam incluídos no orçamento da União recursos para a renovação e revitalização de duas rodovias turísticas catarinenses.

Para a SC-114, rota conhecida como “Caminhos da Neve”, o secretário informou aos conselheiros sobre o repasse de mais R$ 3 milhões do Funturismo para a continuidade das obras. Metade do valor foi repassado em maio e o restante, que estava previsto para setembro, deverá ser antecipado. “O Deinfra tem um contrato com o Exército para execução da obra e ambos querem acelerar o processo, por isso estamos fazendo um esforço para liberar o recurso o quanto antes”, disse.

O presidente do Conselho, Rogério Siqueira, destacou que o colegiado está à disposição do secretário e da SOL para contribuir nas ações que forem necessárias. “Temos três câmaras temáticas organizadas, de capacitação, marketing e infraestrutura, que são capazes de se posicionar sobre qualquer assunto da Secretaria e estão à disposição para auxiliar”, frisou Siqueira.

Temporada de verão

A versão preliminar do catálogo que reúne dados temporada de verão 2017/2018 em Santa Catarina foi apresentada pelo secretário aos conselheiros. O material, sugerido pelo próprio colegiado, foi organizado pela equipe da SOL, com dados de diferentes pesquisas realizadas por entidades parceiras e informações de órgãos de governo. Em breve, o catálogo será disponibilizado em versão digital.

O secretário também informou que a SOL e a Santur estão revendo a participação em feiras e eventos, devido a necessidade de se ajustar à disponibilidade financeira do estado. “A paralisação dos caminhoneiros teve um impacto negativo na economia de Santa Catarina e isso está refletindo também nas ações de promoção do turismo”, acrescentou.

Outros assuntos abordados pelo secretário foram a participação na reunião do Zicosur, em Tucuman, na Argentina; acompanhamento das obras de acesso ao aeroporto de Florianópolis e recursos para obras na Serra Dona Francisca.

 

Fonte: Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte.

The Art of Diplomacy: BraziIian Modernism Painted for War” exposta na sede da Embaixada

Embratur promove arte e cultura brasileira para trade britânico

“The Art of Diplomacy: BraziIian Modernism Painted for War” exposta na sede da Embaixada

“The Art of Diplomacy: BraziIian Modernism Painted for War” exposta na sede da Embaixada

 

Diversos destinos foram apresentados durante o seminário, que incluiu apresentação especial do premiado escritor e fotógrafo britânico Alex Robinson, autor do guia ‘Footprint Travel Guide – Brazil’

Um dos critérios que influencia a escolha do turista do Reino Unido em viagem ao Brasil é a oportunidade de vivenciar a cultura brasileira. De acordo com o perfil da Demanda Turística do Ministério do Turismo, 32,2% dos britânicos, que visitam o Brasil a Lazer, procuram o nicho cultural. Por isso, no último dia 7 de junho, o Instituto e a Embaixada do Brasil em Londres promoveram o seminário Art Tour in Brazil. O evento, realizado na sede da representação diplomática brasileira no país, contou com a participação de 62 representantes do trade e da imprensa britânica, além da equipe da Secretaria de Cultura e Turismo de Salvador.

Ao lado de Alex Robinson, escritor e fotógrafo de Londres, especialista em Brasil e detentor de prêmios por reportagens fotográficas de aventura e natureza, e da curadora de artes Clara Rocha, a representante do EBT Reino Unido apresentou destinos brasileiros que são ícones de arte no país. Os contemplados reúnem desde os sítios arqueológicos pré-históricos do Parque Nacional Serra da Capivara (PI), a arquitetura barroca de cidades coloniais como Salvador (BA), Ouro Preto e Congonhas do Campo (MG), até a arte brasileira contemporânea presente em Inhotim (MG) e no Instituto Ricardo Brennand, em Recife (PE), além do Museu de Arte (MASP) e a Pinacoteca do estado de São Paulo.

O seminário foi realizado paralelamente à exposição The Art of Diplomacy: BraziIian Modernism Painted for War, recriação de mostra de artistas modernistas brasileiros exibida na Royal Academy of Arts durante a II Guerra Mundial. A mostra ficará concentrada na Embaixada brasileira em Londres até o dia 22 de junho.

Segundo o coordenador-geral de Inteligência Competitiva e Mercadológica do Turismo, Alisson Andrade, a cultura brasileira está entre as principais preferências do turista britânico que viaja ao Brasil, dentro do segmento de Lazer. “Por esse motivo, a Embratur tem buscado, junto às secretarias estaduais de turismo, por exemplo, levar às suas promoções internacionais ações que divulgam a cultura brasileira como atrativo turístico”, destacou.

A arte brasileira, embora menos conhecida internacionalmente que outras expressões artísticas como a música e a dança, também é marcada por características únicas resultantes da miscigenação de estilos que deram origem à rica cultura do país. Entre os grandes expoentes, merecem destaque nomes como Aleijadinho, Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, Candido Portinari e Lasar Segall – os dois últimos, presentes na exposição que se encontra aberta ao público, na Embaixada.

 

Fonte: Embratur

São Francisco do Sul analisa cobrar taxa de proteção ambiental para turistas na temporada de verão

 

Município de 50 mil habitantes recebe 2 milhões de visitantes entre dezembro e março. Projeto de lei ainda deverá passar pela Câmara de Vereadores.

Informativo ABIH-SC

Informativo ABIH-SC 07 de junho

Informativo ABIH-SC

No Informativo ABIH-SC de 07 de junho você vai ler:

Inscrições gratuitas para o Encatho & Exprotel 2018 ;-Eventos movimentam o turismo de negócio no Brasil;-Ministério do Turismo seleciona projetos para elaboração de planos municipais;-Ministro defende aval a cassinos e investimentos em parques temáticos;-SC receberá R$ 3 milhões do Ministério do Turismo para ampliar certificação Bandeira Azul.;-Fast2Pay – Nova tecnologia de pagamento por aplicativo;-Nem só de cama e café vive um hotel;-Faça sua inscrição no Cadastur!!;-Associados ABIH-SC

 

Leia também: Inscrições abertas para o evento sobre o Prodetur+Turismo em Florianópolis

Nem só de cama e café vive um hotel

Numa parceria inovadora o Senac/SC irá realizar dentro do Encatho & Exprotel 2018 dois grandes eventos: O Seminário de Hotelaria: Interfaces hoteleiras – Nem só de cama e café vive um hotel, que acontece no dia 25 de julho e, o Seminário Tá na Mesa com o Senac, que acontece no dia 26 de julho. Ambos serão realizados das 09h às 17h, na Sala Campeche, como programação paralela ao maior encontro de hoteleiros do sul do país.

O Encatho & Exprotel

A 31ª edição do Encatho & Exprotel acontece de 24 a 26 de julho, no CentroSul em Florianópolis com o tema “Pessoas & Tecnologia na Hotelaria”. O tradicional evento reúne empresários, profissionais, autoridades, especialistas e fornecedores de toda cadeia produtiva do turismo e hotelaria. Neste ano a programação contempla além da tradicional Feira de Produtos e Serviços para o Turismo e Hotelaria, Simpósio de Governança, Manutenção e Recepção Hoteleira, o Encontro Estadual da Abrajet-SC, Seminário de Secretário Municipais de Turismo de Santa Catarina, Fórum O Sul é Meu Destino, Momento Hoteleiros, além de diversos painéis e, agora, os Seminários de Hotelaria e Gastronomia.

O Seminário de Hotelaria: Interfaces hoteleiras – Nem só de cama e café vive um hotel

Na programação do dia 25 de julho Interfaces hoteleiras – Nem só de cama e café vive um hotel , a palestra de abertura das 9h10 às 10h, abordará o tema “Gastronomia e hotelaria: uma experiência afetiva”. Na sequência, das 10h às 10h40, o debate destacará “O Ambiente Acessível como Experiência de Design de Interiores”. Das 10h40 às 11h20, o assunto será “A moda como diferencial de serviços em meios de hospedagem”. Para encerrar as atividades da manhã, das 11h20 às 12h, os participantes serão orientados em “Como manter a segurança alimentar para meios de hospedagem”.

A programação retorna às 14h com mais quatro palestras. Para abrir os trabalhos da tarde “Gestão da taxa de ocupação: métodos e formas de cálculos”. Das 14h40 às 15h20, o assunto foca nos profissionais, “Pessoas: o centro da hotelaria”. Na sequência “Economia Criativa: qual o papel dos hotéis neste sistema?” e, encerrando as atividades do dia, muitas informações sobre “Turismo gastronômico e os seus impactos na hotelaria”.

Seminário Tá na Mesa com o Senac

No último dia do evento (26/07), o Senac desenvolveu uma programação voltada especialmente para os profissionais da gastronomia:  Seminário Tá na Mesa com o Senac. A programação do dia já começa com o Lançamento da Revista Brasileira de Gastromonia. Na sequência a palestra “Das cozinhas para as bibliotecas: pesquisa científica em Gastronomia”. Por falar em pesquisa e dados, a palestra que acontece das 10h às 11h aborda justamente “O mercado profissional de A&B em Santa Catarina: gestão e oportunidades”, excelente espaço para quem busca novas oportunidades profissionais, bem como, para quem almeja dicas para melhorar a performance. Encerrando as atividades da parte da manhã, estarão em evidência no painel “Hábitos Alimentares e seus impactos nos meios de hospedagem”, o vegetarianismo e suas derivações, bem como as intolerâncias e alergias alimentares. Demandas cada vez mais crescente nos dias e que impactam significativamente na hora de optar por um meio de hospedagem ou outro.

Após a pausa para o almoço, os trabalhos na parte da tarde serão mais “mãos na massa”. Tudo que for produzido nas três palestras-aulas será sorteado entre os participantes. A aula das 14h às 15h, irá abordar a oferta de serviços gastronômicos (24 horas) em hotéis e similares, com ênfase em room service. Já das 15h às 16h, o Chef responsável pela aula irá fomentar a diversidade e abundância de ingredientes no estado de Santa Catarina, buscando a valorização, possibilitando a modernização e evolução da gastronomia dentro do Estado.  Finalizando as atividades do Senac dentro da 31ª edição do maior encontro de hoteleiros do sul do país, uma aula onde o principal objetivo é demonstrar ao público como combinar e preconizar os ingredientes abundantes no estado como por exemplo pinhão, morango, mel, alfavaca e cachaça, na elaboração de doces e sobremesas.

 

A participação no evento é gratuita, mas as vagas são limitadas. Acesse agora mesmo www.encatho.com.br/inscricao e garanta a sua presença.

* O nome dos palestrantes e renomados chefs será divulgado em breve.

 

Serviço:

O que: Seminário de hotelaria: Nem só de cama e café vive um hotel, e Seminário de gastronomia: Tá na mesa com o Senac

Quando: 25 e 26 de julho

Onde: 31º Encatho & Exprotel, CentroSul – Florianópolis – SC

Quanto: Entrada Gratuita (credenciamento antecipado pelo site)

Informações: www.encatho.com.br | (48) 3222-8492 | abih@abih-sc.com.br

 

Fonte: Encatho & Exprotel

Fast2Pay – Nova tecnologia de pagamento por aplicativo

Eliminar as filas para pagamento em hotéis, bares, restaurantes e estabelecimentos comerciais é a proposta do aplicativo 

De 24 a 26 de julho, no CentroSul, em Florianópolis, acontece mais uma edição da tradicional feira de produtos e serviços para a hotelaria e turismo, Encatho & Exprotel 2018.  A startup caxiense Fast2Pay  é mais um dos expositores confirmados no evento, conhecido tradicionalmente, como a vitrine dos negócios para o setor na região sul do país, a Exprotel.  A Fintech está estabelecida dentro da Universidade de Caxias do Sul e tem seu negócio focado em facilitar o pagamento, evitando filas e proporcionando maior comodidade tanto para quem compra quanto para quem vende.

A ideia nascida em 2012 veio sendo aperfeiçoada desde então, e já está em funcionamento em diversos empreendimentos na região sul do país. A empresa participa da 31ª edição do Encatho & Exprotel com o objetivo de realizar a integração com novos softwares, atraindo também novos empresários e o próprio consumidor final.

“O Fast2Pay é um aplicativo que chegou para trazer mais agilidade e segurança nas transações comerciais dos estabelecimentos. Ele é rápido, seguro e dispensa o uso de cartões. Através dele o cliente pode acompanhar o consumo em tempo real e não precisa enfrentar fila na hora de sair. Nosso app agiliza o atendimento e, consequentemente, gera maior satisfação no cliente”, afirma Teilor.

Além das facilidades para os clientes, o negócio é vantajoso também para os empresários na hora de receber, como explica Teilor. “Ele não é como muitos aplicativos, que recebem o valor e somente depois de retirar um percentual repassa ao cliente. Nós não temos nenhum envolvimento com os valores. Toda transação é efetuada diretamente do cartão do consumidor para a conta do estabelecimento”, enfatizou ele.

 

Para saber mais sobre a empresa acesse:

www.fast2pay.com.br

www.facebook.com/fast2pay

Ou entre em contato pelo fone: (54) 99138.4377 | contato@fast2pay.com.br

 

Fonte: Encatho&Exprotel

Ministro defende aval a cassinos e investimentos em parques temáticos

A indústria do turismo deve crescer cerca de 3% neste ano, mas poderia registrar um ritmo mais forte, disse o ministro Vinicius Lummertz, durante o seminário ‘Investe Turismo’, realizado em São Paulo, com apoio do Valor e O Globo.

Segundo ele, o setor precisa mudar a estrutura atual e a estratégia de operação para aumentar o tamanho dessa indústria no país. “Da forma com que está montado, isso é que o turismo vai entregar. Precisamos mudar o que temos hoje para termos resultados diferentes”, afirmou.

O Brasil, uma das dez maiores economias do mundo, recebe apenas 0,5% de 1,3 bilhão de turistas que viajam pelo mundo todos os an0s, 011 cerca de 6,5 milhões de viajantes por ano. Os brasileiros gastam US$ 18 bilhões no exterior, mas os estrangeiros despendem no Brasil US$ 7 bilhões, gerando um déficit da ordem de US$ 13 bilhões.

“O turismo é muito grande para ser deixado de lado”, disse, lembrando que o setor responde por 10,4% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial, gerando 20% dos empregos globais. “Nós temos vantagens comparativas para desenvolver a indústria do turismo”, disse. “Mas precisamos melhorar nosso ambiente de negócios”, afirmou.

Entre as medidas que estão sendo tomadas, Lummertz destacou 0 visto eletrônico para viajantes estrangeiros, a aprovação de acordo de ‘céus abertos’ com os Estado Unidos, a defesa da ampliação do limite do capital estrangeiro na aviação doméstica — hoje com teto em 20% – e a transformação da Embratur em uma agência de promoção do turismo com maior autonomia.

O ministro disse que o Brasil precisa explorar as oportunidades da tecnologia. “O turismo é tecnologia”, afirmou, destacando que após 0 Visto eletrônico ser implementado no Brasil para alguns países 0 número de Vistos concedidos para esses países — Estados Unidos entre eles – cresceu mais de 70%.

Lummertz disse que o Brasil é importante para o turismo porque os viajantes domésticos somam mais de 200 milhões por ano, com 40 milhões de turistas internos.

Ele defendeu a autorização dos cassinos no Brasil, apontando que o país poderia atrair mais de R$ 50 bilhões em investimentos e renda. “No mundo todo, os cassinos são permitidos. Portugal tem e é tranquilo. O Brasil não pode ser uma bolha”, disse.

O ministro também defendeu investimentos em marinas para estimular 0 turismo náutico e investimentos em parques temáticos. “Nós cobrávamos imposto sobre equipamentos de parques como se fosse um bem particular. Não fazia sentido”, disse.

 

Fonte: Valor Econômico

Eventos movimentam o turismo de negócio no Brasil

Durante exposição latino-americana, no Chile, Brasil se apresenta como destino de grandes eventos, congressos, feiras, exposições e reuniões de negócios.

 

O secretário nacional de Qualificação e Promoção do Turismo, Bob Santos, acompanhou na terça-feira (05), em Santiago, a apresentação dos destinos e atrativos brasileiros de Negócios e Eventos para 130 compradores internacionais que participam da Feira Internacional do Mercado de Reuniões e Viagens de Incentivo da América Latina (FIEXPO 2018). O encontro foi organizado pela Embratur, em parceria com o Ministério do Turismo, com o objetivo de atrair eventos para o Brasil e incrementar o segmento nos destinos nacionais. Entre os destinos brasileiros apresentados pela presidente da Embratur, Teté Bezerra, estão Fortaleza (CE), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Foz do Iguaçu (PR).

O Ministério do Turismo aposta no segmento de eventos como uma grande oportunidade de negócios para o turismo no Brasil. Na FIEXPO, o país está presente com um estande de 108 metros quadrados e apresenta a grande diversidade do país representado por 18 destinos turísticos e empresas privadas. A feira é considerada a mais importante do segmento de eventos na América Latina e reforça a integração dos países vizinhos para potencializar o turismo de negócios na região.

Bob Santos também esteve reunido com dirigentes da companhia aérea Amazonas, do Paraguai. Ele reafirmou a necessidade de ampliação da conectividade com o Brasil e reforçou a importância da integração de roteiros turísticos entre os destinos dos países vizinhos para atrair mais turistas de outros continentes para a América Latina. As Cataratas do Iguaçu e as Missões Jesuítas são exemplos de atrativos turísticos que beneficiam o Brasil, Argentina e Paraguai. Foz do Iguaçu (PR) é considerada o principal destino da região conhecida como tríplice fronteira.

Ainda durante a FIEXPO, o secretário, acompanhado do embaixador do Brasil no Chile, Carlos Duarte, esteve com o ministro da Economia, Fomento e Turismo do Chile, José Ramón Valente, e sua subsecretária de Turismo, Mônica Zalaquett. Na visão dos dirigentes do turismo brasileiro e chileno reunidos em Santiago, a iniciativa de integração latino-americana amplia os ganhos de todos.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Inscrições abertas para o evento sobre o Prodetur+Turismo em Florianópolis

 

Santa Catarina recebe, no dia 12 de junho, o primeiro evento de divulgação do Prodetur+Turismo, programa do Ministério do Turismo (Mtur) que oferece linhas de crédito com prazos e juros diferenciados para o setor, a partir da parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A abertura será às 9h, no CentroSul, em Florianópolis, com a presença do ministro do Turismo, Vinícius Lummertz e assinatura de contratos do Fundo Geral de Turismo (Fungetur).

O encontro foi incluído na programação do Congresso de Prefeitos da Federação Catarinense de Municípios (Fecam), que será realizado de 11 a 14 de junho. Interessados em participar das atividades podem fazer inscrição neste link.

Também estão confirmadas as presenças do governador de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira, o secretário nacional de Estruturação do Turismo, José Antônio Parente, o secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Tufi Michreff Neto e o superintendente do Sebrae em SC, Carlos Guilherme Zigelli.

Após a abertura, representantes do MTur, Sebrae e BNDES farão um painel sobre o fomento a projetos de desenvolvimento e estruturação do setor turístico no Brasil, seguido de debate e espaço para questionamentos. O encerramento está previsto para as 13h.

A parceria entre o Mtur e o BNDES visa impulsionar o turismo brasileiro, estruturar destinos turísticos nacionais, estimular o desenvolvimento local e regional, a geração de emprego, renda e a inclusão social, de forma sustentável. “Com o Prodetur+Turismo será possível acessar recursos para viabilizar projetos nas regiões turísticas do estado que já participam do processo de planejamento e que objetivam diagnosticar fatores relacionados a competitividade no mercado nacional e internacional de turismo”, destaca o secretário Tufí Michereff.

 

PROGRAMAÇÃO

9h – Solenidade de abertura (sala – Plenária Principal)
− Participação do ministro Vinicius Lummertz como Representante do Governo Federal;
− Assinatura dos Contratos de Financiamento do Fungetur (Ministro e Presidente do BRDE)

10h10 – Apresentação do Programa Prodetur +Turismo (sala – Plenária Principal)

10h30 – Apresentação do detalhamento do Prodetur +Turismo (Auditório Arvoredo)
− Apresentação do BNDES, MTur, ABDE e SEBRAE

11h30 – Debates (Auditório Arvoredo)
− Debates mediados pela ABDE ou BRDE

13h – Encerramento

 

Fonte: Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte

Portal do município Arroio Trinta, região turística Vale do Contestado

Ministério do Turismo seleciona projetos para elaboração de planos municipais

 Portal do município Arroio Trinta, região turística Vale do Contestado

 

Municípios que estão no Mapa do Turismo Brasileiro já podem pleitear apoio do Ministério do Turismo para a elaboração de Planos Municipais de Turismo. O objetivo é promover a articulação e o ordenamento turístico da localidade, visando a gestão e o monitoramento do Programa de Regionalização do Turismo (PRT). O Programa (Nº 5400020180012) estará aberto no Portal de Convênios do Governo Federal (SICONV), até 04 de julho, para o cadastramento de propostas, que vão dispor de um total de até R$ 1,7 milhão por meio de convênios com recursos de programação da pasta.

A seleção, que busca reforçar o Programa de Regionalização do setor, envolve cidades integrantes da última versão do Mapa do Turismo Brasileiro, instrumento que orienta a definição de políticas públicas e o repasse de verbas pelo MTur. Além disso, é necessário comprovar a existência e o funcionamento de um Conselho Municipal de Turismo, bem como o vínculo a uma Instância de Governança Regional, composta por representantes do Poder Público e da iniciativa privada.

As propostas devem ter o valor máximo individual de R$ 150 mil. A celebração dos convênios vai ocorrer conforme a disponibilidade orçamentário-financeira e a viabilidade técnica dos projetos, com prazo-limite de execução de 07 meses. A participação no processo também exige observância às portarias interministerial 424/2016 e MTur 39/2017.

 

Fonte: Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte